Máscaras que mentem Seguir historia

patahime Beta Luis

"[..] O dia é apenas outra máscara, outrora nunca real. Nunca será. Aqui e agora, pergunto-me sobre quantas vezes contaram-me verdades e quantas vezes cuspiram-me mentiras. [..]"


Cuento No para niños menores de 13.

#angst #desabafo #original #inkdisney
Cuento corto
0
326 VISITAS
Completado
Tiempo de lectura
AA Compartir

Máscaras que mentem

Desafio Inkdisney.

Mulan: Imagem.

Em dedicação à uma amiga que suicidou-se recentemente, pressionada pela sociedade sobre suas escolhas e seu futuro.

Espero que goste, Sofia.

______________


Seja rápido, eles vão perceber.

Jardins escondidos diante à selva de etiquetas.

Nós corremos tão rápido, por nada. Nada mais que mentiras.

Através de uma máscara há olhos vazios, onde as trevas encontram forças para crescer. A minha luz contida, onde está? Não a encontro faz anos.

O dia é apenas outra máscara, outrora nunca real. Nunca será. Aqui e agora, pergunto-me sobre quantas vezes contaram-me verdades e quantas vezes cuspiram-me mentiras.

Acreditar em tudo é idiotice, mas, oh, como eu gostaria de acreditar.

Apenas um jardim afundado, onde a escuridão floresce.

Vejo todos usando máscaras, culpo-os, mas ao mesmo tempo compreendo-os. Vista a máscara, ela é sua. Leve-a para o túmulo afinal, outra vida é desperdiçada.

Porcelana é colocada sobre o calor de nossas peles. Não podemos deixar quebrar. Há mentiras demais que vão ser espalhadas janela afora.

Mas como eu e você, você e eu, máscaras são inúteis. Elas sangram nossa luz.

É um mundo profundo e escuro lá fora, mas aqui estamos seguros. Bem longe das mentiras que nos cortam todo dia, toda hora. Fechando os olhos para os sorrisos errôneos. A imagem deles está em jogo, o jardim aparenta nobreza.

Há uma luz pesada de carregar. As sombras estão mais perto.

As máscaras sangram com os cortes da cimitarra do ceifeiro. Jogadas à cova, aleatoriamente. Um dia será nossa vez, vamos ter que carregar essa fraude até o fim. A noite floresce novamente.

Elas sangram nossa luz, sangram nossa luz.

Um dia, fora da névoa que nos dizem, iremos ser aquilo que nascemos para ser.

Quando as máscaras do universo queimarem, a antiga luz retornará e as crianças poderão beber de sonhos onde pessoas não mentem mais.

Mas isso são mentiras lúcidas. Vamos guardar essa imagem e nos esconder no jardim afundado.

Um novo dia desperdiçado, apenas outra vida deixada para trás.

13 de Junio de 2018 a las 00:56 5 Reporte Insertar 4
Fin

Conoce al autor

Beta Luis Escrever na companhia de uma caneca de Nescau é para poucos, e com uma playlist calma e agradável? Quem sabe. Tragédia e humor são minhas categorias favoritas, já que mais se assemelha à realidade dos seres humanos hoje em dia. Ainda com muito a melhorar, mas dando meu melhor, aqui estou eu.

Comenta algo

Publica!
Ink Escrita Ink Escrita

Olá. Primeiro de tudo, sentimos muito pela sua perda, sua homenagem foi linda. Você conseguiu expressar tudo de forma bem intensa, todas os sentimentos conflituosos de acreditar ou não acreditar nas pessoas, a esperança e a desilusão por saber que nada vai mudar. Essa história toca nossos sentimentos ruins, aqueles que foram reprimidos para evitar crises existenciais, e nos faz refletir sobre como a liberdade é uma doce ilusão e como somos ingênuos por acreditar nisso, como mentimos para o mundo e para nós mesmo para sermos aceitos na sociedade que também é coberta por máscaras... Você escreveu tudo de forma poética e interpretou a música de uma nova perspectiva, nós achamos apenas que a música em si ficou um pouco fora de foco. É uma pena porque a história em si é maravilhosa, e nós realmente gostamos, mas o detalhe do desafio sobre a música acabou sendo um dos nossos critérios de desempate e por isso a sua e a de outros autores não foram escolhidas. Mas nós queremos dizer que, embora façamos um top 10, a sua história não ter entrado não tira em nada a qualidade dela. Bem escrita, poética, sentimental, uma mensagem forte e coerente. Parabéns, sua história é maravilhosa. Obrigada por ter participado do desafio e ter compartilhado a sua história com a gente. Mais uma vez, lamentamos sua perda e esperamos do fundo do coração que você fique bem <3
23 de Junio de 2018 a las 11:57
E C E C

Olá, eu não conhecia Sofia e ainda assim eu vejo por meio do que escreveu o quão difícil foi para ela e para você em escrever isso. Eu sinto muito por sua perda, mas você entende Sofia e essa homenagem é belíssima. Confesso que me identifiquei com todas as frases e letras porque na maior parte do tempo a gente vive uma mentira. Mentira essa que muitas vezes impuseram em nós. Máscaras que nos corrompem. Obrigada por tê-la escrito e ainda por dividir conosco.
18 de Junio de 2018 a las 19:44
Crazy Clara Crazy Clara

Lamento por sua amiga. Pessoas podem ser tão cruéis que chega a parecer um pesadelo. Gosto de pensar que fazendo meu melhor incentivarei outra pessoa a fazer também. Ideia ingênua, é. Mas de algum lugar a gente tem que começar, nem que seja por nós mesmos. Certo. Que escrita poética. Triste, mas que não deixa de ser lindo, igual aquela árvore solitária das imagens com neve. É uma reflexão muito linda, obrigada por compartilhá-la.
16 de Junio de 2018 a las 22:22
Daniela Machado Daniela Machado

Primeiro, eu sinto muitíssimo pela sua amiga e espero com todas as forças que essa história tenha te ajudado a colocar para fora. Segundo, menina você escreve muito bem! Cada palavra colocada ali me faz sentir tanta emoção que eu perdi a conta de quantas vezes fiquei arrepiada lendo. Eu amei! Parabéns pela história <3
16 de Junio de 2018 a las 21:45
Nicca X Keehl Nicca X Keehl

Nossa que profundo, meu Deus... Que maravilha, que escrita gostosa... Parabéns pela história e sinto muito pela sua amiga, colocar para fora as vezes é a melhor saída...♥️
13 de Junio de 2018 a las 09:02
~