Os demônios de Lucy Seguir historia

larivalk Larivalk .

Lucy sempre esteve sozinha depois da morte se sua Mãe, o desejo da morte sempre era negado para ela.Nem mesmo os demônios daquela floresta sombria a matavam .Mas em um dia aquilo mudou, um demônio não a ignorou fazendo com que sua vida solitária mudasse a partir daquele momento.


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18.

#Nalu #fairy-tail #Lucy-Heartfilia #Natsu-Dragneel
8
5.5mil VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Todos los miércoles
tiempo de lectura
AA Compartir

Cap 1

A floresta sombria ,era considerada um dos lugares mais perigosos pelas redondezas apenas caçadores de monstros ou pessoas corajosas entravam naquele lugar. E é claro aonde a bruxa morava como todos diziam .Para outros a própria encarnação do mal, havia vários nomes para a pessoa que morava la.

No centro da floresta havia uma casa totalmente destruída era de madeira bem velha ,não havia conforto algum dentro daquele lugar. Havia um pequeno celeiro atrás da casa com algumas galinhas e um casal de cabras .E como todos diziam ,de fato uma pessoa morava ali. Uma garota para ser mais preciso ,mas diferente de tudo que falavam dela ,ela não passava de uma menina normal que havia tido muito azar na vida.

Sua mãe era tão bela e elegante, tinha ótimos dons culinários além de saber muito sobre ervas medicinais e seus benefícios, ela era muito inteligente e sabia .Era casada com um homem que trabalhava em um banco na cidade , todos o invejavam por ter uma esposa tão maravilhosa. E foi nessa inveja que historias começaram a ser inventadas.

Algumas pessoas não acreditavam que uma pessoa como a mulher do banqueiro poderia ser uma humana ,diziam que era uma bruxa que havia o enfeitiçados afinal ela sabia curar pessoas com ervas ao invés de remédios, isso não era algo normal. Alguns diziam que ela era um demônio o que explicaria o motivo de tantos atacarem a cidade.

Foram tantas historias que o homem começou a ficar louco e se a questionar se era de fato tudo verdade, o deixando então louco ,afinal ele havia tido um filho com aquela mulher e se tudo aquilo fosse verdade ? Qual seria o fim de sua pobre filha e dele mesmo .Se já não bastasse se preocupar com os ataques constantes de demônios na cidade tinha que se preocupar com sua mulher.

Então em um dia quando sua filha havia completado 8 anos de idade, todos da cidade se rebelaram quanto aquela doce mulher ,a chamavam de bruxa a culparam por tudo de ruim que estava acontecendo ,pelo simples fato dela ser diferente.Com medo de todos da cidade a mulher implorou ao marido que se mudassem para outra, mas para seu pesadelo ,ele também estava do lado do povo.

Então ela fugiu levando apenas a filha ,o mais rápido possível daquelas pessoas .O tempo estava fechado ,ela escutava pessoas gritando por seu nome segurando tochas e armas .Ela estava assustada ,não conseguiria fugir .Então ela olhou para a floresta era o único meio ,mas as pessoas iriam a seguir ,então somente sua filha poderia entrar e fugir .

Ela pediu a sua doce filha que estava com medo e não estava entendendo o que estava acontecendo para que ficasse escondida na floresta ,que quando ela conseguisse despistar todos da cidade ela voltaria para busca-la. A garota então obedeceu ficou escondida entre os arbustos olhando aonde a mãe estava .

Então quando ela estava pronta para correr ela sentiu algo em sua cabeça fazendo com que ela desmaiasse. A pequena olhava tudo ,via que seu próprio pai havia batido uma grande pedra na cabeça de sua mãe e que todos da vila haviam chegado. Amarram sua mãe e a arrastaram de volta para a floresta.

A menina então se levantou e seguiu a multidão em silencio estava chorando e queria sua mãe de volta, e não queria acreditar que seu próprio pai havia feito aquilo. Então foi quando ela viu ,sua mãe estava sendo queimada viva e gritava em desespero ,enquanto seu pai estava morto em um canto qualquer com vários tiros pelo corpo.

A garota olhava a cena sem conseguir se mexer ou falar algo .Ela escutou barulhos e gritos então se virou vendo que alguns demônios estavam atacando a cidade .Ela não estava com medo ,muito menos tinha vontade de fugir daqueles demônios. Mas ela tinha medo que aquelas pessoas ruins a pegassem então ela correu para a floresta.

Sua mãe havia falado que os demônios sempre atacavam as cidades para se alimentar da vontade de vida das pessoas ,da felicidade dos pecados que todos tinham. Apenas os caçadores conseguiam matar tais demônios .

