Miracle in December Follow story

aikimsoo Ai KimSoo

Do Kyungsoo gosta do natal, de verdade, a única coisa que não gosta é do fato da sua mãe ter esquecido o ingrediente principal da ceia e o obrigá-lo a ir na rua comprar, enfrentar fila e o calor. Mas no final, Kyungsoo percebe que era só a magia de dezembro influenciando sua vida para o que aconteceria em breve. Foi em dezembro que Kyungsoo pôde descobrir que o seu crush em Jongin não era unilateral.


Fanfiction Bands/Singers All public.

#gay #yaoi #fluffy #natal #kaisoo #aikimsoo
Short tale
4
364 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Primeiro de muitos

Kyungsoo andava às pressas pelas ruas lotadas de toda Seul. Era véspera da véspera de natal, ou seja, 23 de dezembro, e sua mãe só o tinha informado que esquecera de comprar os ingredientes para preparar o Chester quando ela foi procurar o frango e não o encontrou. Quem é que esquece de comprar o alimento principal da receita? Só a mãe de Kyungsoo mesmo.

Inacreditavelmente, apesar de ser uma época em que o frio começava a dar o ar da graça, aquele dia se encontrava extremamente quente. Kyungsoo detestava sair no calor, nossa, como detestava. Detestava mais ainda ter que sair debaixo do sol ardente para enfrentar uma fila longa de pessoas empurrando todo mundo no mercado. Detestava mesmo todo aquele imprevisto. A palavra “detestar” predominava sua mente naquele momento.

Devido a isto, colocou apenas um macacão jeans e nem se preocupou em vestir uma blusa por baixo, iria daquele jeito mesmo para rua e dane-se. Estava com as pernas todas sujas de tinta que a irmã mais nova tinha derrubado e como sua mãe não lhe dera a opção de tomar um banho antes de sair, porque estava apressada para terminar de cozinhar tudo e ir se embelezar, que só o que lhe restou foi vestir o macacão para tampar as pernas sujas e ir para rua.

O que, para Kyungsoo, era um ultraje! Adorava se arrumar bem e fazia de tudo para sempre ser encontrado com uma boa aparência, entretanto, no momento, boa aparência era tudo o que menos tinha no momento. Estava frustrado demais e decidiu ignorar tudo para não mandar o mundo ir se explodir. Além de todo o imprevisto, ainda tinham ferido sua vaidade.

Mas a raiva de Kyungsoo só intensificou quando esbarrou com Kim Jongin no mercado. Era o seu crush do trabalho e que sempre o elogiava por se vestir bem, independente da ocasião. Kyungsoo queria morrer, pois mesmo naquele calor infernal e sendo empurrado por um bando de pessoas mal-educadas, Jongin ainda conseguia se manter impecável enquanto ele parecia saído de um lixão.

-Oh, Soo, quem diria que nos encontraríamos assim? - o moreno arquejou surpreso e com aquele sorrido de matar Kyungsoo.

-É... quem diria né? - Kyungsoo murmurou enquanto praguejava internamente.

-Precisa de ajuda em alguma coisa? - Jongin perguntou prestativo.

-Não... Só vim comprar o Chester que minha mãe esqueceu de comprar. - resmungou e logo em seguida ouviu Jongin rir. - Por que está rindo? – indagou se sentindo cada vez mais injustiçado e meio aos acontecimentos.

-Porque eu vim comprar vinho pra minha mãe, pra ela levar na casa da amiga dela. Passaremos o natal lá. - explicou e viu o menor concordar. - Bom, preciso ir, Soo, ou minha mãe me mata.

-Eu também preciso ser rápido. Feliz natal, Jongin-ah! - o menor desejou rapidamente e já iria se afastar, pois ainda queria se enfiar em um buraco por ter cometido a gafe de encontrar Jongin no mercado e estar totalmente desleixado no visual, que o moreno precisou agarrar seu pulso para impedir que fugisse.

-Soo, antes de nos separarmos. - começou. - Podemos nos encontrar fora do trabalho algum dia desses, mas sem ser ao caso?

-Está me chamando pra sair? - o menor questionou estupefato.

-Estou te chamando pra um encontro, mas tentei ser sutil. - confessou e acabou rindo.

-Bom, eu adoraria. - o mais velho respondeu sorridente e desacreditado internamente, mas jamais abriria a boa para reclamar. Longe dele!

-Então combinado! Saiba que irei cobrar hein? - deixou avisado e Kyungsoo concordou, enquanto via o maior se afastar.

Mas aquele natal estava determinado a pregar peças nos dois rapazes, porque além de os ter feito se esbarrarem no mercado, a amiga da mãe de Jongin era, na verdade, a mãe de Kyungsoo, então os rapazes acabaram se encontrando novamente no dia seguinte e consequentemente passando aquela data especial juntos.

Não que Jongin ou Kyungsoo estivessem reclamando, na verdade, eles consideravam um milagre de dezembro, porque desde que o mês dera início, a aproximação de ambos passou a ser muito mais frequente por terem sido colocados em um projeto juntos na empresa de publicidade em que trabalhavam.

A única coisa que ambos decidiram naquele mês de dezembro, especificamente no natal às 00h, foi:

Trocarem o primeiro beijo de muitos.

Porque os acasos que os cercaram naquele mês de dezembro, resultariam, mais para frente, no namoro dos dois e como todos sabem, namoros são regados de beijos.

Por isso, o beijo que Jongin e Kyungsoo trocaram às 00h do dia 25/12/2017 era o primeiro de muitos entre eles. O pequeno milagrinho que ocorrera em suas vidas no mês de dezembro.

July 31, 2019, 3:39 a.m. 0 Report Embed 0
The End

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~