Transformando a sua vida! Seguir historia

arielo Arielo K

Bulma foi vítima de uma terrível violência. Agora traumatizada ela tenta se reerguer com a ajuda de Vegeta. De que maneira Vegeta ajudará Bulma? O que será que aconteceu de tão terrível com ela? Será que o passado realmente deixará Bulma em paz?


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 21 (adultos).

#Goku-Vegeta #Bulma-Vegeta #dbz #dragon-ball #VegetaxBulmaxGoku #trisal #yaoi #bissexualidade #violência #drama #romance #poliamor
6
5027 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 30 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Perigo eminente!



Naquele momento, em seu apartamento no centro da capital do oeste, Bulma estava encolhida num canto do quarto chorando de forma compulsiva mais uma vez, após ser brutalmente agredida por seu companheiro, Yamcha, que era um lutador de luta livre que passava a imagem de bom moço para todos, mas na realidade era um agressor covarde que adorava bater em mulher. Agora ela se arrependia profundamente de não ter ouvido o seu amigo Vegeta, que desde o início tinha a alertado sobre seu marido, sobre ele ser violento, porém ela tola, o afastou de seu convívio, como estava apaixonada acreditou em Yamcha e cortou as relações com seu melhor amigo.


A azulada ainda se lembrava de seu primeiro ano de casada, que tinha sido muito bom, porém tudo mudou para pior no segundo ano de casamento, ela ainda se lembrava da primeira briga feia deles por ciúmes da parte do lutador que tinha implicado com seu vestido. Naquela época Bulma deveria ter se separado dele, mas como o amava loucamente resolveu relevar, no entanto as coisas só pioraram, porque tudo tinha virado motivo para ela levar um tabefe, um soco, beliscões ou uma surra de cinta.


O pior daquilo tudo era que ela não tinha mais amigos para pedir ajuda e seus familiares com o tempo se distanciaram dela, pois Bulma os evitava a mando do seu esposo. Depois de tanto tempo, agora tinha se dado conta de como foi uma idiota. Seu pai foi o único que não tinha desistido dela, mesmo que ela o ignorasse e fosse evasiva quando dialogavam. Os dois trabalhavam juntos na empresa da família e ele sempre tentava conversar, principalmente quando viu as marcas roxas em seus braços e a maquiagem sobrecarregada que ela passou no rosto para esconder o olho roxo.


Depois de quase uma hora naquele chão frio, a cientista tentou se levantar, mas com muita dificuldade, pareceu que a surra que tinha levado daquela vez tinha sido bem pior que Yamcha costumava lhe dar, o desgraçado após bater nela tinha saído para a farra e só voltaria no dia seguinte, assim esperava. Um pouco trêmula, no entanto decidida, a azulada se levantou vagarosamente se segurando no guarda roupa, da onde tirou um casacão preto e vestiu sentindo muita dor, então caminhou devagarzinho até a sala, onde pegou a bolsa e de lá tirou seu celular, suspirou pensando para quem iria ligar, a imagem de seu amigo foi a primeira que veio a sua cabeça. Um pouco receosa ligou para o antigo número de celular de Vegeta, somente torcia para que aquele número ainda pertencesse a ele, senão estaria ferrada.

~~&~~

Vegeta recém tinha saído de uma reunião emergencial com a diretoria de sua empresa, já passava das dez da noite. Ele tinha que admitir que ultimamente sua rotina no trabalho talvez estivesse extrapolando todo o bom censo, até Goku tinha reclamado de seus horários malucos, que mal dava tempo deles se verem, pois quando chegava a sua moradia, seu companheiro estava dormindo, então só conseguiam ficar juntos nos finais de semana. De repente um barulho insistente faz com que Vegeta volte a realidade, percebendo que era seu celular vibrando, então mais do que ligeiro o puxou do bolso e ficou totalmente impressionado ao ver quem ligava depois de tanto tempo, sem hesitar logo atendeu.


- Vegeta Son Sayajin falando – Falou sério.


- Graças a deus é você... por favor me ajude Vegeta – Implorou Bulma numa crise de choro, mal conseguindo falar, deixando o moreno angustiado, pois apesar de estar furioso com ela, ele se preocupava e tinha saudades de sua melhor amiga.


- O que houve? Onde você está? – Questionou caminhando até o elevador, onde apertou para ir até a garagem.


- Yamcha me espancou, quase não consigo andar, eu estou muito machucada Vegeta, quero ir embora daqui, não quero mais ficar nesse casamento abusivo. Sei que errei ao me afastar de você e da minha família, peço que você me perdoe, por favor... me ajude – Murmurou desesperada.


- Tenha calma! Você mora no mesmo apartamento de quando você era solteira? Estou indo para aí, sente no sofá e não se mexa – Ordenou preocupado.


- Sim, não me mudei daqui, vou deixar o porteiro avisado para te deixar entrar, a porta vai estar destravada! Já estou sentada no sofá! Obrigada Vegeta, te aguardo... – Sussurrou Bulma antes de encerrar a ligação e com dificuldade caminhar até o interfone e conversar com o porteiro e depois destravar a porta, porém ao caminhar de volta ao sofá desmaiou no tapete da sala.

~~&~~

Vegeta correu com seu carro o mais rápido possível até a moradia de sua amiga, estacionou o automóvel no estacionamento de visitantes oferecido pelo condomínio de Bulma, como o porteiro o reconheceu lhe deixou entrar, pois tinha ordens da azulada. Ao entrar no elevador o empresário ficou apreensivo temendo o que encontraria naquele local, pois sabia que Bulma era frágil fisicamente e Yamcha era um brutamontes, suspirou tentando se acalmar, quando o elevador abriu no andar desejado, Vegeta em passos rápidos alcançou a porta do apartamento da amiga e adentrou rapidamente. Ao fechar a porta olhou cautelosamente para todos os lados, todas as luzes do local estavam acessas, de repente ao olhar para baixo notou alguns pingos de sangue no chão, apavorado os seguiu e o que viu na sala tirou o ar de seus pulmões.

-

Continua

18 de Septiembre de 2018 a las 02:42 1 Reporte Insertar 4
Leer el siguiente capítulo Não quero te perder!

Comenta algo

Publica!
Melly Ousbourne Melly Ousbourne
Gostei bastante da ideia da história! O tema é bem delicado, porém bem abordado pelo autor! Ansiosa para ler o próximo capítulo! Bjoosss!
18 de Septiembre de 2018 a las 00:34
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 2 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión