Malandramente Seguir historia

tiotobirama brener Silva

Hashirama acorda cedo com lembranças não muito boas da noite anterior, porque uma ruiva malandramente o vez ficar fissurado, e malandramente ela foi embora.


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18.

#hasiramaxmito #mito #hashirama #hashimito #fns #VemproBaileFNS #FNSdoCatucadao
7
5.0mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Nos se vê por ai.

Hashirama

Eu acordei com uma ressaca daquelas, não devia ter bebido tanto no baile ontem, mas depois doque aconteceu eu precisei beber um pouco, levantei com a cara mais amassada do mundo, meu cabelo de Wesley safadão, como minha mãe gosta de dizer, estava bagunçado, olhei para minha cama mais bagunçada ainda, fui ao banheiro fazer tudo que tinha que ser feito e tomar um banho eu to de folga do meu trampo hoje então só vou dormir e descansar depois de ontem eu preciso.

Depois do banho pus uma camisa branca e uma bermuda velha verde, me sentei no meu sofá, moro sozinho desde que terminei o ensino médio que fiz com técnico, sabe minha mãe e meu criaram quatro pivetes na raça eu como mais velho sempre vi os perrengue que eles passavam então quando deu arrumei um trampo e sai de casa, é claro que continuei ajudando eles, o tempo passou meus irmãos também cresceram, Tobirama o que vem depois de mim “mora” comigo, uso aspas porque ultimamente ele mais vive na casa da mina dele, uma ruiva com o gênio igualzinho o gênio cretino dele, bem, mas mesmo assim dividimos as contas e ajudamos os velhos, Kawarama é terceiro de cima pra baixo, ele mora com o namorado dele em Osasco os dois trabalham com montagem de som e estrutura, já o mais novo Itama esse ainda mora com nossos pais, mas ele tá tentando a carreira de Mc, ele ainda tá começando, mas o moleque é bom.

Eu liguei a tv e fiquei matando um pouco de tempo assistindo um filme que passava na tv, peguei meu celular pra ver as mensagens, mas não tinha nada novo a última mensagem era da mina mais sensacional que eu conheci e o motivo de eu ter dormido mal. Nesse momento Tobirama chegou, com aquele sorriso de idiota que tá de que tá completamente apaixonado, ele não admiti.

-Ei idiota, você vai assim pra mãe e pro pai? – eu estranhei.

-Que? – ele riu debochado.

-Depois eu que sou o agitado que não preta atenção nas coisas – ele pegou o celular – grupo da família animal – olhei no celular dele e tinha uma conversa sobre um churrasco na casa dos meus pais e o Tobirama ia apresentar a mina dele pros meus pais.

-Aaaaaaaaa, vou assim mesmo – ele riu de canto.

-É melhor não, a Hime vai levar a irmã dela quem sabe você não conversa com ela – eu ri.

-Hime? – ele fechou a cara – a cara eu não quero nada sério agora, ontem eu conheci uma mina daora que sei lá parecia legal, mas ela teve que sair do baile na hora que a gente tava trocando ideia, tomo isso como um sinal pra não me amarrar com ninguém e tem mais cara não é porque o Kawarama namora o primo da tua mina que eu tenho que namorar alguém da família deles também.

-Bem você que sabe, mas sinceramente vou te falar, tu vai se arrepender – ele falou e foi para o banheiro, isso me deixou meio com um pressentimento que eu devia me arrumar, to parecendo a minha mãe falando, então decidi me arrumar mais pra ir, prendi o cabelo e pus uma camisa vermelha e uma calça jeans boa que eu tenho – parece que alguém decidiu ir – Tobirama falou saindo do banheiro.

-Calado.

Saimos do nosso ap, eu fui de carro e Tobirama de moto, demoramos cerca de meia hora pra chegar em Osasco onde a minha mãe e pai moravam, essa não era casa que a gente cresceu, lembra que eu disse que todos ajudam os velhos? Com todo mundo, inclusive alguns amigos da família construímos essa casa pra eles, entramos e vimos logo nossa mãe, Dona Tsukiyama, os mesmos cabelos albinos do meu irmão e tenho que dizer minha mãe não aparenta a idade, tanto na aparência quanto no gênio escandaloso.

-Olha se não são os filhos mais desnaturados do mundo – ela deu um gancho em cada um de nós – Wesley safadão, cretino, precisa que eu faça algo pra vocês virem aqui e no seu caso Tobirama é ainda pior, eu preciso que o namorado do seu irmão me fale que você ta namorando a prima dele.

-Foi mal mãe eu ia te contar, a gente não tá sua época que tem que conhecer os pais no dia que começa o namoro – ela puxou nossas orelhas com força torcendo.

-Tá me chamando de velha? – ela falou olhando para o meu irmão.

-Porque eu também to levando um puxão? – ela soltou.

-Porque é um desnaturado safado que não quer saber de relacionamento sério, vocês dois vão aos mesmo lugares porque só o cretino do seu irmão arrumou alguém? –ela falou me encarando.

-É que eu – ela virou de costas.

-Quer saber deixa pra lá por enquanto, vamos o pai de vocês já começou.

Eu e Tobirama nos olhamos e rimos, mesmo sendo dois marmanjos ela ainda trata a gente feito os dois pivetes que arrumavam confusão. Quando entramos vi meu pai na churrasqueira e o namorado do meu irmão conversando com ele, cumprimentei meu pai e Nagato e fui me sentar perto da “tropa” como a gente chamava nosso grupo desde pequenos, eu, Tobirama, Kawarama, meu amigo de infância Madara e o irmão dele Izuna com quem meu irmão sempre se estranhou, mas quando precisava de amigo pra porada os dois eram os primeiros a ir ajudar um ao outro e por ultimo meu irmão mais novo Itama que era o pivete da tropa.

-Fala bando cuzão – falei me sentando e dando um tapa em Madara que devolveu um soco no meu ombro.

-Ai corno – ele falou rindo em seguida.

-Então o floco de neve finalmente tá de quatro por uma mina? – Izuna falou já criando o clima de treta usual entre ele e Tobirama.

-Fiquei mesmo, pelo menos eu tenho branca de neve – falou se sentando devolvendo a provocação.

-Tá de quatro então ela pode ficar te enrabando com um vibrador – falou fazendo Tobirama, ficar com raiva.

-Primeiro, quem gosta dessas paradas é esse aqui – apontou pro Kawarama.

-Gosto mesmo – Kawarama falou.

-E segundo pelo menos eu não sou a branca de neve e ficou com a teoria das sete – Izuna riu.

-Eu to nessa teoria sim, sete minas né? – Tobirama riu.

-Sete picas no seu cú – Izuna gostava de zuar com Tobirama, mas sempre deixava essas brechas.

-Gostei dessa teoria – Kawarama falou rindo.

-Gosta o cacete – falou Nagato chegando até a gente – você só precisa de uma.

-Vão para um quarto vocês dois – eu falei e os dois começaram a chiar pra mim.

-Iiiiiiii tá assim por causa do pé na bunda de ontem – eu olhei pra eles.

-Espera o senhor maderada, o cara que diz que cata quem quiser levou um pé ontem no baile? – Madara falou rindo da minha cara.

-Cala a boca, eu só... não peguei a mina que eu tava trocando ideia ontem – todos se entreolharam .

-Pé na bunda – falaram juntos.

-Vão se foder – falei olhando bravo – deixa eu contar a historia.

Hashirama – Ontem 22h00min

Hoje é sexta, dia de ficar muito loco, de beber e curtir, de aproveitar e sair pra noite, dia de virar o Batman, depois de uma semana de trabalho puxado o pai aqui vai aproveitar a noite como nunca. Hoje meu irmão mais novo vai cantar em um baile funk em Osasco, nada demais o moleque tá começando, mas conseguiu entradas na faixa e um open bar maroto pra nossa tropa.

