Bom gatinho Follow story

linest LiNest

Hoseok adora pessoas, principalmente pessoas pequenas e fofas. Jimin é as duas coisas e muito mais. Hoseok não tem certeza por quanto mais tempo ele consegue resistir a tentação.


Fanfiction Bands/Singers For over 18 only.

#leve-dom-sub #pwp #bts #bangtan-boys #jihope #jung-hoseok #park-jimin #outros-casais-mencionados #smut #fluffy #Jimin-adora-provocar #Hoseok-sofrendo-porque-Jimin-é-um-provocador
Short tale
0
568 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Tensão

Notas Iniciais


Avisos: uso de palavreado de baixo calão e consumo de álcool, mas nada dramático porque essa fic é só smut.


Quero deixar claro que essa fanfic foi idealizada enquanto eu tava bêbada, eu tentei dar algum caminho lógico nela, mas toda a linha temporal está provavelmente errada, então já me desculpo agora. Also desculpem os erros ortográficos, não tenho beta.


Músicas explicitamente citadas na fic: Jay Park - Me Like Yuh ; Big Bang - Crazy Dog e Adam Lambert - For Your Entertainment


Créditos da arte de capa.


Enjoy~♡


Dicionário básico:


Dongsaeng - como se refere à alguém mais novo


Hyung - como se refere à alguém mais velho


Oppa - forma amigável de se dirigir à um homem que seja mais velho , usado geralmente por mulheres. Mesmo não sendo sinônimo, pode ser usado com seus namorados.


Sshi ou ssi - Usado deforma formal para se dirigir à algum desconhecido ou para pessoas estranhas à você, também é usado com amigos mais novos. Sendo somente um sufixo.



●●●●●





Hoseok ama pessoas pequenas. Hoseok adora mãos pequenas. Hoseok ama vozes que tenham um tom fofo. Hoseok adora vozes que tenham um tom rouco e sexy. E mais do que tudo isso, Hoseok ama ter seu pau chupado de forma desleixada.



Park Jimin é uma pessoa pequena com uma voz fofa que, de repente, muda para uma voz rouca e sexy quando ele começa a falar sobre sexo oral nas conversas bêbadas do seu grupo. É imundo e intenso, mas ainda assim adorável, de certa forma. Não o tipo de adorável em que filhotes de animais são adoráveis, mas cativante na maneira que faz Hoseok pensar o quanto Jimin ficaria lindo enquanto fodido até chorar de prazer.


Hoseok deseja muito testar essa teoria.





Jimin se encaixa no colo de Hoseok como uma peça se encaixa em um quebra-cabeça.


Jimin é maior que a vida, tão intenso quanto um terremoto, mas ainda é bem pequeno com características delicadas como uma flor. Ele tem músculos, mas são músculos magros de toda a sua experiência na dança cênica, e mais tarde no freestyle. Jimin tem um corpo leve e pernas firmes, perfeitamente moldadas para que Hoseok toque com suas mãos gananciosas; o cheiro na sua pele é sempre doce, como caramelo, ou talvez seja o xampu e condicionador super hidratante que ele usa para os seus cabelos tingidos. Seus quadris se encaixam perfeitamente nas palmas de Hoseok, e é tentador apertar apenas para ver, mais tarde, após o chuveiro e enquanto Jimin se veste no quarto deles, se alguma marca ficou na pele bronzeada.


Jimin senta no seu colo nos bastidores, às vezes, e raramente no sofá do dormitório ou no estúdio. Ele deita na cama de Hoseok com mais frequência do que deveria, mas isso é típico de todos os membros. Aparentemente, Hoseok e sua cama cheiram maravilhosamente bem.


Às vezes Jimin se aconchega contra ele como um gato, e Hoseok não se move com medo de assustá-lo. Às vezes, Jimin brinca com o seu cabelo, seus movimentos preguiçosos e Hoseok é distraído de seja lá qual fosse o assunto que eles estavam conversando. Às vezes, Jimin responde seu flerte com um sorriso maroto e Hoseok quer morder aquele lábio cheio até tirar sangue.





Jimin tem uma fixação oral, mais ou menos. É algo que todo mundo sabe, mas aprenderam a ignorar após anos de treino em desviar o olhar com desconforto toda vez que Jimin coloca algo na boca. Ele tem uma boca feita para o oral, uma língua que ele não consegue manter dentro da boca, os lábios que fazem beicinho quando ele fala. É fofo. A fixação não é tão ruim também, Jimin não mastiga constantemente canetas como algumas outras pessoas que Hoseok conhece, mas ele tem a tendência de morder a pele em volta do polegar e teve que começar a mascar chiclete quase religiosamente para proteger a imagem das suas mãos. Hoseok prefere assim, não gostando de ver as pontas dos dedos da pequena mão de Jimin cobertas de band-aid.



