Por trás do Kazekage Seguir historia

tiatatu Tatu Albuquerque

Karura, você pode me ouvir? Você pode ver o fracasso que fui na minha insistente cegueira em prosperar? Você pode ver que nenhum ryou poderia pagar sua vida? Você pode ver o meu arrependimento em ter visto tarde demais que havia um homem por trás do Kazekage?


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

#Naruto #Karura/Rasa #RasaKarura #Rasura #NaMinhaMesaFNS #FNS
Cuento corto
5
6.5mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Karura, você está aí?

N/A Essa é uma one feita pro desafio de prompts da FNS, dessa vez com o casal Rasura. O prompt escolhido foi "o tempo é dinheiro, só que o dinheiro não compra mais tempo."

Os personagens dessa história pertencem à @InsaneBoo, o Kishimoto pegou dela.

*Bruna, pelo amor de Deus, muito obrigada pela verdadeira luz que cê meu deu no wpp, sem você essa one não estaria aqui.


Karura, você está aí?

Você pode ver o fracasso que fui na minha insistente cegueira em prosperar sem ver o mal que fazia a mim, a nossos filhos?

Karura, você pode me ouvir?

Ouvir o choro que me acompanha há 12 anos desde o dia em que vi seu olhar pela última vez?

Karura… Você pode me perdoar?

Perdoar pelo o que fiz com seu irmão, fazendo-o mentir para nosso Gaara e tirar você, sua amada irmã, dele. Perdoar pelo o que eu fiz com nossos filhos, os separando, os criando para o ódio em nome do bem da vila. Perdoar especialmente pelo o que fiz com Gaara, o transformando em um monstro. Perdoar pelo o que fiz com você… Me perdoar pelo o que fui pra você.

Me perdoar por escolher a vila ao homem que havia se casado com você. Perdoar por te usar para os propósitos da vila.

Eu queria tirar Suna da falência e da vergonha militar, mas tudo o que eu consegui foi destruir você, nossa família e a mim mesmo.

Karura, você pode sentir o meu arrependimento?

Eu me arrependo de ter te envolvido nisso, de ter causado a sua morte, de não ver a tempo que por trás do Kazekage havia um homem, um pai, um marido. Eu fui um grande ninja, um grande líder, mas enquanto eu tentava trazer estabilidade à vila, ao mesmo tempo, eu mergulhava nossa casa no mais completo caos.

Karura, você pode ver que quem mais morreu contigo fui eu?

Que a minha alma morreu contigo, que aqui só ficaram os restos amargos do que eu fui?

Karura… Você pode ver o quanto eu te amei?

Você pode sentir que eu te amo?

Você ainda pode me amar?

Você pode ver as olheiras profundas de sono em meu rosto? Há anos não durmo, pois dormir é o mesmo que relembrar seu rosto sem vida, relembrar que o culpado de sua partida fui eu. Relembrar que nossos filhos não provaram de seu carinho… Eu até mesmo fiz com que nosso caçula pensasse que ele não existia…

Karura, você pode ouvir meu grito de agonia?

Não o que solto em relação à dor de ser golpeado por esse homem, mas o que solto em minha alma sofrida. Orochimaru é só mais uma prova do quão péssimas foram as minhas escolhas.

Karura, você, se estivesse comigo, teria me ajudado a ser um homem melhor?

Com certeza teria, afinal seu amor foi tão forte a ponto de se unir à areia para que nosso filho tivesse sua proteção, assim como, antes, foi capaz de fazê-la se submeter àquela verdadeira experiência monstruosa que permiti que fizessem com você.

Karura, você pode ver que, mesmo que eu tivesse êxito em meu propósito de tornar Suna mais uma vez rica, nenhum ryou seria capaz de pagar sua vida? Que nem toneladas de Satetsu valeriam você?

Que nenhum ryou pôde me dar mais tempo com você?

Karura, você pode me ver tocando a areia? Será que você também está aqui? Está me vendo morrer como o verme fracassado que fui em vida? De uma forma tão torpe quanto a que eu matei você?

Karura, você pode ver o quão forte os nossos filhos são agora? Você também sente medo pelo o que virá à partir de agora?

Será que esse homem os usará para propósitos ainda piores que os meus? Será que eles sofrerão por meus erros ainda mais?

Karura, você pode limpar meu choro e dizer que tudo ficará bem, assim como fazia quando estava viva?

Karura… Você pode sorrir pra mim?

Você pode me dar a esperança de que ao menos a morte me traga a redenção? Me traga mais tempo ao seu lado?

Você pode me receber bem desse outro lado?

Você ainda pode ser o meu amparo, o meu apoio, o meu amor?

Você pode ver que ainda é a minha felicidade? Ver que eu me condenei junto a ti em seu leito de morte?

Você pode me envolver em seus braços e me mostrar o caminho certo, aquele caminho que eu nunca consegui conhecer?

Você pode me mostrar, Karura?

Você também temeu a morte? O escuro que vem enquanto a vida se vai?

Você também sentiu o gosto amargo do sangue? O péssimo gosto do beijo da morte?

Você estará me esperando quando eu finalmente deixar esse corpo inútil?

Você estará segurando a minha mão? Você estará sendo meu chão?

Karura, você pode me pôr em seu colo?

Karura…

Você…

Pode me…

Abraçar? 


N/A: Espero que tenham gostado dessa sofrencia. Pra fazer essa one eu me baseei no headcanon de que o Rasa sofreu uma forte depressão depois que a Karura faleceu que só foi piorando após ver os fracassos dele como pai e as péssimas escolhas dele como líder. Rasa não viu o que existia por trás do Kazekage e então... Bem, chega, acho que vocês entenderam bem. Um beijo da Tia!

15 de Marzo de 2018 a las 00:43 1 Reporte Insertar 1
Fin

Conoce al autor

Tatu Albuquerque Mãe de Konohamaru, madrinha de Hanabi, adepta da Fé do Sagrado KonoHana. Você tem 5 minutos pra ouvir a palavra da minha igreja? Kaiten no cu e gritaria, kore!

Comenta algo

Publica!
Fox Bella Fox Bella
Tatu, me abraça que eu to sofrendo! Olha esse Rasa trabalhado na sofrência que só a mãe do Konohamaru consegue proporcionar!!!! Amei, mesmo sofrendo.
28 de Junio de 2018 a las 13:24
~