jpstyle JPStyle !

"Estarem noivos não fazia o relacionamento de Yuri e Otabek ser um mar de rosas o tempo todo. E nem ter um cheiro tão bom quanto estas" Artista da capa: Cuspid


Fanfiction Todo público.

#FanficsOtaconda #Otayuri #Otabek/Yuri #YuriOnIce
Cuento corto
3
7.2mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Volta aqui



Eu não tenho controle nenhum quando o assunto é otayuri e sim, fiz uma drabble sobre fazer cocô na frente do crush.
Me inspirei em uma tirinha da deusa Nika'18, deixarei o link nas notas.




________________________________________________________________________

Faziam dois dias que Otabek estava em São Petersburgo.

Era a primeira visita que o moreno fazia ao novo apartamento do, agora noivo, e podia se dizer que estavam se dando bem em dividir o ambiente. Ainda que Otabek estivesse apenas de passagem, retornando em breve para Almanty, Yuri fazia questão de deixá-lo a vontade. Dizendo o tempo todo para que se sentisse em casa.

Tinham chegado da casa dos Katsuki-Nikiforov, após uma noite regada a Piroshki de Katsudon e muito sakê - que foi consumido apenas pelo casal anfitrião - e piadas inconvenientes.

Preparavam-se para dormir, Otabek estava escovando os dentes, após sair do chuveiro, e o loiro aguardava o moreno sair para que fizesse o mesmo. Sentado preguiçosamente sobre o sofá, com Potya em seu colo - ambos haviam feito as pazes depois de uma pequena discussão que resultará em um arranhão no rosto do russo -, mexia em uma rede social qualquer, quando sentiu o estômago revirar.

— Beka do sky, sai desse banheiro, os cavalinhos estão batendo na cocheira. - gritou enquanto corria em direção ao banheiro, a gata miou desgostosa, ao ser jogada sobre o estofado.

— Eu ‘tô acabando. Entra aí. - o cazaque respondeu com a voz abafada, devido a escovação.

— Eu não acho que seja uma boa ideia. - respondeu envergonhado. Embora não conseguisse segurar muito mais.

— Ah qual é? Vai fazer o tímido agora?

— Você quem pediu - deu de ombros.

Por fim, entrou no banheiro, baixou as calças e mexendo no celular como quem não está prestes a fazer o número dois, puxou assunto:

— Sabe, dizem que quando você vê uma pessoa usando o banheiro, e segue a vendo como alguém especial, é amor verdadeiro?

— Suponho que seja verdade - respondeu o mais velho, secando a escova que tinha acabado de usar - Porque agora estou seguro de que Te am…

Otabek sentiu um cheiro estranho, puxou o ar profundamente, arrependendo-se imediatamente.

— PUTA QUE PARIU YURA, MAS QUE DIABOS VOCÊ COMEU? - gritava, tampando as narinas com a gola do pijama - DEUS EU VOU MORRER!

Aquele era Otabek Altin Allen, o patinador mais rápido do mundo. Dois segundos depois já estava fora do banheiro, deixando um loiro caindo na gargalhada para trás.

— Volta aqui Beka - gritou entre risadas, segurava o estômago, tanto pelas cólicas que sentia, quanto pelo riso forte - Se você me ama precisa aguentar o cheiro do meu cocô.

— Eu quero o divórcio, puta merda. Eu quero a porra do divórcio.

Yuri ria tanto que já lacrimejava, Otabek tinha a mão sobre o Nariz e falava com voz engraçada.

— Nós ainda não casamos. E eu te proíbo de me deixar.

Otabek agora tinha a gata nos braços, estava na sacada do apartamento, local não infectado.

A risada do russo ainda se fazia presente, bem como o som da descarga, seguido pelo chuveiro.

O vento o atingia trazendo o cheiro da chuva que cairia em breve, embalando-o ao som do riso daquele que amava.

Poderia e queria se acostumar com aquilo.

_________________________________________________________________________


Espero que tenham gostado.
Link da tirinha:

 

4 de Marzo de 2018 a las 03:12 0 Reporte Insertar Seguir historia
1
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~