Falling Star Seguir historia

yoonseok_never Yoon Seok

Nem dá pra acreditar que você me arrastou até a praia para ficar torrando no sol e ser incomodado com a areia. No entanto o lado bom disso é que terei um momento a sós contigo e poderei criar coragem para revelar ou não o que sinto por ti. Aqui nesse local tropical podemos ver as estrelas sem qualquer problema, principalmente as estrelas cadentes. Espero que hoje o meu pedido se realize, mas se não realizar continuarei pedindo até que torne real. Porque eu posso não revelar o que sinto agora, mas nunca desistirei do meu querido raio de sol.


Fanfiction Bandas/Cantantes No para niños menores de 13.

#slash #yaoi #estelacadente #acampar #ferias #junghoseok #minyoongi #sope #yoonseok
Cuento corto
1
4.6mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

My request


Hoseok me convidou para acampar na praia, no inicio eu achei uma ideia estúpida pelo fato de não gostar de praia que tem areia. Areia que entre em tudo que é lugar existente e inexistente do meu conhecimento até a areia surgir nesse local. A primeira coisa que fiz foi negar veemente a sua ideia, mas ele estava tão animado em passar as férias em um local tropical sem a vigilância dos pais e os professores não estarem nos nossos pés.


Que com muito esforço e chantagem emocional ele conseguiu me convencer a acampar na praia. Ele só teve que comunicar ao inspetor da nossa turma que levaria os equipamentos de acampamento para a praia. Quando ele foi lá falar eu já imaginava ele ganhar um não e um sermão pela ideia tola.


E sabem o que aconteceu? Nada, ele só pediu que não fosse para muito longe na praia e que ficássemos um pouco distante do mar, porque a maré poderia subir e acordarmos ao susto com essa fatalidade, sem contar que poderia ocorrer um acidente e só.


Nada de sermão, nada de grito ou qualquer coisa do tipo. Parece que viajar para um local tropical deixa as pessoas 'zens', vai entender o porquê isso ocorre né?! Ele voltou todo saltitante para perto de mim e se abaixou pegando a mochila e a bolsa de acampamento. De onde aquilo surgiu? Faço à menor ideia.


Hoseok saiu me puxando pelo corredor do hotel a fora, chegamos à praia em cinco minutos. Por mais que não goste muito, não nego que é um local deslumbrante não sei se fiquei muito tempo olhando pro mar, porque quando olho na direção dele a barraca esta pronta e ele estava procurando gravetos para acender uma fogueira pra gente.


– Hobi-ah é mesmo necessário acender uma fogueira? A gente já não tem uma lanterna? – o questiono curioso pela sua afobação atrás dos gravetos


– Yoonie-hyung isso é para nos esquentar a noite. – responde balançando as sobrancelhas pra cima e pra baixo com uma careta.


– Mas não temos cobertas para isso? – isso me faz rir, mas não consigo parar de te questionar.


– Temos, mas como estamos de frente pro mar é mais frio pela brisa marítima.


– Então se é tão frio assim, por que não colocamos a barraca virada para a direção do hotel?


– Porque essa vista é maravilhosa demais para ser ignorada por nós! – ponta para o mar a nossa frente com um belo sorriso.


Esse sorriso tira totalmente o meu ar como também faz meu coração acelerar mais do que é normal. Esse garoto ainda vai causar uma parada cardíaca na minha pessoa, até parece que ele não percebe o quanto mexe com a minha mente e espírito.


– Hm... – murmuro levemente corado com o rosto virado pro mar.


– Hyung, vem pra cá, já está pronto nosso acampamento – ele me chama batendo a mão na canga que forrou na areia para sentarmos. – Eu sei que o hyung não gosta de areia, por isso peguei essa canga da minha Omma e trouxe para essa viagem.


– Então isso já estava planejado? – inclino a cabeça levemente pra esquerda o olhando curioso.


– Claro! Eu sempre quis acampar na praia com o meu melhor amigo. – responde animado me puxando para mais perto dele.


– Oh! – exclamo meio feliz e meio decepcionado, feliz por ele pensar em algo que sempre quis fazer e eu ser a sua companhia, mas decepcionado por eu ser visto só como o melhor amigo.


Com o tempo a noite vai chegando e sol vai se pondo, nos dando o último adeus do seu calor e brilho. Dando a oportunidade da Lua de surgir graciosamente no céu com suas filhas a acompanhando, as estrelas. No centro de Seoul não da pra ver muitas estrelas pelo fato dos prédios e da poluição dos veículos. Só que aqui nessa praia, da pra ver todas as estrelas existentes e é tão belo.


Enquanto admirava as estrelas, vejo uma passar correndo de repente no céu, uma estrela cadente fazia tanto tempo que não via uma, minha Omma sempre me disse que devemos fazer um pedido quando uma passa em frente aos nossos olhos. Por mais bobo que possa ser não custa nada fazer um pedido né?


– Hobi-ah, olha uma estrela cadente! – aponto para a imensidão do céu.


– Aonde hyung? Eu não estou vendo ela em lugar nenhum. – fala todo afobado olhando para cada canto do céu.


– Calma... Olhe com a atenção e você verá uma. – dito e feito outra estrela cadente passou deslizando pelo céu com graciosidade


– AH! EU VI! EU VI HYUNG! – grita segurando o meu braço com a mão esquerda e apontando com a direita pro céu.