A garota andou mais um pouco enquanto escutava mais gritos de horror vindo da cidade, ela não estava se importando .Ela poderia ter ficado la e ter morrido por um demônio qualquer, mas tinha medo que um humano achasse ela primeiro. Chegava ser irônico ela ter mais medo de uma pessoa do que um demônio.

Ela encontrou uma casa abandonada ,decidiu que iria morar ali ,afinal não tinha mais casa nem para onde ir. Não sabia até que ponto as historias de sua mãe haviam sido espalhadas, ela ficaria escondida como sua mãe pedira antes de morrer.

Por sorte alguns animais fugiram da cidade ,e acabaram indo para a floresta aonde a garota se encontrava ,ela pegou todos os animais e os prendeu na pequena cerca que havia nos fundos da casa, ela montaria um celeiro depois para que os animais ficassem confortáveis.

Ela ficou repassando em sua cabeça tudo que sua mãe havia lhe ensinado, como achar comida ,como se cuidar caso se perdesse. Ela iria conseguir viver ,iria conseguir sobreviver .Mas ela mal esperava para algo a matasse ,ela não iria se matar, nunca faria isso depois do sacrifício de sua mãe para lhe salvar. Mas isso não mudava o fato que ela desejava a morte.

Os anos foram passando ,algumas pessoas acabaram descobrindo que ela morava na floresta, mas tinham medo de fazer algo ,já que quando fizeram com a mãe haviam tido o pior ataque de demônios da historia .Então eles sempre a atacavam verbalmente ou jogavam pedras próximas a ela.

Ela cresceu ,havia se passado já 10 anos que ela suportava tudo aquilo, que todos os dias ela escutava algo ou sentia alguém lhe jogar algo tentando lhe machucar.10 anos que nada naquela floresta tentava lhe matar, ela estava tão ansiosa para morrer que tudo parecia lhe evitar. Até mesmo os demônios a encaravam e a ignoravam.

Ela havia aprendido a se virar naquela floresta, até roupas havia roubado para ter algo para se vestir ,mesmo que fosse apenas duas mudas de roupas ,já era algo de muita ajuda. Ela sempre roubava de viajantes que ficavam distraídos de suas bagagens. Ela não fazia por mal, mas era o único jeito de sobreviver aos frios na floresta. E sair dela estava fora de questão ,ela tinha medo de que fosse capturada como sua mãe fora um dia.

Ela havia saído para buscar frutas na floresta, como fazia todas as manhas. Ela tinha feito até feito uma cesta improvisada para que pudesse pegar varias frutas .Mas quando ela voltou para sua casa ela ficou surpresa com a visão que tinha.

Um demônio sem estar em sua forma completa a encarava curioso , ele era muito bonito ,de todos os demônios que havia visto em sua forma incompleta aquele era o mais bonito entre todos. Ele tinha um par de chifres negros no topo da cabeça que lembravam muito a de um bode, garras nos lugares de suas mãos fazendo com que até seu cotovelo fossem completamente negras , seu corpo havia algumas escamas vermelhas, ele usava uma calça preta com varias manchas de sangue. E um par de asas negras com detalhes em vermelho que estavam repousadas ao lado de seus corpos. Mas o que chamou mais atenção da garota ,foi a coloração dos cabelos do demônio, era um rosa claro .

Ela perdeu a noção do tempo encarando o demônio ,percebendo como o cabelo dele era arrepiado e até mais bem cuidado que o seu, o corpo forte e musculoso que ele tinha. Ela ficou pensando que alguns demônios ficavam muito parecidos com humanos, ficava imaginando eles andando entre os humanos para conseguir achar melhor suas presas.

Cansada de ficar encarando o demônio ,já que tinha muitos afazeres a serem feitos na casa ,ela simplesmente o ignoro e entrou na casa fazendo com que ele a encarasse com maior intensidade a ponto de se aproximar e a puxar pelo braço fazendo com que todas as frutas caíssem.

-Não tem medo de mim humana -Falou com uma voz grave e grossa fazendo o corpo da garota se arrepiar.

Ela ficou encarando aquela figura a sua frente que a cada segundo que passava parecia ficar mais raivosa e brava pelo jeito que ela o havia ignorado. A fazendo se perguntar ,porque ele não havia a ignorado como todos os demônios já tinham feito e ficado bravo com sua reação.

11 de Abril de 2018 a las 00:00 0 Reporte Insertar 1
Leer el siguiente capítulo Cap 2

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 13 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión