Monstros S.O.S Seguir historia

J
Jay Jay


Já faziam exatos três dias que o pequeno Yixing não voltava para casa e por isso os monstros que viviam embaixo de sua cama e dentro de seu armário começaram a ficar preocupados com o garotinho e decidiram sair à procura dele. [ COMÉDIA | FLUFFY | EXO-K + YIXING]


Fanfiction Todo público.

#Monstros-S-A #suho #kai #lay #D-O #chanyeol #sehun #exo
Cuento corto
35
5.3mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

O que aconteceu com o Yixing?

“KyungSoo” Chanyeol sussurrou embaixo da cama para que ele ouvisse de dentro do armário “KyungSooooo” sussurrou novamente fazendo o monstrinho revirar os olhos e abrir uma das portas.

“O que foi Chanyeol? Estou tentando dormir se não percebeu” respondeu impaciente.

“Estou preocupado” deitou-se no chão gelado e encarou as madeiras que suportavam o colchão da cama que estava acima de si “Já fazem três dias que o Yixing não volta pra casa, já fazem três dias que não assusto ninguém!” disse inconformado, erguendo três dedos para cima e mostrando para KyungSoo como forma de enfatizar sua fala.

“Ou seja, três dias de folga” o monstrinho deu de ombros e fechou a porta do guarda-roupas novamente “Boa noite Chanyeol.”

Frustrado com o descaso de KyungSoo, Chanyeol saiu debaixo da cama após averiguar que nenhum humano estava entrando no quarto, o monstro grandalhão de pelagem vermelha com bolinhas brancas e presas inferiores para fora da boca se levantou e bateu na outra porta do guarda roupa.

“Baek! Jongin!” Ao abrir a porta deu de cara com um monstrinho peludinho pequeno de pelagem cor de rosa dormindo em pé enquanto o outro peludinho que se assemelhava a uma bola de pelúcia extremamente adorável e de pelos branquinhos coçava os olhinhos com sono.

“Yeoliee o que foi?” perguntou o alvo enquanto bocejava e descia da cabeça de Baekhyun, pulando no chão e olhando para cima com os olhinhos ainda muito sonolentos.

“Estou preocupado Nini!” começou a andar em círculos pelo quarto, Baekhyun que acabara de acordar tentou acompanhar os movimentos do mais alto mas acabou ficando tonto e caiu no chão do armário, logo rolando para fora ao lado de Jongin “Yixing não dorme em casa já fazem três dias!” ergueu novamente três dedos peludos de quatro para cima, deixando suas garras amareladas expostas.

“E daí?” Baekhyun coçou a cabeça dolorida pela queda.

“Vocês não entendem!” Chanyeol ergueu o tom da voz alguns decibéis e percebeu que poderia chamar a atenção dos pais de Yixing, colocou a mão na boca e ficou atento ao ouvir qualquer barulho de aproximação por parte dos adultos, mas como isso não aconteceu, voltou a falar baixinho “Pode ter acontecido alguma coisa com ele”

Baekhyun parecia despertar naquele momento enquanto Jongin ainda permanecia sonolento “Tipo o que?!” perguntou em alerta.

“Aconteceu alguma coisa com o Xing?” Junmyeon, o monstro de estatura baixa porém mais alto que Baekhyun e Jongin surgiu de trás dos pés da cama do Zhang, sua pelagem era azul e ele carregava um bigode preto que em nada combinava com sua aparência.

“Eu acho que sim!” Chanyeol percebeu que a atenção de todos estavam voltadas para ele e então apoiou o dedo no queixo, do mesmo jeito que havia visto em um dos filminhos que Yixing costumava assistir antes de dormir, geralmente surgia uma lâmpada na cabeça dos personagens, mas nada surgiu na do monstro que tentava pensar em alguma ideia.

“As vezes ele pode só ter viajado” Junmyeon sugeriu.

“Ou ele pode ter sido levado por alienígenas!” disse o inocente Jongin.

“Não seja burro Nini! Alienígenas não existem!” Baek disse em tom de obviedade enquanto dava leve soquinhos no monstrinho branquinho que reclamava soltando vários “ais” e “Chanyeol faz ele parar!”

“Ou pior” todos olharam em direção da porta recém aberta do guarda roupas, um KyungSoo de olhar sombrio ainda jazia sentado no chão do armário, mas agora parecia mais interessado na conversa “Ele pode ter sido sequestrado”

Todos colocaram a mão na boca, assustados com tal possibilidade.

“O Xing?! Sequestrado?” Perguntou um Chanyeol de olhos arregalados.

“X-X-Xing…” Nini disse com a voz trêmula enquanto segurava as lágrimas nos olhos e era consolado por um BaekHyun igualmente assustado.

“Isso é o suficiente!” Junmyeon se pronunciou em alto e bom som “Se preparem, vamos buscar o Xing!” deu alguns toques no baú de brinquedos “Sehun acorde!”

O baú foi aberto e de lá saiu um monstrinho alto e magrelo de presas inferiores saltadas para fora, pelagem verde, monocelha que lhe dava um ar de bravo, pernas compridas e pés mais ainda “Sehun?” Sehun disse ao ver Junmyeon.

“Sim! O Xing foi sequestrado!” respondeu o monstrinho azul.

“Sehun?!” perguntou Sehun surpreso.

“Sim! Isso mesmo! Sequestrado! Vamos salva-lo!”

Todos de longe observavam o diálogo mais do que estranho e Baekhyun fazia uma careta enquanto olhava para Sehun.

“Eu não gosto dele! Esse cara é esquisitão! Vamos deixa-lo para trás!” Sussurrou para Chanyeol.

“Ele não é esquisitão Baek! Ele só...tem um vocabulário muito limitado e sobrancelhas estranhas...é só isso!” Chanyeol respondeu não tão convencido assim de seus argumentos, já que ele também achava Sehun um cara bem estranho.

“Sehun! Sehun!” Disse Sehun enquanto se aproximava do grupo de monstrinhos.

“Sehun disse para irmos logo” Junmyeon traduziu com naturalidade enquanto todos inclinaram a cabeça para o lado, provavelmente pensando em uníssono Como diabos ele entende esse cara?

“Então vamos!” Chanyeol tentou dissipar a estranheza do ar e então todos voltaram a lhe olhar.

“M-mas como vamos achá-lo?” perguntou Jongin secando suas lágrimas e fungando todo o catarro de seu focinho para dentro.

“Hmmmm” Junmyeon andava de um lado para o outro no quarto tentando pensar em alguma coisa “Podemos sair perguntando para todos na rua se eles viram o Xing!” todos concordaram com aquilo como se fosse uma ideia mais do que brilhante e Nini atreveu-se até mesmo a dar alguns pulinhos animados enquanto batia palmas “Ótimo! Então vamos!”

..

O plano parecia excelente, mas como eles eram monstros, simplesmente não poderiam sair nas ruas de cara lavada sem chamar muita atenção e assustar a todos que estavam nas ruas, por isso Jongin e Baekhyun haviam roubado um sobretudo do quarto do Senhor Zhang, Baek subiu na cabeça do outro e vestiram o casaco junto à um chapéu que encontraram na sala, daquela forma ficavam na estatura de um adulto...um pouco deformado mas ainda assim parecia pelo menos um pouquinho com um adulto.

O outros tentavam se esconder da mesma forma que os dois monstrinhos crianças, mas para Sehun pelo menos era difícil, já que seus pés insistiam em ficar para fora e não havia nenhum sapato que coubesse neles, nem mesmo os de palhaço.

Ao pisarem fora da casa pela primeira vez na vida, se depararam com uma avenida imensa, cheia de luzes e arranha céus, sabiam que a casa ficava em um lugar movimentado, pois sempre ouviam os barulhos da rua no quarto do Yixing, no entanto não imaginavam a imensidão daquele lugar, era realmente fascinante, mesmo que os olhinhos do Junmyeon brilhassem ao ver a beleza daquele lugar, precisava focar na missão e foi pensando nisso que chacoalhou a cabeça e chamou a atenção de todos.

“Precisamos focar na nossa missão!” virou-se para olhar para todos e que se mostravam atentos ao que Junmyeon dizia “Existem várias pessoas nessa rua! Com certeza algum deles viu o Xing! Então saiam perguntando para elas sobre ele!”

“Sim senhor!” disseram todos em uníssono, com exceção de Sehun que apenas disse “Sehun!”

Se espalharam pela avenida, todos extremamente desnorteados pelas luzes, barulhos e movimentação constante, totalmente diferente do quarto de Yixing que era sempre sereno demais.

Talvez os mais confusos entre eles fossem Nini e Baek que ficavam tontos em terem que andar daquela forma desconfortável, mas seguiram em frente se aproximando de uma garota que conversava com mais duas pessoas.

“Oi! Eu sou o Nini e esse embaixo do casaco é o Baek!” Jongin se apresentou animado esquecendo do plano de fingir ser uma pessoa só e acabou levando um soco por baixo do sobretudo “Ai! Isso doeu” choramingou.

“O plano seu idiota! O plaano!” Baek sussurrou irritado.

“Aé!” Jongin se embaraçou ao falar com a moça “Quero dizer… Meu nome é NiniBaek! É! Isso mesmo” riu sem graça “você viu meu amigo Yixing? Hmmm” colocou o dedo indicador no queixo e ergueu uma sobrancelha tentando pensar em formas de descrever a criança “Ele é desse tamanho” mostrou com a mão medindo a altura do chão até o seu quadril “e tem olhos pequenininhos” parou para pensar novamente “Ah! E ele tem dois buracos na bochecha que aparecem quando ele sorri!”

“Covinhas Nini!” sussurrou Baek.

“Isso! Covinhas!” sorriu empolgado esperando a moça responder-lhe, mas ela apenas passou por eles e foi embora “Acho que ela não viu o Xing” concluiu desanimado.

“Ela deve ter te achado estranho!” Baek provocou.

“Não deve não Baekkie!” respondeu Nini com os olhinhos brilhando e um biquinho nos lábios.

“Eu estou brincando Nini! Mas minha cabeça está doendo! Me deixe ficar em cima só um pouquinho! É abafado aqui”

Chanyeol acompanhava Sehun pelas ruas, já que se negou a deixar a criatura sozinha pensando que provavelmente ninguém além de Junmyeon entenderia o que “Sehun” significa, então era melhor se manter por perto caso ocorresse algum imprevisto.

Naquela altura do campeonato Sehun já tinha tirado seu sobretudo e andava nu pelas ruas, enquanto seus pés faziam movimentos semelhantes aos de um pato, ele mostrava a foto de Yixing para as pessoas perguntando se elas tinham visto ele por ali “Sehun?” mas todos pareciam ignorá-lo com excessão de uma garotinha que parou em sua frente olhando-o com os olhinhos brilhando em curiosidade “Se… Hun?” mostrou a foto de Yixing para a garota que apenas sorriu para ele.

Mesmo que fosse uma noite fria, os pelos de Chanyeol eram o suficiente para aquecê-lo, por isso ficar com aquele sobretudo estava lhe dando mais calor do que o necessário, fazendo-o transpirar. Mesmo assim seguiu seu trabalho tentando mostrar a foto de Yixing para todos, que simplesmente lhe ignoravam, deixando o pobre monstro frustrado.

Parou por um segundo tentando pensar o por quê de estarem ignorando o coitado e como naqueles desenhos que Yixing assistia, uma lâmpada surgiu em sua cabeça (Não no sentido literal, até porque lâmpadas não surgem na cabeça das pessoas).

“Será que estou sendo mal educado?” empolgado com seu plano (nem tão) brilhante, se aproximou de um grupo de jovens e limpou a garganta “Por obséquio será que as senhoras e senhores não viram esse garotinho aqui?” mostrou a foto, mas como previamente ocorrera, fora ignorado novamente.

“Chanyeol” o monstro se virou para ver quem falava consigo, olhou em todas as direções e só encontrou o dono da voz quando olhou para baixo.

“KyungSoo! Pensei que não tivesse vindo com a gente!” exclamou animado com a presença do amigo.

“Eu não ia vir, ia deixar vocês se ferrarem sozinhos” bocejou com sono “Porém eu até que tenho um coração e quando vi vocês tentando algum tipo de comunicação com todos esses humanos lá da janela, eu fiquei relativamente com dó, mas já passou”

“Então veio nos ajudar?” Chanyeol perguntou esperançoso.

“Não, longe de mim, só vim avisar uma coisa”

“O que?” abaixou os ombros desanimado com a falta de proatividade do monstrinho.

“Não adianta vocês perguntarem para essas pessoas se elas viram o Yixing, porque somos imaginários seu idiota!”

Chanyeol pensou por alguns segundos para então bater no próprio rosto ao constatar que aquilo era um fato “Burro! Burro! Burro!” bateu na própria cabeça diversas vezes se castigando, KyungSoo fez pouco caso da cena e sem qualquer despedida começou a andar de volta para a casa da família Zhang.

O mais alto acabou caçando por todos os monstros que tinham se espalhado pela avenida e juntando-os novamente, para logo contar o que ninguém ali tinha percebido.

“Então não precisamos nos vestir assim?” perguntou Baek logo arrancando o casaco, deixando um Nini visivelmente suado e cansado de segurar o outro monstrinho em sua cabeça à mostra, quando Baek saiu, Jongin se jogou no asfalto para descansar.

Seguindo o exemplo dos dois monstrinhos crianças, os outros também tiraram os casacos pesados e suspiraram ao alívio de tirar os sobretudos abafados.

“Estamos todos aqui?” perguntou Junmyeon.

“Acho que sim” Chanyeol conferiu, mas logo se tocou que na verdade faltava alguém “Sehun? Aonde está o Sehun?”

E novamente se separaram com a premissa de se encontrarem ali caso não encontrassem Sehun em um tempo estipulado de meia hora, Chanyeol mais do que todos estava desesperado, já que havia ficado responsável de cuidar do esquisitão e acabou falhando miseravelmente nessa missão. Passava pelos humanos gritando pelo nome de Sehun, mas não encontrava ele de jeito nenhum.

Foram Baek e Nini que ouviram crianças animadas gritando pelo nome do monstro esquisito e se aproximaram do motim que se formava, próximo a diversos pais que filmavam achando extremamente adorável os filhos brincando juntos com o amiguinho imaginário deles (que eles não podiam ver), na verdade ao se aproximar Baek pode ver que na verdade estavam maltratando o coitado, se pendurando nos caninos grande do monstrinho, pulando ao seu redor e cutucando a sobrancelha dele, Sehun era um monstro estranho, no entanto era lamentável vê-lo ser torturado por aquelas crianças.

Baekhyun se aproximou pedindo para os pirralhos se afastarem do colega de sustos, porém ao ter a atenção deles voltada para si e Jongin, as diabinhos olharam para eles como se acabassem de descobrir um brinquedo novo, e foi assim que Nini virou uma bola de basquete por uma das crianças que insistia em ficar jogando-o no chão e vendo se ele voltava (e voltava!) e logo mais uma parte do motim se direcionou a Baekhyun, apertando-o das formas mais dolorosa possível.

“Que bonitinho!” as criaturas babonas diziam.

“Ba-Ba-Ba-Baekkieee” Jongin pediu por socorro, no entanto não conseguia falar direito por estar sendo jogado no chão e quicando de volta toda hora como uma bolinha de ping pong.

“Niniii” Baekhyun gritava tentando alcançar o amigo mas sendo rodeado de criança que lhe apertavam como uma pelúcia.

“Sehun!” Sehun disse empurrando as crianças e resgatando Jongin, com rapidez alcançou Baek também e saiu correndo com os dois embaixo de seus longos braços peludos.

Ao correr uma distância segura dos pirralhos e despista-los, o monstro verde colocou ambos os felpudinhos no chão e Jongin demonstrando gratidão, grudou-se na perna de Sehun, lhe dando um abraço pegajoso e chorava de alívio “Você salvou a minha vida! Eu pensei que seria uma bola pra sempre!”

“Sehun” Sehun disse envergonhado olhando para o monstrinho alvo grudado em sua perna, direcionou seu olhar de Jongin para Baek que não se atrevia a olhá-lo nos olhos, seu orgulho havia sido esmagado por aquele monstro grandão, era para o Baek ter salvado ele, não o contrário!

“O que foi? Ta olhando o que?” perguntou o baixinho carrancudo.

“Sehun?” Disse o monstrinho verde olhando para o chão envergonhado.

“Eu não vou te agradecer, nem adianta” Sehun olhou com os olhinhos brilhando em lágrimas e Baekhyun desmontou toda sua pose de machão de meio metro de altura, descruzou os braços e desmanchou o bico emburrado do rosto, suavizando suas expressões “Tá bom, obrigada por nos salvar Sehun” revirou os olhos.

O monstrinho verde animado pegou o felpudinho nas mãos e tacou-lhe uma lambida como um cachorrinho faria ao ver o seu dono após um longo tempo sentindo saudades, o bafo de monstro alastrou-se até chegar nas narinas de Baekhyun

“Que nojo! Fala sério Sehun!”

“Sehun!” disse Sehun.

O genial plano de procurar por Yixing perguntando por ele foi pra baixo ao se tocarem que somente crianças podiam vê-los e perguntar qualquer coisa para elas tinha se mostrado perigoso demais para os monstrinhos que sentiam o medo daquelas criaturas humanas somente de citar sobre elas, um arrepio estranho subia-lhes a espinha ao pensar nisso.

Sem um plano B, decidiram simplesmente sair pelas ruas da cidade chamando pelo nome de Yixing, algo que não havia se mostrado efetivo e ao pensar que nunca mais veriam o rapaz, Junmyeon sentia as lágrimas chegarem aos seus olhos.

Todos os dias Yixing pedia para o pai checar o armário e embaixo da cama para ver se tinham monstros ali, Junmyeon sempre via isso como uma maneira da criança se preocupar em saber se eles estavam bem...era uma visão bem deturpada da real situação, mas na concepção do monstro de pelos azuis aquilo fazia sentido.

Iria sentir falta de Yixing andando pela casa, acordando de madrugada com medo para ir até a cozinha buscar um copo de água ou ir ao banheiro, era realmente frustrante pensar que não haviam conseguido qualquer pista do garotinho e aquilo estava desanimando a todos, especialmente Jongin e Sehun que já envergavam as costas de cansaço e começavam a demonstrar sinais de choro na voz ao chamar por Yixing (Ou no caso de Sehun, chamar o Yixing na verdade falando “Sehun”).

Aquele era o último bairro dentro da zona urbana da gigantesca cidade que eles precisavam checar, o Sol já estava prestes a nascer e Junmyeon já não se aguentava mais em pé, em baixo som clamava pela criança, mas mesmo que ela estivesse em sua frente, provavelmente não ouviria o som da voz do azulzinho, já que estava rouca e extremamente exausta.

Em um relapso, enquanto observava os grandes sobrados que existiam naquela rua em especial, avistou pela janela de cima de um deles, um garotinho dormindo tranquilamente e então arregalou os olhos, percebendo de quem se tratava.

“XING!” gritou animado, chamando a atenção dos amigos que logo se juntaram a ele “Eu o achei! Ali está o Xing!” disse apontando para o local.

Todos rapidamente se animaram ao ver a figura do garoto pela janela, comemoraram emocionados por terem encontrado-o e então Chanyeol fez uma observação um tanto importante.

