The Hangover Follow story

donnadan Donna Dan

Sasuke exagera e bebe demais. Ele acorda e não consegue se lembrar de nada do que fez; mas uma carteira que não é sua está em seu bolso e os pais de Naruto estão estranhos em sua presença! E agora?


Fanfiction Anime/Manga All public.

#bebida #festa #sasuke #naruto
4
3.8k VIEWS
In progress - New chapter Every 30 days
reading time
AA Share

Capítulo 1 - Blackout

Revisada por NathFelixl


- Inferno. - O Uchiha praguejava baixo, tentando inutilmente se levantar, sua cabeça girava e o estômago embrulhava. O gosto amargo em sua boca e a garganta seca não deixavam dúvida: estava com uma ressaca daquelas. Nem lembrava de ter bebido tanto assim no dia anterior. Na verdade, não lembrava de tanta coisa de modo geral sobre aquele dia.

O fim de semana tranquilo entre amigos no sítio da família de Naruto havia virado, literalmente, uma enorme dor de cabeça.

“Por que exagerei tanto?” - Ele se questionava em silêncio. Começava a lembrar, em flashes, de competir com Naruto em algum jogo idiota envolvendo bebida. Deixou-se levar pela rixa entre eles e entrou numa competição suicida. Aquele idiota tinha a resistência de três pessoas juntas! Não conseguia lembrar de absolutamente nada depois disso,por mais que se esforçasse.

Com isso, uma preocupação em relação a seus pertences o assolou. Instintivamente bateu a mão no bolso esquerdo da sua bermuda, onde sempre guardava sua carteira. Para seu alívio a sentiu segura no local de sempre. Em seguida bateu a mão no bolso direito, onde sempre deixava seu celular. Seu coração falhou uma batida quando não encontrou o aparelho no local costumeiro.

Fez uma breve análise do cômodo, sem se mover. Estavam alojados na sala; não lembrava de terem tomado essa decisão de dormirem todos juntos no mesmo cômodo. Normalmente, ele e Naruto dividiam um quarto, Kiba e Shikamaru dividiam o outro. Mas, por algum motivo, ele e Naruto dormiam em um colchão de casal no chão, Kiba estava totalmente estirado no sofá, babando e com uma das pernas caindo fora do móvel, e Shikamaru dormia em um colchão de solteiro a menos de um metro de distância do seu.

Com um pouco de esforço, já que seus olhos teimavam em focar o que fosse, pedindo mais sono, encontrou seu celular em cima da mesa de centro, a salvo e junto com sua carteira! Imediatamente relaxou e deitou, querendo voltar a dormir.

- “Pera aí!” - Levantou-se assustado, sentindo o cabeça doer pelo movimento rápido. Se sua carteira estava junto com o celular…- “Que carteira é essa no meu bolso?”

Seus olhos se arregalaram com o entendimento da situação. Engoliu seco; realmente, não fazia ideia MESMO do que havia acontecido no dia anterior. Receoso, pegou a carteira em seu bolso e a analisou por um momento. Não se lembrava dela, mas de longe até se parecia um pouco com a sua.

Não queria abri-la e correr o risco de causar uma confusão, achou que o melhor a se fazer era conferir de uma vez de quem era e como ela havia ido parar em seu bolso. Cutucou Naruto até que ele saísse do sono pesado que estava.

- Dobe. - Sasuke balançava Naruto, até que ele direcionou o olhar para ele. - Essa carteira é sua?

- Hã? - Naruto questionou incrédulo, não podia ter sido acordado por isso. - Que merda, teme! Me deixa dormir, caralho!

Mas Sasuke não deixou que ele terminasse de se virar novamente para voltar a dormir, puxando-o com força para encará-lo novamente. - Responde, animal!

- Não é, não, teme. Merda. Satisfeito? - Naruto olhava com um fúria mortal, querendo voltar a dormir.

Sasuke bufou e apenas assentiu. Naruto virou para o lado em meio segundo, com a coberta sobre o corpo, a fim de dormir novamente. O Uchiha repetiu o processo com cada um dos outros amigos, recebendo o mesmo tratamento mal humorado e a mesma negativa do Uzumaki.

