Inside you Seguir historia

BeatrizPFT25

Um pequeno incidente pode causar mudanças na nossa vida, e era isso que Midoriya, Bakugou e Todoroki iriam aprender de uma forma que não estavam à espera


Fanfiction Anime/Manga Todo público.

#boku-no-hero-academia #my-hero-academia #midoriya-izuku #Bakugou-Katsuki #Todoroki-Shouto #Sentimentos-subentendidos #deku
5
4.9mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo 1 - Inicio da Confusão

Estava tudo normal na academia U.A., aula de inglês e matemática antes do almoço, aulas relativamente normais para estudantes daquela academia. Chegou então a hora de almoço, foram todos para o refeitório enquanto conversavam animadamente sobre o treino que teriam no dia seguinte, aulas práticas eram o que a maioria dos estudantes do curso de heróis gostava.

Midoriya conversava alegremente com Uraraka, Iida e Todoroki, todos já tinham acabado de comer.

– Será que vai ser um treino individual? Eu gostava de experimentar! – Comentou Uraraka com entusiasmo.

– Eu gostava de praticar a parte mais estratégica em momentos de advertência, para trabalhar a parte psicológica. – Disse Iida gesticulando com os braços como sempre fazia.

– Acho que qualquer tipo de treino iria ser produtivo. – Comentou Todoroki com um semblante sério mas gentil.

– O que é que tu achas Deku-kun? – Perguntou Uraraka levantando-se.

Estava quase na hora de começar as aulas da tarde, por isso decidiram ir andando.

– Eu? Bem… Nós podemos aprender de qualquer tipo de treino, então concordo com o Todoroki-kun. – Respondeu Midoriya também se levantando, no entanto estava distraído que acabou por ir contra alguém. – Desculpa! – Prontamente Midoriya se desculpou e quando olhou para a pessoa contra a que tinha ido viu Bakugou com uma cara bastante irritada.

– DEKU, seu maldito! Não tens olhos na cara não? Precisas que eu te exploda para veres por onde vais?! – Bakugou estava claramente irritado por Midoriya ter ido contra ele, especialmente por ser Midoriya.

– K-Kacchan! – Gritou Midoriya surpreso pela pessoa contra quem tinha ido ser exatamente a pessoa que menos o suportava.

Bakugou estava pronto para ir contra Midoriya no entanto teve o seu pulso agarrado por Todoroki que reagiu rapidamente.

– Foi um acidente e ele já pediu desculpa, já não é suficiente? – Antes que pudesse largar o pulso de Bakugou o mesmo agitou o braço soltando-se violentamente.

– Também queres apanhar duas-caras?!- Respondeu Bakugou ainda mais irritado.

Nesse momento Todoroki e Bakugou estavam os dois em posição de combate, a qualquer segundo estavam prontos para desferir os seus golpes um no outro, sem quererem saber do local onde estavam ou das pessoas que se encontravam à sua volta.

– Todoroki-kun! – Chamou Midoriya, na tentativa de impedir a luta.

A situação estava a ficar um pouco mais séria do que devia, Midoriya simplesmente tinha ido contra Bakugou, tinha sido um acidente, ele até já se tinha desculpado e tudo, então porque é que Todoroki e Bakugou estavam prestes a entram numa luta?

– Sai da frente Deku! – Gritou Bakugou, ele não queria deixar o orgulho de lado, e nesta situação ele não poderia simplesmente parar a luta que estava prestes a iniciar com Todoroki, iria provar que se tornaria o número 1 e lutar com Todoroki iria ser apenas mais um desafio, que Bakugou acreditava que iria superar.

Já no caso de Todoroki não era bem o orgulho, mas sim para proteção, proteção esta destinada a Midoriya, pois desde que ele o tinha feito ver a sua peculiaridade com outros olhos e pensar de outra forma fazendo-o ter coragem para ir falar com sua mãe, resolvendo assim uma parte obscura do seu passado, e por esse motivo, Todoroki ganhou grande amizade pelo rapaz de cabelo esverdeado e por esse sentimento não podia permitir que Bakugou tentasse magoar quem o tinha salvo.