“Esse é o cativeiro que estão mantendo o Xing?” perguntou preocupado instalando a tensão entre todos eles novamente.

“Eu não sei não, isso não parece um cativeiro” disse Baek desconfiado.

“Sehun” Sehun concordou.

“Será que estão maltratando o Xing?” indagou Jongin tremendo de medo.

“Temos que entrar e tirá-lo dali o mais rápido possível! Xing precisa de nós!” Junmyeon constatou, fazendo todos baterem continência.

“Sehun!” Sehun concordou com Junmyeon.

“Vamos!” disse o azulado se dirigindo a porta de entrada da casa.

O problema é que a porta estava fechada, não tinha como entrar por ali, então os monstrinhos tiveram que procurar uma janela aberta para conseguirem entrar e como ninjas daqueles desenhos que o Xing assistia, eles entraram discretamente por uma janela que estava aberta nos fundos da casa.

Satisfeitos com a discrição e êxito na primeira parte do resgate, em glória se direcionaram até a sala, aonde ficavam as escadas para o segundo andar.

Ninguém havia percebido, no entanto Sehun havia desaparecido novamente do lado deles, mas dessa vez ele se encontrava sentado no sofá da sala esperando pelos companheiros.

“Sehun? Como você entrou aqui antes de nós?” Junmyeon perguntou surpreso ao encontrá-lo na sala.

“Sehun” deu de ombros.

Junmyeon bateu na própria testa por ter se esquecido daquele fato de novo: Eles era imaginários, não precisavam abrir ou fechar portas para entrarem, era só atravessar as paredes! No final das contas, Sehun parecia ser o único ali que realmente usava o cérebro.

Deixando aquilo sempre bem enfatizado, subiram as escadas mantendo em mente o fato que não importava o barulho que fizessem, nunca seriam descobertos, decidiram relaxar um pouco mais e afrouxar os cintos.

Simplesmente subiram as escadas da casa e direcionaram-se até ao quarto que Yixing estava, quando encontraram-o ficaram tão aliviados e felizes que gritaram em uníssono “YIXING!” não contando com o fato de que acordariam o garoto, mas essa nem de longe foi a pior parte, a pior parte foi quando Yixing os viu e tomou um baita susto, essa ainda não é a pior parte, a pior parte foi quando Yixing começou a gritar.

Era melhor que não tivessem afrouxado os cintos demais.

No momento de felicidade eles provavelmente acabaram esquecendo-se do que eles eram: Os monstros que ficam embaixo da cama e armário do Yixing e por isso era explicável o porquê do choro do menininho, mas Jongin também acabou se assustando e escondeu-se atrás das pernas de Chanyeol.

Junmyeon tentava acalmar a criança para que ela não acordasse os supostos sequestradores e pareceu funcionar bem após alguns minutos explicando o que eles faziam ali.

“S-sequestrado?” Yixing perguntou confuso e Junmyeon assentiu “Mas eu não fui sequestrado!” tombou a cabeça para o lado tentando entender aquele mal entendido.

“Não?!” perguntaram todos surpresos.

“Sehun?!” e Sehun, é claro.

“Não, eu só vim passar alguns dias na casa dos meus avôs”

“Avôs?” Chanyeol pendeu a cabeça para o lado “O que é “Avôs”?”

“Você não tem uma vovó?” perguntou Xing e então Chanyeol negou com a cabeça “Vovó é quem enche sua barriguinha de comida e te dá um monte de beijinhos antes de dormir, ela é mamãe da minha mamãe!” Yixing parecia animado ao contar sobre sua vózinha e todos os monstrinhos já haviam se sentado no chão, de frente para a cama do chinêzinho, interessados demais no que ele falava.

“Me encher de beijinhos?” Nini olhava com os olhos grande para a criança, imaginando como seria ter alguém para lhe encher de beijinhos e mimá-lo até cansar “Eu quero uma vózinha!” choramingou.

“Sehun!” Sehun também choramingou sonhador enquanto Baekhyun ao seu lado bufava e revirava os olhos com aquela cena.

“Xing você vai para casa com a gente?” Junmyeon perguntou receoso percebendo a criança ponderar para responder “Nós sentimos sua falta”.

Yixing olhou para os olhinhos brilhantes de todos aqueles que estavam presentes e sentados no chão do quarto, aparentemente cansados e com os olhinhos brilhando em esperança que o garotinho voltasse com eles e foi por isso que ele não resistiu ao dizer que iria. Comemoraram jogando ele para o alto e abraçando-o, mas logo a alegria se dissipou quando uma senhorinha entrou no quarto, deixando os monstrinhos tensos demais para pensar.

“Xing você estava gritando?” ela perguntou preocupada se aproximando do netinho que fora colocado na cama segundos antes dela abrir a porta.

“Eu tive um pesadelo vovó! Não foi nada, já estou mais calminho!” respondeu para tranquilizar a senhora.

“Ah tudo bem querido! Volte a dormir, ainda está cedo” depositou um beijo na testa do neto e cobriu-o com o cobertor, logo se direcionando à porta novamente.

“Espere vovó!” a velhinha voltou a olhá-lo e então Yixing intercalou seu olhar cúmplice entre os monstrinhos e ela “Posso voltar para casa a hora que eu acordar?”

Os monstrinhos acabaram pegando carona com a Avó de Yixing pela manhã, Chanyeol ficou com a cabeça para fora do teto solar, Sehun sentou-se com os pés espremidos ao lado de Yixing e Junmyeon do lado contrário, segurando Baek e Nini no colo.

Cansados de uma longa noite procurando pela criança, os monstros conseguiram cumprir a missão cheia de falhas com êxito e agora mereciam um longo descanso, pois de noite precisavam cumprir os seus papéis de monstros e assustar Yixing, mas por enquanto podiam desfrutar dessa estranha amizade que tinham com o garotinho de imaginação muito fértil e por mais que sempre assustassem ele, no fundo eram extremamente gratos à Yixing, pois sem ele no final das contas, os monstrinhos nem sequer existiriam.

Enquanto todos desfrutavam daquele momento, Sehun só conseguia pensar que tudo aquilo começara graças a uma suposição de KyungSoo, mas no final das contas não tinha nada a ver com tudo aquilo e o próprio nem sequer tinha mexido um dedo para ajudá-los naquela missão louca, no final das contas não podia simplesmente culpá-lo, até porque não dá para esperar muito mais do que isso do monstrinho que mais se parecia com uma coruja de olhos esbugalhados, na verdade, Sehun só tinha uma coisa a dizer sobre tudo aquilo…

“Sehun”

8 de Junio de 2018 a las 02:22 7 Reporte Insertar 17
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
Camila Dias Camila Dias
A coisa mais maravilhosa que me aconteceu hoje foi achar essa fic! Eu amei ela do início ao fim, quero um Nini desse para mim kkkkkkkk
10 de Noviembre de 2018 a las 15:37
Yume -ni Yume -ni
Meu pai que fofura aaaaa
8 de Noviembre de 2018 a las 17:56
Am�lia Kim Am�lia Kim
Eu amo demais essa fic. ^-^
28 de Junio de 2018 a las 10:31
cammyeol cammyeol
essa fanfic é tão linda haha
9 de Junio de 2018 a las 10:10
Gabrielle Santos Gabrielle Santos
Já li, reli, li de novo e de novo e só posso dizer: que fanfic SEHUN demais!!!!!!!
8 de Junio de 2018 a las 19:07
Anna Luisa Anna Luisa
É tão amorzinho, mds <3 <3 beijos :3
8 de Junio de 2018 a las 17:03
under therain under therain
da primeira vez que eu li, derreti de fofura dessa segunda, só tenho uma coisa a dizer sehun
7 de Junio de 2018 a las 22:08
~