Eu e meu irmão Tobirama estávamos chegando ao lugar junto com a nossa prima mais nova Tõka, ela tem o cabelo castanho e é consideravelmente alta, o lugar estava cheio, vários cara e varias mina curtindo um funk, puxei meu celular e perguntei pro pessoal onde estavam nos encontramos perto de onde vendiam bebidas.

-Fala bando de cuzão – cheguei cumprimentando todos.

-Fala vacilão – Madara veio e quase me deu um soco era assim que quase sempre a gente se cumprimentava, terminei de cumprimentar todos.

-EI dois traidores, vocês perderam a minha musica – Itama falou olhando para nos dois bravo.

-A gente trabalha pivete – falei pegando o boné dele.

-Exato, a mãe sabe que você pintou o cabelo de preto em uma metade só? – Tobirama perguntou.

-Ela que pintou – falou com um sorriso, mesmo já tendo 18 esse daí é o mimado da família.

-Parece melhor que essa cor cretina do Tobirama – olhamos para o lado e vimos uma ruiva linda abraçando o Tobirama por trás, ela estava com uma blusa decotada sem manga vermelha e um short curto preto.

-A cor que você gosta sua ruiva petulante – começamos a rir Tobirama volta e meia metia essas coisas antigas quando falava – tão rindo doque cuzões? – Tobirama segurou o braço dela deu a volta e a abraçou por trás – Essa é a Hime a minha mina – eu conhecia ela de vista e pelas fotos que o Tobirama mostrava, mas era a primeira vez que eu a via.

-Sua? Quem disse que sou sua? – falou provocando o meu irmão.

-Você o mês inteiro na cama – ela riu e beijou meu irmão.

-Cretino – deu um tapa nele.

-Bom prazer Hime – falei.

-Foi bom te conhecer, mas eu não sei quem é essa mina linda do teu lado Hashirama – Madara falou olhando pra minha prima.

-Ai Mada... – Touka me deu uma cotovelada e foi para perto de Madara.

-Touka prima desses idiotas – falou colando perto dele.

-Prima? Como pode ser parente deles sendo tão linda? – falou e antes que alguém falasse algo Touka pegou Madara pela manga.

-Vem comigo vou te contar como sou tão linda – os dois sumiram no meio da galera.

-Filho da puta – falamos os quatro irmãos juntos, Hime riu e Izuna reclamou.

-Ei – olhamos pra ele e começamos a rir em segundos ele acompanhou.

-Bom oque a gente podia fazer? – falei e todos deram de ombros.

-O tio não vai gostar – Itama falou.

-Olha eu zoou ele, mas o Madara não é nem louco de aprontar nada ele sabe que o nosso tio é policial – falei e todos concordaram.

-A Tobirama – Hime chamou meu irmão – eu esqueci de te falar a minha ... – nesse momento eu nem ouvi oque a namorada do Tobirama falou.

Quando eu olhei para o lado vi uma ruivinha rabuda linda, ela era baixinha, mas não muito, era como uma deusa cara, os olhos perfeitos uma boca linda, de camisa sem manga branca e uma shortinho vermelho que deixava as pernas delas maravilhosas, eu só sei que dei uma disfarçada e fui até ela, quando ela pos os olhos em mim ela deu um sorriso a com tanta beleza que eu retribui, daí a novinha me olhou de novo e malandramente começou a seduzir, ela grudou no balcão de bebida e toda hora olhava pra mim enquanto esperava, sorrindo com malicia, quando eu cheguei perto fiquei de lado apoiado no balcão e olhei pra ela, a ruivinha se virou e sorriu.

-Ai Zetsu – falei pro barman – eu pago a bebida dela.

-Você que sabe – ele falou.

-Valeu – ela riu leve pegou a bebida molhando os lábios – paga a bebida pra toda mina que vê?

-Não só pra ruivinhas maravilhosas que eu não conheço – ela riu e me ofereceu a bebida.

