Feliz aniversário,Kakuzu! Seguir historia

aninhahebelde Ana Rajaram

É aniversário do Kakuzu.O mercenário nukenin de Takigakure e membro da organização criminosa mais famosa de todo o mundo ninja. O que será que a Akatsuki,e principalmente o seu parceiro Hidan irão preparar para o moreno?


Fanfiction Anime/Manga No para niños menores de 13.

#naruto #Akatsuki #Hidan #Kakuzu #KakuHida
Cuento corto
2
5.3mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Parabéns!

15 de agosto;

A Akatsuki estava uma desordem. Todos corriam de um lado pro outro completamente desesperados. O motivo? Bom,era aniversário do Kakuzu e eles resolveram fazer uma pequena festinha surpresa de última hora.

Pain havia mandado o aniversariante em uma missão,para que os outros tivessem tempo de preparar tudo. Era uma missão do jeito que o mercenário gostava,uma que envolvia dinheiro,muito dinheiro.

Kakuzu não poderia estar mais feliz,embora tenha achado estranho Hidan não o ter acompanhado. Para alívio do albino,o outro nem tinha se dado conta que dia era.

A ideia tinha sido do próprio Hidan,havia descoberto por acaso a data do aniversário de seu parceiro e claro,ele não poderia passar em branco. Kakuzu e Hidan eram amantes a um bom tempo e apesar de que nenhum sentimento amoroso havia sido demonstrado por ambas as partes,Hidan sabia que ele existia. Amava Kakuzu tanto quanto amava o seu deus Jashin,não que ele fosse admitir isso de qualquer forma. Se o moreno soubesse de tal fato ficaria se gabando pelo resto da vida,pelo menos era o que o jashinista achava.

Konan e Deidara corriam de um lado pro outro na cozinha,alternando-se nas tarefas para preparar um bolo. Tobi,Sasori e Zetsu -estes dois últimos mesmo que de má vontade- ajudavam numa pequena decoração na mesa. Itachi fazia docinhos. Kisame havia acabado de voltar com um estoque de sakê e agora ajudava a preparar os docinhos junto do Uchiha. Pain estava sentado no sofá,porque de acordo com ele,já havia feito a sua parte.

Hidan estava ansioso,havia tomado uma decisão importante naquele dia. Tinha certeza do que ia fazer,estava mais do que na hora de deixar o orgulho de lado. Puta que pariu,ele realmente amava aquele velhote. Sorriu,lembrando-se dos seus planos. Aquilo ia ser divertido.

Passado algum tempo tudo já estava pronto. A mesa já estava arrumada com uma decoração bem discreta,e tudo aquilo que prepararam já se encontrava ali. Faltava apenas o aniversariante.

Não demorou muito pra sentirem um chakra bem conhecido se aproximar. Todos ficaram juntos e fizeram silêncio,até Tobi. Segundos depois,Kakuzu adentrou a organização,sendo recebido por gritos em uníssono.

-SURPRESA!

Kakuzu arregalou os olhos. O que aquele bando de malucos estavam fazendo? De repente,ele se lembrou. Hoje era seu aniversário. Mas,não havia como saberem disso.

-Meus parabéns,Kakuzu! -diz Konan,sendo imitada pelos demais membros.

-Obrigado,mas... como sabiam disso? - perguntou,desconfiado.

-Hidan nos contou - falou o líder da organização,Pain.

O moreno olhou para o albino em questão. Apesar dos dois terem um envolvimento amoroso...Espere,ele disse amoroso? Bom,um relacionamento baseado principalmente em sexo,Kakuzu nunca tinha contado esse tipo de coisa pra ele,até porque não fazia muita diferença. A pergunta era: Como ele descobriu?

Hidan,parecendo ler os olhos bicolores do outro,respondeu:

-Você fala dormindo,sabia? - com essa,receberam vários murmuros maliciosos dos outros,mas que ambos já estavam acostumados.

-Hora dos presentes! Tobi quer ir primeiro! - Tobi gritou ,sacudindo os braços. Abaixou-se e pareceu pegar algo embaixo da mesa.

Corre até Kakuzu,segurando um embrulho todo colorido,cheio de estrelinhas e todos os enfeites que se possa imaginar.

-Meus parabéns,Kakuzu-senpai!

-Obrigado,Tobi. - disse,pegando e abrindo tal embrulho,descobrindo ser um cofrinho em forma de porco.

