Entre as flores Seguir historia

ariane-munhoz Ariane Munhoz

Para Ino, estar entre as flores, saber quais delas dar em cada determinada situação lhe dava um prazer imensurável. Mesmo que ela própria nunca tivesse sido presenteada com flores em toda sua vida. Mas ela irradiava como o próprio sol, com um calor contagiante que aquecia a todos de dentro para fora. - SaIno - Para Retrive Geibe.


Fanfiction Todo público.

#SaiIno #Ino #Sai #SaIno #MeanKunoichi #DesafioMK #FNS #Naruto
Cuento corto
7
6.3mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Especial entre todas as flores

- Naruto é um mangá que se tornou anime e não me pertence;

- Fanfic feita para o desafio Mean Kunoichi para o tema 10: Eu trabalho em uma floricultura, todo dia, você entra, compra uma flor, e me dá.

- Presente de aniversário adiantado para Retrive Geibe, mama desse lindo casal. Parabéns!

- Capa feita pela maravilhosa xHasashi. Obrigada, nee-chan!

X

Para a maioria das pessoas, a ideia de trabalhar com os pais era morosa. Mas Yamanaka Ino amava estar entre as flores. E depois da guerra, e de todo o ocorrido, aquela era uma forma de estar perto do pai que não estava mais presente. Ainda assim, durante os períodos mais calmos, onde não tinha tantas missões, às vezes sentia falta de poder sair com as amigas durante o dia, mas sabia também que Sakura estava ocupada demais no hospital e Hinata com suas obrigações agora que lideraria o clã e que estava dando os primeiros passos em seu relacionamento com Naruto.

Estava feliz de verdade por ela. Havia levado anos, mas finalmente Naruto havia se dado conta do amor que Hinata nutria e o sentimento parecia ser recíproco. Sakura lhe contara que havia dado um leve empurrãozinho.

E embora sentisse pela melhor amiga por Sasuke ter ido embora sem uma resposta concreta, afogando-a em trabalho, sua situação não era tão diferente assim.

Shikamaru havia assumido o relacionamento com Temari.

Chouji arrumava cada vez mais desculpas para se ausentar e ir até Kumogakure. E Ino tinha uma ideia dos motivos, já que sempre ajudava o amigo a escolher flores. Até mesmo o tapado do Naruto lhe pedia conselhos sobre que flores deveria dar à Hinata. E lírios e girassóis sempre haviam sido as flores favoritas da kunoichi. Ino se lembrava por conta das aulas que lhe dera no passado sobre jardinagem. E aprendera também com ela sobre como fazer flores prensadas. Era um tanto interessante.

A lembrança agradável lhe fez sorrir.

Mas aquele dia parecia especialmente monótono. Fora das datas comemorativas como o dia das mães ou o dia dos namorados, o movimento era um pouco mais tranquilo, embora não fosse nulo.

Sempre havia um marido querendo agradar a esposa.

Sempre havia uma dona de casa querendo florir sua casa ou fazer um jardim.

Sempre havia alguém para presentear. E alguém para ser presenteado. Era uma rotina afinal à qual Ino já estava acostumada: fazer arranjos, arrumar embrulhos, ajudar casais desafortunados.

Era algo que a agradava, decerto. Embora ela própria nunca tivesse tido o prazer de receber flores.

Não sabia se se importava com isso, no entanto. Era algo no qual nunca havia parado para pensar.

O que sabia, era que possuía uma beleza incomum, rara até mesmo para os padrões de Konoha, onde cabelos róseos, platinados e azuis pareciam ser um tanto quanto comuns. E ainda assim, ela, loira, era uma beldade entre as beldades. Sabia bem disso.

Estava quase adormecida, escorada no balcão, quando a sineta tocou, despertando-a do torpor.

− Ohayo! – Tentou espantar o sono, cumprimentando o possível cliente, que passeava entre as flores.

− Ohayo. – Ele lhe respondeu brevemente, acenando, e sorriu. Ino reconheceu imediatamente o quarto integrante do time 7, Sai.

− Ohhh, Sai-kun! – Abriu um sorrisinho para ele, deixando que passeasse pela loja, observando todas as flores. Tocava as pétalas, aproximava-se. Sentia a textura e o cheiro. – Procurando algo especial? Para uma namorada, talvez?

Ino gostava de ouvir as histórias dos clientes. Por vezes, colocava-se nas peles deles, imaginando como seria se fosse ela. Para encaixar a flor perfeita para a ocasião perfeita.

Em um primeiro encontro, por exemplo, as pessoas costumavam achar que rosas eram as melhores escolhas. Mas Ino preferia os lírios azuis, pois significavam a permanência de sentimentos bons. Ou mesmo os lírios amarelos, que evidenciavam uma amizade que desejava se tornar romance. Tudo dependia da ocasião. Também haviam os girassóis, que traziam consigo o significado da felicidade, lealdade, entusiasmo e vitalidade. E que talvez por isso fossem as flores mais compradas por Naruto e Rock Lee, quando este aparecia por lá.

− Hmm... não. – Coçou o queixo, pensativo. Mas a forma como ele falou, fez Ino crer que queria chegar a algum lugar com alguém.

− Tem algo em mente?

− Nunca comprei flores. – Ele coçou a nuca. – Sou péssimo com isso.

Ino ficou pensativa a respeito, tentando imaginar o tipo de situação.

− Deixe-me te ajudar. – disse, por fim. – Está procurando flores para alguém específico? – Sai acenou positivamente com a cabeça. – Me fale um pouco dessa pessoa, talvez assim possamos chegar a algum lugar.

Sai fechou os olhos por um momento, o semblante sério facilmente podendo ser confundido com sisudez. Quando os abriu, com um sorriso nos lábios, começou a falar:

− Ela tem o sorriso mais radiante do mundo. – começou. – Por onde passe, cumprimenta as pessoas e as irradia como se fosse o próprio sol. Tem um calor... um calor em volta dela que aquece de dentro para fora. Que irradia algo que contagia a todos. Mas ao mesmo tempo... ao mesmo tempo ela se mantém distante, fechada por trás de camadas e camadas de proteção.

“Como se ela tivesse receio de se envolver com alguém, de se permitir e acabar ferida. Mas talvez a vida já tenha tirado demais dela e por isso se sinta assim. Quero presenteá-la e mostrar que o mundo não é tão ruim. Que mesmo que tenhamos vivido uma guerra e que tudo seja uma droga, ainda existem motivos para sorrir. Sei que ela sabe disso. Mas queria que sentisse na pele.”

Ao fim das palavras de Sai, Ino sentiu lágrimas acumuladas nos cantos dos olhos. Tratou de limpá-las rapidamente para não borrar o rímel.

− Sai... isso foi lindo. – Ino suspirou. – Tenho a flor perfeita.

Ino apontou os jasmins, perfeitamente arrumados sobre um vaso.

− Jasmins representam sorte, doçura e alegria, além de terem um perfume marcante. É a minha flor favorita. – confidenciou com um sorriso. – Também é o símbolo da pureza da alma, inocência e paz. Talvez passe a mensagem que você quer.

Os olhos de Sai brilharam. Pela primeira vez, seu sorriso parecia tão verdadeiro que enxergou o verdadeiro shinobi por trás daquela máscara que ele sempre usava.

− É perfeita. – Sai recolheu uma das flores, levando as moedas até o balcão.

− Quer que eu embale? – Ino perguntou, um sorriso em seus lábios, sentindo que tinha cumprido mais uma missão.

− Não será preciso. – Sai estendeu a flor para ela. – É para você. Espero que ilumine seu dia. Ja ne.

− Eh? – Ino, embasbacada, não soube o que dizer quando Sai lhe entregou a flor, saindo da floricultura. Ainda atrás do balcão, ouviu a sineta da porta tocar, sem tempo de agradecer ao ato singelo de seu bem feitor. Mas mais do que isso, por suas palavras tão maravilhosas que eram dirigidas a si.

Ino segurou a flor contra o peito, aspirando o perfume que também era a essência do seu. Talvez não fossem preciso palavras. Mas algum dia, daria um jeito de retribuir àquela singela gentileza que a havia feito se sentir uma flor especial entre todas as flores.

X

N/A:

Primeira fanfic para o desafio MK concluída com sucesso! Quando peguei esse tema, muito depois do outro, eu tive a ideia logo de cara pra essa fic. Eu queria algo singelo, fofinho e simples. E, sabendo que esse mês era aniversário da Mama SaIno, nada mais justo do que presentear ela, não é? Singelo, mas juro que de coração! Espero que você goste, e que todos os fãs do casal também!

Tenho lido algumas fics dos dois e achado muito fofinhas.

Nos vemos na próxima!

24 de Marzo de 2018 a las 21:24 1 Reporte Insertar 2
Fin

Conoce al autor

Ariane Munhoz Dona de mim, escritora, louca dos pássaros, veterinária e mãe dos Inuzuka. Já ouviram a palavra Shiba hoje?

Comenta algo

Publica!
PlusUltra_AJ PlusUltra_AJ
Ah, isso foi tão doce e maravilhoso! Eu amo um casal e estou igualmente apaixonada por está tão singela e adorável estória ❤
12 de Noviembre de 2018 a las 07:12
~