C
C Clark Carbonera


Certa vez, durante o trabalho, fechei os olhos e ouvi as palavras...voando no ar como que pássaros estrelados. Senti meus pés afundarem nas areias molhadas de uma praia distante. O som das ondas marolaram uma canção, carregada pela brisa...


#27 en Poesía Todo público.
Cuento corto
7
4.2mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Na Praia da Vida


Ogun vai

Ogun vem


As areias da Praia da Vida mergulham seus pés —


Iemanjá faz crescer as ondas do horizonte dourado

Para que possam levar as mágoas, os arrependimentos,

os temores, os ódios, e transmutá-los em pérolas alvas,

Brilhantes como os olhos do Espírito que tudo vê.


Respire a espuma do mar, abra os braços para as estrelas

E voe para o infinito —

Ogun vem

Ogun vai



19 de Diciembre de 2022 a las 00:49 3 Reporte Insertar Seguir historia
8
Fin

Conoce al autor

C Clark Carbonera “A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.” Fã de carteirinha de Buffy - The Vampire Slayer.

Comenta algo

Publica!
Bella Oliveira Bella Oliveira
Amei... 🌸
September 21, 2023, 09:10
Giovanni Turim Giovanni Turim
É um belíssimo poema.
December 30, 2022, 20:30

  • C C C Clark Carbonera
    Muito obrigado pelos elogios, amigo! Que maneira bacana de começar o novo ano 😊 January 02, 2023, 18:15
~