brunadonde Bruna Dondé

Nunca sabemos o que realmente acontece do outro lado da janela, apenas imaginamos.


Cuento Todo público.

#HistóriaCurta #conto #flashfiction
Cuento corto
4
4.0mil VISITAS
Completado
tiempo de lectura
AA Compartir

Do Outro Lado Da Janela

Ele mora há menos de três meses no 401. Usa o elevador quando precisa levar o lixo pra fora ou quando volta do mercado com alguns alimentos e cinco litros de água, não se arrisca a beber a água da torneira. Geralmente prefere as escadas, acha mais tranquilo, são só quatro andares pra descer ou subir. Gosta de sentar na poltrona da sala por alguns minutos e fechar os olhos para ouvir os sons da rua, imaginando o que pode estar acontecendo lá fora, faz isso com todas as luzes apagadas. O silêncio nunca é absoluto.

Ouve os vizinhos de um prédio bem próximo discutindo por coisas bobas na maioria das vezes, em outros momentos discutem sobre o que sentem e suas frases parecem cortes profundos feitos com uma faca quase sem fio. Tem vontade de gritar, implorando para que parem de falar por apenas um minuto e reflitam sobre o que já disseram. Mas apenas fecha a janela, coloca os fones de ouvido e escuta as músicas de sua playlist mais triste. Acha engraçado como a tristeza de cada letra lhe deixa mais feliz, por causa das lembranças que elas trazem.

Antes de dormir segue um ritual: faz um café, abre a janela do quarto, acende um cigarro, bebe um gole do café, dá uma tragada no cigarro e fica desvendando os pequenos mistérios que a noite guarda. Sempre vê alguma luz acesa em outro prédio qualquer. Escuta um morador de rua tossir violentamente, como se os pulmões dele fossem sair pela boca em instantes, pensa em comprar um xarope pra ele. Só pensa, nunca compra. Procura por outras pessoas acordadas em outras janelas, ao encontrar alguém tem vontade de acenar e dizer que vai ficar tudo bem, mesmo sem saber o que acontece do outro lado.

2 de Junio de 2021 a las 16:20 2 Reporte Insertar Seguir historia
6
Fin

Conoce al autor

Bruna Dondé Bebedora de café, escritora de histórias incompletas, fotógrafa, gateira, leitora (aceito livros de presente, sempre).

Comenta algo

Publica!
Daniel Trindade Daniel Trindade
É sempre uma satisfação ler suas histórias. Sempre consigo refletir com suas palavras. Ah! O título chamou muito minha atenção. Parabéns! Continue escrevendo. ❤
June 06, 2021, 00:35

  • Bruna Dondé Bruna Dondé
    Fico muito feliz, Daniel! Obrigada pelo incentivo. 🙃 June 07, 2021, 14:12
~