lonelygirl Mag W

Vivo dentro de uma bolha.


Poetry Satire Not for children under 13.

#Bolha
Short tale
0
5.0k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Bolha


Vejo o mundo através de uma redoma de vidro, que mais parece uma bolha

Que eu mesmo me impeli de construir

Para ninguém poder me ferir

Assim me isolando de tudo e todos e ficando sem escolha.


Me deixei levar pela imaginação

Tornando a fantasia meu mundo.

Porém, todos os dias tento fugir dessa realidade e vivenciar a ação

E todas as noites acabo cavando meu túmulo, cada vez mais profundo.


"Aqui eu estou seguro", diz minha mente perturbada

E pela falta de motivação para lutar

Acabo me deixando levar

Para uma existência mais enlouquecida


Lembro-me dos sonhos que tinha quando criança

Do brilho no olhar

Mas perdi toda a esperança

E a luz deixou de brilhar


Agora a escuridão se tornou o meu lar

E só de pensar no futuro obscuro que me espera

Lágrimas caem sem parar.

Vivo na expectativa do final dessa era.


Nem quente.

Nem frio.

Muito menos ardente.

Somente vazio.

Apenas morno.

Quase um corpo morto.




March 15, 2020, 4:21 p.m. 0 Report Embed Follow story
1
The End

Meet the author

Mag W "Como gastamos os nossos dias é, certamente, como gastamos a nossa vida". Annie Dillard.

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

More stories

Poetry: Rhymes of Evil Poetry: Rhymes of Evil
Covid -19, We can overcome. Covid -19, We can ov...