-Você vê muita delas por aqui? – ela falou colando em mim.

-Você hoje – falei e tomei um gole – Hashirama e tu?

-Mito - ela veio e me deu um beijo na bochecha.

Começamos a trocar Ideia e ela era sensacional e rebolando aquela raba era de delirar, ficamos nessa por um tempo, ela me contou que veio do interior com a mãe e a irmã mais velha, era sensacional o papo dela, depois de um tempo saímos pra um lugar mais calmo e começamos a nos pegar um pouco a boca dela perfeita cara, dali eu senti que só falava um pouco pra eu elevar ela pra minha casa.

-Tu é gostosa demais ruiva – ela riu e me beijou.

-E você é viciante – ela voltou a me beijar.

-Quer se viciar de vez ruiva? – falei puxando o quadril dela e a colei ainda mais.

-Oque tá sugerindo? – ela falou maliciosa.

-Vamo pro meu... – senti algo vibrar na cintura dela em contato com a minha.

-Meu celular - ela se afastou e fez uma careta – minha mãe tá ligando, tenho que ir – ela rápido deu um beijinho na minha bochecha.

-Mas ei – ela me olhou.

-Tenho que ir gato – falou e saiu, bem na hora de levar madeirada a novinha meteu o pé pra casa.

Hashirama – agora.

-Para tudo você tá me dizendo que o senhor madeirada que pode pegar qualquer uma simplesmente levou um pé na bunda – a porra do Madara falou.

-Cala a boca Madara você fala isso porque pegou a minha prima ontem – falei e ele riu.

-E eu agradeço nunca vi uma mina tão boa – nos quatro olhamos torto pra ele – oque?

-Mas ela nem te mandou nada um recado talvez? – Kawarama falou.

-Mandou um recadinho no whatsapp – falei e peguei o celular.

-Oque? – dessa vez Izuna perguntou.

-“Nos se vê por ai”, seja lá oque isso significa – Kawarama me olhou.

-Mas como ela pegou teu numero? – olhei pra ele e respondi.

-Não sei talvez outra mina no baile que me conhece – falei e Tobirama riu – oque foi cretino?

-Foi uma outra mina – ele riu e se levantou – você vai entender quando a Hime chegar.

Eu fiquei lá sentado sem entender, até fui falar com Tobirama, mas o safado me ignorou por mais de uma hora, até a namorada dele chegar, eu já tinha desistido de falar com o Tobirama, quando depois da namorada dele a ruiva de ontem entrou daí eu liguei as coisas, a namorada do Tobirama era a irmã mais velha da Mito, a então foi o Tobirama que deu meu numero pra namorada e ela deu pra Mito. Enquanto todos estavam conversando com a Hime eu disfarcei como no baile e fui pra perto da Mito.

-Eai nos se vê por ai? – perguntei e ela riu.

-Sim se você quiser – eu abaixei até o ouvido dela.

-Pode apostar que eu q uero.

24 de Junio de 2018 a las 00:21 3 Reporte Insertar 3
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
Will Black Will Black
18 de Agosto de 2018 a las 17:50
Ariane Munhoz Ariane Munhoz
O BERRO QUE EU NAI TO DANDO COM ESSE KAWARAMA DE OSASCO! Nossa, o ship é HashiMito, mas KawaNaga brilhou aqui! Adorei a ideia da historia, esse Hashirama todo largadão indo pro baile funk e essa mãe dela uma onda kkk a fic toda é mto divertida, engraçada e a cara dos cretino. Adorei Madara e Izuna aqui tb! Itama muito cheirando a leite, pivete no meio dos reis AHAUSBSAU adorei, Brener!
28 de Junio de 2018 a las 06:42

  • brener Silva brener Silva
    Aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa eu tô muito fora de mim, que bom que você gostou, como a música tem pouca coisa pra adaptar pra ficar legal eu peguei essa galera toda e pus em Osasco kkkkk valeu mesmo 28 de Junio de 2018 a las 07:54
~