- Pedra - Follow story

zuzuomelete Júlia Fincatti

Considerando a ausência de talento para o teatro, tornou-se a pedra mais especial de todas.


Fanfiction Anime/Manga All public.

#dia-dos-pais #pedra #vovô-gohan #goku #dragon-ball
Short tale
0
3.1k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo Único - A Melhor Pedra

- Pedra -


Quando acordou, Chichi Amarelo oferecia uma deliciosa torta de limão para o Lobo-Bom. Cena muitíssimo tediosa, na opinião de Goku.


Pelo menos, logo a peça em homenagem aos pais chegaria ao fim – assim como seu glorioso papel.


Apesar de não ter querido participar da apresentação, não houve tantas opções. Ou participava, ou seria obrigado a participar. Considerando a completa ausência de talento para o teatro, tornou-se a pedra mais especial de todas.


Quer dizer, era a única em todo o espetáculo. Não que isso tivesse importância, de forma alguma.


Na verdade, Goku considerava a si próprio a melhor parte. Por que fingir ser algo que não se é? Qual o sentido? Sendo pedra, poderia ser ele mesmo. Cinza e imóvel, mas ainda assim...


Divertido, de certo modo. Tudo o que precisava fazer era permanecer encolhido a todo o tempo – que passava incomodamente devagar, em meio a cochilos e observações acerca do comportamento dos pernilongos desfalecidos.


Triste mesmo era descobrir onde ele estava. Goku atuava principalmente por sua causa. Mas talvez não estivesse lá. Havia essa possibilidade.


E se ele não o visse?


Os Porquinhos-Maus enfim foram derrotados pelo caçador. As cortinas vermelhas se fecharam, todas as crianças desembestaram a correr por detrás delas. Breves agradecimentos seriam realizados antes do tão esperado momento.


Sem ele? Não aconteceria, era impossível.


Logo Chichi Amarelo pulou no colo do pai, Gyumaoh, sendo seguida pelo Lobo-Bom Yamcha, ansioso. O momento era de confraternização entre pais e filhos, alunos do primeiro ano. Colégio Estadual Estrela Laranja.


E ele? Cadê?


Onde estava? Mesmo procurando em todos os lados, não conseguia vê-lo. Talvez...


— Aqui, Goku! Estou aqui!


— Vovozinho!


O caos cedeu à alegria. Vovô Gohan jazia distante. Veio como prometido, afinal.


Alguns passos esbaforidos, graciosamente desajeitados, pé sobre pé, foram suficientes para que Goku chegasse até o avô. Voou em seu colo quente, sorrindo bonito:


— Você veio! Você realmente veio, vovô!


— Ora, Goku. — afagou os cabelos negros do neto — Por que não viria? Prometi a você, não foi?


— E você gostou? — os olhos ingênuos brilhavam em expectativa — Não fui uma pedra bonita? Fiquei quietinho o tempo todo!


— Sim... você foi uma pedra incrível, Goku! — os cantos de lábios sorriram.

Após um breve silêncio, – estranhamente confortável, para todo efeito – ainda no colo de Gohan, o menino desejou:


— Ei, vovô. — deu-lhe um abraço apertado — Feliz dia dos pais!


Os ursos certamente teriam inveja, caso soubessem de tanto carinho.


— Ora, meu neto...


Em um misto de incômodo e afeto, vovô Gohan tentou contra-argumentar. Até aquelas palavras serem proferidas.


— Uma vez a Chichi me disse que pai é quem cria. Você escolheu cuidar de mim! — o brilho eram lágrimas — Obrigado por ser o meu papai, vovô!


— Meu bem... eu é quem agradeço! Muito obrigado por ser o meu filho! — respondeu terno.


Gotinhas salgadas molharam as bochechas macias de Goku. Mas não se enganem:


Lágrimas alegres jamais devem ser confundidas.

Aug. 15, 2019, 12:13 a.m. 0 Report Embed 2
The End

Meet the author

Júlia Fincatti Fã #1 de Dragon Ball e Ducktales. Romântica incorrigível, talvez um pouco revoltada com o mundo ao redor...

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~