"Economia" pensou.

Antes que pudesse dizer algo sobre aquilo,Pain se pronunciou.

-Kakuzu,o meu presente é isso que está segurando.

Todos olharam para o que o mercenário carregava (além do porquinho de Tobi), e notaram um saco que parecia ter bastante dinheiro.

-Está falando sério? - perguntou,já com um pequeno sorriso no rosto coberto pela máscara.

-Claro. Você pode ficar com toda a recompensa da missão. - completa Pain.

-Ah! Agora é o meu e o do Danna,un! - gritou Deidara.

Sasori sorriu,tirando de debaixo da mesa também,uma caixa,pequena e branca.

-Nós íamos te dar isso de qualquer forma,tem um tempo que já está pronta - diz Sasori.

-Foi ideia minha,un - o loiro sorri,abraçando a marionete pelo pescoço.

Kakuzu sentou-se no sofá próximo e abriu a caixa,tirando de lá algo que se parecia com uma caixinha de música,feita de madeira. Ao abri-la teve uma surpresa. Dentro havia duas miniaturas. Uma sua e outra de Hidan. Kakuzu deu corda no objeto,se assustando ao ver que em determinado momento da melodia os bonequinhos davam as mãos.

Todos começaram a rir. O moreno poderia matar aquele casalzinho artístico agora mesmo,mas por algum motivo havia gostado do presente.

-Obrigado,Sasori e Deidara - olhou mortalmente pra eles,recebendo dois sorrisinhos debochados em troca.

-De nada - responde o Akasuna.

Itachi e Kisame acenaram com a cabeça um pro outro.

-Bom,Kakuzu. Como eu e o Itachi-san não sabíamos o que te dar... Tomamos a liberdade de pagar todas as contas desse mês - diz Kisame,entregando um punhado de recibos ao moreno que tinha as orbes brilhando.

"Que bom,mais economia" pensou.

-Obrigado,Kisame e Itachi.

-De nada - o Uchiha piscou,entrelaçando um de seus braços com o de Kisame.

-Ah,agora o meu! - Konan estendeu um urso grande e amarelo pro mercenário,que ficou sem entender mas aceitou o presente da azulada. Aquele urso daria um bom travesseiro afinal.

-Obrigado,Konan.

-De nada - a azulada sorriu.

-Bem,só falta o meu,certo? - Zetsu estendeu um vaso com uma planta pra Kakuzu,que mais uma vez não entendeu nada do presente.

-Uma planta,un? -os outros aparentemente também não entenderam.

-Não é só uma planta - diz o bicolor - essa foi geneticamente modificada. De mês em mês ela dá dinheiro. Eu estava escondendo ela de você esse tempo todo,mas como não me tinha nenhuma utilidade...

-Obrigado,Zetsu - Kakuzu ficou com raiva por saber que tinha uma planta que crescia dinheiro e ele desconhecia esse fato. Mas,deixaria essa passar.

-Quem quer bolo,minna?! - Tobi gritou,sendo acompanhado pelos outros.

-Vem Kakuzu,não vai comer? - pergunta Konan.

-Vou guardar os presentes e já volto - responde,tirando a máscara e jogando-a no sofá.

-Tudo bem. Não demore.

O moreno então se dirigiu ao seu quarto. Tinha gostado do seu aniversário pela primeira vez na sua longa vida. Mas ainda faltava algo,ou melhor,alguém. Alguém que havia saído sem ao menos ser notado.

Entrou no quarto,que estava escuro,e nem se deu ao trabalho de acender a luz. Colocou os seus presentes num canto e se dirigiu a saída. Porém,um barulho vindo da cama o fez repensar e acender tal lâmpada.

E lá estava ele,coberto até a cintura,sem camisa e provavelmente nu embaixo da coberta também,e com adoráveis orelhas de neko no cabelo que estava bagunçado de forma extremamente sexy na opinião do moreno.

-Pronto pro meu presente? - ele perguntou,com os olhos lilases brilhando em luxúria.

O mercenário não disse nada,apenas se aproximou da cama e agarrou aquele que tanto desejava,dando-lhe um beijo de tirar o fôlego.

Quando se separaram,o albino aproximou os lábios do ouvido do outro e fez questão de sussurrar-lhe:

-Eu te amo. Feliz aniversário,Kakuzu.

13 de Abril de 2018 a las 23:54 0 Reporte Insertar 0
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~