browningsmith Talbain Ferreira

Em um mundo onde o crime e o perigo espreitam a cada esquina, Ren Asano Yung, também conhecido como “Young”, navega pelas ruas escuras do Japão como o filho perdido dos líderes de gangues mais notórios do país. um lembrete constante de seu passado, Young deve usar sua astúcia e força para sobreviver em um mundo onde a única coisa que importa é o poder. em sombras e dor. Apesar de seu exterior duro, a jornada de Young é cheia de melancolia enquanto ele luta com os fantasmas de seu passado e a realidade sombria da vida nas ruas.


Acción Sólo para mayores de 18.

#suspense #thriller #crime #drama #tragedy #japan #survival #violence #melancholy #aventura #adventure #fight #tragedia #violencia #vengeance #poder #power #luta #vingança #action #passado #ação #melancolia #gangues #japão #sobrevivência #past #sobreviver #gangue #gang #gangs #surviving #dark-reality #realidade-sombria
1
186 VISITAS
En progreso - Nuevo capítulo Todas las semanas
tiempo de lectura
AA Compartir

O Inicio do Réquiem

Ren sentava-se num banco no parque ao lado do seu amigo, olhando para o horizonte enquanto o sol começava a pôr-se. Ele mexe as mãos, nervoso, com sua mente a correr com pensamentos sobre o seu futuro incerto.

"Ainda não acredito que cheguei tão longe", diz Ren, a sua voz tremula de nervosismo. "Depois de tudo o que me aconteceu, nunca pensei que estaria aqui".

O amigo do Ren coloca a mão no ombro dele, tentando o tranquilizar. "Eu sei, cara. Mas você caminhou por um longo caminho. Trabalhou muito, e superou tanta coisa. Devia estar orgulhoso de si mesmo".

Ren acena com a cabeça, mas a sua ansiedade não se dissipa. "Só não sei o que faço a partir desse ponto da minha vida… Todos os meus planos pro futuro parecem tão errados. O que eu faço? Para onde vou?"

O seu amigo sorri. "Deixe a vida te guiar. Simples assim. Você sempre foi um sobrevivente, Ren. Você tem coragem, determinação, e um coração de ouro. Vai encontrar o teu caminho. Se não, ao menos tem a probabilidade do caminho te encontrar".

Ren respira fundo, tentando acalmar os seus nervos. "Espero que tenha razão, Tadano. É que... às vezes parece que ainda estou preso no meu passado. Como se eu não pudesse escapar disso, entende?".

Tadano acaba dando um olhar simpático enquanto deixava uma risada leve escapar. "Eu sei que é difícil. Mas não deixe que o seu passado te defina. Tens um futuro brilhante à sua frente, e pode fazer dele o que quiser".

Ren acena com a cabeça, sentindo-se um pouco mais tranquilo. "Obrigado, cara. Eu precisava realmente ouvir isso".

Sentados em silêncio por um ceto período, observando como o sol descia abaixo do horizonte. Ren respira fundo, sentindo uma sensação de calma aos poucos entrar em sua mente.

"Então…", diz ele de repente, voltando-se para o seu amigo. "Vamos para casa? Sei que você tem que trabalhar amanhã e não quero que acorde no horário errado por minha culpa".

O seu amigo ri novamente, olhando em direção a onde antes estava o sol a se por. "Claro, Ren. Estou logo atrás de você".

Eles levantam-se do banco, Ren sentindo-se um pouco mais optimista sobre o seu futuro do que antes. Andava pensando sobre seu passado, sua casa no interior onde passou a maioria de sua infância antes de vir para o centro de Nagoia, no Japão.

Sem sequer perceber, ele caminhou com o seu amigo até chegarem na casa dele. Ren então olha à sua volta, confuso sobre como o tempo passou.

"Bem, acho que chegamos aqui, Tadano... Obrigado por me ouvir. Estes dias têm sido um pouco difíceis".

"Não há problema. Tem certeza de que vai ficar bem?" perguntou o amigo, com a preocupação gravada no seu rosto.

"Sim, eu vou ficar bem", respondeu Ren com um sorriso forçado.

Ele virou-se e começou a andar em direção a sua casa, as memórias do seu passado inundaram-lhe a mente. Lembrou-se da cidade rural onde cresceu, dos campos por onde costumava correr, e das pessoas que deixou para trás. As vezes sentia saudades da sua antiga vida, mas sabia que tinha de seguir em frente. “Era oque ele iria querer, não é? Já faz anos que não visito o Aiko.” Dizia o tigre, melancolicamente.

Ao aproximar-se do prédio do seu apartamento, Ren viu pelo canto do olho uma figura com uma máscara à sua espera. O medo agarrou-o enquanto tentava fugir em direção a onde morava, pegando as chaves e errando a entrada da fechadura. Era tarde demais. A figura agarrou-o e arrastou-o para um tipo de van na garagem do apartamento, não deixando nenhum vestígio para trás.

A última coisa que Ren se lembrou foi o som da porta da van batendo e as vozes abafadas dos seus sequestradores.

11 de Marzo de 2023 a las 00:02 1 Reporte Insertar Seguir historia
0
Leer el siguiente capítulo Nas teias do destino, um líder se levanta.

Comenta algo

Publica!
No hay comentarios aún. ¡Conviértete en el primero en decir algo!
~

¿Estás disfrutando la lectura?

¡Hey! Todavía hay 1 otros capítulos en esta historia.
Para seguir leyendo, por favor regístrate o inicia sesión. ¡Gratis!

Ingresa con Facebook Ingresa con Twitter

o usa la forma tradicional de iniciar sesión