– Prepara-te seu maldito duas-caras! – Gritou Bakugou saltando em direção a Todoroki que se preparou para usar o lado direito do seu corpo para congelar o rapaz explosivo, mas no instante em que ia ativar a sua peculiaridade, Midoriya, sem querem que nenhum dos dois começasse um combate nem ali, nem naquele momento, nem por aquela razão, saltou para cima de Todoroki, atirando-o ao chão e sem que percebesse fez com que na queda, Todoroki, fosse contra uma rapariga que segurava alguns frascos e pelo encontro repentino desequilibrou-se deixando um dos frascos sair da sua mão em direção ao teto.

Bakugou ao ser surpreendido pela atitude de Midoriya acabou por se distrair no salto olhando para o frasco que sobrevoava as suas cabeças e caiu em cima de Midoriya e Todoroki, que estavam deitados no chão.

Instantes após cair, Bakugou sentiu algo a bater-lhe na cabeça, era o frasco que há segundos atrás estava no ar, e que ao colidir com a sua cabeça acabou por se partir, fazendo assim com que o pó que estava no seu interior caísse em cima do trio que ainda não se tinham levantado.

– Ahhh! Mas que porra é esta?! – Gritou Bakugou levantando-se e assim que ia sacudir o pó percebeu que o seu corpo, assim como o de Midoriya e Todoroki, tinha absorvido o pó de tonalidade amarela.

Bakugou virou-se extremamente irritado para a rapariga que tinha o frasco em mãos momentos antes, a rapariga olhava para os três com os olhos arregalados e a boca semiaberta em surpresa.

– O que era esse pó? – Perguntou Bakugou dando um passo na direção da rapariga, que assustada recuou, mas antes que pudesse responder a voz de um professor fez-se presente.

– Ei! O que se passa aqui? Vão para as vossas salas, vai tocar dentro de segundos. – Informou, e ao dizer isso todos os alunos começaram a ir em direção às suas salas.

Todoroki e Midoriya, que já se encontravam de pé, falavam enquanto iam para a sala.

– Desculpa Todoroki-kun, por minha culpa aconteceu uma confusão destas. – Desculpou-se Midoriya.

– Não te preocupes Midoriya, a culpa não é tua, mas agora o que mais me incomoda é aquele pó, os nossos corpos acabaram por o absorver e não tivemos oportunidade de falar com a rapariga para saber o que o pó faz. – Comentou Todoroki com a mão no queixo, pensativo.

– Sim é verdade, o melhor seria irmos procura-la no final das aulas. – Propôs Midoriya e Todoroki assentiu.

As aulas da tarde terminaram e como tinham concordado, Midoriya e Todoroki, foram à procura da tal rapariga, mas era difícil encontrar alguém numa escola tão grande, especialmente sem saber nada sobre ela, nem nome, nem turma, nem peculiaridade, nada! A única coisa que sabiam era a aparência e isso não os ajudava muito, o sol já se estava a pôr então eles acabaram por decidir que no dia seguinte a iriam procurar novamente, até ao momento nada tinha acontecido mas era melhor ter a certeza do que poderia vir a acontecer.

– Até amanha Todoroki-kun. – Despediu-se Midoriya acenando.

– Até amanhã. – Despediu-se também acenando.

E assim cada um foi para sua casa.

Mais tarde nesse dia, já de noite, Bakugou, Todoroki e Midoriya estavam deitados, já a dormir, e por conta disso nenhum deles reparou no brilho amarelo que os seus corpos adquiriram quando bateu a meia-noite, a poção tinha finalmente feito efeito, mas a pergunta no momento era: O que exatamente fazia aquela poção?

30 de Agosto de 2018 a las 13:31 0 Reporte Insertar 1
Leer el siguiente capítulo Capítulo 2 - Explicações

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 5 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión