A solução também é um problema! Seguir historia

megawinsone Megan W. Logan

Bra enfrenta um terrível obstáculo que a faz tomar uma decisão desesperada, que mudará sua vida para sempre. Para piorar a situação ela descobre um segredo obscuro de Goten. Será que haverá tempo para arrependimentos?


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18.

#Dragon Ball #DBS #DBZ #Traição #Problemas #Drama #Romance #Goten #Whis #Bra
2
6.8mil VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 30 días
tiempo de lectura
AA Compartir

O problema!

-


Após o término do torneio dos doze universos, se passaram vinte e cinco anos, agora Bra encontrava-se casada a sete anos com Goten, porém eles ainda não tinham filhos apesar das várias tentativas e tratamentos por parte da azulada, que já estava cansada do descaso do marido que não queria fazer exames para ver se o problema era com ele, já que a jovem, não apresentou nenhum problema nos exames que fez. O que acalmava um pouco a garota era se focar em sua carreira, já que trabalhava como diretora de marketing na empresa da família, e isso sempre a deixava com a cabeça ocupada.


Ao contrario de sua irmã, Trunks estava muito feliz com sua família, Mai e eles tinham dois filhos, já estavam casados há quinze anos, sendo que ele casou com a morena bem jovem, aos vinte três anos. O meio sayajin era presidente da corporação cápsula, sendo muito responsável e também gentil, todos o adoravam na empresa. Sua mãe tinha assumido a vice-presidência da companhia, depois que abriu a mão do cargo dela, para o filho assumir.


Foi numa manhã de outono, que uma solução pouco usual martelou na cabeça de Bra, depois de ler uma reportagem polêmica de uma mulher que enfrentava uma situação parecida com a dela, mas aquilo de certo modo era loucura. Quem em sã consciência iria dormir com uma mulher casada, por uma noite para ela engravidar? Talvez ela conseguisse isso numa balada ou numa festa, porém em seus muitos devaneios até cogitou seduzir Gohan e o levar para cama, mas duvidava que ele aceitasse ajudá-la a ter um bebê, pois ele estaria traindo sua esposa e irmão caçula. Suspirou um pouco e de repete se lembrou, que haveria uma festa beneficente logo a noite que seria realizada pela corporação cápsula num hotel chique da cidade, onde estaria cheio de gente de diversas partes do mundo, conversando e bebendo. Essa seria a oportunidade perfeita para agir, sem nenhum remorso, ela teria que achar um alvo e o faria de forma cautelosa durante a festa, porque felizmente estava em seu período fértil e conseguiria engravidar, não importava quem fosse o pai.


Apressada a azulada adentrou na sala da mãe, encontrando o irmão lá conversando muito sério.


- Bom dia Bra! Sente-se querida! – Murmurou Bulma gesticulando para que a jovem se acomodasse ao lado do irmão.


- Bom dia mãe! O que houve Trunks? Por que está tenso? – Pediu logo de cara a jovem encarando o arroxeado.


- Mai não vai poder ir à festa beneficente, Max está doente, ela quer ficar cuidando dele, vou ter que ir sozinho. Porém Mai não acha uma boa idéia, ela é muito ciumenta.


- Podemos ir juntos, já que Goten não gosta desse tipo de festa.


- Que bom Bra, eu vou falar para Mai que você vai comigo! Ela vai ficar mais aliviada! – Murmurou o meio sayajin se levantando da cadeira e saindo da sala.


- Então filha, agora que estamos sozinhas me conte como vão as coisas com o Goten.


- Estão horríveis mãe! Toda vez que peço para o Goten fazer os exames de fertilidade, ele faz um escândalo – Contou a azulada inconformada com a situação.


- Quem sabe ele desconfie que seja estéril, por isso tem medo de fazer o exame...


- Não sei mãe, não tenho certeza que seja somente isso. Eu acho que ele me esconde um segredo também. Goten vem agido de uma forma muito estranha ultimamente – Revelou a garota.


- Você pensa em se separar dele? – Inquiriu preocupada a cientista.


- Não sei, já não sei de mais nada, se a coisa continuar dessa forma, a única solução vai ser a separação mesmo que eu o ame – Confessou Bra se levantando da cadeira para sair da sala.


- Eu te entendo filha, essa sua situação me lembra do meu antigo relacionamento com o Yamcha, quando namorávamos – Murmurou baixinho a empresária.


- Ainda bem que você conheceu o papai...


- Sim, seu pai foi minha tábua de salvação – Anuiu a azulada nostálgica.


- Bem, agora vou voltar para o trabalho, pois de tarde tenho que ir até o local do evento, para ver como andam as coisas. Depois tenho que ir para o salão de beleza e pra casa me vestir – Falou a meio sayajin.


- Se divirta na festa filha e cuide de seu irmão, você sabe que ele fica bêbado facilmente e alguma mulher pode se aproveitar desse fraco dele e com Mai longe, ele fica vulnerável.


- Pode deixar! Vou ser babá dele, porém não faço milagre – Retrucou a garota de madeixa turquesa antes de fechar a porta atrás de si e caminhar em direção a sua sala que ficava no final do corredor.


-

Continua

-

21 de Marzo de 2018 a las 04:25 0 Reporte Insertar 2
Leer el siguiente capítulo Revelações!

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 5 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión