Love Paper Seguir historia

cuteboy coffeetears

Não é como se ele precisasse dos outros, não é como se ele precisasse de alguém para garantir que está bem. Fingi minha resistência, banquei o cara durão, mas a verdade é que... Eu estou com medo, medo de o perder e vê-lo desaparecer novamente. Talvez ele não precise disso, talvez ele seja forte o suficiente... Mas eu não sou.


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 18.

#Lemon #NaruSasu #SasuNaru #Naruto
41
7.6mil VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Cada 30 días
tiempo de lectura
AA Compartir

Isso foi fácil de mais.

O avião decolou às 20:00.

Sasuke olhava atentamente através da janela ,as nuvens lhe davam uma impressão de solidão, depois que perdeu parte de sua família não voltou a ser o mesmo. Seu irmão sempre falava que parecia que ele vendeu sua alma ao demônio depois do ocorrido, na arrogância, Sasuke apenas o ignorava.

– Vai chover – Disse para si mesmo.

O moreno se mexia desconfortável em sua cadeira, olhava para os lados e via mulheres o observando, outras acenavam tentando chamar a atenção dele. Sua popularidade com as damas era bem grande, muitas vangloriavam sua beleza.

– O senhor deseja algo para comer ou beber? – A voz da aeromoça o chamou.

O garoto olhou para ela e depois para o carrinho de prata cheio de guloseimas e vários tipos de bebidas ,depois com a comida e bebida já escolhida ele dispensa a mulher com um gesto. Passaram-se alguns minutos, quando uma mulher sentou na cadeira ao seu lado.

– Então...Por que você quer ir para Tóquio? – A moça disse em um tom baixo. A mesma vestia um belo vestido roxo e em seu colo havia uma maleta preta.

– Não importa, e por quê você está falando comigo? olha vamos fazer assim, quando eu estiver afim de conversar, eu te chamo, ok? – Sasuke a respondeu com ignorância, como sempre fazia.

– Oh! Me desculpe, só queria lhe oferecer uma coisa... – Sasuke a olhou de cima a baixo, reparando mais nas pernas e nos seios.

– Diga-me mais – Falou não tirando os olhos dos peitos dela, o que fez a mulher se estressar, porém continuou com um simpático sorriso no rosto.

– Meus olhos são aqui em cima, por favor, me respeite – A de cabelos loiros abriu a maleta, tirando do meio da papelada um cartão – Meu nome é Ino Yamanaka e eu trabalho na empresa Sakura’s, nós estamos com vagas abertas, não acharia ótimo chegar em Tóquio tendo logo um emprego? E veja as vantagens, além de eu ganhar uma promoção, você entrará no emprego com uma também, nós dois sairíamos ganhando.

– Me interessei, quais as vagas disponíveis?

– Temos no setor administrativo, o operacional e o setor comercial, que é a minha área. Te confesso que pra entrar no setor administrativo vai ser bem difícil.

– Como consigo o emprego?

– Se você estiver livre quando o voo pousar te levo direto lá e você faz a entrevista, se der tudo certo te encaixam amanhã e você começa daqui a dois dias. Me de suas informações pessoais primeiro.

– Meu nome é Sasuke Uchiha, tenho 27 anos e... – Antes que ele conseguisse continuar a frase ela o interrompeu.

– Veja só, um Uchiha, sem familiares, não é? – A mulher deu uma pequena risada – Desculpe, desculpe, tentarei não tocar nesse assunto.

– Essa notícia se espalhou tão rápido...

– Uma família famosa também, esperava o que? – Sasuke apenas a ignorou e olhou para a janela – Vou voltar ao meu assento, te procuro pela manhã quando chegarmos, tchauzinho! - Sasuke a viu andar pela aeronave até sumir entre as poltronas.

(...)

"A aeronave pousará em menos de trinta minutos, por favor colocar os cintos de segurança" – Diz o piloto.

Sasuke acordou com a voz vindo dos alto falantes, acomodou o corpo e apertou o cinto, esperando o avião pousar.

