Cuento corto
8
6.9mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

...and yet, you put on a smile for me

Todoroki visitaria sua mãe naquele fim de tarde. Depois de tanto tempo sem vê-la, sem ter coragem o suficiente para aceitar o passado que lhe marcava o rosto, ele iria encara-la hoje, sem falta. Só assim ele poderia se tornar o herói que desejava ser desde que assistia ao All Might na TV, nos braços dela.

Ao lembrar-se da infância, de quando queria ser um herói porque acreditava, de coração, que o certo era ajudar as pessoas, sua garganta sempre se enozava. Agora só importava que ele fosse o melhor; se não fosse, o que mais poderia ser? Com o olhar perdido nos rastros coloridos de luz que o sol deixava pelo céu enquanto se punha, ninguém, mesmo que em um chute, cogitaria dizer que ele estava angustiado.

Apertando os lábios com força, Todoroki teve medo do que lhe aguardava além do pôr do sol.

— Tudo bem, Todoroki-kun? O pessoal todo já foi embora. Você está tão quieto hoje... — Midoriya se aproximou da classe do outro rapaz, chamando a atenção dele de volta para sala de aula que mal percebera estar vazia.

— ...quer dizer, não é como se você falasse demais... ah, mas isso também não é uma crítica. — O garoto de cabelos esverdeados continuou, mexendo as mãos daquele jeito estranho de quando ele ficava nervoso, um pouco parecido com Iida. O brilho avermelhado do sol fazia Midoriya parecer mais corado do que o habitual.

— Eu vou encontrar alguém hoje... — O rapaz sentado próximo à janela respondeu; os olhos presos nos dedos que ele mantinha imóveis sobre a classe.

— ...estou um pouco nervoso. — Todoroki admitiu, direcionando o olhar de volta para Midoriya, que o fitava, agora, com um sorriso no rosto.

— Tenho certeza que vai dar tudo certo, Todoroki-kun. Você é a pessoa mais forte que eu conheço. — Midoriya se inclinou: seus dedos levantaram parte do cabelo bicolor do outro rapaz e seus lábios tocaram a testa dele apenas o suficiente para que Todoroki pudesse sentir um calorzinho macio sobre a pele.

Ele quase havia esquecido como era ser beijado.

— B-Bem, eu vou indo na frente. Boa sorte! — Da mesma maneira que apareceu de súbito, Midoriya correu da sala, deixando Todoroki sem reação.

Ele tocou o calor em sua testa e sorriu com as palavras do colega de classe, porque, para Todoroki, Midoriya também era a pessoa mais forte que conhecia.

26 de Febrero de 2018 a las 05:52 2 Reporte Insertar 2
Fin

Conoce al autor

96hime uma fujoshi sem salvação que propaga sofrimento através de personagens 2D

Comenta algo

Publica!
Iara Coelho Iara Coelho
GENTE MAS OQ FOI ISSO?!!! Devo dizer que foi a história mais curta e que me tocou tão intensamente. Nossa, que obra fantástica!!! Sério!!! Vc consegue passar tantos sentimentos e em tão poucas palavras que eu fiquei surpresa!! Parabéns, seu talento é notável. Todo o nervosismo do Shouto, totalmente compreensível pois fazia tempo que não tinha contato com a própria mãe, a forma como o Deku o encorajou, o calor gostoso que Shouto sentiu com esse encorajamento.. Incrível. Simplesmente incrível. Parabéns ❤️❤️❤️❤️❤️
25 de Abril de 2018 a las 08:17
Iara Coelho Iara Coelho
GENTE MAS OQ FOI ISSO?!!! Devo dizer que foi a história mais curta e que me tocou tão intensamente. Nossa, que obra fantástica!!! Sério!!! Vc consegue passar tantos sentimentos e em tão poucas palavras que eu fiquei surpresa!! Parabéns, seu talento é notável. Todo o nervosismo do Shouto, totalmente compreensível pois fazia tempo que não tinha contato com a própria mãe, a forma como o Deku o encorajou, o calor gostoso que Shouto sentiu com esse encorajamento.. Incrível. Simplesmente incrível. Parabéns ❤️❤️❤️❤️❤️
25 de Abril de 2018 a las 07:52
~