Ele deixa Hoseok mexer com a sua boca em algumas ocasiões. Como quando eles vão se deitar no sofá pra assistir a um filme, a cabeça de Jimin no colo de Hoseok, e o mais velho distraidamente estende a mão pra cutucar as bochechas do rapaz, esfregando a ponta do polegar sobre o lábio inferior de Jimin. Não era realmente uma coisa que eles faziam com frequência, é só que Hoseok às vezes agia sem pensar e Jimin nunca o repreendeu pela ousadia; mas uma noite, quando Jimin havia acabado de sair do banho, depois de um dia praticando as coreografia pro seu solo, e o estresse ainda estava irradiando através de seu corpo como chamas negras, eles se posicionaram no sofá para ver um filme - insistência de Hoseok, porque por Jimin eles iriam direto pra cama - e, ao acariciar levemente o lábio do mais novo, Hoseok sentiu a mordida na carne do polegar e ofegou quando Jimin chupou até sua boca ser preenchida com o dedo de Hoseok. O tempo passou e Jimin não voltou atrás na sua ação, ficando assim durante todo o filme, os dois se negando a reconher o que estava acontecendo entre eles naquele momento.


Horas depois, em sua cama, Jimin e Taehyung dormindo nas camas do outro lado da dele, Hoseok jurou que algo em seu cérebro havia quebrado, a sensação da língua quente de Jimin pulsando no seu dígito.


Isso fez Hoseok pensar que, talvez, Jimin não se importasse de chupar seu pau também.



Hipoteticamente, claro.


Claro.





São nove da noite, algumas noites antes do início da turnê no Japão, e o único pensamento que Hoseok pode ter nesse momento é a sua cama. Ele ficou repassando as coreografias durante todo o dia, praticando cada detalhe até a perfeição, aprimorando tudo, trabalhando suas pernas e braços, abdominais e costas. E agora ele só quer dormir. Ele entra no quarto vazio - Jimin não está ali - e se espalha em sua cama, de barriga para baixo, sob as cobertas macias com a cabeça enfiado debaixo do travesseiro. Está escuro lá fora, o céu de Seoul nublado e Hoseok tomou um banho no estúdio, então não há nada que o impeça de abraçar seu sono sem pensar duas vezes. Ele vai dormir por horas, promete para si mesmo com um fervor cansado; e é melhor ninguém acordá-lo, foda-se qualquer coisa e todos e-


"Hoseok-hyung."


Passos calmos enchem o quarto e um peso afunda no pé da cama do moreno.


"Hoseok-hyung?"


Hoseok geme com irritação.


Ele tira a cabeça debaixo do travesseiro, torcendo o pescoço ao redor até que ele encare Jimin, vendo o mais novo praticamente sentado em suas panturrilhas. O cabelo de Jimin está bagunçado e ele está usando uma das grandes blusas de Jin, se afogando nela, o ínicio de um sorriso nos lábios. Ele é fofo, como sempre, mas Hoseok não está com humor para isso agora.


"Vamos comer, hyung." Jimin diz. "Eu estou com fome. Eu pago! Loja de conveniência, ramyun, vamos lá, Hobi-hyung. ”Ele cutuca as costas de Hoseok com a ponta do dedo quando o mais velho não dá sinais de se mover. "Vamoooo."


Hoseok faz uma careta. Jimin pisca os olhos adoravelmente.


"Chama o Kookie." Hoseok resmunga cansado. "Ele vai com você, ele praticamente faz tudo que você quer." Hoseok também. Todos eles, na verdade, tem uma resistência fraca contra Park Jimin e cedem com facilidade às exigências dele.


“Quero ir com você, hyung. Vamos, levante e em frente!” Jimin cantarola com animação, mas Hoseok balança a cabeça novamente, negando.


A voz de Hoseok está rouca com a sonolência quando ele responde: “Estou cansado, Jiminie. Não quero me mexer.” E ele realmente não quer. "Vá com o Jin-hyung, ou qualquer outro amigo que não seja eu. Me deixa dormir, vai." Ele tenta empurrar a cabeça de volta para o travesseiro, mas Jimin o impede de se esconder, mãos pequenas e calejadas segurando as laterais de seu rosto, apertando suavemente as bochechas do mais velho e fazendo o mesmo grunhir. Jimin ri baixinho e atrevidamente vira a face do moreno até voltar a ficar de frente para o rosto dele, se certificando de que Hoseok esteja olhando-o diretamente. Então, com os olhos largos e molhados com lágrimas de crocodilo, Jimin começa a fazer beicinho.


Hoseok xinga alto, vulgarmente.


“ Não, Jiminie, não faça isso!"


"Seokseokie" protesta Jimin, usando o apelido que é a fraqueza do seu hyung. Seu lábio inferior está completamente esticado para frente, tremendo, e seus olhos estão brilhando, cheios de emoção, um leve rubor nas bochechas redondas. "Seokseokie." Jimin rasteja até estar ajoelhado completamente na cama, o corpo acima do de Hoseok, os pés debaixo dele balançando como os de uma criança exigente; como golpe final, o mais novo dá um pequeno pulo no colchão como se estivesse batendo o pé com todo o corpo, as coxas carnudas esfregando nos quadris do moreno abaixo dele, e bufa exigente.


Hoseok xinga de novo, espetacularmente derrotado, e resmunga, balançando o corpo para fora da cama: "Você é uma ameaça para a humanidade."


Jimin se levanta também, sua expressão alegre enquanto assiste Hoseok se sentar, pegando seus tênis do lado da mesinha de cabeceira.


“Uma ameaça mundial. Por que essa merda funciona comigo?" Hoseok resmunga.


Ao ver que conseguiu o que queria, Jimin reverte rapidamente de volta ao seu típico jeito travesso, dando de ombros com ar presunçoso: "Porque eu sou fofo e você gosta de coisas fofas." diz ele, dando uma piscadela. "Todos nós sabemos que você acha que eu sou o mais adoravél."


Hoseok olha para seu pequeno dongsaeng, seu cabelo tingido e bagunçado, a blusa grande demais para seu corpo, a boca avermelhada e as bochechas cheias.


"Eu não acho isso, de jeito nenhum." Hoseok mente, fácil e rapidamente, antes deles saírem pela porta da frente do dormitório. O ar frio um choque nada bem vindo contra seu corpo ainda quente.


Jimin pula nas costas de Hoseok e enrola os braços em volta do pescoço do mais velho, lábios roçando em sua orelha: "Seokseok-oppa!" Ele sussurra e Hoseok quer morrer, sentindo o arrepio passar pelo seu corpo. "Hobi-oppa, você é tão bom comigo."


Hoseok o empurra para longe com um grunhido e ignora o súbito acelerar em seu pulso. Atrás dele, Jimin caminha com um sorriso satisfeito.





Eles estão em um clube após a última apresentação de sua turnê pelo Japão, é um clube em uma localização sombria em Tóquio que toca música boa para dançar e serve boas bebidas também; Hoseok não está bêbado, mas ele tomou o suficiente para ficar relaxado. De todos eles, apenas Taehyung não tem um pingo de álcool no corpo; não que ele precise disso para se soltar, Hoseok tem certeza, assistindo de uma distância segura enquanto Taehyung religiosamente empurra copos de bebidas duvidosas na boca de Jungkook e deixa Jimin fazer a coisa estranha de lamber sal de seus ombros e clavícula antes de beber a tequila do copo que Taehyung estende para ele. É uma visão interessante, e se Hoseok não conhecesse o loiro, ele apostaria que Taehyung não estava no seu perfeito juízo.


Hoseok decide que ele precisa beber mais.


As horas passam com a pressa que só uma boa turnê pode trazer: ele vê Jimin e Jungkook na pista de dança por pelo menos duas horas, dançando de tudo, desde hard rap até pop chiclete. Taehyung consegue se embrenhar entre os outros dois mais novos - um lugar que Hoseok tem certeza é o favorito de Taehyung em todo o mundo. Hoseok está feliz de ver que os mais novos estão se divertindo, mas algo no seu peito apertar enquanto ele assiste Jimin jogar a cabeça para trás e ri alto, o cabelo rosado brilhando nas luzes multicoloridas da boate. Hoseok desvia o olhar e respira fundo.


No bar, Jin tenta superar Yoongi em uma competição de bebedeira e realmente parece estar conseguindo, o que, na verdade, agora que Hoseok pensa sobre o assunto, não é surpreendente. Entre os dois, eles praticamente bebem o bar inteiro. Jin está agora flertando com a bartender, subindo ao nível de ser sexualmente agressivo, ele está praticamente cantando soft pornografia para ela, porque é isso que Jin faz quando bêbado, e a bartender parece que está prestes a rir ou jogar um martini na cara dele. Yoongi ainda está engolindo whisky como se fosse água.


Namjoon, no típico estilo Namjoon, começou a noite curtindo com tudo o rap que estava tocando, então foi superado em uma das rima por uma garota alta e bonita e conseguiu assim encontrar a outra pessoa em todo o clube que é tão inteligente quanto ele. O loiro agora está sentado em um estande com a garota alta e bonita que está expondo em inglês sua visão sobre a filosofia dos romances platônicos entre pessoas queer enquanto Namjoon acena enfaticamente em algumas partes e discorda ruidosamente em outras.


Por um segundo, Hoseok se pergunta se Taehyung será expulso quarto de hotel deles naquela noite e indo acabar dormindo no que ele está dividindo com Yoongi; mas então Namjoon pergunta para a garota algo sobre o feminismo e os "efeitos do indesejado olhar masculino", ou alguma coisa estranha como essa, e ela - em um gesto que Hoseok acha incrivelmente intimidante - amarra o cabelo em um rabo de cavalo, o olhar sério e focado, antes de se inclinar para frente, pedindo água ao garçom para ficar um pouco mais sóbria. Namjoon tem agora o tipo de olhar que ele usa quando começa a criar um novo enredo para seus álbuns e Hoseok sabe que nada além de uma discussão acadêmica hardcore vai acontecer entre aqueles dois.


Hoseok encolhe os ombros. Eles parecem felizes com isso, então ele não vai julgar seu melhor amigo que acredita que divagar sobre a vida e o mundo é um entretenimento adequado em uma balada.


Beyoncé começa a tocar e Hoseok decide dançar com todo seu coração; se divertindo, colando o corpo em qualquer um que ele possa colocar suas mãos em cima - ele não está buscando nada promissor, Hoseok apenas gosta de pessoas e de dançar com pessoas. Se fosse para dançar sozinho, ele ficava em casa. Então Hoseok se deixa ser puxado por uma garota linda e flexível, usando uma grande camisa adidas e que empurra seus quadris contra a bunda dele enquanto o abraça por trás; Hoseok começa a rir, rebolando junto com ela, fazendo sua melhor dança de stripper se esfregando contra ela antes que ambos estejam rindo. Não demora para a desconhecida se afastar para dançar com outra pessoa, uma garota de cabelo azul, e ele sente falta dela por cerca de um segundo antes de puxar em sua direção um garoto bonito no meio da multidão que joga os braços ao redor do pescoço de Hoseok e grita alguma coisa abafada pela música alta.


Pelo canto de olho, Hoseok observa um Jungkook bêbado surpreendentemente interagir com uma garota, eles abrem caminho para o meio da pista de dança depois de forjar um laço inquebrável baseado unicamente no fato de que ambos gostavam da música do Linkin Park. Hoseok não acredita que eles saibam os nomes um do outro, mas ele ainda acha fofo ver o maknae se soltar. Taehyung e Yoongi estão também na pista, seus corpos colados de um jeito indecente mesmo no meio de casais e tri-casais excitados no anonimato da pouca luz do ambiente; Taehyung está com a boca na orelha de Yoongi e suas mãos não podem ser vistas, desaparecidas nas roupas do mais velho. Eles mais balançam um contra o outro do que dançam e Hoseok tem que desviar o olhar, suas bochechas queimando. Como diabos as coisas entre esses dois evoluiu para isso?


De repente, metade das luzes do clube mudam para vermelho escuro, a outra metade em roxo, e o clube é afundado em um clima ainda mais obscuro e sexy onde ninguém pode ver nada. Jay Park começa a tocar e as pessoas coletivamente perdem o controle. O garoto que ainda está nos braços de Hoseok soltou outro grito, dessa vez para um amigo e se afasta dele. O moreno acaba se sentindo desanimado com o abandono, porque Jay Park está cantando sobre dançar com a garota que ele gosta e Hoseok não está dançando com ninguém, mas alguém substitui o garoto rapidamente. Hoseok não consegue ver quem é na escuridão do clube, mas ele pode dizer que é um rapaz, um cara pequeno, que se encaixa perfeitamente contra seu corpo; e Hoseok não sabe quem é, mas quem quer que seja, ele quer levar para o beco atrás do clube, prendê-lo contra a parede e-


As luzes acendem em branco e Jimin pisca de volta para ele, ambos se adaptando com a claridade repentina.


"Hyung." Jimin choraminga, voz abafada pela música alta e Hoseok solta um gemido. Ele está bêbado pra caralho, Jimin está bêbado pra caralho também, e o mais novo está arqueando o corpo contra ele, todo fofo e flexível, o chamando daquele jeito. Hoseok quer chorar de frustração. "Hobi-yung."


"Jimin-sshi", diz Hoseok. Ele se distrai com o contraste da calça de couro justa de Jimin em suas mãos, apertando em um impulso. "Jiminie, o que você está fazendo?"


"Jay Park!" Jimin grita alegremente em resposta. "Quero dançar, hyung."


Hoseok bufa: "Quando que você não quer?"


Jimin bate no ombro dele, um tapinha brincalhão e faz bico. “Não seja malvado. Você sabe que Jay Park é meu ponto fraco."


Hoseok acena com sinceridade. "Sim, Jimin", ele diz, gentil e carinhosamente, e depois gira Jimin até que suas costas estejam pressionadas contra o peito do moreno e Hoseok possa colocar seu rosto na dobra do pescoço do rapaz de cabelos rosados. Jimin solta um grito afrontado e Hoseok o ignora. "Vamos dançar, então."


É divertido. Jimin está embriagado o suficiente para ficar todo solto, inconsciente dos olhares ao redor deles, mas ainda tem controle o suficiente dos seus membros para acompanhar Hoseok na sua dança - a cena do mais novo rebolando até o chão, colchas delineadas naquelas calças de couro justas é uma imagem queimada no cérebro de Hoseok para sempre. Eles riem muito, movem seus quadris juntos, e nas músicas mais animadas, principalmente pulam próximos demais um do outro. Então, quando por Big Bang toca e o lugar se torna um maldito campo livre para todos enlouquecerem. Hoseok puxa Jimin contra seu corpo com força: aqui, no meio de tantos corpos suados e bêbados, Jimin vestindo couro, pequeno e lindo, tudo parece um maldito sonho para Hoseok. Ele não sabe o que esperar, mas ele não quer que esse momento acabe.


Jimin volta a virar as costas para Hoseok, cabelo rosado bagunçado e molhado roçando no rosto de Hoseok, e empurra a bunda para trás, arqueando as costas como um gato, colocando a mão nas costas do pescoço do mais velho e balança os quadris contra o pau de Hoseok. Com força e pouca sutileza. Porra, Hoseok realmente acha que o mais novo está tentando o matar, porque isso é apenas cruel.


"Foda-se" Hoseok rosna. Jimin faz isso de novo, desta vez soltando um gemido baixinho, e Hoseok pega seus quadris com as mãos, tomando controle dos seus movimentos.


"Um pouco mais pra cima Jiminie, assim-" Hoseok sabe que ele está segurando Jimin muito apertado, mas nenhum deles se importa. Ele balança Jimin até que o mais novo realmente esteja em cima do seu pau. O fato que Jimin se deixa ser comandado, obediente e com nenhuma hesitação, faz com que um incêndio queime na boca do estômago de Hoseok. "Pressione de volta, vamos lá, bem assim. Bom menino."


O refrão de Crazy Dog toca e é duro, rápido e sujo; perfeito para a cena de Hoseok agarrando seu dongsaeng e tocando-o de uma maneira que nunca tocou alguém em toda sua vida. Ele está tão duro dentro de sua calça jeans que dói. Jimin está rebolando contra sua virilha como se fosse pago para fazer isso, enredando os dedos macios e pequenos no cabelo de Hoseok, sua outra mão segurando o cinto do moreno fazendo com que o mesmo impulsione seus quadris pra frente junto com a batida, e Hoseok de repente realmente quer ser montado por aquele homem.


A música muda para algo em inglês que Hoseok não consegue entender, mas não se importa, concentrado em metaforicamente foder o rapaz em seus braços. Na metade da música, Jimin de alguma forma se vira e eles estão cara a cara pela terceira vez, e agora o mais novo praticamente monta a coxa que Hoseok empurra entre as suas pernas, olhos escuros e selvagens grudados nos seus. Ele está vestindo uma camisa branca surrada que Hoseok quer arrancar e seus quadris ainda estão se movendo naqueles estúpidos jeans de couro, cabelo jogado para todos os lados - cabelos de pós-sexo, a mente de Hoseok vergonhosamente comenta - e a forma como ele morde os lábios, carnudos e rosados graças ao batom, faz Jimin parecer o pecado encarnado. E Hoseok tem certeza que eles estão dando à Yoongi e Taehyung um desafio digno para ver quem é mais indecente em um ambiente público.


(Hoseok não percebe, mas Taehyung e Yoongi desapareceram duas músicas atrás.)


Jimin inclina a cabeça para trás, os olhos fechados, e Hoseok engasga o que é praticamente um soluço; porque pintado com as luzes da boate, o mais novo é como uma flor desabrochando. E ele fica tão perfeito nos braços bronzeados de Hoseok, o contraste entre eles lembrando uma obra de arte.


A música muda novamente, ainda mais lenta e mais sexy com o que soa como o mesmo cantor desconhecido. Hoseok não consegue entender mais nada além da frase principal que parece ser "I'm here for your entertainment", e olhando para o pescoço corado de Jimin, suas pernas perfeitas, o jeito com que ele se inclina para trás na jaula dos antebraços de Hoseok, quase curvado; como ele levanta a cabeça, abre os olhos e encara Hoseok com uma intensidade avassaladora, como se estivesse olhando através da alma dele, nele, para ele - como se soubesse exatamente o que Hoseok quer fazer com ele, agarrando-se aos ombros do moreno e rebolando contra sua coxa…


Hoseok pensa, bêbado com lúxuria: 'porra, é exatamente isso que essa loucura parece, um belo entretenimento só meu.'





É apenas uma questão de tempo agora.





Jimin anda pelo dormitório com bermudas que delineiam as coxas fartas e macias, camisas com decotes esculpidos de tal forma que a clavícula pálida fica bem à mostra, cabelos bagunçados de uma forma que faz qualquer um ter a vontade de acariciar - ou no caso de Hoseok, agarrar e puxar. Ele também colocou novos brincos e Hoseok quer morder. Quando Jimin não está usando uma bermuda muito curta, ele usa jeans muito compridos, enrolando as barras do jeito mais fofo possível e, em seguida, enfiando os pés em pequenos tenis, seus delicados tornozelos contrastando deliciosamente com as mãos quando ele se inclina para amarrar os cadarços.


Tudo em Jimin faz Hoseok querer guardá-lo em um pote e proteger do mundo. É enlouquecedor!


Fan meetings são um inferno. Se Hoseok tiver que se controlar em torno de um adorável Jimin usando outra tiara de orelha de animal mais uma vez, ele perderá toda a sanidade. Os fãs adoram dar esse tipo de presente para eles, embora o alvo favorito seja Yoongi, o mais velho sendo constantemente assediado para usar as orelhas de gato dadas a ele porque, segundo os fãs, elas parecem tão normais nele. Então Hoseok está tão acostumado em ver os outros membros com tais adereços que ele nem pisca, mas hoje em dia é difícil não ficar constantemente consciente perto de Jimin. Ver o mais novo vestir as duas orelhas artificiais de animal - de gato, talvez? Hoseok não tem certeza - e a tiara de flores (1) que uma das fãs deu para ele faz com que a mente de Hoseok viaje para regiões muito, realmente muito impuras, que envolvem cordas e vendas.


Ele mudou. Ele hoje em dia é um homem doente, por Deus.




Eles costumavam entregar todos os presentes e acessórios para suas noonas ou hyungs por razões organizacionais e de segurança, mas agora eles estão nesse negócio há tempo suficiente para não se importar em levar presentes obviamente seguros de volta para o dormitório. Quando eles entram na van para voltar para casa naquela noite, eles estão tão cansados ​​que não se incomodam em entregar o último lote de pequenos presentes para um dos staffs; Jungkook está brincando com um pelúcia do homem de ferro, Namjoon está lendo uma carta de fã que claramente está dando a ele alguma crise emocional e Jimin deitou a cabeça no ombro de Hoseok ainda usando um par de orelhas de gatinho na cabeça.


Hoseok quer morrer.


As vans estacionam no estacionamento do dormitório e todos descem com o céu noturno atrás deles. Yoongi e Taehyung saem da van, apoiando-se um no outro e quase tropeçando um no outro, suas expressões igualmente sonolentas. Seokjin vagueia em seguida, seu largo quadro cortando uma linda silhueta nos faróis da van, e Namjoon segue com Jungkook.


"Jiminie." diz Hoseok suavemente, não tendo coragem de afastar Jimin de forma brusca. “Venha, vamos entrar."


Jimin abre os olhos, então aperta os olhos, fazendo uma careta momentânea de desagrado antes da sua expressão suavizar com um suspiro.


"Hyung." ele murmura. O coração de Hoseok acelera. "Seokseok-hyung."


Com o rosto queimando, Hoseok cutuca Jimin para fora da van com toques suaves e depois o segue, envolvendo um braço em volta dos ombros do mais novo. Jimin se apoia em Hoseok e se deixa levar para os dormitórios de forma obediente. Dentro do calor do ambiente fechado é uma confusão de meninos brigando pelo banheiro no dormitório. Seokjin está tentando usar o status de hyung mais velho para usar o chuveiro primeiro, mas Namjoon está flertando com ele para distraí-lo, abraçando-o por trás e dando beijos no pescoço, choramingando 'Jin-hyung é' isso e 'Jin-hyung é' aquilo, e está dando certo. Seokjin parece um homem condenado ao fracasso, olhos arregalados diante da óbvia manipulação da qual ele não é forte o suficiente para se impedir de aceitar. Taehyung está jogado no sofá e Jungkook parece ter tomado como missão pessoal ficar cutucando o mais velho com o pé para garantir que ele ainda está respirando, antes de soltar um berro e praticamente fazer um passe de rugby, derrubando o Yoongi quando ele tenta entrar no banheiro.


Através de toda aquela confusão, Jimin se esgueira, passa pelos corpos de Yoongi e Jungkook engalfinhados em uma briga no chão - Jungkook obviamente ganhando, o que não impede Yoongi de lutar ferozmente contra o maknae - e fecha a porta do banheiro atrás deles, cortando todo o barulho com finalidade.


Todos ficam em silêncio por exatos cinco segundos, quando Seokjin solta um grito afrontado.


Hoseok sorri apaixonado.





Depois que Jimin termina de tomar banho, Hoseok arrasta um Taehyung sonolento para o chuveiro, tira a roupa dele e a do mais novo (quem se importa nesse momento? Eles só querem descansar), e ajuda seu menino exausto a se limpar, então ele passa um Taehyung comatoso e limpo para Namjoon, que o enfia no quarto de Yoongi. Hoseok entra em seu quarto, nenhum pouco surpreso ao encontrar Jimin enrolado em sua cama usando um dos enormes moletons pretos de Jungkook, puxado sobre as mãos e o nariz enterrado no travesseiro de Hoseok. Jungkook ainda está no chuveiro e o moreno sabe que logo o maknae vai estar ali com eles em alguns minutos. Hoseok observa Jimin, que se recusa a encará-lo de volta, e então apaga a luz e rasteja para a cama, deitando atrás do mais novo.


Jimin relaxa o corpo contra o peito de Hoseok, pegando seus pulsos e puxando os braços do mais velho para ficarem ao redor dele. Eles ficam em silêncio. Hoseok desembaraça um dos braços, esticando a mão e colocando uma mecha macia e ainda úmida do banho atrás da orelha de Jimin. Ele enfia o nariz na nuca do homem de cabelos agora cinzentos e respira fundo, apreciando o cheiro de flores e especiarias em Jimin.


"Você não costuma fazer isso." Hoseok sussurra. "Está tudo bem?"


"Sim" Jimin grunhe. "Apenas..."


"Apenas?" Hoseok brinca. “Apenas o quê? Apenas se sentindo carinhoso? Quer um pouco de atenção do seu adorável Hobi-hyung?" Ele brinca e Jimin dá um beliscão no seu braço, fazendo Hoseok soltar um chiado infeliz. "Você realmente é como um gato, Jiminie, apenas menos tsundere e rabugento do que o Yoongi."


Jimin se debate um pouco em rebelião contra a comparação, mas Hoseok o segura com força. "Jimin-sshi" diz ele, gentil. Jimin se aquieta quase imediatamente. "Você quer dormir abraçadinho hoje?"


Há um segundo de silêncio e então Jimin choraminga um sim, ele se vira até que seu rosto esteja enterrado no peito do moreno. Sem hesitar, Hoseok coloca o queixo no topo dos cabelos acinzentados, apertando os braços ao redor do mais novo e engatando uma das pernas de Jimin em torno da sua coxa, cantarolando em aprovação quando Jimin passa a mão pelo seu cabelo do jeito que ele sabe que Hoseok gosta.


"Boa noite, gatinho" Hoseok sussurra, meio adormecido - quando percebe o que disse, se preparando para a resposta de desagrado com o apelido, mas... Jimin apenas suspira e se derrete ainda mais.


"Noite, SeokSeokie." Jimin murmura, e a última coisa que Hoseok pensa antes de cair no sono é: 'Oh. Oh, ele é meu gatinho agora.'




Na manhã seguinte, quando Hoseok está tomando o café da manhã na mesa da cozinha, Jimin entra no quarto, desliza em seu colo, pega o garfo da mão de Hoseok e começa a comer o café da manhã de Hoseok. Chocado, o moreno tenta pegar o garfo de volta, mas ele recebe um tapa forte no pulso por sua ousadia.


Sabendo que ele não iria vencer aquela batalha, Hoseok apenas suspira e enterra o rosto no cabelo de Jimin, gemendo em resignação quando Jimin contorce o quadril em seu colo como recompensa.





A gota d'água vem depois de um show nos Estados Unidos, onde eles vão muito além do limite, onde a multidão grita demais, onde Hoseok geme muito alto durante sua parte do Cipher, onde eles ficam viciados com a adrenalina - e quando estão todos exaustos na van de volta para o hotel, Jimin chega muito perto de fazer Hoseok perder o controle.


Taehyung está tentando comer o cabelo de Yoongi por razões desconhecidas, esquivando-se com facilidade dos tapas que Yoongi tenta dar nele como punição, mas preguiçoso demais para realmente tentar acertar o mais novo. Namjoon continua beliscando as bochechas de Jungkook com suas objeções estridentes (mesmo que todos saibam que ele adora) e Jin está se esticando no banco, flertando com um dos seus novos staffs, um estrangeiro bonito que se chama John e que dirige a van deles. É barulhento e movimentado, e ninguém percebe que um pequeno demônio chamado Park Jimin está dando o seu melhor na tentativa de engatinhar no colo de Hoseok. Com um grunhido de aviso, Hoseok tenta fazer Jimin se comportar e se afastar dele, mas o mais novo teimosamente insiste em apoiar o joelho na coxa do moreno, um sorriso inocente no rosto quando Hoseok o olha com desaprovação, porque mesmo no breve anonimato do lugar deles na traseira da van, eles ainda correm o risco de chamarem a atenção dos outros; mas Jimin ou não tem o mínimo de senso de sobrevivência, ou apenas não se importa, porque o mais novo esfrega a perna contra a de Hoseok de forma sugestiva, mordendo aquele lábio cheio para impedir a risada de escapar, um brilho travesso nas meias luas que são seus olhos quando Jimin sorri. E é isso, esse é o limite.


Hoseok joga todas as suas inibições para fora da janela, todas as suas tentativas restantes de manter uma distância entre ele e seu dongsaeng, e agarra a bunda de Jimin em suas mãos. Jimin solta um pequeno zumbido e Hoseok rosna, rosna em seu ouvido, o chama de Jiminnie em uma voz que faz os dedos de Jimin se enrolam dentro do tênis.


"O que você quer, gatinho?" Hoseok sussurra, mais uma demanda do que uma pergunta. Jimin não diz nada, mas ele estica o braço para pegar a mão de Hoseok que está apertando sua coxa, a levando em direção da sua garganta até que os dedos de Hoseok envolvam a pele pálida, sufocando-o, um pedido silêncio em seus olhos.


Hoseok sente que se ele não tirar Jimin do carro e enfia o pau dentro dele naquele exato segundo, ele vai morrer.


Eles chegam à entrada do hotel e Hoseok está pronto para mandar sua sanidade ir se foder, pronto para tirar Jimin da van e colocá-lo em uma cama tão rápido que nem mesmo o Flash poderia competir contra ele, mas é claro que Namjoon convoca uma reunião de grupo da qual eles não podem fugir e então Jin alega que ele e Jimin precisam da sua sessão spa aquela noite, dizendo algumas besteiras sobre “só Jimin-sshi tem a sensibilidade necessária para aplicar uma máscara de rosto em mim, seus brutos" antes de obrigar o mais novo a segui-lo para um dos quartos. Jimin parece tão chateado quanto Hoseok, sendo arrastado para longe do mais velho.


Se jogando na cama do quarto que foi decidido que ele dividiria com Yoongi, só resta a Hoseok sufocar um gemido frustrado no travesseiro, seu pênis pulsando dolorosamente dentro da sua cueca. Em um momento de desespero, Hoseok percebe que, se depender dos membros do seu grupo, ele nunca vai conseguir foder Park Jimin nessa vida.


