50 Ways to Leave Your Lover Seguir historia

hermioonie Annah Dias

Poderiam existir até cinquenta maneiras diferentes de como se livrar de seu amante, porém Naruto não optaria por nenhuma delas. A razão disso? Ele simplesmente amava demais o sentimento de perigo que o Uchiha emanava.


Fanfiction Sólo para mayores de 18. © Os personagens aqui presentes são de total autoria de seus criadores originais.

#hermioonie #NaruSasu #SasuNaru #Naruto
Cuento corto
12
7.0mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo único

O loiro rolou para o lado e imediatamente sentiu falta daquele calor aconchegante que o corpo de seu amante emanava, porém o aconchego das cobertas com o cheiro característico do moreno o impediu de se levantar imediatamente. Deixando-se levar pela fragrância amadeirada que estava impregnada tanto na enorme e macia cama de casal quanto em seu corpo, Naruto fechou os olhos novamente, aconchegando-se melhor na maciez da cama enquanto puxava algo para cobrir seu corpo desnudo. A ardência da pele marcada por roxos e mordidas já não existia mais, tudo o que se encontrava ali era um rapaz com um sorriso feliz ao aconchego de uma cama bagunçada e extremamente cheirosa, de alguma maneira.

O cheiro que impregnava todo o quarto era uma mistura inusitada de sexo e perfumes caros, sem contar com o leve aroma de nicotina que ainda estava presente nos arredores, e tornara-se a fragrância preferida do Namikaze.

Toda sexta a noite, quando ele saía de seu trabalho no restaurante da família Namikaze, o Uchiha vinha lhe buscar em sua moto modelo Kawasaki negra, jogando o capacete para si enquanto lhe sorria zombeteiro. Ambos sabiam o que os pais do loiro pensavam sobre o 'relacionamento' deles, entretanto Sasuke não parecia intimidado com os avisos ou olhares mortais que por vezes recebia da matriarca Namizake; ele parecia se divertir com isso, na verdade.

Essa era a característica mais marcante no Uchiha que acabou por encantar Naruto, que quando menos esperava já se encontrava rendido pelos encantos do moreno. Uchiha Sasuke era o tipo de pessoa que não desiste do que quer e sempre faz tudo para conseguir aquilo que deseja, fossem apenas bens materiais ou até mesmo pessoas que ele achasse interessante.

E por esta razão era que o Uchiha era tao perigoso: descente de uma das famílias mais perigosas do Japão, o Clã Uchiha que muitos diziam ser amaldiçoado pelo próprio demônio, além de ser um forte candidato para suceder aos negócios do pai; que não era ninguém menos do que Uchiha Fugaku, o líder da família que agora controlava a Yakuza e, consequentemente, toda a cidade. Ou seja, ninguém em sã consciência entraria sequer no campo de visão do Uchiha mais novo.

Mas Naruto não parecia possuir a consciência que seus pais tanto lhe imploravam para ter, pois quando menos esperavam o rapaz já estava na companhia do Uchiha. Quantas noites Kushina não passara chorando e gritando com os nervos a flor da pele, com medo do destino que seu filho provavelmente teria? Somente os vizinhos poderiam lhe contar tal coisa.

Paradoxalmente ao sentimento de preocupação genuína de sua amada mãe, o jovem Namikaze parecia estar se divertindo na companhia do tão audacioso herdeiro da Yakuza, fugindo sempre quando convinha ao Uchiha. Por esta razão foi que o loiro estava agora no apartamento do amante, deitado, completamente nú na cama e com preguiça de abrir os olhos e levantar para se banhar e livrar-se do cansaço e suor que seu corpo continha.

Por mais que já estivesse acostumado em acordar só na cama — ou onde quer que eles tivessem ficado —, Naruto não podia deixar de sentir saudades do calor corporal do Uchiha, de como os corpos se encaixavam tão perfeitamente, ou como o mais velho lhe tratava com tanta gentileza e brutalidade ardente ao mesmo tempo... Mas o que mais senta falta nessas horas era o olhar que o moreno guardava para si, e somente para ele; uma mistura de paixão e desejo tão urgentes e cativantes que as maçãs do rosto de Naruto ficavam coradas em instantes.

Somente ao pensar em tal olhar sedutor seu corpo inteiro se arrepiou, finalmente conseguindo forçar o rapaz a se levantar e tomar um bom banho. Sem se importar com a própria nudez ele se levantou da cama de casal deveras macia, indo descalço em direção ao banheiro anexado ao quarto. A primeira coisa que fez antes de se jogar em um banho quente foi escovar os dentes e verificar se haviam toalhas secas no cômodo. Somente depois deste ritual matutino foi que Naruto se entregou ao cansaço debaixo do chuveiro, deixando que a água morna levasse ralo abaixo suas preocupações e cansaço nítido.

Enquanto suas mãos se ocupavam de ensaboar todo o corpo para retirar qualquer vestígio de cansaço que poderiam haver ali, sua mente vagava para outro lugar, deixando-o tão áreo e indefeso quanto uma presa prestes a ser pega por seu predador excêntrico e voraz. E, como se aproveitasse tal brecha, mãos masculinas seguram firmemente sua cintura, puxando sem delicadeza o corpo esguio do loiro para seu próprio enquanto a boca audaciosa se ocupava em mordiscar a pele próxima do pescoço. Naruto gemeu com tal contato inesperado, se arrepiando e suspirando totalmente entregue ao ter suas nádegas pressionadas pelo membro de seu amante. O sabonete que antes jazia em suas mãos agora se encontrava esquecido no piso encharcado do box, enquanto ambos os amantes agora se enroscavam com desejo e paixão debaixo da água morna.

Sasuke não ofereceu qualquer oportunidade para o loiro dizer alguma coisa que não fossem seus gemidos e suspiros repletos de adoração, prendendo a boca doce de seu amante contra a sua num beijo sensual e ousado enquanto as mãos se ocupavam em acariciar cada parte daquele corpo tão conhecido por si, mas que parecia novo a cada toque. O Uchiha amava aquele jeito de Naruto ser; tão audacioso e decidido com o quer... Por vezes tão parecido com si próprio, embora ambos fossem completamente diferentes. Pois Sasuke era a escuridão e Naruto a luz. Uma luz tão divina que podia cegar qualquer mortal que a encarasse de perto. Com seus olhos oceânicos e cabelos com a cor do próprio Sol, o Namikaze era o anjo que muitos almejavam possuir.

Mas ninguém poderia possui-lo senão o Uchiha.

Pois tudo o que Sasuke deseja ele consegue, de um jeito ou de outro. E o jovem anjo não ficava para trás nisso; poderiam existir até cinquenta maneiras diferentes de como se livrar de seu amante, porém Naruto não optaria por nenhuma delas. A razão disso?

Ele simplesmente amava demais o sentimento de perigo que o Uchiha emanava. Era sedutor. Ousado. Único.

Era Sasuke impregnado em si por todas as suas células, se alastrando tão rapidamente quanto verdadeiras chamas engolindo o que lhe fora dado. Somente por esta razão era que Naruto voltava sempre para a zona de perigo, aproveitando-se de todos os sentimentos e sensações que Sasuke poderia lhe oferecer.

Esta era a razão do porquê o Namikaze ser tão entregue aos desejos do motoqueiro mimado; ele havia se apaixonado por Sasuke tão bruscamente quanto o próprio havia se viciado em si, perdendo-se em seus sentimentos tão rapidamente quanto a queda das peças principais do quebra-cabeça que era Namikaze Naruto antes de se conhecerem. Essas peças agora pareciam não existir mais, pois do contrário Naruto seria considerado incompleto, vazio... E somente Sasuke preencher tal vazio em seu ser, fossem com sexo ou simplesmente sua companhia.

Enquanto o box agora era preenchido pelos gemidos roucos de ambos encobertos pelo som da água caindo no piso, Naruto agradecia, mesmo que mentalmente, por ter encontrado o Uchiha naquele beco escuro meses atrás. Sem perceber, Sasuke havia salvado-o da escuridão que havia em seu inocente coração, então Naruto agora deveria fazer o mesmo por seu amante. Não importava a demora em conseguir tal feito, contanto que ele pudesse salvar Sasuke daquele mundo obscuro em que ele estava infelizmente fadado a conviver até seus últimos dias de vida, valeria a pena. Valeria a pena esperar pelo amadurecimento do moreno e suportar a dor que sempre existiria ali, pois Naruto amava Sasuke com toda sua alma.

E, um dia quem sabe, Sasuke também o amaria na mesma intensidade.

Por isso Naruto esperava pacientemente, superando os obstáculos que haviam e os que ainda viriam até ele enquanto ainda estivessem conectados daquela maneira. Pois esse era seu jeito de viver; esperar e superar as dores que a vida lhe dava a cada passo que conseguia realizar, agarrando-se a cada pedaço de felicidade que conseguia encontrar e rezar para que aquela vez fosse diferente.

Não demorou muito para que ambos os amantes chegassem ao ápice, com Sasuke mordendo seu ombro de maneira tão bruta que parecia querer arrancar-lhe um pedaço da carne e Naruto arranhando ainda mais as costas pálidas do Uchiha, como se estivesse deixando sua marca ali para que todos vissem e soubessem que ele lhe pertencia, sussurrando palavras sujas e sedutoras como sempre fazia para vê-lo sorrir.

— Seu filho da puta pervertido. — era o que Sasuke sempre lhe respondia antes de capturar sua boca em mais um beijo ardente, apertando seu corpo com o do loiro e ignorando completamente a água que ainda corria para o piso. E Naruto rebolava sensualmente como de praxe, deslizando os dedos pelos fios escuros do amante como se o desafiasse a repetir o ato lascivo que acabaram de realizar.

Sem dúvidas, ainda haveriam muitos desafios a serem realizados. E o principal deles seria resistir aos encantos perigosos do jovem Namikaze. 

28 de Febrero de 2018 a las 16:03 0 Reporte Insertar 6
Fin

Conoce al autor

Annah Dias Uma estudante de T.I. aspirante à escritora e fanática por yaoi. <3 Spirit: https://www.spiritfanfiction.com/perfil/anjinha13 Nyah: https://fanfiction.com.br/u/758537/ Wattpad: https://www.wattpad.com/user/hermioonie FF: https://www.fanfiction.net/~hermioonie

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~