Cristal Azul: O Despertar Follow story

H
Helen Langaro


Tudo começou quando um grande sentimento dentro de mim puxou a alavanca de meus poderes. Comecei a fazer coisas inimagináveis que me fizeram crer no plano espiritual, mas nada disso valeu a pena pelo que perdi, comecei a me sentir solitária e numa queda sem fim. Mas o que eu mal sabia é que, em algum momento, minha mão seria segurada e meu espírito seria salvo pelo amor. A partir desse momento minha vida teria mais magia, mistérios e perigos.


Romance Romantic suspense All public.

#romance #magia #amor #mistério #amizade #espiritualidade
9
574 VIEWS
In progress - New chapter Every Monday
reading time
AA Share

O início

Sinto-me tão cansada apesar de ter dormido durante 9 horas. Mesmo não querendo, levanto-me e vou ao banheiro jogar água gelada em meu rosto para acordar logo.

Hoje fará frio. Como eu sei? Minha fucking intuição. Visto minha calça jeans preta, uma camisa qualquer que vejo na gaveta, um moletom todo preto e meu all star black desbotado (não aguento mais falar a palavra preto). Vou à cozinha e me deparo com tudo vazio, mesmo fazendo 3 anos que isso acontece não sei por que ainda fico surpresa. Após cozinhar um ovo e comê-lo pego minha mochila e abro a porta. Está frio... sigo ao colégio para enfrentar o último ano do ensino médio, ponho meus fones e seleciono a música “Not Alone” da banda RED. Ao chegar na sala de aula, sento-me em uma das cadeiras localizadas no fundão.

O professor de história, Sr. Cloes, chega e cumprimenta a turma. Quando ele começa a explicar o conteúdo, um aluno aparentemente muito bonito, chega no meio da aula.

- Desculpe Sr. Cloes, estava na coordenação.

- Sem problemas. Apresente-se para a turma e em seguida escolha um lugar. – Fala o professor com serenidade.

- Olá, meu nome é Dylan e espero termos um ótimo ano. – Ele fala com um sorriso estampado no rosto. Imagino que nesse momento, as meninas devem estar se derretendo.

Dylan olha para mim e começa a vir em minha direção, sentando-se em meu lado.

- Olá, qual é o seu nome? – Ele pergunta com uma aura azul brilhante.

- Crystal. – Falo tirando meu fone do lado esquerdo.

- Você pode me emprestar seu livro?

- Claro. – Respondo sem expressão e entrego o livro a ele.

- Valeu. – Ele agradece sorrindo.

Quando o sinal toca para o intervalo, levanto-me e vou até o jardim para me sentar apoiada na árvore que chamo de “Cely”. Não sou louca, apenas consigo sentir a forte energia de todas as coisas vivas quando toco nelas e a dessa árvore é maravilhosa.

Faltando alguns minutos para o sinal tocar novamente, vou ao banheiro e lá encontro Stephy, Anne e Jodi (integrantes do grupo dos populares para quem não sabe). Elas olham para mim com uma cara de raiva e vejo que suas auras estão vermelhas.

- Nós vimos que você estava conversando com o menino novo. – Fala Anne com uma expressão séria. – Não quer, de repente, nos apresentar? Eu deixo você em paz pelo resto do ano, talvez. – Ela continua.

- Eu creio que não devo nada a você. – Falo e saio em seguida. Assinei meu atestado de óbito, claramente.

Ao final da aula, quando estou saindo, Dylan encosta no meu braço que começa a queimar na mesma região, o que me faz afastar dele bruscamente.

- Calma, apenas estou te devolvendo o livro. – Ele fala percebendo minha reação e sorri.

- Obrigada. – Mando um sorrido tímido de volta.

July 18, 2019, 7:29 p.m. 0 Report Embed 2
Read next chapter Risadas

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 12 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!