Hands To Myselfie Seguir historia

floragois Flora Gois

co-autora: AuroraSann (OTAYURI) Yuri Plisetsky é um blogueiro de moda famoso, reconhecido por sua androginia e beleza. Otabek Altin é um modelo internacional, com a peculiaridade de ser sempre serio e uma vida particular misteriosa. Quando uma estilista amiga de Yuri o convida para a cobertura de um desfile com o tema andrógino, ele vê uma grande oportunidade de ficar cara a cara com o modelo que sempre teve uma queda. Iniciado em 23/09/2017 00:34


Fanfiction Anime/Manga Sólo para mayores de 21 (adultos).

#YuriOnIce
9
6.9mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

One

   Peguei o celular em mãos e vi milhões de notificações. Depois que a estilista Beeyu Kwoeje havia soltado a notícia que teria convidados especiais em seu novo desfile em Nova York, sites e mais sites especulavam quem seriam os sortudos. Eu, como blogueiro a quase 5 anos, fiquei sabendo tudo antecipadamente, até mesmo para encaixar na minha agenda lotada. Abri o Facebook e decidi fazer uma transmissão ao vivo para contar a todos que eu estaria presente em NY, especificamente no desfile da minha antiga amiga. Me arrumei em frente ao espelho, coloquei meus óculos Prada e prendi o cabelo em um rabo, deixando em evidência uma madeixa rosa. Estava com uma regata quase transparente de paetês furtacor que seguia até a altura dos joelhos e uma calça escura rasgada.


Chat on: Beeyu Kwoeje


Amiga, vou fazer uma live agora contando do seu desfile, se quiser acompanhar, aparece no meu Facebook!


Chat off


Coloquei o celular em cima da mesa com a câmera frontal virada para mim. Liguei a transmissão e logo minhas fãs começaram a marcar presença.


-Oi angels! Como vão? Precisava conversar com vocês! - Algumas meninas me respondiam e outras me enchiam de perguntas. Parei por um momento para ler tudo e responder amenidades enquanto mais pessoas se juntavam a transmissão.


#65367: Yurizinho, você vai no desfile da Beeyu?


-Então, eu vou falar disso hoje! Aliás, acompanhem porque depois vou falar outras coisas importantes.


#98439: Amei a blusa dele hoje!


-Ai! Obrigada! Ela é da Forever21, da nova coleção da Selena Gomez! É ótima para esse clima de calor infernal! - Me mexi um pouco, mostrando a blusa transparente e abanando o rosto. Algumas angels riram.


#89409: E verdade aquele caso seu de Las Vegas?


-O que? Caso de Las Vegas? Meninas, queria eu estar indo para Las Vegas! Estou trabalhando bastante esse mês, nem tenho tempo de planejar viagens, quem dirá casos. - revirei os olhos e continuei lendo as mensagens que agora não ficavam mais na tela.


#78346: Que moça linda!


-Olha só, um perdido! Oi meu amor, venha ser Angel também! - Sorri e a conversa no chat se intensificou.


Falei mais algumas amenidades e li o que podia acompanhar, já que a transmissão agora alcançava 50k de pessoas. Respondi algumas pessoas de outros países em inglês e assim que vi quem eu queria participar da transmissão.


#Beeyu: Querido! Cheguei! Acho que é hora de contar a novidade a todos!


Algumas meninas surtaram com a presença da estilista ali. Marcaram ela e mandavam recados.


-Olha só, quem eu estava esperando! - Sorri e acenei para o celular. - Beeyu! Agora posso contar! Minhas baby angels, a bomba: Estarei no desfile da Beeyu em Nova york! - bati palmas e fiz poses.


#68493: Não acredito que a fada russa vai para o desfile da Beeyu! Não perco isso por nada!


#55468: Ai meu deus! Daria tudo para ver Yuri ao vivo! (chorar)


-Calma, manas! Quem não conseguir ir, estarei gravando e tirando fotos com to-dos do local pra vocês assistirem e lerem no meu blog!


Expliquei um pouco sobre a nova coleção da estilista e a pegada andrógina que ela estava buscando. Contei também que estaria vestido um modelo dela especialmente para mim. Conversei com mais algumas angels e Beeyu começou a conversar no chat.


#Beeyu: Aproveitando que as Angels estão aqui e estão animadas, vou falar uma coisa.


-Lá vem, olha o que essa mulher vai aprontar! - Apoiei a cabeça no joelho e fiquei olhando o chat ferver.


#Beyuu: Os modelos do desfile foram selecionados.

#Beyuu: Teremos Jean, Christophe, Minami e

#Beyuu: Para a felicidade das Angels e do Yuri, o crush dele estará também.


-O que? - Fiz cara de surpresa e não conseguia mais acompanhar o surto das meninas. - Não acredito! Que ahazo! Esse desfile vai dar o que falar! - Continuei batendo papo por mais 40 minutos e depois me despedi de todos, encerrando a transmissão.


Assim que terminei a transmissão, o twitter já bombada com a pergunta "Quem era o crush do Yuri". Dei risada das especulações e me irritei com outras. Jean? Mas nem se a Coco Chanel me pedisse com carinho! Peguei minha mala e comecei a separar alguns modelos para a viagem. Olhei a temperatura que estaria em NY e comecei a pesquisar as tendências mais fortes por lá. Depois que separei algumas peças de roupa, voltei para o computador fiz um post divulgando a Beeyu. Não que ela precisasse, longe disso, mas eu estava introduzindo ela para quem acompanhava meu blog e não a conhecia. Ao final da publicação coloquei o site da minha amiga. Postei. Por curiosidade, entrei no site da estilista e pude ver que ela tinha divulgado a pouco tempo a lista de modelos completa. Otabek Altin estava lá. Agora entendi porque ela falou crush. Dei risada e voltei a montar a minha mala.


Chat on: Christophe


C: Yuri, vi que você vai estar no desfile da Bee! Você vai na festa VIP depois, obviamente né?


SIM! Lógico que vou, bixa! Acha que eu perderia essa oportunidade.


C: Acho que não, ainda mais que o Ota vai estar lá.

;)


Chat off


Revirei os olhos e sorri, que pena que aquele moreno não pegava ninguém.


Chat on: Beeyu Kwoeje


B: Descobriu quem vai no desfile, gato?


Obviamente, foi o primeiro nome que eu bati o olho.


B: Sabia! Eu não fazia ideia que você teria crush justo nele! Tanto Jean disponivel!


Ata gata.


Chat off


Com a viagem, eu teria duas opções, gastar dinheiro em um hotel cinco estrelas ou ficar na casa de antigos amigos. Escolhi a segunda opção, Victor era modelo contratado da Vogue e com isso conheceu o atual marido, Yuuri, colunista de moda e lazer. Mandei mensagens para eles pedindo para ficar em seu apartamento e fui prontamente atendido. Os dois praticamente me adotaram, era algo ótimo para mim.


Arrumei minha mala, na verdade minha malas, duas abarrotada de coisas. Eu ficaria somente 2 dias em NY por motivos de: Só chegaria no dia do evento e iria embora um dia depois por ter negócios a resolver na Alemanha. Minha vida era um correria a anos, e eu amava essa sensação de liberdade.


1 semana depois...


O táxi me deixou em frente ao prédio onde ficava o apartamento de Yuuri e Victor. Meu vôo havia se atrasado, o que resultou na minha chegada três horas antes do evento. Se eu estou desesperado? Imagina! Eu precisaria me arrumar correndo. Apertei o interfone do local e esperei Victor liberar minha entrada. Após conseguir a liberação corri desesperado para o elevador e apertei o botão digitando a senha no painel. Sim, Victor era rico o suficiente para morar no ultimo andar com um elevador privativo. As portas se abriram e eu não tive tempo de reagir até ser puxado por um abraço sufocante.


-Olha como você está lindo, Yurio. Olhe para ele Yuuri - Victor estava com aquele bobo sorriso de coração me virando para seu marido que ria da cena.


-Largue ele Vitya, ele precisa começar a se arrumar e você também, ou não sairemos daqui hoje - Ele me abraçou de forma mais tranquila o que me deixou confortável- Bem vindo Yurio.-Dei língua pelo apelido bobo


-Obrigado por me receber, poderiam me mostrar onde me arrumo? Se não realmente chegaremos atrasados.


Eu estava em frente ao grande espelho do banheiro do quarto de hospedes, ele pegava completamente a parede o que me dava uma vista completa do meu corpo. Beeyu havia desenhado uma roupa especialmente para mim, coloquei a meia calça branca já que minhas pernas ficaria de fora, e eu não sou nada bobo de não deixar ela com uma aparência macia. A roupa em si era um vestido preto de alça fina que se moldava perfeitamente ao meu corpo dando uma aparência agradável e confortável, suas alças finas caiam pelos meu ombro e ele chegava até a altura das minhas coxas. Para combinar havia um casaco em animal print de onça largo, resolvi usa-lo jogado deixando meus ombros de fora. Na coxa usei uma liga de spike douradas para harmonizar com o casaco, sorri para a imagem do espelho, eu me sentia sexy.


Coloquei um coturno negro de salto, e resolvi passar um pouco de corretivo no rosto,com um delineado gatinho e um gloss que valorizasse a cor natural. O problema era o cabelo, eu o havia deixado crescer e agora já passava da cintura. Peguei uma parte superior do lado esquerdo e direito, prendi. Peguei a babyliss e modelei as pontas para não ficar aquela coisa horrorosamente reta. Eu estava pronto assim que passei perfume nos ponto essências do corpo. Sorri para minha aparência e tirei uma foto de corpo inteiro no espelho. Abri o Instagram e postei com o título "Se não for para arrasar, nem de casa saio"


Me posicionei no Red Carpet para ser fotografado, fiz poses sorrindo e mandando beijo para as câmeras, eu estava sorrindo até observar alguém no fundo entrando discretamente. Eu reconheceria aquele homem até disfarçado! Otabek Altin estava de óculos escuro e um casaco de capuz perto da entrada de funcionários, provavelmente queria entrar sem tumulto para se preparar para o desfile, mas ele estava parado na porta olhando na minha direção. Senti meu rosto esquentar e empinei o rosto aumentando o sorriso, ah como era uma pena um homem desses não ter casos. Sai em direção aos bastidores para encontrar Yuuri e Beeyu, Victor estava sendo maquiado.


-Posso saber que sorriso maldoso é esse no seu lindo rostinho, Yuri?- A estilista me perguntou erguendo a sobrancelha.


-Nada, longe de mim tal atitude- Sorri falsamente- Só estava secando seus modelos com os olhos.


-Modelos? Acho que você quis dizer modelo, no singular- Yuuri respondeu me dando um sorriso debochado.


-Esse modelo no caso eu ficaria muito satisfeito em mais do que observar.


Gargalhamos os três juntos.


-Você sabe melhor do que ninguém a fama de Altin.- Respondeu Yuuri enquanto ajudava Beeyu a segurar alguns papéis. A morena enrugou o rosto estranhando o assunto.


-Que fama? Eu não ando sabendo de nada, me contem.


-Uma vez Milla me contou que Otabek a recusou, na cara dura, sem nem ao menos tentar aliviar - Soltei uma risada, eu amava em imaginar alguém recusando essa velha irritante- Ela não conformada foi saber mais sobre ele, a boatos que Otabek seja assexual, já que ninguém nunca o viu se relacionando com ninguém.


-Talvez ele seja gay? - Beeyu perguntou confusa - Ou ela realmente não faz o tipo dele.


-Se ele for hetero, prazer meu nome é cura hetero- Apertei a mão de Yuuri sorrindo docemente e eles começaram a rir- Se for gay, sorte a minha!


-Ainda mais fácil você conseguir JJ do que Otabek. - Beeyu concordou com Yuri com a cabeça.


-Queridas, não me subestimem. - Dei um beijinho no ombro e sai sorrindo.


Comecei a andar pelo camarim e medir todos os modelos e tentar achar Otabek. Alguns maquiadores me cumprimentaram e tiraram fotos comigo. Pude perceber o moreno me olhando pelo canto dos olhos enquanto eu tirava fotos com uma cabeleireira. Assim que percebi o olhar, sorri e me aproximei, mas o outro desviou.


-Olha só quem nós temos aqui, senão o modelo mais bonito, Otabek Altin. - O outro me olhou enquanto tinha o cabelo arrumado.


Sentei a beira da mesa de maquiagens do moreno e o encarei de frente. Justo hoje ele estava mais bonito que nos outros dias. O olho esquerdo estava com maquiagem escura e o lado esquerdo da boca estava marcado com um batom de tom terroso. Assim que terminei de medir o corpo do outro ergui os olhos e uma sobrancelha erguida me afrontou.


-Gosta do que vê? - O moreno falou e não consegui acreditar.


Abri a boca e tentei responder mas o outro se levantou, passando por mim e deixando um dedo passar levemente sob minha meia. Ele flertou comigo? Não, não pode ser. Levantei atordoado e o maquiador do moreno me olhava com um sorriso malicioso no rosto.


-Ele flertou comigo? - Perguntei indignado para o homem.


-Não sei mona. - Fez bico ergueu os ombros.- Mas se foi, que inveja viu.


Sai atordoado do camarim e segui para a área de imprensa. Muitas Angels estavam ali apenas para me ver. Conversei com algumas meninas que elogiavam meu look e tiravam fotos. Tirei fotos, postei no instagram com algumas babys mais bem vestidas ou com algo de animal print. Uma ou outra conseguiu acesso ao desfile então seguiram comigo para a área da passarela.


Entrei no ambiente e a música alta já tocava. Muitos blogueiros e blogueiras estavam ali. Vieram aos montes tirar fotos comigo e gravar algum vídeo. Não postei fotos com nenhum daquele ambiente. Sentei na primeira fila com uma angel de cada lado. Marcavamos nosso território com estampas animal print. A ruiva ao meu lado estava de calça de onça e uma blusa transparente mostrando a lingerie finíssima. A loira do meu outro lado tinha o cabelo preso em coque e usava um vestido com uma cabeça de tigre, sem contar a bolsa em forma de pata de felino. Assim que todos se acomodaram, o desfile se deu iniciou.


Beeyu entrou junto de uma moça que eu não reconheci, mas que segurava parte se seu vestido de cauda longa. Ela sorria e acenava para as câmeras. Chegou ao centro da passarela e recebeu um microfone.


-Obrigada a todos que vieram hoje! Espero que hoje todos seus paradigmas e ideais sejam quebrados. Meu desfile vai mostrar que roupa não tem gênero e que todos podem vestir o que quiser. - Muitas palmas. - Ao final, espero que estejam preparados para conhecerem minha musa inspiradora. Façam bom proveito e devorem esses modelos! Com os olhos, hm! - Sorriu e fez o mesmo caminho para dentro dos camarins.


Jean entrou no passarela com um vestido e uma bermuda. O coturno brilhante chamava total atenção. Assim que passou por mim, mandou um beijo e piscou. As Angels ao meu lado quase desmaiaram mas apenas revirei os olhos e o ignorei, para a total tristeza do de olhos claros. Minami passou pela passarela com um vestido branco e cheio de babados. Quando chegou ao fim da passarela, ele virou de costas e ergueu o vestido mostrando nada mais e nada menos que uma calcinha transparente escrita "Beeyu". Todos gritaram e aplaudiram. Saquei o celular e tirei foto, postando em seguida e marcando a dona dessa obra maravilhosa.


Observei sorrindo Chris entrar com uma blusa de alcinha em animal print de tigre e uma calça justa que deixava sua bunda e pernas completamente marcadas. Ele parou mandando beijinho pelo ombro e saiu rebolando, eu amava esse viado. Uma modelo brasileira chamada Nina entrou usando um suéter largo preto com calças jeans que estavam dobradas na canela, sapatos oxford e chapéu. Vi a ruiva do meu lado abri a boca em um pequeno "0" e segurei a vontade de provocar. Quando eu vi quem seria o próximo a entrar senti meu coração falhar uma batida. Tentei disfarçar a minha reação já que muitas câmeras estavam apontadas na minha direção, começou a tocar uma música chamada Ele é o tal da drag brasileira Pabllo Vittar.


"Ele é o tal, todas passam mal

Quero esse garoto, faço o que for, real"


Otabek usava uma calça de couro negra, justíssima, com uma camisa transparente por cima. Eu senti o fogo passar por meu corpo e a vontade de ter aquele homem aumentar. Que corpo era esse? Devia ser crime ser tão fodidamente gostoso. Mas eu quase enlouqueci quando notei que ele olhava fixamente para mim, isso deve ser algum tipo de alucinação. Quando ouvi as duas meninas murmurando sobre pude confirmar que minha alucinação era só um presente divino mesmo. Ele parou na passarela em um ponto que ficava diretamente na minha frente e deu um sorriso de lado, a parada cardíaca estava próxima e eu a senti. O resto do desfile foi a mesma coisa de sempre, tire fotos e gravei snaps rápidos, mas minha cabeça não saia do moreno fodidamente irresistível. Beeyu se encaminhou para o centro da passarela sozinha.


-Agradeço a todos que compareceram a está noite importante para mim, a dedicação de todos profissionais envolvidos e principalmente a presença de uma grande inspiração para mim. Yuri Plisestsky por favor venha para a passarela ao meu lado.- olhei para os lados e para minha amiga.


Sério que eu era a musa inspiradora de uma COLEÇÃO? Olhei em volta e senti minhas bochechas corarem. As pessoas batiam palmas e um segurança se aproximou de mim, ajudando a subir na passarela. Abracei Bee e agradeci no seu ouvido para que apenas ela ouvisse. Senti vontade de chorar mas me segurei. Para a minha surpresa e parece que surpresa da minha amiga, um modelo entrou no palco carregando flores. Quando virei o rosto para olhar o modelo, pude ver Otabek que caminhava lentamente em direção a nós.


Otabek entregou um buquê de lírios brancos para a estilista que já tinha lágrimas nos olhos. Beijou e abraçou a mulher que sorria. Chegou perto de mim e me entregou um buquê de muitas margaridas. Se aproximou de mim e me deu um beijo perto da boca e um abraço. Não consegui conter minha cara de assustado e pude ver um sorriso de lado do moreno.


Todos os outros modelos entraram na passarela e se alinharam para o agradecimento. Beeyu pegou minha mão e abaixou o tronco, a segui, agradecendo a todos e tentando esconder a emoção. Fui guiado pelo moreno pela passarela, já que um de seus braços estava sob meu ombro. Assim que cheguei no camarim, comecei a chorar e fui abraçar a estilista que também chorava.


Depois de toda a emoção, acabei por ter que refazer a maquiagem inteira, já que teríamos festa depois. O maquiador de Otabek ficou responsável por mim e fez uma make escura e esfumaçada, maravilhosa para a noite. Assim que o homem terminou, me virou para o espelho.


-Ficou maravilhosa, espero que utilize toda sua sorte hoje a noite. - Sorri entendendo a dica e me levantei, indo em direção a criadora de toda essa obra.


Beeyu me esperava perto de um carro e olhava aflita o celular. Assim que me viu, entrou no carro. Acelerei o passo e a alcancei, acho que estávamos atrasados.


-Nos atrasamos, Yuri. - Acenei com a cabeça e a moça me olhou. - Parece que a cura hetero existe, não?


Sorri e seguimos para a festa VIP. Assim que chegamos a mansão, todos já se encontravam lá. Comi algumas coisas e peguei um copo de bebida, indo para o salão principal. Varri o lugar com os olhos e consegui encontrar quem eu queria. Otabek estava conversando com alguns organizadores. Fiquei o observando e ele ainda tinha a calça do desfile, mas agora estava com uma blusa escura e um colete de couro. Comecei a andar em direção a ele, mas tive meu braço segurado.


-Oi, loiro. - Jean sorriu e se aproximou de mim. -Me viu no desfile? - Revirei os olhos.


-Vi, infelizmente não sou cega. - Fechei o sorriso e tentei soltar da mão alheia mas não consegui.


-Porque está sem companhia? - Olhei pra frente e não encontrei Otabek.


-Me de licença, Jean. - Tentei me soltar novamente, mas o de olhos claros não me liberou.


-Desculpa, mas ele já tem companhia. - Ouvi uma voz atrás de mim e não pude reconhecer quem era.


Jean olhou feio para frente, uma mão morena soltou a dele do meu braço e puxou-me para perto. Assim que eu pude olhar quem me ajudou, era o moreno dos meus sonhos. JJ balançou a cabeça, deu um sorriso para uma ruiva que estava passando e a seguiu. E é por isso que eu ignorava esse homem, gostoso porém galinha.


-Otabek? - Olhei assustado.


-Eu? - Pegou um copo de bebida e foi em direção a uma bancada. O segui.


-Ei, que tal tirarmos uma foto? - Tentei puxar assunto. O moreno me olhou um pouco sério e acenou com a cabeça. Peguei o celular e tirei uma foto nossa. Juro que pude ver um sorriso de lado no rosto moreno.


-Então, gostou do desfile? - Otabek me olhou e tombou um pouco a cabeça. Ergui a sobrancelha em dúvida.


-Sim, e você? - Voltou a atenção para o líquido no copo.


-Ah, sim. - Sério que ele era tão ruim de papo assim?


Misericordia, me recuso a tentar forçar papo com alguém. Revirei os olhos e comecei a pensar na oportunidade de sair dali. Avistei Beeyu do outro lado do salão com Nina e minha angel. Assim que eu ameacei sair do lugar, senti uma mão segurando meu pulso. Olhei o dono da mão e ele mordia o lábio, olhando para os lados.


-Vem comigo. - Me puxou dentre os corredores da mansão da minha amiga.


-O que? - Vi abrindo uma porta e entrando.


Assim que entramos no escritório, Otabek fechou a porta e me jogou contra ela. Encarei os olhos escuros e percebi eles se aproximando. Fechei os olhos por antecipação mas não senti a boca macia do outro.


-Posso te beijar, Yuri? - Senti o hálito alcoólico do outro perto do meu lábio.


Não me segurei e o puxei pelo colete, colando nossos lábios e corpos. A língua do mais velho pediu caminho e eu cedi, começando um beijo desesperado. As minhas mãos começaram a explorar o corpo que eu tanto cobicei. Arranhei os braços fortes e subi para o pescoço. Otabek me puxou pela cintura, apertando e me segurando. Rompi o beijo e encarei os olhos ainda fechados do outro.


-Meu deus, você pega pessoas! - Vi um sorriso surgir na boca do moreno e ele abriu os olhos. Meu coração acelerou.


-Apenas você. - Voltou a me beijar.


Começamos a dar passos bambos pelo ambiente até ter meu quadril apoiado em algo que talvez era uma mesa. Senti as mãos quentes saírem da minha cintura e irem em direção ao meu quadril, puxando para mais perto. Sentei na mesa e isso fez com que nossas ereções roçasse. Otabek parou o beijo e desceu ao meu pescoço, mordendo e chupando, deixando marcas. Sorri com a agressividade que não tinha percebido no modelo. arranhei a nuca exposta e recebi uma reação inusitada. O moreno passou às mãos dos meus joelhos até a bunda, entrando pelo vestido. Repetiu a ação, mas dessa vez, levando o tecido que cobria minhas pernas.


Pude ouvir barulho de tecido rasgando e ouvi uma risadinha do modelo. Isso acabou me arrepiando, o que atiçou o outro, que acabou mordendo forte meu pescoço, arrancando um gemido. Uma batida na porta me fez afastar ele arfando, eu vou matar o filho da puta que está empatando a minha foda!


-Yurio, estamos indo embora. Sai logo dai ou amanhã você se atrasará para o voo- Era Victor, coloquei a mão na frente do rosto suspirei.


-Estou indo, careca! - Olhei o moreno que encarava a porta com uma expressão raivosa.


 Me aproximei dele e o puxei pelo colete roubando um beijo exigente, me afastei e sorri malicioso para ele me aproximando de seu ouvido.


-Se quiser mais, sabe onde me encontrar.


Me afastei, pisquei para ele e segui em direção a porta sem olhar para trás, mas fazendo questão de dar uma caminhada poderosa. Eu levaria esse modelo a loucura ou não me chamaria Yuri Plisetsky.

24 de Febrero de 2018 a las 22:06 4 Reporte Insertar 3
Leer el siguiente capítulo Bônus

Comenta algo

Publica!
Ariane Munhoz Ariane Munhoz
Aaah, minha dose de glicose! eu tava mesmo precisando disso. Embora não conheça o anime, adorei o elenco que eu segui como um elenco de original. Foi bem bacana. Adorei Yuri e toda a animosidade, o desfile de moda e como ele se emocionou. Foi lindo de ver! Amei ver ele com o modelo misterioso que não pegava ninguém e esse final só deixou com gostinho de quero mais! Vou ler o bônus! Beijinhos
19 de Marzo de 2018 a las 13:55

  • Flora Gois Flora Gois
    ahhh fico feliz que tenha gosta dele mesmo que não conheça o anime <3 Espero que isso te incentive a ver rsrsrs 19 de Marzo de 2018 a las 14:59
JPStyle ! JPStyle !
mEU hINO
24 de Febrero de 2018 a las 16:15

  • Flora Gois Flora Gois
    eu amo essa fic kkkkkkkkkk 24 de Febrero de 2018 a las 16:38
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 1 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión