bangtan_vida Sook Lee

Eu pensava em desistir de tudo, mas encontrei o garoto bonito na ponte. "Eu encontrei a quase um mes um garoto bonito na ponte. Ele é o garoto mais perfeito que eu ja vi, com seus labios cheinhos e bochechas gordinhas, olhos brilhantes, dentinhos tortos e, não reparando, bunda redondinha e coxas enormes. Bonito, simpatico e realmente se preocupa com os outros. Me fez ter esperanças e força para viver. Não me cortei mais depois que ele me mandou parar. Quando penso em coisas ruins ele me salva. Seu eye smile, seu abraço, sua companhia, é isso que me impede de me matar. Meu anjo da guarda. Park Jimin, voce salvou a minha vida.. ninguem fez isso por voce?" ACIMA DE 16 ANOS SUICIDIO Espero q goxtem :3 Votem e comentem! Lembrando que PLAGIO É CRIME, denuncio e mordo


Fanfiction For over 18 only.

#lgbt #suicidio #bts #jungkook #jimin #lgbtq #jikook #kookmin
1
2.3k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

1

Jungkook POV

Eu saio de casa correndo com lagrimas nos olhos. Se eu nao fugisse poderia correr o risco de apanhar mais.

Eu nao quero ficar aqui, eu quero sumir, me deixe morrer

Corro até a ponte.

Por que não?

enxugo as lagrimas e me aproximo da barra.

Meu appa nao vai sentir minha falta, vai estar muito ocupado se afogando no alcool.

Fecho os olhos sentindo a brisa. Finalmente vou poder descansar em paz.

- nao faça isso, vai se arrepender eu garanto.

Olho para o jovem ao meu lado. Ele fica serio encarando a agua lá em baixo, as pedras. Uma boa queda.

- quem é voce?

Pergunto. Reparo bem no garoto. Ele deve ter aproximadamente minha idade, um garoto fofo com bochechas gordinhas e labios cheinhos, cabelo castanho, e olhos tristes, sem vida. Mesmo assim o garoto mais lindo que eu já vira.

- Jimin. Park Jimin. E vc?

Ele finalmente se vira para mim e sorri.

Iti gente ele tem um dentinho torto ai eu n posso com isso!

- ah... Jungkook... Jeon.. ku. aish, Jeon Jungkook

Ele apenas concorda com a cabeça.

- por que está aqui, jeonku?

- ah... sabe.... uns lances ai. queria mais passar o tempo

- hm nao foi isso que eu entendi antes quando voce... esquece, eu vou parar de falar.

- e vc? por que ta aqui?

- eu gosto daqui. é uma longa história, mas aqui eu não sei, me sinto... vivo

- entendi.. voce sempre ta aqui?

-sim, todos os dias, toda hora, sempre.. jungkook?

- hm?

- por que nao me conta sobre voce?

Nos sentamos de pernas cruzadas encostados na grade.

- oq quer saber? Jeon Jungkook, 16 anos, 2 ano do ensino medio...

- não, não. Se abre. Conta pra mim. Não vou ser seu psicologo, não vou te ajudar, nem te dar conselhos. Vou simplismente estar aqui, te ouvir. Como um fantasma.

- mas vai que voce, sei lá...

- minha boca é um tumulo

Sorri fraco.

- bem, minha mãe nos abandonou quando eu fiz 3 anos, eu moro com meu appa

- hm, e como ele é?

- nojento. ele bebe o dia todo e quando chega em casa é um inferno. Depois da escola eu trabalho meio periodo para consegiur pagar algumas contas ja que meu appa só gasta o precioso dinheiro dele com alcool.

Reviro os olhos. Ele aponta para um roxo em minha perna

- e o que é isso?

- uai... n-nada

- jungkook, isso não é um chupão. Ele te bateu? Jungkook seu appa te bate?

Arregala seus belos olhinhos e eu concordo com a cabeça sutil.

- entendi.. por que não foge?

