Cuento corto
8
4.7mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Your Body on My Mind


 — Você viu o que você fez?

 — Eu não tive culpa.

— Quatro anos tomando cuidado para que ninguém notasse, agora eu tô... Urgh! – Chanyeol ria da minha cara feito um idiota — EU TE ODEIO!

— Não pareceu isso ontem a noite... Tanto que você tá...

— PORQUE VOCÊ UM UM BRUTO!

— Não era eu que tava gritando por mais. E nem vem falar, você cortou a minha boca e também me marcou.

— Olha, não quero mais falar disso. – suspiro.

— Eu vou lembrar sempre... Foi a nossa melhor transa. – sorriu safado.


~ Flashback On ~


A gente mal tinha saído do Evento e Chanyeol me prensava em uma parede a cada dois segundos, apertava a minha bunda e sussurrava coisas safadas no meu ouvido.

— Para com isso, daqui a pouco vão ver a gente.

— Não ligo, eles sabem muito bem o que vamos fazer hoje a noite - mordeu minha orelha - Tô com tanta saudade de você, faz meses que não temos uma pausa.

— Chanyeol, te controla, senão eu não libero nada.

— Ta, ta... é que eu queria aproveitar cada segundo.

— Já saímos mais cedo, aproveita na cama.

— Nossa... Você tá tão...

— Não. Diga. Nada!

Entramos no carro de Chanyeol e saímos pela porta dos fundo onde não tinha fãs... até onde eu sei.

Ligamos o rádio em um som bem alto, era uma rádio de música pop, as melhores do momento. Ver que tocava muitas músicas do EXO me deixou tão feliz que eu coloquei a cabeça para fora do vidro, queria sentir aquele sentimento de... liberdade.

— Volta pro carro Baekkie.

— Não enche, aproveita também...


[...]


Chanyeol nos levou para um apartamento na praia, bem longe de tudo e todos. Nosso andar era a cobertura, mas Chanyeol e suas mãos bobas não conseguiam aguentar nem um pouco, a gente estacionou o carro e ele já tinha me prensado contra a parede do estacionamento, contra a porta do elevador, a parede do elevador e a porta do apartamento.

— Tem câmeras aqui, vão ver a gente.

— Baekkie, só por hoje esquece que a gente é famoso e que o mundo existe, só por hoje. - sussurrou contra meus lábios.

Chanyeol abriu a porta do apartamento com a senha, que era a nossa data de aniversário de namoro, algo meio idiota, mas eu amava isso.

Ele chutou a porta para que a mesma se fechasse, Chanyeol apertava a minha bunda a todo instante, como se, sei lá, parecia que tava tentando massagear, mas eu acabei por rir com isso e morder seu lábio inferior, o sugando para dentro da minha boca.

— Eu tô com tanta saudade de sentir você, tanta saudade de seus beijos, seus braços. - ele dizia distribuindo beijos pelo meu corpo de forma afoita.

— Eu já to aqui.

— Eu sei, mas... Eu te amo tanto.

Chanyeol me pegou no colo e me levou para o quarto, parando a cada parede para que pudesse me beijar.

Beijar minha boca.

Meu pescoço.

Meu peito.

Minha barriga.

Quando chegamos ao quarto poucas peças de roupa restavam, mas apesar de afoito ele tirou tudo com carinho, entre um beijo e outro, um chupão e outro.

Chanyeol me deitou na cama e retirou minhas calças, beijando minhas coxas, marcando-as com seus dentes levemente, sugando e deixando marcas avermelhadas.

— Channie... - suspirei.

Ele subiu os beijos novamente, parando em meus lábios e os tomando com desejo.

Me agarrei as suas costas e não consegui evitar apertar sua pele, arranhar aquele local, era tão bom saber que ele estava entre meus braços.

Não só quando brincamos, quando parecemos melhores amigos.

Mas em momentos como esse, quando sinto meu corpo quente, não consigo parar de suspirar a cada beijo, quando o sinto perto de mim, quando posso amá-lo de verdade.

Abracei Chanyeol com toda a minha força, eu o amava tanto, tonto.

Seus olhos eram tão lindos. Eles eram os espelho de sua alma, e nesse momento eles estavam vidrados em mim, olhando só a mim.

Eu já não era tão delicado, o amava, e por isso o queria naquele minuto, me livrei das calças de Chanyeol e sentei em seu colo, rebolando e deixando nossos membros ainda mais eretos, já molhando minha boxer branca.

Beijei Chanyeol com vontade, enroscando sua língua com a minha de uma forma que nunca tinha feito. Sugando seus lábios, lambendo até mesmo sua bochecha. Descendo os beijos por seu queixo, sugando e deixando minha marca em seu pomo de adão.

Chanyeol me virou na cama e tirou minha cueca, mordeu meu pescoço e arratou seus dentes por meu abdômen que se contraia a todo momento.

Minha pele estava arrepiada e eu estava ofegante. Por que ele tinha que torturar tanto?

— N-não podia... só meter?

— E estragar a brincadeira? Não.

Gemi ao ter minhas bolas sugadas para sua boca.

Chanyeol arrastava seus dentes pelo meu períneo e sugava minhas bolas.

— Channie... eu quero te sentir.

Isso parecia uma frase tão idiota, mas fez Chanyeol enfia a língua deliciosa que ele tinha em um ponto mágico. Eu me agarra as cobertas feito louco enquanto ele me lambia todinho, aquilo era tão....

— CHANYEOL!

Chanyeol pegou um tubo de lubrificante que estava.... ahn... não faço ideia... mas ele estava com os dedos lubrificados quando começou a adentrar meu corpo. Colocou dois dedos de uma vez. Doeu? Um pouco. Mas foda-se, em alguns minutos eu ia estar revirando os olhos quando ele estivesse dentro de mim.

O que não demorou a acontecer, Chanyeol passou lubrificante em seu pênis e começou a adentrar meu corpo vagarosamente. Às vezes escapava, o que me deixava louco, parecia que ele queria me torturar, queria que eu berrasse o quanto era bom quando ele me fodia com força.

Chanyeol voltou a marcar meu pescoço, enquanto começava a se movimentar lentamente.

— A-as marcas... Não pode...

— Shh... Só... - estocada - Nós... - estocada - Dois...

Ele aumentava e diminua o ritmo, acertando minha próstata vez ou outra.

Ele gemia rouco no meu ouvido e estocava forte, me abraçava e me beijava.

Eu arranhava suas costas e rebolava de encontro ao seu corpo. Chanyeol era gostoso demais para ser real.

Em uma estocava mais bruta em meio ao beijo acabei por morder seu lábio forte demais, ao ponto de poder sentir o gosto ferroso em nossos bocas, mas isso não nos fez parar, não, nunca.

Nosso beijo seguiu ainda mais sedento, suas estocadas cada vez mais fortes, eu revirava os olhos e puxava seus cabelos, arranhava sua nuca.

— Ahn Chan...

— Fica de quatro pra mim... Eu quero....

Assim que fiz como o solicitado Chanyeol me agarrou pela cintura e penetrou de uma única vez, fazendo movimentos rápidos como se fosse gozar... Mas me torturando quando começava a a fazer movimentos lentos... lentos demais.

Em um de seus movimentos rápidos ele me puxou pelos cabelos, fazendo com que eu cavalgasse em seu pau, deixando meu pescoço exposto ao seu bel prazer, fazendo mais marcas e me jogando na cama de novo.

— Mais Chan... mais...

Segurou minha cintura com firmeza mais uma vez e começou a estocar rápido, dessa vez em um ritmo frenético. Eu não precisei nem me tocar para gozar em jatos fortes e cair de cara no travesseiro, esperando Chanyeol chegar ao seu limite.

Não muito tempo depois ele chegou, caindo exausto do meu lado.

— Meu Deus Baekkie... Vocês está gostoso demais... Eu... A gente nunca fez isso... assim... - disse ofegante.

— Pois é... foi maravilhoso.

— Só espero que não fique marcas.


[...]


"Oppa, oppa, o que acontece? Por que está andando assim?"

"Oppa, o que foi isso em sua boca?"

"Oppa seu pescoço..."

"Oppa, oppa, nos digam o que aconteceu! Vocês estão bem?"

~ Flashback Off ~


— É realmente foi nossa melhor transa... boa demais! - sussurrei para mim.

— Então esquece isso. Elas surtam por nada, demos motivos, só isso. - deu de ombros.

— Mas...

— Esquece o mundo... Só nós okay?

— Tudo bem. Eu te amo tanto. - beijo seus lábios com uma mistura de beijo e carinho. - Bom, estão falando da gente então... Acho melhor a gente fazer de novo e aproveitar bem.

— Com toda a certeza!

26 de Junio de 2018 a las 19:32 1 Reporte Insertar 2
Fin

Conoce al autor

Avallon Jae sou a _Avallon do Spirit e estou aqui agora tambem, estou onde meus leitores estao. Esse site me parece ser bem complicado, mas vamos ver o que conseguimos fazer.

Comenta algo

Publica!
nessa Athena nessa Athena
Meu deus, como eu nunca li essa preciosidade de oneshot no Spirit???????? Aaaaa, eu amo suas fic/shot!
10 de Julio de 2018 a las 11:16
~