jk_thbts Jk_ThBTs TaeKook

Você já se perguntou o que se passa na cabeça de uma pessoa? Pois é assim que me encontro nesse momento, querendo saber o que se passa na cabeça de Jeon Jungkook, para fazer aquilo no meio de tantas fãs.


Fanfiction Sólo para mayores de 18. © Jk_thbts

##vkook #taekook #kookv
41
7.8mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Punição

O que ele tem na cabeça? Essa era a pergunta que ficou martelando na minha mente durante todo aquele bendito show.

Eu não sabia o que tinha se passado na cabeça do Jungkook, na hora que ele fez aquilo, o que eu sabia era que ele estava me provocando, e aquilo estava acontecendo desde que o show começou. No começo era gestos sutis quase imperceptível, ninguém percebia, pelo menos é o que acho.

Mas ele não podia ficar somente nesses atos, teve que fazer um que realmente mexeu com a minha sanidade.

Foi na performance de Blood, sweat & tears, na parte em que todos fazem um círculo comigo no meio e eles levantam a sua região pélvica, que ele tinha que apontar pra mim, como se dedicasse aquele parte tão sensual da música a mim.

Naquela hora ele passou dos limites e ainda por cima teve a audiência de me deixar com vergonha. Foi nessa hora, justamente nessa hora que eu tive a certeza que faria ele me pagar pelo que está fazendo comigo desde o início do show, e faria com muito prazer.

Após isso passei o show inteiro tentando disfarçar meus olhares que eram direcionado para ele de minuto em minuto. O show já estava quase no final e eu já não estava mais suportando ficar no mesmo local que o maknae sem poder tocar ou beijar ele.

Já tínhamos nos despedido das nossas fãs, todos fomos para o camarim, tomar um banho e trocar de roupa para podermos voltar para o dormitório. Jungkook estava agindo normalmente como se ele não tivesse feito nada e fosse um anjinho, mas de anjinho ele não tinha nada.

O caminho de volta para o dormitório foi calmo, o maknae, não foi sentado do meu lado, ele sentou do lado do Jin e eu do lado do Nanjoom, já ele havia tomando o lugar do líder. Quando chegamos no dormitório cada um foi para o seu devido quarto, apesar de termos o dia seguinte de folga, todos estávamos muito cansados. Tentei dormir mas não estava conseguindo, portanto, esperei um pouco para que tivesse certeza que os hyungs já haviam dormindo, para poder ir ao quarto já bastante conhecido por mim, o quarto de Jeon Jungkook.

Abri a porta devagar para não fazer barulho, trancando a porta assim que passei por ela, fui em direção a cama onde o Jeon estava dormindo, é o olhei diretamente para ele que estava todo fofo dormindo. Me debrucei sobre ele com cuidado para não acordá- lo, agora que estávamos somente nós dois, ele vai receber a sua punição por me provocar em público.

Cheguei mais perto do seu rosto e depositei um beijo na sua testa, depois bochechas, olhos, nariz e finalmente boca. Quando, deixei um selinho em sua boca ele se mexeu e resmungou, mas não me importei e continuei com o processo de distribuir beijinhos pelo seu rosto.

  • - Hyung, só mais 5 minutinhos- disse, se virando para o lado contrário da porta.

  • - Nada disso, na hora de me provocar você não pensou nas consequências, não é mesmo Jeon Jungkook- quando terminei a frase ele abriu os olhos e me olhou com um cara de espanto, não esperando me ver ali ainda mais naquela hora da noite.

  • - Tae? - me chamou - O que faz aqui?

  • - Sabe Jeon, naquela hora no show, eu não sabia o que fazer com você sendo tão descarado e ainda me fez ficar envergonhado na frente das fãs- disse em meio a beijos, que distribuía por seu rosto- Sabe qual era a minha vontade? - perguntei e ele negou com a cabeça e com um olhar de que não estava entendendo onde iria chegar com aquela fala- era de arrastar você até o quarto mais próximo e te foder de várias maneiras diferentes- falei por fim, levantando a cabeça e olhando diretamente em seus olhos.