- sabe, eu não posso fugir. eu já fugi de casa uma vez mas meu appa mandou me procurar. Quando voltei pra casa ele me bateu, e fiquei desacordado por uns bons 2 dias.

- jungkook, eu não sei o que dizer

- tudo bem, eu não sei o que fazer

Suspiro fechando os olhos e encostando a cabeça na grade. Sinto me agarrar, e quando abro os olhos percebo que estou aninhado nos braços de Park

- por que ta me agarrando? ta querendo se aproveitar da situação? isso é algum tipo de assédio?

- fica pleno. algumas pessoas só precisam de um abraço para se sentirem um pouco melhor

Sorrio, fechando de novo os olhos e ficamos lá.

[...]

Sábado. Passaram 4 dias desde que eu fui na ponte e encontrei o garoto bonito, faz 4 dias que eu não paro de pensar no garoto bonito.

"sempre que se sentir sozinho, ou pensar nisso de novo vem ficar comigo, não faça nada que possa se arrepender depois"

Será que ele tem facebook para conversarmos? instagram? droga, porque não perguntei se ele tem Kakao?

Pego um toddynho e sento no sofá da sala, ligando a TV. está passando iCarly, eu gosto.

Ouço a porta sendo destrancada, meu appa voltou das ruas cedo. Não dá tempo de mim correr para o quarto porque ele já chega me dando um tapa na nuca

- ainhe

- muleke atrevido. não devia tá trabalhando ou estudando agora seu vagabundo?

- appa, hoje é sabado

Sinto meu rosto arder pelo tapa.

- desgraçado inutil. voce é um mal agradecido! eu te dou comida te dou casa te dou tudo e voce não faz nada pra ajudar!

um murro.. e outro.. e outros

- P-PARA!

Tento sair meio sem saber como tentando segurar suas maos mas ele continua a desferir socos em mim

Consigo sair do sofá e corro para o unico lugar que eu me senti em paz por alguns segundos ao menos: a ponte

Corro até lá mas o garoto bonito não está.

passo as mãos pelo cabelo, enxugo as lagrimas e respiro fundo tentando me acalmar, quando sinto alguém apoiar uma mão em meu ombro

- jungkook, o que houve?

Park diz preocupado. Me viro para ele e o mesmo me abraça forte e não solta.

- m-meu appa é r-ruim

soluço

- ta tudo bem, voce ta aqui comigo agora. Ei, quer um sorvete?

Aponta para a barraquinha de sorvetes lá na frente. Até queria dizer não por educação, ate porque eu não trouxe dinheiro, mas não almoçei hoje, só tomei um toddynho o dia todo e estou com fome. Park deve ter percebido porque me puxa até a barraquinha

- quer de qual sabor?

- jiminnie, eu não tenho dinheiro

- tudo bem, o moço da loja é meu amigo

- uau. eu quero um amigo sorveteiro para me dar geladinhos de graça

- kkkk qual sabor?

- chocolate

ele me entrega um sorvete de casquinha de chocolate

- e voce? não vai querer?

- hm? ah não eu to bem, obrigadinho

Passeamos a tarde toda de um lado ao outro da ponte, fomos na praça lá perto e voltamos.

[...]

Volto no dia seguinte.

- hm.. porque está aqui? voce ta bem?

- nao me quer aqui?

provoco fingindo estar chateado

- ah meu amor, claro que eu quero aigoo! vem cá!

me faz sentar em seu colo.

- hoje meu bebê está pleno?

- sim hyung. está tudo bem na medida do razoavel.

Ficamos conversando o dia todo sentados na ponte.

[...]

Durante semanas, volto todos os dias para encontrar meu hyung. Ele sempre me encontra no mesmo lugar, sempre me leva para andar na praçinha ou tomar um sorvete no carrinho da ponte.

March 8, 2020, 5:36 p.m. 0 Report Embed Follow story
1
Read next chapter 2

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 3 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!