Finalmente o avião pousou, Sasuke desceu logo dando de cara com Ino que o cumprimentou com um aperto de mãos.

– Vamos pegar as bagagens e depois direto pra empresa, já chamei um táxi, venha, venha – Ela o puxou pelo braço.

Depois de um bom tempo esperando suas malas, lá estavam na frente do aeroporto esperando o táxi.

– Sasuke?

–Sim, o que foi?

– Não está nada nervoso? Nem um pouco?

– Não.

– Hm, então uma dica, Sakura não gosta de arrogância, muito menos de sarcasmo, tente fingir ser uma pessoa mais humorada, ou já era.

– Quem é essa tal de Sakura?

– Talvez a sua futura chefe, mas sério, tente agir como uma pessoa mais humorada ou sei lá, só não seja arrogante...

Ela é interrompida por uma buzina de carro , um táxi estava parado na frente deles. Sasuke abre a porta de trás e faz um aceno para que ela entrasse , ela da um sorriso brilhante e se a baixa para entrar no carro.

Sasuke olhou para a as pernas nuas da mulher dando um sorriso, depois seus olhos foram subindo mas infelizmente ela já tinha entrado e pegado seu assento ,dando um suspiro decepcionado, ele se senta e fecha a porta.

– Empresa Sakura’s , por favor – Disse Ino

– Ok –

O motorista dirigiu pela rodovia fazendo curvas e mais curvas, até ficarem presos em um engarrafamento por uns vinte minutos.

Sasuke pensava sobre quem iria mandar nele ,ele odiava que alguém mandasse em si o que era um problema. Mas isso tinha um lado bom, a chefe podia ser uma gostosa ou algo do tipo ,mas por enquanto ele fica olhando para os seios e pernas da moça ao seu lado, um descarado a princípio.

(...)

Passou-se bastante tempo, e finalmente estavam chegando a empresa, Ino pagou o motorista, e foram para a entrada.

– Deixe suas malas no saguão mesmo, depois você volta para buscar, ok? – Sasuke apenas confirmou com a cabeça.

Entrando os dois se deparam com Naruto sentado com uma cadeira encarando o teto com a roupa totalmente molhada, Karin estava na mesma situação, porém em pé, ela batia a própria cabeça contra a bancada. Ino os olhou como se já soubesse que tinham feito merda, mas mesmo assim se atreveu a perguntar.

– E então, o que foi dessa vez? –

-A retardada da Karin inventou de mexer num cano que estava dando uns problemas desde ontem, lá fui eu ,o idiota, tentar ajudar também, aí a merda do cano estourou e inundou o quinto andar inteiro,Shikamaru perdeu parte de uns documentos, e o cara foi dedurar pra Sakura, provavelmente eu e ela vamos ser demitidos! – Exclamou Naruto muito irritado.

– A Karin eu até entendo, mas você? Naruto Uzumaki nunca se envolveu em nada desde que eu entrei aqui, porém como dizem, sempre a uma primeira vez pra tudo – Sakura apareceu, no mesmo instante com uma expressão de raiva.

– Naruto na minha sala, Karin vai com o Kakashi, décimo primeiro andar, sala 245 – Naruto e Karin andavam desanimados até o destino, esperando o pior – Naruto, não se atreva a sentar todo molhado em algumas da cadeiras de lá, fique de pé, agradecida – Os olhos de Sakura se encontraram com os de Ino, fazendo-a dar um sorriso – Ino! Como foi a viagem? E quem nós trouxe aqui?

– Foi cansativa, mas consegui o contrato, e esse é Sasuke Uchiha, ele veio tentar uma vaga – Respondeu Ino animada.

– Prazer em conhecê-la – Disse Sasuke.

– Nós perdoe por chegar numa hora dessas, quase nunca ocorre esse tipo de coisa, e se ocorre quase nunca é tão sério como foi dessa vez, venha, vamos conversar na minha sala –

– Sakurinha, eu cheguei de viagem sabe, estou cansadinha, me deixa sair mais cedo hoje, vai – Ino tentou fazer biquinho.

– Claro, só hoje - Sakura começou a andar até o elevador seguida por Sasuke, Ino festejava silenciosamente por poder sair mais cedo.

No elevador permaneceram em completo silêncio até descerem no andar onde a sala de Sakura esta. Ao entrarem pela porta se deparam com Naruto tirando a camisa enquanto Shikamaru estendia outra em sua mão, Sasuke analisou o corpo do loiro de cima a baixo dando um pequeno sorriso.

– Bom dia chefe – Shikamaru disse entregando a camisa para o Naruto.

– Bom dia? Há, hoje meu dia está péssimo – Respondeu Sakura dando um suspiro – Sasuke, sente-se ali – Apontou para a cadeira em frente a sua mesa, Sasuke andou até lá sem tirar os olhos do corpo de Naruto.

– Soube que liberou a Ino mais cedo, posso ganhar algo assim? –

– Quem sabe. Se esforce e faça eu lhe notar, e pimba você sairá uma hora antes. E meu Deus, como as coisas se espalham rápido por essa empresa –

– Hm, nunca pra ser mais específico. E eu escutei você falando com ela lá na portaria. Bom, Uzumaki essas roupas são minhas, é pra devolver, Ok? – Naruto mexeu a cabeça positivamente – Então vou indo, boa sorte aí amigão

– Como você chegou aqui primeiro ,sendo que você estava escutando a conversa? – Sakura o impediu de sair da sala

– Existe uma coisa chamada escada, subi-la correndo é um ótimo exercício – Shikamaru saiu do local deixando Sakura confusa.

–Bom, Naruto, já que está seco, sente-se aqui – Sakura apontou para a cadeira vazia do lado do Uchiha.

– Primeiramente eu quero pedir desculpas –

– Eu te perdoo, acidentes acontecem, mas esse foi sério, você e Karin danificaram muitos documentos importantes, minha punição a você é; refazer todos esses documentos, você terá uma semana a partir de hoje, seu turno agora será até as 23h, assim terá tempo para terminar tudo, caso contrário serei obrigada a demiti-lo – Naruto ficou espantado com a última frase – Bom, já você Sasuke, tem seu currículo em mãos?

– Sim, ando sempre com ele, aqui – O moreno estendeu a folha para a de cabelos rosas – Só está desatualizado.

– Não à problema. Vou dar uma analisada, um minutinho –

Naruto olhava atentamente para Sasuke, na cabeça do loiro ele já tinha visto Sasuke antes, só não sabia aonde. Sasuke percebeu o "bisbilhotar" de Naruto.

– Perdeu algo em mim? – O moreno encarou os olhos do loiro.

– N-não –

– Adorei sua descrição Uchiha, parece qualificado o bastante para o emprego, posso te colocar na mesma área que a desse bestalhão aí, que tal? Ou você pode ficar com Shikamaru quem sabe os documentos cheguem mais cedo com um trabalho em dupla – Sakura disse encarando a tela do computador.

– Eles trabalham na mesma área que a Ino? Achei ela...Digamos que...Bem extravagante, se é que me entende – Sakura o encarou quase soltando uma gargalhada

– Tenho quase certeza que a Ino é praticamente casada cara - Naruto inclinou a cadeira cruzando os braços.

– Casada? A Ino? Meu amor, Ino é de todos e mais um pouco. Palavras da melhor amiga dela, confie – Naruto a encarou inquieto – Vamos fazer assim, como o Naruto está praticamente de castigo, você trabalha com ele essa semana, pra dar uma forcinha, com isso ele pode te apresentar a empresa quase toda e os empregados daqui, pode ser?

– Vou receber se trabalhar esses dias com ele? –

– Vai! – Sakura do nada se animou, um pouco estranho nesse caso – Vou fazer de tudo pra ser eu que fiscalize vocês – Sasuke olhou para Naruto e deu um pequeno sorriso.

Batidas fracas na porta atrapalharam a conversa. Vagarosamente a porta abriu.

– Naruto-kun? – Hinata entrara olhando tudo a volta – Finalmente te achei, só vim avisar que Kakashi mandou você pegar um esfregão ou um rodo e ir limpar o quinto andar. Karin já começou, melhor se apressar.

– Parece que essa é a minha deixa, adiós – Naruto levantou-se foi até a porta e saiu.

– Bom, então Sasuke? Deseja entrar no departamento comercial? Certo?

– Sim, Sakura.

– Então você será parceiro do Naruto, tudo entendido?

– Não posso trabalhar só?

– Olha, aqui nós trabalhamos em duplas. Eu e Kakashi, Karin e Suigetsu, Hinata e Neji e etc.

– Esse Naruto já não tem um parceiro, não?

– Foi demitido por imbecilidade, desde então esperamos alguém para voltar a trabalhar com ele, mas o pessoal prefere outras áreas, a comercial sempre sobra. Se quiser ficar nessa área terá que trabalhar junto a ele – A expressão de Sasuke não era nada agradável – Ele é legal, bondoso, tem sempre um papo novo para por em dia, você vai gostar dele, pode apostar.

– Hm, que seja.

– Pode ir pro escritório onde você trabalhará, vá até o quinto andar, procure a porta onde esta escrito “Uzumaki”. Já ia me esquecendo, você quer que coloquemos “Uchiha” ou “Sasuke” nessa mesma porta?

– Uchiha –

– Certo. Considere-se contratado, vou te avaliar o resto da semana, lembre-se, vacilou, perdeu. Alguma pergunta? – Sakura apoiou seu rosto nas suas mãos.

– O nome da empresa é “Sakura's” por causa do seu nome?

– Ótima pergunta, me surpreendeu. – Ironizou – Não, o nome da empresa não é por causa de mim, foi decidido antes de eu trabalhar aqui. Concordo que admiro esse nome – Sorriu – Vai lá, vai.

(...)

Sasuke saiu da sala de Sakura e foi a procura do escritório que trabalharia com Naruto. No caminho vários o cumprimentavam com “Como vai, novato?”, Sasuke apenas respondia com um sorriso.

Finalmente achou a porta escrito “Uzumaki” na frente, parecia ter pessoas lá dentro, Sasuke com curiosidade resolveu escutar a conversa.

– É só um encontro, eu não vou te morder, aceita por favor – Uma voz feminina meio dengosa implorou.

– Escuta, coloca na sua cabeça que eu não gosto mais de você, ok? – Sasuke grudou-se mais a porta para escutar melhor – Tenta com outros, o novato é bem bonito, flerta com ele, tem o Neji também.

– Mas eu quero você, estou pouco me lixando pra eles, você é o único que eu amo e sempre amei, e isso será só um encontro, se rolar, rolou –

– Hinata Hyūga, eu não quero ter um encontro com você, meu Deus. –

Cansado de ficar apenas escutando Sasuke abriu a porta de uma vez dando um sorrisinho satisfeito. Hinata e Naruto estavam sentados frente a frente. A garota ao ver Sasuke ficou com o rosto completamente vermelho.

– Poderia ter batido antes de entrar – Disse ela.

– Essa é minha sala agora, eu entro quando bem entender – Hinata o olhou com raiva levantou-se e saiu batendo a porta com força – De nada – Disse diretamente a Naruto

– Você me salvou, cara – O loiro suspirou – Isso é tão cansativo –

– Isso o que, exatamente? E...Você não deveria estar limpando o quinto andar?

– O fato é que ela não parar de me encher o saco por causa de amor platônico e, sobre a limpeza, era mentira, ela só queria marcar um encontro comigo. A Karin já lidou com toda a bagunça, não teria o que eu limpar.

– Certo, certo. Agora me explique um pouco do que eu farei por aqui – Sasuke sentou-se na cadeira onde Hinata estava antes.

– O que nós faremos é o seguinte; Controlar as estatísticas de comércio, viajar para outras partes do estado para fazer negócio com outras empresas mas isso vai ser raro, Ino sempre vai nessas viagens, porém te garanto que nessa nós iremos, ela nunca viaja duas vezes seguidas, por causa do segundo “emprego”. Isso é o mais importante, se tem mais eu não sei porque eu não dou a mínima. Agora me ajuda com isso – Naruto se levantou e pegou parte de uma pilha de papéis e entregou nas mãos de Sasuke, que segurou os papéis com dificuldade, Naruto pegou o restante e foi até a porta – Siga-me.

O moreno se levantou-se e o seguiu, os dois foram andando até a sala de Shikamaru, que, quando os avistou, disse:

– Coloquem aqui em cima – Bateu a mão de leve duas vezes seguidas na bancada da mesa. Os dois fizeram o mandado.

– Narutooo! – Ino gritou do lado de fora da sala, Naruto saiu para ver o que ela queria. – Me ajuda! Sabe meu segundo trabalho? Me diz qual roupa eu uso, por favor.

– Sério que você me chamou pra isso?

– Claro, isso é super important– Suigetsu apareceu com uma caneca de café em suas mãos, o mesmo empurrou Ino e Naruto.

– Licença. Aí, Shikamaru, passa dois calmantes, obrigado – Falou empurrando Sasuke, que estava na beira da porta.

– Está estressadinho, peixe? – Ino pronunciou.

– Claro, Karin não para de reclamar do Naruto, fica andando pra lá e pra cá. Isso não é estressante pra você? – Olhou para os lados freneticamente – Nem água tem na merda desse setor tem!

– Fique calmo, peixe. Uma hora você vai morrer, assim não terá do que reclamar, se bem que é capaz de você reclamar que morreu...

– Se eu aparecer morto amanhã, lembrem-se que foi a Ino que incentivou, valeu. – Suigetsu percebeu que estava sendo encarado por Sasuke. O moreno segurava o próprio braço – Eh...Você parece zangado...Te machuquei quando passei pela porta? – Sasuke virou o rosto em direção a Ino e Naruto, ignorando Suigetsu – Mesmo assim, me desculpe, preciso esfriar a cabeça urgentemente.

– Peixe, já que esta aqui, me diz uma roupa pra usar hoje a noite, por favor!! – A loira fez biquinho.

– Mini saia quadriculada vermelha com camisa quadriculada azul e botas de couro, estilo cowgirl, faz tranças no cabelo e coloque um chapéu. Perfect – Falou calmo dando um pequeno gole no seu café.

– A-do-rei, já vou até me preparando, tchau pessoas – Ino foi andando alegre imaginando o modelo em sua cabeça.

– Bom, vou indo também, até – Suigetsu caminhou lentamente até o final do corredor.

– Vem Sasuke, se começarmos o trabalho agora, talvez terminemos antes das onze da noite – Naruto puxou Sasuke pelo braço, de volta a sala dos dois.

(...)

Por horas os dois trabalharam, Naruto explicava tudo enquanto fazia, para um primeiro dia juntos, até que que se deram bem.

– Ah! Finalmente, acabei! – Naruto gritou inclinando a cadeira para trás – Que horas são?

– Dez e cinquenta – o moreno sorriu – Só mais dez minutos para acabar nosso turno.

– Quer conversar nesse tempo? – O loiro perguntou desligando o computador.

– Claro, pergunte o que quiser –

– Já tem lugar pra ficar essa noite? –

– Não...Vou ver se arrumo um lugar barato apenas pra passar a noite.

– Quer passar a noite comigo lá em casa!? – Naruto se exaltou.

– Cobro duzentos pelo serviço, duzentos e cinquenta se eu for o passivo...

– Meu Deus, não estou falando nesse sentido, seu tarado. Você quer dormir numa cama diferente da minha no meu apartamento? Acho que assim fica mais claro.

– Seria uma honra – O moreno olhou para o relógio de pulso, eram dez e cinquenta e sete – O tempo voa, vamos indo? – Naruto sorriu em resposta.

Os dois desceram até a garagem da empresa, Naruto, com a chave de seu carro em mãos, destrancou as portas.

– Me de sua mala, vou colocar no porta malas, pode ir entrando –

– Naruto! – Karin surgiu no meio do estacionamento correndo, Suigetsu vinha logo atrás no mesmo ritmo – Poderia dar uma carona, por favor.

– O que aconteceu com o seu carro? Não me diga que bateu de novo –

– Ok, não digo que eu bati meu carro de novo, agora você poderia dar uma carona pra mim e pro peixe – Suigetsu já estava na porta do carro apenas esperando a autorização para entrar.

– Entra ai, vai – Falou sem paciência.

O caminho foi silencioso até o primeiro sinal de trânsito, quando Karin resolveu puxar papo.

– Então Uchiha, como foi seu primeiro dia de trabalho?

– Foi bacana, me estressei menos do que esperava.

– Então o senhor é esquentadinho?

– De diversas maneiras, mas principalmente na cama.

– Uou – Naruto disse surpreso – Depois dessa eu quero te levar pra cama.

– As damas primeiro –

– Vocês são completamente esquisitos – Suigetsu se intrometeu na conversa.

– Olha só quem fala – Karin riu.

– Pelo menos eu tenho juízo, ao contrário de você – O de cabelos brancos falou num tom alto.

– Você ta querendo arrumar briga, é Suigetsu Hōzuki? Vem pra ‘cê’ ver que eu te quebro todo.

– Ei, vocês dois! Podem parando, briguem na casa de vocês, que por acaso já chegamos, ralem daqui! – Os dois saíram reclamando, Sasuke riu da situação.

– Eles moram juntos? – Perguntou.

– Sim, desde a faculdade, pelo que eu saiba.

– Acha que rola algo entre os dois?

– Certeza, pode rolar muita coisa atrás das quatro paredes.

Sasuke apenas sorriu malicioso com a resposta do loiro. Lá se foram os dois, conversando no caminho, até que chegaram ao apartamento onde Naruto morava.

Subiram no elevador chegando ao quarto andar. Naruto tirou a chave de seu bolso. “entre” ele disse para o moreno.

– Belo lugar –

– Hehe, obrigado... – Naruto fechou a porta – Vou ir tomar um banho, fique a vontade. – O loiro tirou os sapatos e foi em direção ao banheiro.

Sasuke também tirou os sapatos, olhou cada canto daquele sala e foi até o sofá. Sentou-se e olhou para o teto, logo voltou sua cabeça para baixo, de seu bolso tirou um maço de cigarros, olhou bem a pequena caixinha. – “Eu tenho que parar com esse vício idiota, nem sei porquê eu ando com isso no bolso, além do mais, acho melhor não fumar aqui dentro...” – pensou, voltando a olhar para o teto esmagando a caixinha com sua mão direita. Passou-se tempo e o tédio aumentava pouco a pouco. Depois de um tempo Naruto saiu do banho, cruzando a sala apenas de toalha, Sasuke reparou bem o seu corpo – “Como pensei, ele tem um belíssimo corpo” – Suspirou, quando coisas vieram na sua cabeça. Quatro minutos depois Naruto reapareceu com seu pijama, que consistia apenas um short verde com vários corações vermelhos. Naruto desviava o olhar, suas bochechas estavam claramente vermelhas.

– Belo pijama – Sasuke riu, escondendo a caixa de cigarros no bolso da calça.

– É vergonhoso, mas eu gosto, ok? Foi um presente de uma pessoa muito especial pra mim – O loiro respondeu deixando seu rosto corar mais ainda.

– Não é nada vergonhoso, combina bastante com você, essa pessoa devia conhecer você muito bem. – Naruto ficou mais vermelho.

– Er...Vou ir preparar algo pra gente comer, pode ir tomar banho, deixei uma toalha lá pra você – Sasuke respondeu apenas com um “Ok” ,levantou-se, pegou uma roupa de sua mala e foi para o banheiro.

Sasuke tirou suas roupas e desenrolou as ataduras de braço, havia cicatrizes e marcas de queimado, depois foi para de baixo do chuveiro, a água quente caía sobre seus ombros fazendo-o se arrepiar. Passou dez minutos no banho, saiu e vestiu seu pijama, uma causa preta que ia até metade de sua canela e uma simples camisa branca. Saiu do banheiro ajeitando as faixas no seu braço, Naruto entrou na frente dele bem na hora e o assustou.

