Atrás da escola Seguir historia

yukiasunaa Yuki Asuna

-Hey! Espera Deku!-Bakugo gritou. Midoriya olhou para trás. -O que foi agora? -V-você gosta de mim?-Bakugo perguntou. -Sim. Eu gosto de você Kacchan.-o esverdeado respondeu.-Era só isso?-Midoriya perguntou e recolheu a mochila que estava no chão e pôs nas costas. E foi se afastando lentamente. É.Talvez Bakugo sempre fosse orgulhoso e egoísta demais. {Bakudeku}


Fanfiction Anime/Manga No para niños menores de 13.

#romance #My hero academia #MidoriyaXBakugo #Bakudeku #Midoriya #boku no hero academia #yaoi
Cuento corto
2
166 VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Deku


Bakugou chegou no pátio naquela segunda-feira.

Aquela manhã ele estava um pouco animado.

Era como se pressentisse que algo daria muito certo.

E estranhou um pouco não ver um certo garoto de cabelo verde na mesa dos nerds.

Os únicos sentados ali eram Uraraka e Lida.

E lembrou que batera no menor na sexta passada.

Ele estaria mal até aquele dia?

Foi andando de fininho até chegar perto da mesa.

E ouviu uma conversa entre Lida e Uraraka.

-E o Midoriya-kun?-Lida perguntou.

-Está na mesma.-ela respondeu e suspirou.-ele disse que vai desistir...não aguenta mais apanhar. Ele foi no hospital 10 vezes semana passada.

-Ele continua amando aquele idiota do Katsuki?

-Sim...Eu não acho saudável...ele está tão mal...

-Desde quando ele ama aquele sujeito?

-Acho que desde crianças...eles eram amigos antes sabe?

-Se eram amigos então porque ele vive apanhando?

-Acho que eles tiveram uma briga ou algo do tipo...Midoriya falou que do dia para o outro ele começou a o odiar.

-Mas...por quê?

-Eu...não sei...

Bakugou arregalou os olhos.

E sem perceber seu corpo já se mexeu.

Midoriya gostava de si?

Por que?

Por algum motivo seu coração esquentou.

Correu e encontrou o garoto em pé acabando de comer um sanduíche de frente a uma fonte.

E quando percebeu a presença do mesmo ali virou de costas e começou a se afastar.

-Hey! Espera Deku!-Bakugo gritou.

Midoriya olhou para trás.

-O que foi agora?Eu não tenho mais dinheiro. Você já pegou o que eu tinha hoje.

-Não é isso!-Bakugou rosnou.

-Então o que é?-o esverdeado virou para ele com o rosto cansado.-Quer me bater? Jogar minha mochila na água? Quer rasgar meu caderno para mim ter que passar a noite inteira colando ele com fita adesiva ou rescrevendo pra mim tirar um zero do professor? Tudo bem. Eu mesmo faço isso!-o garoto então tirou a mochila das costa e ergueu de frente a uma fonte que tinha ao seu lado pronto para descartar seu material todo ali dentro.

-NÃO!Não foi por isso que eu vim!-ele correu e segurou a mão do garoto antes que o mesmo deixasse a mochila cair na fonte.

-Então foi pelo quê?

-Eu só vim aqui para...

O esverdeado o olhou com aqueles olhos esmeraldas confusos.

-Para quê?

-Para confirmar uma coisa que eu ouvi.

-Hã?

-V-você gosta de mim?-Bakugou ficou um pouco vermelho a falar isso e virou a cabeça de lado.

-Quem te disse isso?-o esverdeado perguntou.

-Eu ouvi a cara de bolacha conversando com o Nerd de merda.-ele respondeu.-M-mas e então?

-Sim. Eu gosto de você Kacchan.-o esverdeado respondeu.

Bakugou o olhou como se não estivesse acreditando.

Paralisou.

Midoriya gostava dele?

Justo dele?

Da pessoa que batia e o humilhava na frente de todos?

Não entendia.

-Era só isso?-Midoriya perguntou e recolheu a mochila que estava no chão e pôs nas costas.-Ou você quer me bater antes de eu ir embora?-completou.

E Bakugou pôde ver lágrimas rolando do rosto do velho amigo.

Lágrimas grossas e que pareciam estar guardadas a muito tempo.

Tempo demais.

E que eram impossíveis de controlar.

Travou ao ver a expressão de puro sofrimento no rosto do garoto.

Midoriya tinha parado de chorar e implorar quando o mesmo o agredia na escola e fora dela a uns 6 anos.

Nunca mais vira as lágrimas e a voz implorando do garoto.

Mas naquele momento ele viu algo muito pior do que sofrimento.

Dor.

Dor verdadeira.

O coração do garoto a sua frente não tinha mais vida.

Estava quebrado.

Arregalou os olhos.

O garoto de olhos verdes em sua frente então sorriu fraco e virou de costas andando.

-Desculpe por amar você Kacchan...não vou mais te perturbar mais.-e ele começou a andar para longe de si.

O interior de Bakugou embrulhou.

E ele lembrou de tudo de ruim que fizera para o garoto.

Não merecia o amor do mesmo.

Não mais.

Na verdade...

Nunca merecera.

Por que o odiava mesmo?

Não lembrava.

Não sabia.

O que poderia fazer?

Não tinha como voltar no tempo.

Ele não merecia os sorrisos do menor.

Não merecia a gentileza do menor.

Não merecia o amor dele.

E quando deu as costas para sair do lugar ouviu um grito de cima.

-HEY SEU MERDA!-Kirishima e Uraraka gritaram lá de cima.

Ele olhou para cima.

Os dois estavam na janela da sala.

-O QUE VOCÊ ESTÁ FAZENDO?-eles gritaram.

-Eu...

-VAI ATRÁS DELE!-eles gritaram.

-Eu não mereço ele.-ele respondeu.

-SE VOCÊ NÃO FOR ATRÁS DELE AGORA NUNCA MAIS VAI PODER TER OUTRA CHANCE! CABEÇA DE VENTO.-Uraraka gritou.-AGORA PARA DE SE PENSAR O INÚTIL E CORRE ATRÁS DELE ANTES QUE EU DESÇA AI AGORA E BATA EM VOCÊ!

Ele olhou para ela.

Ele queria ver Midoriya sorrindo para si.

Ele queria a gentileza dele.

Queria o amor dele.

Ele era egoísta?

Talvez.

Mas as vezes o egoísmo se transformava em algo bom.

Talvez egoísmo fosse o sentimento mais forte de Bakugou.

Mas no fundo.

Tinha o amor.

E mesmo que fosse só lá no fundo.

Ele ainda o tinha.

Ele virou de costas e começou a correr.

Correu para onde ele sabia aonde o garoto sempre ficava.

O canto do garoto.

Arfou e virou a direita.

E deu de cara com o garoto sentado debaixo de uma árvore perto de uma grande parede.

Aquele lugar.

Atrás da escola.

O garoto estava soluçando abraçando os pés.

Se aproximou cuidadoso.

-Deku?-Ele chamou.

Midoriya levantou a cabeça e olhou para o lado.

-Kacchan?

-Deku...

-O que quer agora?-o garoto se encolheu.

Bakugo agachou ao lado do garoto.

Pegou na mão dele e o ergueu.

-Para de chorar.-ele disse e passou a mão limpando os olhos do esverdeado.

Ele então olhou para aqueles olhos verdes.

Aqueles lindos e intensos olhos verdes.

Que agora estavam mais brilhantes devido as lágrimas que ainda caiam.

-Francamente.-ele suspirou e puxou o esverdeado pela cintura encostou na parede e o abraçou.

O esverdeado arregalou os olhos e o olhou confuso.

-Calma. Calma...-Fez carinho na cabeça e passou as mãos nos fios macios e sedosos do esverdeado.

Sempre sonhou mexer naquele cabelo.

Sempre sonhou em abraçá-lo daquele jeito.

Precisava de um abraço.

Apenas isso.

Só um abraço.

E parecia que o garoto também estava precisando de um também.

-Calma...

O garoto fungou e segurou forte na blusa de Bakugo.

-Kacchan...Kacchan...

-Tudo bem...está tudo bem...-Continuou a falar fazendo um leve cafuné nos cabelos verdes.

Se passou um tempo até que Midoriya parasse de chorar realmente mas Bakugou não se importou.

Poderia ficar o dia todo abraçado com ele.

Que contraditório.

Antes ele fazia de tudo para humilhar o garoto mas...

Nunca se sentiu melhor.

E agora.

Com um simples abraço toda a sua mágoa e raiva foram embora como se não fosse nada.

Apenas nuvens movidas pelos ventos.

Que uma hora tampavam o sol e na outra já sumiam de vista.

Seu peito estava mais leve.

Mais...feliz?

Talvez fosse só coisa de sua cabeça mas parecia que Midoriya era a sua felicidade.

A felicidade que tinha jogado fora por tanto tempo.

Seu coração estava acelerado confirmando algo que sentia a muito tempo mas sempre negava.

Estava totalmente apaixonado.

-Desculpe...Desculpe...-o loiro disse e o esverdeado se aconchegou mais em si como se aceitasse as desculpas.

-De-Izuku...-ele pronunciou nervoso e um pouco vermelho.-V-você realmente gosta de mim?

O menor se escondeu na sua blusa.

-Izuku...-ele chamou e pegou levemente o rosto do menor o erguendo para olhar nos olhos vermelhos.

Os olhos vermelhos e verdes se encontraram como se não se vissem de verdade a anos.

-Eu não gosto de você Kacchan.-o esverdeado disse.

Bakugou se entristeceu um pouco.

-Eu te amo-o esverdeado completou.

Bakugou o olhou não acreditando.

O coração que antes estava acelerado parou.

Em contrapasso.

-Que bom...-Ele suspirou e abaixou a cabeça chegando os rostos dos dois perto um do outro.-Se não eu não poderia fazer isso.

E num movimento rápido capturou os lábios rosados do menor contra os seus.

O beijo era calmo.

Desejoso.

Mas ainda sim carinhoso.

Mostrando a flor da pele o sentimento que ambos sentiam.

Os raios solares batiam nas folhas da árvore a cima dos dois.

Fazendo sombras e filetes de luz no chão.

Eles se separaram.

Midoriya olhou para o loiro e o olhou confuso.

-Mas...você não gostava de meninas? Desde quando você é...?

-Nem eu sei...acho que desde que você ficou bonito e fofinho desse jeito.-O garoto ficou vermelho.-Eu te amo Izuku.

-E-eu também Kacchan...-ele respondeu e sorriu um pouco corado.

-ATÉ QUE ENFIM!-um voz gritou acima deles.

Aquela voz.

-URARAKA-Chan?/CARA DE BOLACHA?-Eles gritaram juntos e olharam para cima.

-OI! O KIRISHIMA E O DENKI-Kun ESTÃO AQUI TAMBÉM!-ela gritou e sorriu.

Os garotos apareceram lá em cima.

-V-vocês estão ai a quanto tempo?-Bakugou perguntou irritado e um pouco corado.

-Nós seguimos você...estamos desde o comecinho! Tenho até um video!-ela exclamou e sorriu mostrando o celular.

-SUA!!!!! VEM AQUI! PODE APAGANDO ESSE VIDEO!-Bakugou exclamou irritado.

Se aquele video rolasse pela escola sua dignidade iria para o brejo.

-Nunca!-ele riu e começou a correr.

-CARA DE BOLACHA! VOLTA AQUI!-ele então começou a correr atrás da garota deixando Midoriya sozinho sem entender nada.

Kirishima e Denki começaram a rir lá de cima e piscaram para o esverdeado que corou e começou a rir também.

Afinal.

Bakugou poderia estar fisgado mas não pararia de ser o Bakugou esquentadinho nem tão cedo.

Mas mesmo assim.

O esverdeado amava o garoto.

Porque apesar de tudo.

O garoto era fofo as vezes.

~Fim~


25 de Julio de 2019 a las 00:00 0 Reporte Insertar 1
Fin

Conoce al autor

Yuki Asuna Louka por animes e mangás. De vez em quando mostro sinal de vida e posto alguma coisa. Faço fanfics de acordo com os meus animes favoritos e quase sempre elas só tem 1 capitulo. NALU Bakudeku Tododeku Gale Gruvia Victuuri

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~