O namorado do papai Seguir historia

alascachan alasca usagi

"Se não fosse tão vergonhoso, Sasuke provavelmente teria corrido no exato momento em que os dois pares de olhos azuis – tão azuis quanto os de seu amado – fixaram-se em si, como se ele fosse a coisa mais interessante do universo. Céus, o Uchiha olhava para as duas crianças a sua frente como se elas fossem monstros prestes a devorá-lo. E em sua mente, o moreno se perguntava como diabos havia se metido naquilo."


Fanfiction Anime/Manga Todo público.

#família #fluffy #sasunaru #naruto
Cuento corto
6
6.7mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo único.


          Se não fosse tão vergonhoso, Sasuke provavelmente teria corrido no exato momento em que os dois pares de olhos azuis – tão azuis quanto os de seu amado – fixaram-se em si, como se ele fosse a coisa mais interessante do universo. Céus, o Uchiha olhava para as duas crianças a sua frente como se elas fossem monstros prestes a devorá-lo. E em sua mente, o moreno se perguntava como diabos havia se metido naquilo.


          Ah, claro! Sasuke estava nessa por ter se apaixonado justamente por um homem que já fora casado, e que tem dois filhos, os quais moram consigo. Sasuke só queria que um buraco negro se abrisse no chão da sala e engolisse o sofá em que estava sentado. Só isso.


           — Você é bonito.


            Foi a garota, Himawari, que resolveu quebrar o silêncio. Sasuke havia ficado surpreso com o elogio repentino, e acabou por coçar as bochechas para tentar esconder o leve rubor que tomara conta do local.


           — Obrigado, você também é muito bonita.


           O de olhos de ônix sentia as mãos soarem frio e, a cada três segundos, dirigia o olhar até o corredor que leva à cozinha – queria que Naruto voltasse logo, estaria mais confortável com o loiro ao seu lado.


          — O pai disse que você é um amigo especial dele... – Dessa vez Boruto resolveu se pronunciar.


          Particularmente, o moreno sentia mais receio em relação ao garoto, que era uma cópia fiel de seu dobe.


          — Mas desde que ele e a mamãe se separaram, o velho não fez novas amizades. Ele só tem o Shikamaru, o Sai, a Ino e o tio Kakashi. Sem contar que–


          — Ouvimos a tia Ino dizer que ele 'tá namorando com um moço que trabalha com ele. – Disse Himawari, interrompendo o irmão. – Então é verdade? Você é namorado do papai?


           Sasuke sentiu o sangue congelar dentro de suas veias. Droga. O que faria? Naruto não queria contar aos filhos logo de cara que estava saindo com alguém. Apesar deles já estarem a meses nesse relacionamento as escondidas, o Uzumaki ainda preferia fazer as coisas com calma. Mas, sabendo que negar àquela altura do campeonato não resolveria nada, o Uchiha escolheu ser sincero e tentar a sorte.


           — Hum, sim. Eu namoro com o seu pai. Vocês vêem problema nisso?


          E havia chego a hora da verdade. O Uchiha não sabia o quanto a mente daquelas crianças era aberta, não sabia se elas já tinham ciência da orientação sexual do pai ou se ao menos eram tolerantes ao assunto. Mas... se elas fossem contra, Himawari não sorriria daquele jeito e Boruto já teria gritado alguma ofensa, não é mesmo?


          — Não, o papai tá mais feliz esses dias, acho que é por sua causa. Cuida bem dele, viu? Meu pai é a pessoa mais preciosa do mundo, e merece muito amor e carinho.


           Himawari disse séria, e mantinha um dedo inclinado na direção do moreno enquanto falava. Mas por fim, acabou sorrindo e apertando ainda mais o ursinho que tinha nos braços.


          Sasuke suspirou aliviado, e abriu um sorriso de canto. Era o primeiro desde que havia chego na residência do namorado.


           — Pode deixar, vou cuidar muito bem dele. – E os olhos de ônix se voltaram para Boruto, que se mantinha ainda quieto. — E você?


           O mini Naruto fez um bico extremamente infantil e fofo, enquanto dava de ombros e escondia as mãos nos bolsos da bermuda que vestia.


           — O velho tem pegado menos no meu pé, e parece ter voltado ao que era antes do divórcio. Você faz bem pra ele, então por mim tá tudo bem.


           Sasuke sentiu como se um peso de mil toneladas deixasse suas costas, e não conseguiu resistir ao impulso de levantar do sofá aonde estava sentado e puxar as duas crianças para um breve abraço e beijá-las nas bochechas – mesmo que isso o tenha deixado constrangido depois. Mas ele estava feliz, então o constrangimento que se fosse ao inferno!

E parado bem na entrada do corredor, vindo da cozinha, estava o Uzumaki. Havia pego a conversa já no fim, porém, sentia como se pudesse morrer naquele exato momento. Havia sido cuidadoso desde o começo por temer uma reação negativa dos filhos mas, pelo que agora pôde ver, suas crianças eram ainda mais incríveis do que havia imaginado. E pela primeira vez em muito tempo, o Uzumaki estava se sentindo verdadeiramente feliz e completo.

2 de Marzo de 2018 a las 00:58 1 Reporte Insertar 12
Fin

Conoce al autor

Comenta algo

Publica!
KL Kitsune Lyra
Ah que coisa mais linda e fofa *---* Um fuffly maravilhoso, essas crianças lindas e adorei o desespero do Sasuke em lidar com mini-humanos hahaha
26 de Junio de 2018 a las 22:44
~

Historias relacionadas