– Meu Deus, desculpa! Eu não queria ter te assustado – Naruto agiu normalmente – Espera...O que aconteceu com seu braço?

– Tudo aconteceu no famoso “Acidente da família Uchiha”, uso essas ataduras para esconder, fica no meio do braço mesmo, não aparece muito para os que não reparam, esclarecido?–

– Total.

– Será esquisito se eu ficar sem as faixas?

– Claro que não, como eu disse quando chegamos, fique a vontade – Naruto sorriu – Venha, a comida está pronta.

Sasuke o seguiu até a cozinha, em cima do balcão havia duas tigelas de Lamem com vários temperos adicionais.

– Não sou bom na cozinha, mas garanto que está uma delicia, em toda minha vida eu nunca fiz um Lamem ruim – Naruto pegou uma das tigelas, foi para a sala e sentou-se no chão, colorando a tigela em cima da pequena mesa de centro que havia a frente do sofá – Você vem, Uchiha? – Sasuke pegou o seu foi a companhia de Naruto.

O loiro pegou o controle ligou a tv em um canal de notícias. Sasuke suspirou com a ação do jovem.

– Serio que você assiste isso? Reportagens são tediosas, cara.

– Não tem nada de tedioso em saber o que está acontecendo por ai – Naruto disse ainda concentrado na tv.

Sasuke comeu um pouco do Lamem e voltou a reclamar – Eles sempre exageram nas coisas, uma coisa simples vira um puta escândalo. Tedioso – Falou mais alto tentando chamar a atenção do loiro.

– Você tem razão. Satisfeito? – Naruto o encarou.

– Claro – O moreno fez cara de deboche – Agora faça-me o favor de levar meu prato para a pia, pois eu estou com preguiça de levantar.

– Você pode ter apenas um braço bom, mas tem as duas pernas em ótimo estado, pode muito bem levar seu prato na pia.

– Fará mesmo um pobre coitado como eu fazer esse tipo de esforço? – Sasuke jogou seu corpo para trás encostando suas costas no sofá, encarado Naruto que agora estava de pé.

– Vou – Naruto se abaixou, segurou a camisa do Uchiha e o puxou para cima, pegou a tigela da mesa e entregou na mão do moreno – Agora você pode muito bem colocar na pia, certo?

– Muito sem graça você.

– Aham, vem logo, vem – Os dois foram até a cozinha e coloraram as tigelas na pia – Deixa eu te mostrar o seu quarto porque eu estou morrendo de sono, vem – Naruto foi até o fim do corredor, abriu a porta em frente a de seu quarto – Aqui que você vai dormir – Era um quarto bem arrumado, focado na cor branca, que dava um tom de elegância – Espera, já volto.

Sasuke aproveitou o momento e deitou na cama de casal que tinha naquele quarto, Naruto voltou com um edredom e um travesseiro e os jogou em cima de Sasuke.

– Boa Noite, Uchiha – Naruto deu um grande sorriso, saiu fechando a porta.

– Boa – Falou baixinho vendo as luzes se apagarem por de baixo da porta. Suspirou – “Ele é tão...” – O moreno mordeu o lábio inferior sentindo seu rosto queimar – “Sasuke, pare com esses pensamentos, seu tarado idiota” – Pensou abraçando o travesseiro – Bem que eu queria...

26 de Febrero de 2018 a las 23:32 2 Reporte Insertar 5
Leer el siguiente capítulo Hoje serei sua mãe.

Comenta algo

Publica!
MK4 KH MK4 KH
Oi dnv, voltei na sua cola, ainda esperando ansiosa pelo capitulo 6 dessa lindeza, continua bb
26 de Febrero de 2018 a las 18:31

  •  coffeetears coffeetears
    bem vinda de volta anjo, capitulo seis sai daqui a algumas semanas, ou até mesmo nesse sábado, falta bem pouco pra terminar. Espero que vocês voltem com aquele enorme apoio que tivemos no SS, um beijão. (Prometo ser mais pontual) 26 de Febrero de 2018 a las 18:39
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 10 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión