Kingdom • jikook Follow story

jjkbxnny Kim

Jeon Jungkook é um servo especulador, fofo e honesto durante o dia, mas sua personalidade duvidosa e recém-amadurecida o absorve pela noite. Sendo seu guardião, Jimin terá que lidar com todas as facetas do garoto enquanto luta contra a injustiça que ocorre na vila em que é líder.


Fanfiction Bands/Singers For over 18 only.

#jkjm #pastvmin #jungkookbottom #lgbt #namgi #jimintop #jiminseme #jikook #bottomjk #poliamor
5
1.2k VIEWS
In progress - New chapter Every 10 days
reading time
AA Share

C.01

Período A


Park Jimin, fora uma criança adorável em sua infância, sempre procurava agir de forma correcta, fazendo o bem, até sua adolescência o agraciar e perceber que não importa o que fizesse ou dissesse, o povo de sua aldeia, jamais mudaria seus atos repugnantes e impiedosos ㅡ assim como seu país.


Agora, em seus belos 32 anos, Park Jimin tem como responsabilidade manter os pés de seu servo mais novo, no chão. Mesmo que seja impossível olhar nos olhos brilhantes e esperançosos do Jeon e dizer-lhe que é impossível conviver em harmonia com as outras vilas, mesmo que lute anos por essa causa.


ㅡ Mas hyung, por que não convoca os outros representantes para uma reunião e apresentamos nossa ideia? Podemos cozinhar Mandooguk, Haejang-guk, e servir vinho de arroz, você sabe que com o estômago cheio e paladar satisfeito as coisas são mais fáceis! ㅡ o mais novo cutucou à costela do Park com cumplicidade.


ㅡ Não me toque tão abertamente, Jeongguk, estamos em público ㅡ Jimin se afastou com pesar. Ele sabia que não era contra lei tocar no servo, seja com indiferença, carinho, cumplicidade, violência ou segundas intenções. Muitos mestres faziam coisas terríveis com seus servos, o Park tivera que intervir várias vezes quando tentavam possuí-los a força na rua ou privado. Era contra violência, mas não negava ter agredido alguns subalternos por agir de forma impiedosa e criminosa. No entanto, o conselho sempre estivera contra suas ações e tentativas de criminalizar qualquer ato violento contra as pessoas que ficavam abaixo da pirâmide "social."


ㅡ Não quer que fiquem sabendo que você é um babão, hyung? ㅡ Jungkook sorriu travesso, ameaçando aprontar, entretanto optando por não fazê-lo. Já havia colocado seu hyung em posições constrangedoras e difíceis demais.


ㅡ Você não iria visitar Hoseok hoje? ㅡ o Park desconversou, afim de se livrar da provocação e do menino naquela tarde. Tinha um encontro marcado com sua ex-noiva SeulGi ㅡ queriam reatar, apesar do amor acabar, o desejo e saudade carnal não os deixavam.


ㅡ Talvez, ele está ocupado servindo a Taehyung, você sabe como são... ㅡ corou, sendo absorvido pelos pensamentos insanos que repudiava todas as noites.


ㅡ Como um casal, mesmo que Taehyung namore a Seokjin ㅡ constatou. ㅡ De qualquer forma, pedi para que ele cuidasse de você hoje enquanto brinca com Hoseok. ㅡ Jimin notou o mais novo bufar e o olhar bravo, ainda confuso sobre o motivo, perguntou: ㅡ O que?


ㅡ Você tem ciência de quantos anos tenho, hyung? Não sou mais uma criança para brincar ㅡ cruzou os braços e fez bico, estava chateado.


ㅡ Me refiro a fofocas que fazem, e para mim você sempre será uma criança ㅡ puxou um pouco as bochechas do Jeon, que desfez o bico para reclamar.


ㅡ Mesmo que seja mais alto que você, hyung? ㅡ Provocou o mais velho, outra vez.


ㅡ Mesmo que seja mais alto, seu atrevido! ㅡ Cutucou-lhe as bochechas, antes de puxá-las outra vez porém com força.


ㅡ Hyung! Você está desviando o foco. O que acha da reunião? Podemos organizar? ㅡ os olhos do mais novo brilhava em expectativa.


ㅡ Não agora, tenho que pensar mais sobre...


ㅡ Você é medroso, hyung ㅡ acusou, acelerando o passo por estar bravo. Claro que sabia que não seria fácil convencê-lo! E principalmente que era difícil para Jimin conseguir a paz entre as vilas, mas ele nem se esforçava!


Jimin continuou o seguir, sempre alguns passos atrás, chateado por não trazer Jeon para realidade como prometera a si mesmo. Era tão difícil ver esperança que deixou para trás, no mais novo. Irritado com a lembrança de sua ingenuidade, apressou o passo e puxou o menino para seus braços.


ㅡ Pare de me pressionar! ㅡ sussurrou bravo, ao que andava em direção a floresta ㅡ onde não tinha trilha e as pessoas não costumassem passar. ㅡ Você não sabe o quão difícil é para mim vê-lo bravo por algo que não consigo fazer ㅡ grunhiu de dor após socar a árvore que Jeon estava encostado. Logo se arrependendo ao ver os olhos cintilantes de Jungkook preso em si. Imediatamente quis correr, não conseguia fazer aquilo, cuidar de Jungkook, ser questionado e relembrado do quão ruim era para a vila.


Mesmo que quisesse pedir desculpas, apenas recolheu suas mãos e se afastou do servo, passou as mãos entre os cabelos ㅡ estava tão frustrado e sentiu o ódio ser direcionado à si.


ㅡ Não se culpe, hyung. Todo mundo explode em algum momento, sim? ㅡ Tentou se aproximar e passar os braços na cintura de Jimin, que recusou qualquer aproximação. Tinha medo de ferir o menino que tanto prezava a saúde. ㅡ Está tudo bem, me desculpe por ser inconveniente. Eu não queria fazê-lo se sentir mal.


ㅡ Se você pedir desculpas, vai fazer sentir-me o pior, Jeongguk ㅡ falou com a voz quebradiça, por estar sendo abraçado pelo mais novo, e sentir as bochechas fofas dele apoiando-se em suas costas. ㅡ Eu nunca deveria ter feito o que fiz, mesmo que não fosse para te acertar... se eu estivesse louco, poderia ter errado a árvore. Me desculpe, jamais voltarei a colocar sua saúde e bem-estar em risco ㅡ foi sincero, sentindo o coração apertar.


ㅡ Eu te desculpo, hyung. Porque és sincero, e porque confio que não vá me ferir ㅡ não fisicamente, pensou.


O Park ficou em silêncio, apenas aproveitando o aperto em sua cintura, e acariciando as mãos fortes de seu servo, que mesmo sendo novo, já era um homem admirável, inteligente e culto. Nunca tivera dúvida de que o Jeon o sucederia.


ㅡ Eu gosto muito de você, Jungkook ㅡ o mais novo sentira uma pontada ao ouvir suposta declaração. Agora sentia necessidade de afastar-se de Jimin. ㅡ Da pessoa que está se tornando e de como posso confiar em você, apesar de não fazê-lo com ninguém ㅡ assumiu. Por ser o representante da vila, vez ou outra apareciam mal intencionados atrás de conseguir privilégios do Park, que constantemente evitava aproximações dos aldeões.


ㅡ Me sinto honrado, Gaju-nim! Sabes como admiro e prezo pelo seu conforto quando estou presente e ausente... mas ouvir que minha presença te agrada, é uma dádiva ㅡ assumiu formalmente, de forma que evitava usar diante Jimin.


Os dois caminharam de volta a trilha em silêncio, pouco satisfeitos com o resultado da conversa mas felizes por confiarem um no outro e estarem em harmonia novamente ㅡ seja por pouco ou muito tempo.


ㅡ Quero que se comporte, Jungkook, ou ficará sem alimentar-se até voltar, o Taehyung hubae é severo... ㅡ O Park alertou quando chegaram ao jardim expansivo do Kim, virou o mais novo para si e lhe ajustou as vestes que amarrotara minutos atrás. ㅡ Não quero que meu menino passe vontades aqui, então seja bom e alimente-se da melhor comida de Trivia ㅡ sorriu. Logo beijou a testa exposta de seu servo e o acompanhou até a porta do amigo, que espionava pela fresta.


ㅡ Eu sempre sou um bom menino ㅡ disse fazendo com que Jimin gargalhasse, o Jeon poderia ser tudo, menos um bom menino. Sempre estava aprontando e sendo malcriado, nunca obedecia regras se não estivesse em público. Era tão atrevido.


ㅡ Deixo ele aos seus cuidados, Kim. Boa estadia, Jeongguk ㅡ despediu-se apressado, faltava pouco para às cinco da tarde e precisava estar na cabana que possuía desde que desmanchara o noivado.


ㅡ Tenha uma tarde e noite apetitosa, Park ㅡ Kim gritou para o amigo que o repreendeu abanando as mãos, não queria que Jungkook descobrisse onde estava indo ou o que faria. E não gostava que SeulGi fosse vista como um objeto de prazer ㅡ mesmo que não fosse a intenção de Taehyung insinuar que a moça era. Estava sempre admirando a independência e luta que SeulGi tinha diariamente contra a alienação das mulheres da aldeia. Entretanto, esperava que não fosse preciso o esforço dela, mas sim, que todas mulheres tivessem os mesmo direitos e valores que os homens ㅡ e era o que os parlamentares queriam evitar que Jimin e Taehyung ㅡ com o apoio e ideias compartilhadas entre eles e SeulGi, que após a conquista levaria todos os créditos ㅡ conseguisse.


ㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡ

Haejang-guk é uma sopa que leva sangue de boi e é consumida como cura para a ressaca e, por isso, também é conhecida como “a primeira sopa da manhã”.


Mandooguk é uma sopa não picante feita com caldo de carne e bolinhos recheados.


ㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡㅡ


Eu escolhi Trivia para representar o nome da vila, então, poderá ser mudado futuramente!


Jimin é bissexual, assim como a maioria dos personagens, então peço que não façam comentários maldosos quando ele estiver com uma mulher. Ele não se limita a um só gênero!


Sobre o relacionamento poliamoroso dos vhopejin, se não gostarem não precisa fazer comentários maldosos! E é BOTTOMJK, TOPJIMIN está nas tags!


Não se esqueçam de votar 💡


(Sobre o Jk ser mais emotivo, ele é um adolescente cheio de dúvidas, que foi "abandonado" na infância por ambos os pais, é normal estar emotivo por isso e demonstrar. Não é pelo fato dele ser bottom).

Sept. 29, 2019, 4:17 a.m. 0 Report Embed 0
Read next chapter C.02

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 4 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!

Related stories