Ele me lançou um olhar de desejo após minha fala e deu sorriso de lado, agora compreendendo o que eu queria e do que se tratava minha fala.

  • - Então hyung, por quê não fazemos o seu desejo virar realidade- disse de forma inocente e com a voz mais manhosa e ao mesmo tempo sexy, que ele conseguiu falar.

Quando ele falou isso não aguentei e acabei com a distância que tinha entre nossas bocas começando um ósculo que não teria nenhum vencedor. O ar se fez necessário, mas não estava com a mínima vontade de me separar dele, entretanto nada que é bom dura muito. Separei nossas bocas, porém não me separei por completo dele, fui em direção ao seu pescoço onde comecei a distribuir beijinhos, lambidas e algumas mordidinhas fracas, sem deixar marcas.

Jeon soltava suspiros baixos e ao mesmo tempo excitantes. Deixei seu pescoço e voltei para sua boca iniciando um beijo mais selvagem que o anterior.

Enquanto minha boca está ocupada, beijando a do Jeon, direcionei minha mão até barra da camiseta do mesmo, a enfiando por dentro e puxando a camiseta para cima, separamos nosso lábios para que a camiseta pudesse sair passar pela cabeça dele é assim que ela saiu voltamos ao ósculo.

Novamente nos separamos e eu fui em direção ao seu peito, onde ali sim deixei chupões que com certeza ficaria marcas por muito tempo. Me direcionei a um de seus mamilos onde abusei com vontade do mesmo, morrendo e chupando, enquanto Jeon apenas suspirava e já começava a soltar gemidos baixos.

Segui uma trilha de beijos até o cós da bermuda que ele usava para dormir. Já dava para notar o volume que o pênis dele causava na bermuda, acariciei o membro dele ainda por baixo dos panos, enquanto com a outra mão judiava do seu mamilo esquerdo.

Retirei seu calção juntamente com a cueca boxe preta que ele usava e comecei a acariciar seu membro.

  • - Humm… Tae… anda logo com isso- disse em meio aos suspiros.

  • - Andar logo com o que? - perguntei com a maior cara de inocência do mundo.

  • - Você sabe- disse

  • - Não, eu não sei- falei e deu um sorriso em sua direção - que você quer, só irei fazer se você me falar Kookie.

  • - Merda, Taehyung. Eu quero que você me chupe- disse.

Não esperei mas e voltei para o seu membro, só que desta vez fiz o que ele me pediu, coloquei seu pênis em minha boca começando a chupa-lo como se você o melhor pirulito do mundo. Nessa hora os gemidos dele estavam mais altos e eu estava amando ouvi-los.

  • - T- Tae… eu v- vou...- não deixei ele terminar a fala e me afastei dele, que com o ato soltou um gemido de reprovação.

Me afastei dele e me levantei da cama, Jeon me lançou um olhar de quem não estava entendendo nada, então comecei a tirar as minhas roupas. Peça por peça, fui tirando e jogando em qualquer canto do quarto. Assim que a última peça de roupa foi ao chão voltei para a cama me deitando em cima do Jungkook e lhe roubando mais um beijo.

  • - Vira de quatro pra mim amor? - perguntei próximo a seu ouvido, vendo- o arrepiar e virar de costa ‘pra mim sem pestanejar.

Quando o Jeon já estava de costas abaixei meu rosto até suas nádegas onde deixei mais beijos e mordidas.

Abri sua bunda e direcionei minha língua até a sua entrada onde dei uma lambida e ao mesmo tempo introduzindo um dedo, fazendo o Jeon soltar um gemido alto.

  • - Humm….. Tae, por favor- me pediu enquanto incluía um segundo dedo.

  • - Por favor o que amor? - perguntei e continuei a introduzir os dedos em sua entrada.

  • - Por favor, me fode logo- disse

  • - Seu desejo é uma ordem- falei me encaixei atrás dele é numa estocada só entrei por completo dentro dele, fazendo comigo que ele deixasse um gemido alto sair por entre seus lábios, até fiquei com medo de que os hyungs pudessem ter acordado, mas logo essa preocupação passou.

Esperei para que ele pudesse se acostumar com o volume dentro dele é que dor diminuísse, para poder me movimentar. Depois de uns três minutos sem me mexer e de ficar dando beijinhos nas costa e ombros dele, ele deu uma reboladinha no meu membro, esse foi sinal que tanto esperava e tirei como confirmação que já poderia me mexer.

Tirei meu membro por completo de dentro dele e me enfiei novamente dentro dele forte e fundo, Jeon gemeu alto.

  • - Humm...Tae… - Continuei estocando forte e fundo em seu interior que me apertava ainda mais. Em uma das estocadas consegui acertar sua próstata.

  • - Acerta ia de novo- ele pediu em meio aos gemidos- Continuei com as estocadas, agora me concentrando para sempre acertar aquele ponto em especial.

  • - Humm… como você é delicioso- falei rente ao seu ouvido o vendo arquear as costas gemendo mais.

  • - Tae, eu vou…- não deixei ele concluir a fala me retirando de dentro dele, que soltou um gemido de insatisfação, mas não ligue o virei pra mim, queria ver o seu rosto quando atingisse seu ápice.

  • - Ainda não amor, quero ver sua feição quando você atingir seu ápice, comigo ainda dentro de você- disse e ataquei seu lábios, posicionando meu membro em sua entrada e dessa vez entrando devagar. No começo as estocadas estavam lentas, mas ainda forte e funda.

Entretanto, com o passar dos minutos as estocadas já estavam mais selvagem e ele gemia alto. Já não estava mais aguentando, precisa gozar, então direcionei minha mão até o seu membro e comecei a acariciá-lo na mesma velocidade das estocadas.

  • - T-tae… eu vou goz… hummm- ele não terminou a frase gozou na minha mão.

Com isso ele apertou ainda mais sua entrada em volta do meu membro e não aguentei gozei dentro dele.

  • - Humm… Kookie- falei a medida que eu gozava.Assim que terminei de gozar cai em cima do Jeon com a intenção de recuperar o fôlego, assim que nós recuperamos ouvi o Jungkook me chamar.

  • - Tae? - ele me chamou.

  • - Hum - respondi levantando minha cabeça que até esse momento ainda estava encostada em seu peito.

  • - Sai de cima que você é pesado - falou e sorriu 'pra mim, com aqueles dentinhos de coelho que tanto amo.

  • - Nossa quanto amor- disse me fazendo de indignado, ele riu e eu saí de cima dele.

  • - Vamos tomar um banho- ele me chamou

  • - Pode ir na frente já te sigo- falei.

  • - Tá bom- disse se levantando, me deu um selinho e foi em direção a porta.

Depois que ele saiu troquei os lençóis da cama e coloquei para lavar, logo em seguida indo em direção ao banheiro, onde não aconteceu nada demais, somente uns beijinhos e umas mãos bobas.

Saímos do banheiro e fomos para o quarto do mais novo, onde nós deitamos, um de frente para o outro.

  • - Tae- me chamou olhei nos olhos dele- Eu te amo- disse.

  • - Também te amo, meu amor- falei lhe dando um selinho demorado.

  • - Boa noite- me desejou enfiando o rosto na curva do meu pescoço.

  • - Boa noite, anjo- falei deixando um beijo em sua cabeça e logo em seguida me entregando ao sono.

4 de Marzo de 2018 a las 00:02 1 Reporte Insertar Seguir historia
12
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
Sara Giovana Bellomi Sara Giovana Bellomi
Caramba .... perplexa ._. Credo q delicia ... digo ... q absurdo
November 01, 2019, 09:31
~

Más historias

NEVER NOT NEVER NOT
Un lugar encantador Un lugar encantador
Your are my destiny Your are my destiny