– Faça um pedido pra ela, minha Omma sempre fala isso – ele novamente consegue arrancar um sorriso meu, com o seu jeito inocente e engraçado.


– Ok... Você vai fazer também né hyung? – ao me questiona, seus olhos encaram fixamente o meu rosto deixando-me um pouco sem graça.


– C-Claro Hobi-ah... ­– gaguejo de nervoso pela intensidade que vem de seus olhos em minha direção.


Respiro fundo e fecho meus olhos, e começo a fazer o meu pedido: “Sabe o meu pedido não é ser rico ou ter varias mulheres aos meus pés. E sim pode ter coragem de se declarar para meu melhor amigo e ter a sorte do meu sentimento ser correspondido ou ter a oportunidade de conquistá-lo. É só isso, espero que você realize esse meu pequeno pedido, estrela cadente.”


Quando abro meus olhos, encontro Jung Hoseok a centímetros do meu rosto, me observando, analisando cada parte do meu rosto com aqueles olhos chocolates. Nem consigo abrir a minha boca para questioná-lo o porquê de estar tão perto do meu rosto, fazendo sentir o cheiro de menta saindo de sua boca. Não é o cheiro que sinto como ela na minha suavemente, um leve encostar de lábios que começaram a roçar um no outro com calma e que com um tempinho evoluiu para um beijo calmo e acolhedor.


No inicio eu não sabia como reagir, foi algo tão inesperado que agir perdeu o significado do que era. Mas ao sentir ele se afastar mergulhei meus dedos em seu cabelo castanho o puxando para mim, iniciando outro beijo mais profundo e um pouco mais ousado que teve direito a um encontro de línguas se conhecendo e uma mordida no lábio inferior.


Assim que a gente se separou eu sabia que meu rosto deveria está vermelho que nem um tomate, pelo menos o seu tinha um leve tom rosado. O que me chamou atenção foi sua boca úmida, vermelha e inchada pelo beijo de segundos atrás.


– Hobi-ah... – suspiro antes de continuar a falar – o que foi isso?


– Isso foi à coragem que a estrela cadente me deu pra realizar o que tanto desejo fazer. – lambe o lábio inferior intercalando seus olhos para minha boca e meus olhos.


– C-Como assim... Eu... – sou calado com um selinho doce e rápido.


– Esse acampamento foi um pretexto para se declarar os meus sentimentos a você! – explica com uma calma que eu invejo nesse momento.


– Oh! – exclamo meio comovido, meu peito vibra de tal maneira que não sei o que lhe falar.


Eu sinto meus olhos começarem a arder pela emoção de saber que sempre fui correspondido por aquele que amei em silêncio esse tempo todo. Parecia até brincadeira, uma brincadeira de muito mau gosto, só que é nesse momento que eu sei que Hoseok não teria coragem de fazer algo do tipo comigo. E deixo as emoções saírem de mim, ao começar a rir e chorar ao mesmo tempo assustando o moreno a minha frente.


– Hyung o que foi? – toca meu rosto preocupado.


– Eu não esperava por isso... Eu nem consigo acreditar que isso é mesmo real. Daqui a pouco com toda certeza que irei acordar e nada disso aconteceu realmente. – murmuro escondendo meu rosto em minhas mãos.


– Por que não seria real, Yoonie? – pergunta tirando minhas mãos do meu rosto e enchendo de beijinhos.


– Porque eu já sonhei muito com um momento desses e não era real. E sim mais um sonho encantador, porém mentiroso. – minha voz sai tremida por tentar conter o choro em minha garganta.


– Sabe, eu tenho uma coisa para te contar. – sussurra perto do no meu ouvido, continue calado para descobrir o que ele tinha a me contar. Nesse momento eu já tinha conseguido parar de chorar e o olhava com expectativa.


– Esse momento deixou de ser um sonho para se tornar real. Porque eu cansei de ficar longe de quem eu amo. – beija a minha bochecha úmida pelo choro de minutos atrás.


– Eu também te amo, Hobi-ah – sussurro para ele com o rosto escondido no pescoço dele.


– Eu sei disso pequeno. Eu tive a certeza quando nos beijamos. – afasta um pouco de mim para dar um selar em minha testa.


Depois disso Hoseok me cobriu de beijos e carinhos, matando totalmente a nossa falta de contato esse tempo todo, não sei quando apaguei deitado em seu peito, mas em algum momento da madrugada eu despertei e tive a mais bela visão do moreno prendendo-me em um abraço caloroso e apertado.


O admirei por alguns minutos até me aconchegar novamente em seu abraço para voltar a dormir tranquilamente. Desse dia em diante eu comecei a gostar mais ainda das estrelas, principalmente das cadentes. Pois foi ela que realizou o meu pedido e trouxe o meu amado Hobi para os meus braços. 

31 de Mayo de 2018 a las 17:18 0 Reporte Insertar 1
Fin

Conoce al autor

Yoon Seok ❀¸。ʏᴏᴏɴsᴇᴏᴋ ʜᴀʀᴅ sʜɪᴘᴘᴇʀ¸。❀ 彡 ʏooňɢı!ɞoţţom sզuѧԀ 彡 һosєoҡ!ţop squad ♡ ¡หd¡ε кσяεคห ♡ ❖ ℓєiτσrα❀¸。{ⒻⒶⓃⓉⒶⓈⓂⒶ}❀¸。αρσsєηтα∂α ❖ ɑɱɑ ɛรcʀɛver ɳɑร ɦѳʀɑร ѵɑgɑ

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~