Eu não sou Ryo Asuka? Seguir historia

marina-tavares Marina Tavares

"Quem sou eu? Qual é o meu nome? Quem são minha família? O que foram essas pesquisas que agora parecem que não existem? O que foi aquele Sabbath que agora parece que nunca aconteceu? E aquelas fusões? Será que existiram? "


Fanfiction Anime/Manga No para niños menores de 13.

#manga #anime #one-shot #fanfic #nagaigo #gonagai #asukaryo #ryoasuka #devilman #inkdisney
Cuento corto
0
5.1mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo único

Olá, pessoal!

Já faz alguns dias desde que me cadastrei no Inkspired, porém ainda não tinha postado nenhuma história porque eu ainda estava desenvolvendo duas que ainda pretendo postar aqui, mas aí vi o desafio do InkDisney e decidi participar, então, esta aqui é a primeira história que posto aqui, enquanto ainda desenvolvo as outras.

Enfim, ela é uma fanfic de Devilman e o protagonista é o Ryo. [SPOILER ALERT] Eu me baseei na parte em que ele começa a se perguntar quem é de verdade, após descobrir que ele não é, de fato, Ryo Asuka. Fora mais algumas outras informações sobre o universo de Devilman em si. Por isso, a música que escolhi para este desafio foi "Imagem" de Mulan.

Bom, agora chega de papo. Divirtam-se com a história!

----------------------------------------------------------------------------------------

Quem é esse homem nas fotos? O nome dele é Ryo Asuka, mas não parece ser eu. Definitivamente, não sou eu.

Eu morri? Mas como posso ter morrido se estou bem aqui? Se não sou esse homem, então, quem eu sou? Eu não sou Ryo Asuka?

As pesquisas de meu pai, onde foram parar? Elas nunca existiram? Mas afinal, quem é meu pai? Será que ele existiu? A sua morte foi real? Será que ele realmente foi meu pai?

E aquela máscara? Por que não posso mais ver a história dos demônios com ela? Espere, ela é feita de gesso e pintada com tinta fosforescente. Como isso é possível? Quer dizer que tudo o quê eu, meu pai e Akira sabemos sobre os demônios é falso?

Eu voltei para casa por um motivo: reler todas as pesquisas de meu pai para entender o porquê de tudo acontecer exatamente como previa, como se tudo acontecesse de acordo com meus pensamentos. Achei que estivesse perto de solucionar o enigma, mas agora não entendo. Essas pesquisas estavam aqui. Eu tinha visto todas elas, mas sumiu tudo. Eu e Akira vimos a história dos demônios com aquela máscara, mas agora, não vejo nada. Isso não faz sentido. Será que valeu a pena ele ter feito essas pesquisas? Já que parecem nunca terem existido?

E já que não sou Ryo Asuka, será que valeu a pena eu ter vivido? Será que valeu a pena ter mantido a herança de morte de meu pai? Ter compartilhado com Akira? Termos planejado derrotar os demônios? Ter feito ele se fundir com um demônio?

Akira agora está lutando contra os demônios assim como eu ordenei, mas não quero vê-lo morrer, por isso, decidi me juntar a ele, e por isso quis reler as pesquisas de meu pai, mas agora tudo não parece fazer sentido, já que parece que "não existo". Mas se não existo, como posso ver meu corpo? tocar, sentir...? Todos também podem me ver, me tocar, me sentir. Isso não faz sentido.

Quem sou eu? Qual é o meu nome? Quem são minha família? O que foram essas pesquisas que agora parecem que não existem? O que foi aquele Sabbath que agora parece que nunca aconteceu? E aquelas fusões? Será que existiram? Parece que apenas a de Akira foi real.

Será que encontrarei respostas? Eu não sei. Por favor, eu preciso que alguém me responda. Eu preciso de respostas.

1 de Junio de 2018 a las 00:53 4 Reporte Insertar 1
Fin

Conoce al autor

Marina Tavares Uma garota nerd estudante de Design Gráfico que gosta de animação, quadrinhos, games, livros e música. Em alguns lugares, é conhecida como Marinyah Moonlight ou MazInker. Quando tem tempo, costuma ler e escrever fanfics. Seus gostos atuais são Splatoon 2, Go Nagai e Gorillaz.

Comenta algo

Publica!
Inkspired Brasil Inkspired Brasil
Olá! Primeiro de tudo, parabéns por ter participado do desafio! A música escolhida parece que é uma das preferidas do pessoal e nós também amamos! Você conseguiu dar um novo significado a ela ao atrelá-la a um questionamento de identidade, e isso foi exatamente o que queríamos! Quanto à sua escrita, ela é bem emocionante no geral, fluida e não apresenta erros a não ser uma ou outra vírgula fora do lugar. Um dos dealhes da sua história que atrapalhou na avaliação foi o recorte. A sua história parece apresentar os pensamentos do personagem em um momento da vida, mas sem contextualizar o leitor. Não se sabe o motivo de ele estar pensando aquilo, o que aconteceu antes ou o que acontecerá depois, parece um recorte de um trecho de uma fic maior ou do próprio mangá. A parte psicológica ficou ótima, mas faltou a ambientação do personagem em tempo e espaço para que se pudesse ler com mais riqueza de detalhes, entende? Dá a impressão de que a história está incompleta, que você desenvolverá mais. A história está ótima, e realmente a contextualização é a nossa única crítica. Escrita boa, uso correto da música, narrativa coerente e de qualidade! Parabéns mesmo pela sua história e obrigada por ter participado do desafio, esperamos que tenha aproveitado <3
23 de Junio de 2018 a las 11:25

  • Marina Tavares Marina Tavares
    Olá! Sim, foi muito divertido ter participado do desafio, e muito obrigada pelo feedback. Irei tentar melhorar na próxima vez que irei participar de um desafio ^^ 23 de Junio de 2018 a las 11:41
LiNest LiNest
Aaaaaah uma fic de Devilman aqui no site! E ainda por cima a primeira fic desse fandom que leio em pt-br, e focado no meu Ryo, só por isso já adorei. Achei muito interessante a proposta, gostei de como vc passou bem a confusão e medo dele nesse momento, consegui sentir o desespero do Ryo aqui assim como senti lendo o mangá, dá pra sentir bem ele quebrando conforme vai entendendo que a vida dele foi uma mentira, a ideia de que tudo que ele fez e por ter colocado o Akira na situação que ele colocou tenha sido em vão é realmente desoladora, mas Devilman não seria tão maravilhoso se não fosse uma facada no coração não é mesmo? Gostei muito da fic, vc capturou bem o momento e o sentimento, ótimo trabalho
15 de Junio de 2018 a las 12:55

  • Marina Tavares Marina Tavares
    Nossa! Obrigada pelo elogio e que bom que consegui passar o quê eu pretendia passar, assim como o próprio Devilman passa. Eu realmente não sei mais o quê dizer, apenas sentir e ficar muito agradecida por você ser a primeira pessoa a comentar ^_^ 20 de Junio de 2018 a las 20:09
~