Pensando sobre você Seguir historia

lazulii Lazuli .

Ela observou ambos treinando. Analisou Goku com atenção, perdendo-se completamente em seus movimentos...


Fanfiction Anime/Manga No para niños menores de 13.

#Lazuli #Dragon-Ball #Goku
Cuento corto
2
6.3mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo único


O dia estava quente como de costume na capital. A movimentação era intensa pelas avenidas principais. N°18 estava no shopping com sua filha, apenas para distrair um pouco a cabeça. Fazia algum tempo que questionava sua relação com Kuririn, tinha plena convicção que amava o marido, mas altualmente ele tem estado bastante distante conforme o trabalho exigia. O salário era baixo e mal conseguia pagar as despesas de casa e isso estava a preocupando. A filha estava crescendo, logo as roupas não caberiam mais na menina, além de que o material escolar estava ficando cada vez mais caro, além de outras despesas como merenda e brinquedo.


O celular vibrou no bolso de sua jaqueta, atendeu prontamente vendo que era o marido. Suspirou pesadamente. E para piorar o mesmo ligava todos os dias, no mesmo horário para saber o que as suas "garotas" estavam fazendo durante a tarde. No começo gostava de toda aquela atenção, com o tempo começou a se sentir estranha. As vezes tinha a leve impressão de que Kuririn queria controlar a sua vida, não gostava daquela situação. Precisava arrumar um emprego, somente assim não ficaria dependendo do dinheiro daquele nanico ciumento. Jamais o impediu de fazer o que gostasse, especialmente em treinar com os amigos e participar de torneios. E agora ela mesma não tinha essa liberdade? Por qual motivo? Ela nunca deixou de cuidar de sua filha, sempre esteve com a garota a maior parte do tempo e nunca reclamou sobre isso, na realidade adorava ficar com sua menina. E quando precisava resolver algo urgente deixava a garota na Corporação Cápsula aos cuidados de Bulma ou na casa de alguma de suas amiguinhas de escola, além de que Maron era um mocinha muito inteligente, forte e esperta. Mesmo assim, sempre foi muito cautelosa. 


E para a sua surpresa, Kuririn convidou elas para assistirem o seu treinamento com Goku. Lazuli suspirou levemente. Seria bom mudar de ares de vez em quando e assim dirigiu-se para o local do treinamento dos dois amigos. Afastou do shopping, pegou a menina no colo e sobrevoou a cidade. 


- Onde vamos,  mamãe? 


- Vamos assistir o seu pai treinando com o seu amigo. Lembra do Goku? - Sorriu para garota.


- Lembro sim, tio Goku é muito forte e bonito também. 


A última frase soou de forma mais inocente possivel, deixando n°18 um pouco constrangida, mas soube disfaçar bem as feições para não levantar mais questionamentos, sabia que Maron era muito esperta.


Chegando no local do treino, avistou o marido alongando com um sorriso bobo no rosto. Goku estava nas proximidades observando o céu com um olhar perdido. 


- Boa tarde, Son Goku. - Colocou a filha no chão que correu para abraçar o pai. 


- Olá! - Acenou com um sorriso contagiante deixando a loira um pouco sem graça. - Como tem passado? 


- B-bem e você? - Passou as mãos pelos fios dourados para disfarçar. Reparou que Goku a observava com atenção, deixando ela mais sem graça. Jamais em sua vida havia sentido assim antes, qual era o problema agora? 


- Ótimo. - Respondeu com seu costumeiro bom humor.


- Oi querida, vocês estavam no shopping?  - Kuririn aproximou com a filha logo atrás. 


- Vocês irão treinar ou não? Eu não trouxe nossa filha aqui para ficarmos discutindo onde eu estive ou não com ela! - Interrompeu aborrecida, deixando o marido um pouco afoito. 


-  Tu-tudo bem! Vamos lá Goku! - Chamou o amigo e ambos afastaram. Goku apenas acenou para 18 que continuou a encará-lo de uma forma diferente. 


- Venha filha, sente-se aqui. 


As duas sentaram sobre a grama e observaram de longe o treinamento deles. Número 18 analisava os movimentos de Goku com atenção. Ele era muito experiente e... Atrativo. A sua seriedade no combate o deixava mais sensual. Os trajes pareciam mais justos em seu corpo dos quais possuem músculos muito apreciáveis. Reparou os seus braços fortes e parte do seu tórax suados, ela não sabia como estava conseguindo prestar atenção nesses detalhes, afinal os movimentos de Goku eram muito rápidos. 


No momento em que ele parou para buscar o ar pelos pulmões, fixou o olhar em suas lábios entreabertos. O suor escorrendo vagarosamente pela seu rosto pálido. Os olhos brilhando de satisfação pelo combate. Goku parecia uma escultura. 


- Ele parece ser alguém que aquece os lençois rapidamente - pensou sem menor pudor. 


Imaginou aqueles braços fortes envolvendo sua cintura. As mãos pesadas alisando as suas costas, em seguida jogando ela contra a cama, ficando por cima com seu corpo volumoso, acirrando a sua pele macia sobre a dela, pressionando o seu corpo para baixo. As mãos passeando sobre suas nádegas, os lábios sobre os seus seios. A imaginação foi tão além que sentiu uma leve brisa abaixo de seu ventre.


Passou as mãos sobre o rosto nervosa, aquilo não estava certo. Pensar em Goku nessas condições era uma loucura. Avistou ambos aproximando. Levantou rapidamente de mãos dadas com Maron. 


- Precisamos voltar. - Falou nervosa.


- Sério? Que pena! Adoraria vê-la lutando contra o Goku. O que acha Maron? - Kurrin falava animado. 


- Como é? - A loira arregalou os olhos. Treinar com ele não seria uma boa ideia, especialmente por alimentar tais os pensamentos libertinos sobre o saiyajin.


- Isso mesmo, o que você acha n°18? - Goku aproximou, deixando ela ainda mais nervosa. 


- Não. - Respondeu alto. Vendo que ficaram boquiabertos com sua repentina alteração, resolveu contornar o assunto de maneira mais branda possível. - Preciso preparar a mochila de Maron, ela vai acampar com seus colegas amanhã. 


- Podemos treinar outro dia então. - O saiyajin coçou os cabelos pensativo, logo em seguida cruzou os braços. 


N°18 apreciou os seus músculos de Goku contraindo no momento em que cruzou os braços. Desviou o olhar para a filha sorridente.


- Precisamos ir, até mais rapazes. - Acenou para eles, vendo que kuririn distraia-se com a menina, lançou um olhar sugestivo para Goku que ficou estático por um momento, logo sorriu um pouco sem graça. 


Pegou a menina no colo e afastou o mais rápido possivel deixando o saiyajin com os pensamentos confusos, cumprimentou Kuririn e afastou imaginando coisas que não deveriam a respeito da esposa do melhor amigo.  



25 de Marzo de 2018 a las 19:48 1 Reporte Insertar 3
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
Diana  Borges Diana Borges
muito bom adorei a fic, beijos
8 de Abril de 2018 a las 21:57
~