Com toda aquela conversa, Naruto não conseguiu dormir novamente e continuar tentando era ainda pior do que acordar de vez. Sentou-se na cama coçando os olhos para espantar o sono e tentar entender o que estava acontecendo. Que bicho havia mordido Sasuke, que era tão calado e quieto de manhã, para estar acordando todo mundo daquele jeito?

- Eu vou ter que abrir então, para ver de quem é. - Sasuke disse, atraindo novamente a atenção de Naruto para o objeto que tinha em mãos.

Assim que o Uchiha começou a abrir a carteira, o Uzumaki a reconheceu, ficando com o semblante interrogativo, mas ainda muito sonolento para reagir de imediato.

- Minato-san? - Sasuke interrogou em voz alta, reconhecendo o dono daqueles documentos, com a expressão ainda mais confusa que a do amigo.

- O que você tá fazendo com a carteira do velho, teme? - Naruto começava a retomar sua hiperatividade e o tom de voz elevado.

- Não faço ideia! - O semblante confuso de Sasuke era tão honesto quanto sua afirmação. Por mais que forçasse a memória, nada fazia sentido, era tudo escuro.

- Cara! Você tava muito louco ontem! Foi um custo te colocar pra dormir! - Kiba ria da cara do amigo, mas não de forma tão efusiva e com a voz mais rouca que o normal, pois ele mesmo sentia os efeitos da noitada.

- Quem dera ele tivesse continuado desse jeito. Problemático. - Shikamaru resmungou com amargura, jogando novamente seu cobertor sobre si e virando de costas para aquele problema. Tudo que ele queria era dormir. Mas, mesmo depois de toda confusão do dia anterior, eles ainda pareciam ter energia de sobra para conversar àquela hora da manhã.

- Meninos! - Kushina entrou no cômodo, atraída pela conversa, feliz que eles finalmente haviam acordado. O relógio já marcava meio dia e meio, e até então eles não haviam dado nem sinal de vida.

- Mãe! A carteira do pai tava no bolso do Sasuke! - Naruto disse alto demais, puxando seus cabelos, fazendo todos contraírem-se devido à dor de cabeça pela bebida.

- Oh! - Kushina respondeu com um leve tom rosado em seu rosto, o que era extremamente incomum àquela mulher firme e séria.

Sasuke, de cabeça baixa, ergueu a carteira na direção da mulher. Algo em seu interior dizia que ele devia estar mil vezes mais envergonhado que ela pelo que tinha acontecido na noite anterior, apesar de ele não ter a mínima ideia do porquê.

- Obrigada, Sasuke-kun. Como ela foi parar no seu bolso? Minato já rodou a cidade inteira atrás dela. Foi no supermercado, na farmácia… todos os lugares que passamos ontem e nada! Já tínhamos perdido as esperanças.

- Me desculpe pelo transtorno… mas… eu não faço ideia! - Admitiu, totalmente encabulado. - Eu só me lembro de acordar e conferir meu bolso, e ela estava comigo.

- Vocês beberam um bocado ontem, né meninos? - Ainda um pouco desconcertada, Kushina foi em direção ao lado de fora da casa, onde havia uma enorme cozinha que ficava parcialmente ao ar livre e onde encontraria Minato, resolvendo o problema do objeto perdido.

- O almoço está quase pronto! Vão se arrumar. - Kushina gritou já a certa distância.

Os amigos ficaram um tempo em silêncio, apenas olhando um para o outro, pensando um pouco naquele pequeno mistério. Todos menos Shikamaru, que achava aquela situação problemática demais e não queria se envolver. Tanto que foi o primeiro a se levantar e ir ao banheiro para fugir daquela confusão e daqueles olhares perdidos.

- Quanto foi que eu bebi ontem? - Sasuke perguntou, com medo da resposta.

- NUH! - Kiba respondeu de imediato. - Um bocado! E ainda perdeu feio pro Uzumaki.

- Há! - Naruto respondeu com uma pose orgulhosa. - Não sei porque o teme ainda insiste em competir comigo! Ela não ganha em nada!

- Só no salto em distância, queda de braço, tiro ao alvo, notas da faculdade… - Kiba enumerava, se divertindo com a careta de desgosto do amigo.

- Você é um amigo da onça, Kiba! - Naruto ralhava com uma careta.

- Gente, vamo parar com essa discussão inútil. - Sasuke interrompeu, cansado de desviar do foco do problema. - Você só ganha no golo, dobe, grande dom! - Disse com sua ironia típica, que tirava o Uzumaki do sério. - Mas isso não resolve como a carteira do seu pai foi parar no meu bolso!

- Cara, essa é a coisa mais estranha que já aconteceu nos nossos rolês!

- Nem vem! - Sasuke se defendeu de imediato.

- Mais estranho que a vez que o Shino comeu aquele besouro enorme? - Naruto perguntou, com o polegar e o indicador no queixo, avaliando.

- Com certeza! - Kiba respondeu como se fosse a coisa mais óbvia do mundo.

Sasuke apoiou o rosto nas mãos, sustentando a cabeça que doía e tentando se esconder daquela vergonha. “Mais estranho que o Shino?” - O peso daquela afirmação fazia seu estômago revirar ainda mais, mesmo que sua expressão não demonstrasse com profundidade o misto de sentimentos e sensações que tomavam seu corpo.

- Isso deve ter acontecido enquanto a gente tava dormindo.- Naruto disse, pensativo. - Até a hora que a gente veio dormir eu tava com você o tempo todo, teme.

- Hun. - Sasuke resmungou. Não podia concordar, uma vez que não se lembrava nem de ter ido dormir. - Vamos logo almoçar e deixar isso pra lá. - Sua cabeça doía e ele não queria mais pensar no assunto.

ooOOoo

Durante o almoço, Sasuke podia jurar que os pais de Naruto estavam meio quietos demais. Kushina era quase tão agitada quanto o filho, mesmo com a idade que tinha. Adorava tagarelar sobre qualquer assunto, sempre acompanhada pelo olhar apaixonado e atento do marido; coisa que nunca passava despercebida para o Uchiha, que sempre admirou muito aquele casal.

Não sabia se aquela mudança se devia há qualquer bobagem que pudesse ter feito perto dos dois durante seu blackout ou se fora apenas pela bagunça que fizeram no dia anterior, somado ao aparecimento constrangedor da carteira. Infelizmente, a mesma vontade que tinha de resolver aquilo, tinha também de deixar passar.

Dos ocupantes da mesa, quem não estava intrigado, estava no mínimo cansado ou com dor de cabeça pela farra. Nesse clima de ressaca, a maior parte da refeição foi feita em silêncio, até que, como já era esperado, Naruto rompeu o silêncio.

- Até agora não entendi essa da carteira. - Naruto comentou frustrado, largando os talheres no prato.

Kushina olhou para Minato, em busca de uma resposta que pudessem dar, mas ele estava distraído demais com a comida, achando-a deliciosa. Um pequeno cutucão nada sutil por debaixo da mesa foi suficiente para que ele acordasse.

- Ahhh. Eu acho que tinha esquecido ela na sala. Sasuke deve ter pego por engano.

Até aquele momento, Shikamaru não havia se dado ao trabalho de se intrometer naquela história, mesmo que o barulho que o Uchiha havia feito durante a noite o tivesse impedido de dormir, e ele tivesse acompanhado a movimentação inconsciente do amigo pela casa.

- Hmmm. - Shikamaru resmungou, atraindo a atenção para si. - Creio que não. Acho que foi quando Sasuke entrou no quarto de vocês noite passada.

- QUÊ??? - Naruto e Sasuke acabaram se exaltando ao mesmo tempo, com a voz de Naruto vários tons mais aguda que a do outro.

Imediatamente Sasuke se encolheu na própria cadeira, sem saber onde enfiar a cara. Com medo de fazer qualquer pergunta que revelasse algo extremamente constrangedor na frente de todos. Especialmente de Naruto, que usaria aquilo contra ele toda a vida.

- Como assim, Shikamaru? - Kiba indagou. - Você tava acordado, então?

- Sim.

- Por que não falou nada ou fez alguma coisa,‘tebbayo?!

- Vocês são problemáticos demais. Se eu levantasse ia ter mais problemas ainda. Pelo que eu consegui ver, não aconteceu nada demais. Sasuke ficou meia hora vagando pela casa, acredito que estava procurando um banheiro, mas estava tão doido que não encontrou e ficou mudando umas coisas nada a ver de lugar. Aí ele entrou no quarto de seus pais e depois eu ouvi…

- Nada demais! - Kushina interveio, antes que o rosto de Sasuke explodisse de tão vermelho que já estava. - Vimos que Sasuke entrou no quarto por engano e colocamos ele pra fora.

- Aos berros… - Shikamaru retrucou contrariado por ser interrompido.

- Não importa! Mas isso explica porque minhas plantas estavam todas no chão hoje de manhã… - Lembrou Kushina. Quando acordou e foi conferir os garotos na sala, havia estranhado algo no ambiente, parecia que faltavam coisas pelo cômodo. Depois reparou que as plantas que enfeitavam os móveis estavam todas no chão.

- Ouvi ele resmungar que era perigoso deixar plantas no alto. - Shikamaru disse, contendo o riso. O Nara raramente se importava com alguma coisa ou se movia em prol de algo. Apesar de inicialmente surpresos, todos entenderam que era mais do que normal o comportamento dele. Estava acordado, fingindo que dormia para não ter que tomar uma atitude e, mesmo quando todos estavam envolvidos tentando desvendar o mistério, ele parecia não se importar nem um pouco!

Depois de absorver a informação, Naruto trocou a cara de choque por uma gargalhada estridente. Tinha motivo para implicar com Sasuke o resto da vida agora, aquele era o melhor fim de semana de sua vida!

- Eu não acredito! Ai, Teme! Eu vou morrer! - Naruto provocava entre as risadas.

- Naruto! - Kushina repreendeu dando um chute na perna do filho por debaixo da mesa. - Para de zona e vamos logo acabar de comer.

Naruto fez um grande esforço para se conter, mas manteve em mente que usaria aquilo contra o Uchiha para o resto de sua vida; ele não perdia por esperar.

Sasuke, ou contrário da felicidade de Naruto, estava desolado. Não sabia o que fazer, se devia falar alguma coisa ou apenas terminar sua refeição em silêncio. Obviamente, sua expressão não demonstrava TODO o constrangimento que estava vivendo, entretanto cada um ali, apesar de querer rir mais do amigo, se imaginava no lugar dele e sentia um pouco de simpatia. Terminaram o almoço em paz.

ooOOoo

Depois do almoço, Naruto não parou de importunar Sasuke com várias piadas a respeito do ocorrido, que nem mesmo havia presenciado. Como o Uchiha e o Uzumaki estavam sempre grudados, não houve trégua, e Sasuke já estava começando a se irritar de verdade com a falta de sensibilidade do amigo pela sua situação. Contudo, para sorte dos dois, Kiba sugeriu começar um campeonato de video-game enquanto bebiam uma cerveja, na desculpa de “rebater” a ressaca. O jogo acabou distraindo um pouco Naruto, impedindo que Sasuke começasse uma briga feia com ele.

No entanto, o Uchiha não estava em seu melhor estado de espírito. Devido à falta de concentração, perdeu a primeira rodada para Shikamaru, e Naruto entrou em seu lugar. Focar-se no jogo e nas provocações que os amigos trocavam por causa dele estava sendo uma tarefa impossível. Mesmo gostando de passar tempo com seus amigos daquela forma, ele não conseguia esquecer as expressões de Kushina e de Minato durante o dia. Seu senso de dever e justiça mandavam que tirasse aquela história a limpo de uma vez. Descobriria o que havia feito e como se desculpar propriamente pelo o que quer que fosse; com coragem e responsabilidade, isso era um Uchiha.
Anunciou que iria ao banheiro, mas ninguém deu muita importância, tão absorvidos que estavam devido ao jogo. Foi até a varanda da parte de trás da casa, onde Minato e Kushina curtiam um pouco do sol da tarde, próximos à piscina.

ooOOoo

- Eu queria conversar com vocês. - Sasuke disse ao cruzar a porta. Manteve o tom de voz baixo, porém firme, sustentando o máximo que podia sua postura séria, sem se abalar pela vergonha.

Minato e Kushina suspiraram. Preparando-se para uma conversa que, no fundo, nenhum deles queria ter realmente.

- Claro, Sasuke. - Minato respondeu, indicando o assento na frente do casal.

- Eu não tinha intenção de entrar no quarto de vocês ontem, muito menos de pegar sua carteira, Minato-san. - Sasuke optou por iniciar por uma desculpa em cima do que já sabia ter feito. - Espero que não esteja faltando nada.

- Me parece que não, Sasuke. Estava tudo no lugar. - Minato disse com seu jeito doce e característico. Aquele homem sabia ser sério quando necessário, mas na maior parte do tempo a gentileza e a tranquilidade dominavam seu semblante e tom de voz. - Você deve só ter achado que era a sua e colocado no bolso.

Sasuke percebeu que ele não havia falado nada sobre a parte de ter entrado no quarto, e Kushina parecia estar segurando o riso. Como eles não haviam bebido muito, certamente se lembravam de tudo o que havia acontecido. Era hora de acabar com aquilo de uma vez por todas e ser capaz de se desculpar propriamente!

- O que eu fiz ontem? - Sasuke disse com uma postura humilde, porém ainda sério. - O que aconteceu quando entrei no quarto de vocês?

- Deixa isso pra lá, Sasuke-kun. - Minato respondeu prontamente, ligeiramente sem jeito.

- Minato. - Kushina chamou, tentando parecer séria. Ela contraía o lábio inferior com o dente na tentativa de impedir o sorriso que queria brotar em seu rosto - Acho melhor ele saber, tanto para acabar com essa tensão, quanto para ele lidar com o que precisa lidar.

“Lidar com o que preciso lidar?” - Sasuke se questionou mentalmente, direcionando um olhar interrogativo para os dois.

- Sasuke. - Kushina disse, ajeitando a postura, ainda comprimindo os lábios para esconder o sorriso. - Acredito que você precisa conversar sério com Naruto. - Ela tentava dizer, mas hora ou outra soltava um pequeno sorriso.

- Com o dobe? Por quê? - Agora sim nada fazia sentido na mente do Uchiha. Ele havia ido ter uma conversa sobre o que havia aprontado, e eles estavam envolvendo Naruto sem um motivo aparente?

Minato apenas observava Kushina contar a história, esperando que ela não contasse a história completa, porque seria ainda mais constrangedor.

- Ontem à noite… - Kushina falava pausadamente para evitar que o riso piorasse.

- Não precisa dar todos os detalhes, amor… - Minato implorava.

- Não, Minato-san, eu preciso saber e poder me desculpar direito. Eu não sou de fazer isso, não sei o que deu em mim ontem, mas não precisam ficar com pena.

- Como eu dizia… - Kushina continuou, se divertindo ainda mais com a falta de jeito dos dois, e com a desculpa da súplica de Sasuke para contar a versão sem cortes. - Ontem você entrou no quarto e quando viu Minato... você … - Soltou uma risada contida - ...pensou que fosse o Naruto!

Sasuke estatelou os olhos, apavorado com o que poderia ter acontecido devido àquela confusão. Minato tampou os olhos com a mão, esperando o momento dos detalhes mais constrangedores. O Uchiha apenas apoiou os braços nos joelhos para segurar sua cabeça baixa e pediu que a mulher continuasse a história.

- Bom, você viu a cabeleira loira do “Naruto” no escuro e pediu pra ele abrir espaço pra você deitar com ele e que vocês precisavam conversar.

Minato, balançava a cabeça de um lado para o outro em negativo, rindo de forma contida, e ainda com os olhos tampados, lembrando da forma que Sasuke tentava se encaixar com ele, “de conchinha”. Sasuke olhava os dois por entre os dedos com a cabeça abaixada, se perguntando se eles estavam apenas curtindo com a sua cara ou realmente contando a verdade. “Quanto isso ainda pode piorar?”

- Bom, depois de deitar na cama e abraçar Minato, pedindo pra ele virar pra vocês terem uma conversa séria sobre vocês… Isso nos acordou, obviamente. Minato levou um susto com você na cama e foi tentar me acordar. - Outra pausa para respirar e não gargalhar. - Você percebeu então que tinha outra pessoa na cama quando eu perguntei o que estava acontecendo, e pelo meu cabelo você achou que fosse um tal de Gaara. Bom…

“Ai, kami” - Sasuke não imaginava que a situação fora tão grave assim. Imaginou que no máximo tinha perambulado pelo quarto, pego a carteira e saído.

- Você começou a falar algumas coisas que não entendemos direito, mas parecia um ataque de ciúme. Você tentou arrancar o Minato da cama, e ele mal conseguia reagir porque não conseguia parar de rir. - Nesse momento Minato lutava com todas suas forças para abafar os risos que queriam escapar. Para ele havia sido hilário a forma que Sasuke lutara contra os lençóis, o puxando pelo pijama e pelos membros para tirá-lo de perto do tal “Gaara”. - Sua reação nos fez imaginar o que era essa conversa séria que você e Naruto tinham que ter… - Kushina dizia com um novo tom, que Sasuke classificou como penetrante. Ela queria que ele ouvisse bem aquela parte. - Bom, no fim, não satisfeito em tirar Minato da cama, você queria me tirar do quarto e eu te expulsei de lá aos chutes!- Kushina finalizou, rindo.

Antes que Sasuke tivesse tempo de viver um colapso entre sua visão de si e a realidade do que havia feito, Minato o surpreendeu com a mão em seu ombro.

- Eu sei bem que a gente é capaz de fazer umas loucuras por causa de bebida, passamos vergonha mesmo. Mas o mais importante é o que fazemos quando sóbrios. Você veio encarar a gente quando a maioria dos outros teria tentado esquecer e torcido para que a gente esquecesse também. Eu e Kushina pensamos muito sobre contar ou não… Porém…

- Porém a gente sempre achou sua amizade com nosso filho “especial” demais… - Marido e mulher pareciam completar a fala um do outro de forma sincronizada devido à convivência.

- Sempre que vocês tinham algo pra contar a gente achava que finalmente tinham decidido se assumir.

- Eu não sabia! - Sasuke disse impressionado. Aquele choque havia inclusive afastado minimamente a vergonha do que havia feito na noite passada para encarar aquela nova situação. - Tem algum tempo que percebi que a gente tinha uma amizade diferente, que o que eu sinto não é só amizade… Mas, sinceramente? Sem querer ofender… o filho de vocês é muito lerdo! Nas vezes que tentei abordar isso de forma mais sutil, concluí que teria mais sucesso com uma porta!

- Ele puxou isso do pai… - Kushina disse, aproveitando a oportunidade para debochar do marido.

- Hey! - Minato deu uma encarada desgostosa para a esposa, mas não ficou preso naquele detalhe. - Sasuke, uma abordagem indireta não é a forma mais eficiente com Naruto;,você sabe disso, é o melhor amigo dele.

Sasuke coçava a própria nuca, constrangido por estar ouvindo aquelas coisas. Ele, mais que todos, sabia disso. - Acho que eu tenho medo da reação dele.

- Não vamos nos intrometer mais nisso. Mas te aconselho a fazer o que vocês sempre fazem: Briguem e se resolvam.

Sasuke abriu um pequeno sorriso em agradecimento; aquilo não poderia descrever melhor o que eles sempre faziam.

Brigavam e se resolviam.

Naquela noite, os amigos não iam dormir pela sala, cada um iria para seu quarto. Ele teria uma conversa bem séria com Naruto e esperava que os socos e pontapés que trocavam virassem algo mais!



E aí????
O que acharam do que o Sasuke fez? hauahauhauahauhauh
Já fizeram loucuras assim?
Vejo vocês nos comentários!
Pra quem não me adicionou no face ainda adiciona lá! É Donna Dan mesmo =)
Lá eu solto vários spoilers das fics e posto um monte de coisas e adoro puxar uma prosa. Bem mineira, sim.

Beijão querids!

Aug. 9, 2019, 2:48 a.m. 0 Report Embed 2
To be continued... New chapter Every 30 days.

Meet the author

Donna Dan Compartilhando meus devaneios em aparições irregulares. Vem surtar comigo! Créditos da Fanart: Snow_124 https://snow124-art.tumblr.com/

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~