Desire and Sin Seguir historia

machadorisos Machadorisos .

Hinata era deusa, e Naruto seu adorador. Hinata era desejo, e Naruto a ela se entregava. Hinata era pecado, Naruto adorava cometê-lo.


Fanfiction Sólo para mayores de 18.

#NH4EVER #FNS #escritório #chefe #hinata #naruto #Naruhina
13
6.8mil VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 15 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Capítulo 1

Diaba!

Maldita diaba!

Esse está se tornando um pensamento frequente em minha mente toda vez que me aproximo de minha chefe. Hinata é linda, deslumbrante... Gostosa demais. A diaba sabe disso e se aproveita. Em minha defesa, não sou nenhum tarado, na verdade sou muito tranquilo em relação às mulheres. Nunca fui um cara “baladeiro”, ou de ficar com mais de uma por noite. Mas você deve estar se perguntando o motivo de eu estar tão puto com minha chefe, vou tentar te explicar como isso chegou a esse ponto.

Tenho 24 anos, trabalho como assistente da diretora de criação de uma empresa de publicidade. Como eu já disse antes, eu sou muito tranquilo, e não costumo flertar com ninguém, ainda mais em meu ambiente de trabalho. Minha chefe, Hyuuga Hinata, é muito exigente e sempre me cobra muito em relação a meu trabalho. Há uns meses atrás, ela me alertou para um serão que teríamos que fazer por conta da finalização de um projeto; eu como um bom funcionário me dediquei ao máximo para minha função e me esforcei para que pudéssemos terminar o quanto antes.

— Sr.ª Hinata, já estamos quase finalizando, se quiser pode ir para casa e eu termino tudo aqui. — Disse eu focado no que estava fazendo, porém, olhando para minha chefe.

— Hmm... Sim. Mas acho melhor eu ficar para que possamos finalizar de uma vez. — Ela disse sem olhar para mim. Ela se virou e pegou um prendedor de cabelo e fez um rabo de cavalo alto, abriu os dois primeiros botões de sua camisa social. Ela se quer percebia o quanto era linda? Sim. Ela sabia. E o pior ela se aproveitava disso.

Terminamos o projeto e respirei fundo dando graças a Kami por finalmente estar livre disso e poder ir para casa. Quando me virei para a morena que estava na sala comigo ela me olhava como uma caçadora espreitando sua presa. Ela retirou os óculos quadrados que usava, e abriu um pouco mais sua camisa. Maldita, eu pensei. Mal sabia que aquilo só iria piorar.

— É... Sr.ª Hinata... Está tudo bem? — Perguntei receoso. Ela me despertava algo, eu sabia, mas não podia investir. Por Kami, ela é minha chefe!

— Hmm... Sim... Está calor hoje, não acha? — Ela disse sentando na mesa do escritório, passou suavemente suas mãos por suas coxas até chegar em sua cintura. — Está realmente quente hoje... Não está sentindo, Naruto?

— É.... Sim... Bom, eu preciso ir. Amanhã posso entrar mais tarde, não é? Então já vou indo... — Eu disse saindo correndo de seu escritório. Cheguei ao estacionamento do prédio sentindo meu pulmão quase explodir.

— Céus! O que deu nela?! Kami... Ela é tão linda... Para com isso Naruto! Ela é sua chefe! — Eu dizia para mim mesmo, e tentava em vão tirar sua imagem tão linda e sensual de minha mente.

Cheguei em meu apartamento aquela noite e fui direto para o banho, durante minha ducha a imagem da morena vinha em minha mente. “Como ela será embaixo daquelas roupas?” Pensei extasiado só com a possibilidade de saber como minha chefe seria. Saí do banho e fui deitar, pensei novamente em minha chefe. Me repreendi e virei de lado para ver se assim eu finalmente dormia, mal sabia eu que aquela seria só a primeira vez que a maldita diaba tiraria meu sono.

— Bom dia Sr.ª Hinata! — A cumprimentei assim que entrei em sua sala. — Hoje a senhora tem um almoço de negócios com Nara Shikaku, já está marcado para às 13h... — Parei de falar quando notei seu olhar sobre mim, de novo me olhando como se fosse me devorar. — Está me ouvindo? — Perguntei arqueando a sobrancelha.

— Sim, estou te ouvindo Naruto — Ela disse me olhando nos olhos — Você irá comigo a essa reunião, certo? — Me perguntou sugestiva, quando assenti ela continuou — Ótimo! Pode ir para sua mesa, venha me alertar no horário correto — Disse me olhando dos pés à cabeça. Engoli a seco e saí de sua sala.

Maldita diaba!

Eu sei que ela faz isso para me provocar! Mas como posso não cair nessa? Céus! A mulher além de linda é inteligente... Ela é tudo que qualquer cara quer. Eu tenho o coração fraco sabe? O que não garante que eu caia em seus encantos e acabe apaixonado? Isso não seria nem um pouco sensato. As horas passaram rapidamente e logo me apressei para avisar para a Hyuuga que deveríamos sair logo da empresa para não nos atrasarmos.

— Com licença, Sr.ª Hinata... Está na hora de irmos — Disse ao entrar em sua sala.

— Oh! É mesmo! Ainda bem que tenho você, não é, Naruto? — Me disse sorrindo, um sorriso que deveria ser crime de se dar para qualquer homem com um coração tão fraco como o meu — Vamos? — Me chamou parada ao meu lado, ela deslizou suas mãos por meu ombro e deu um leve aperto, e acreditem se quiser..., mas ela fez tudo isso olhando diretamente para minha boca! Ela quer me provocar!

— Sim! Vamos sim! — Saí exasperado de sua sala em direção ao elevador.

— Obrigada. — A morena disse quando segurei as portas do elevador para que pudesse entrar. A mesma apertou o botão para estacionamento e se posicionou ao meu lado. — Naruto, você tem namorada? — Me perguntou de forma simples e eu quase engasguei com sua pergunta tão direta e pessoal.

— Hmm... não... Por que? — Perguntei a olhando.

— Por nada... — Ela sorriu mais uma vez — Quantos anos tem mesmo?

— Tenho 24 anos.

— Você é bem novo... Interessante — Disse de forma pensativa.

— É... Algum motivo especial pela pergunta?

— Não. Nenhum mesmo. — Me olhou nos olhos. Juro que se eu não fosse um homem controlado eu a agarraria naquele momento. — Já pensou em ficar com uma mulher mais velha? — Questionou inocentemente.

— Nunca pensei sobre isso... Acredito que se a mulher for interessante, vale a pena investir — Disse olhando para as portas do elevador. Senti quando sua mão apertou meu braço, a olhei nos olhos um tanto quanto alarmado pelo súbito contato — Algum problema?

— Naruto... Você não percebe, não é? — Disse aproximando do meu corpo

— É... Não percebo o quê? — Perguntei arfando pela aproximação.

— Que estou doida para que você me foda — Disse olhando diretamente para meus olhos, me fitou tão intensamente que eu achei que fosse pegar fogo naquele momento.

28 de Febrero de 2018 a las 03:59 0 Reporte Insertar 1
Leer el siguiente capítulo Capítulo 2

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 3 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión