Cuento corto
6
4.9mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

No banheiro?

Estava exausta, não esperava receber a visita de nossos amigos de colégio logo após a volta de Sasuke. A casa estava cheia afinal todos já tinham seus filhos, os pequenos não paravam quietos um segundo, e eu como uma boa "tia" concedia a eles muitos caprichos.


Preparava um delicioso molho de tomate próprio para o macarrão que Hinata e eu decidimos fazer, além dos outros preparativos para a refeição. Ver a expressão de satisfação no rosto de Sasuke ao comer, era tudo o que eu queria...


O toque firme em minha cintura tirou-me os pensamentos que começavam a vagar. - Vou roubar minha esposa um minuto. - Sasuke declarou sem desviar o olhar do meu um segundo sequer. Desliguei o fogo e o segui em silêncio.

Meu marido me levara até o banheiro mais próximo da cozinha.


- Está cansada? - Ele deixou um carinho em meu rosto.


- Um pouco.


- Eu não fazia idéia que viriam hoje. - Rimos frustrados, quando eles chegaram nós estávamos, digamos, naquele momento.


- Rápido! - Sasuke queria algo, eu o conhecia.


- Está bem. - Meu marido toma meus lábios no mesmo instante, dando início a um ósculo gostoso, que eu apreciava com gosto. Que saudade.


Nossas línguas brigavam com fúria em uma batalha que ambos sairíamos vitoriosos, puxava meus lábios o dando mordidas que me arrepiavam. E quando circulou minha cintura me espremendo contra seu corpo forte, nossos quadris começaram a se buscar.


O moreno puxou de forma rude meus cabelos da nuca, eu soube, Sasuke estava se segurando. Interessante.


Deslizei a mão direita por seu braço, peitoral, abdômen e quando iria o tocar fui impedida. Ele apenas negou com a cabeça escorada na parede. A essa altura, eu já estava distribuindo beijos e leves mordidas em seu pescoço tão deleitoso, era como se aquele local pedisse para ser venerado e eu o faria de bom de grado.


Abandonei as carícias apenas para sussurrar ao pé de seu ouvido: - Vou alivia-lo, no entanto a noite eu espero ser retribuída a altura. - Não foi preciso dizer mais nada. Meu marido conduziu minha mão até sua ereção protegida pelas roupas que usava.


Sem perder mais tempo - coisa que não tínhamos -. Abaxei-me em frente a ele, fazendo o mesmo com sua bermuda e cueca. Sorri satisfeita ao ver seu membro já bastante duro implorando por atenção, fazendo minha boca salivar.


- Me olhe enquanto o chupo. - Levo minha mão até a boca lubrificando-a com saliva, logo o tocando pela base, estimulando-o a medida que dava pequenas lambidas em sua glande vermelhinha. O olhar quente de meu marido faz minha pele esquentar.


- Espere. - Segurou meus cabelos, dando batidinhas em meu rosto com seu pênis. Em seguida roçando em meus lábios levemente sua glande necessitada que soltava um pouco de pré-goza. 


O abocanhei por inteiro sem paciência sentindo meus olhos lacrimejarem, e bom, não somente meus olhos. Iniciei movimentos de vai e vem, ora o engolindo por completo, ora fazendo sucções em sua glande inchadinha.


Sasuke estava tão duro, e sensível. Era impossível me manter indiferente a ele, a prova disso era a umidade crescente no meio de minhas pernas, que piorava consideravelmente a cada impulso de seu quadril em direção a minha boca.


- Espere.


- Como eu queria foder sua bocetinha agora.


- Você...


-Você me mama tão bem.


Aumentei as carícias de minhas mãos, enquanto continuava o árduo, porém gratificante, trabalho de fazer meu marido gozar apenas com a boca. Seu membro pulsava e os pequenos gemidos que ele deixava escapar denunciava o quão perto ele estava do ápice.


- Sua boquinha é tão gostosa.


E depois de um garganta profunda e uma forte sucção na glande, o Uchiha se derramou em minha boca. Engoli todo seu leite quentinho satisfeita.


Ajeitei suas calças, levantando enquanto o esperava acalmar a respiração. Deixei um selinho em sua boca antes de sair do banheiro como se nada tivesse acontecido. Mas não antes de ouvir: - Faremos isso mais vezes.


- Onde vocês estavam? - Naruto perguntou quando cheguei a sala de jantar onde todos estavam reunidos prontos para o almoço.


- Isso não é da sua conta Naruto. - A voz de Sasuke ecoou.


Atrás de mim estava meu marido, com sua melhor expressão neutra. Um de seus braços envolveu meu pescoço me puxando para perto.


- Após o banho, me guarde nua em nossa cama. Eu vou te chupar tão gostoso, que até os vizinhos vão te ouvir. - Beijou meus cabelos e se sentou junto a todos.

9 de Agosto de 2018 a las 12:44 3 Reporte Insertar 2
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
AP Ana Paula
Meu Deus amado! Gente... Que delícia de fanfic! Mina tu escreve muitooooo
4 de Agosto de 2019 a las 21:07
PU Priscilla Uchiha
Como assim fim? Autora posta continuidade ai...
25 de Febrero de 2019 a las 08:19
Metafora  Metafora
O acham de uma experiência melhor dessa cena com o vídeo que eu preparei para vocês? Garanto que irão gostar. Está na minha página do Facebook: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=868830693309388&id=831896977002760 Beijos 💋
9 de Agosto de 2018 a las 07:47
~