Foda-se a sua vida, hein? Ótimo.



(Isso é uma mentira. Hoseok transa com Jimin, no final.)



Para a sorte de Hoseok, o universo não o odeia ao ponto de torturar seu pau por uma vida inteira.


As coisas entre ele e Jimin finalmente se resolvem depois da próxima apresentação em Nova Iorque, em um quarto de hotel que está em um andar diferente do que os dos outros membros. Jimin fica de joelhos primeiro - Hoseok estava certo sobre a fixação oral, não precisando minutos antes de Jimin abrir e puxar sua calça e cueca, engolindo seu pênis ainda não completamente duro com fome. É uma cena bonita, ver a boca delicada do mais novo cheia com seu pau, mas Hoseok não está com vontade de ser generoso hoje e afasta Jimin - gentil, mas impaciente, e o coloca na cama.


Eficiente como apenas Park Jimin consegue ser, não demora muito para que eles estejam desnudos, mesmo quando parece impossível para ambos manterem as mãos longe um do outro. Desacelerando um pouco, Hoseok prepara Jimin com cuidado, sussurrando sacanagens e elogios na orelha do mais novo, dando um tapa ocasional sempre que Jimin tentar apressar as preliminares.


"Calma, gatinho, eu vou te foder a noite toda, então se comporte agora e seja paciente." Hoseok comanda com um tom de voz rouco, sorrindo com o soluço necessitado que Jimin solta.


Quando Hoseok tem certeza que Jimin está bem aberto pelos seus dedos, ele pressiona o rosto do mais novo no travesseiro, praticamente sufocando seu corpo menor com o dele, antes de entrar devagar no buraco apertado e molhado do homem perfeito. Ambos gemem, corpos tremendo com o alívio de finalmente estarem aliviando a tensão sexual de anos. Decidido a dar a melhor experiência possível na vida do mais novo, Hoseok fode Jimin devagar, segurando seus pulsos e chupando seus ombros - para evitar a complicação de esconder qualquer marca no pescoço. Para alguns, tal restrição poderia ser um alerta vermelho, mas Hoseok sabe que Jimin ama perder o controle, que ele ama ser mimado e mantido seguro no aperto firme das mãos do moreno; isso faz com que Jimin goze duas vezes em quinze minutos, chorando com as palavras cheias de amor que Hoseok sussurra em sua pele.


Perto da sua própria satisfação, Hoseok vira Jimin de costas com delicadeza, manejando o corpo mole do mais novo com carinho, e termina na boca dele, gozando na língua esticada de Jimin, meias luas olhando para ele com um brilho sonhador, as marcas de lágrimas uma cicatriz no rosto corado.


"Muito bem, gatinho." Hoseok ofega, passando o dígito no sêmen que pinta os lábios vermelhos e inchados de Jimin, sorrindo quando o loiro chupa seu dedo.


(Hoseok estava certo. Jimin é completamente adorável quando ele está sendo fodido até chorar de prazer.)





No outro andar do hotel:


"Eu não acredito que eles conseguiram escapar de nós." Jin resmunga, um copo de vinho na mão. "Esses pirralhos traiçoeiros. Não poderiam nem mesmo esperar mais uma semana antes de foderem?"


"Hmm, eles pelo menos duraram mais do que o Taehyung e o Yoongi." Namjoon cantarola do seu lugar na cama, um livro grosso em seu colo. Seokjin faz uma careta para o loiro, mas não tem resposta malcriada para o que é verdade.


"Sim, mas pelo menos eu ganhei a aposta entre esses dois. Não acredito que vou ter que comprar dez caixas de leite de banana pro Jungkook, isso é tão injusto!"


"A vida não é justa, hyung." Namjoon diz, ainda focado em seu livro. Afrontado, Jin abre a boca pra reclamar mais sobre seu infortúnio, mas antes que tenha a chance de choramingar, Namjoon o interrompe: "Mas se serve de consolo, Jungkook perdeu a aposta que vez comigo sobre esses dois por um dia já que ele apostou que Jimin e Hoseok iriam transar ontem, mas claro que não contava com a nossa parceria para sabotar nosso ingênuo maknae." Namjoon explica, uma expressão travessa no rosto. Jin desvia o olhar, sentindo o peito aquecer com carinho, Namjoon fica tão fofo quando ele usa aquele QI de 148 para beneficio próprio.


"Bem, talvez eu aceite a derrota se você dividir o que quer que Jungkook tenha que te dar comigo."


Sorrindo, Namjoon fecha o livro e olha para o mais velho.


"Quer jantar comigo amanhã?"


"Claro." Seokjin responde, bebendo o resto do seu vinho antes de registrar as palavras de Namjoon, engasgando ao entender que o loiro havia o chamado para um encontro. Tossindo, Jin olha surpreso para Namjoon. "Espere, o quê?"


Namjoon dá de ombros, ignorando o choque do outro homem: "Jungkook me deu uma reserva para duas pessoas no Jungsik como pagamento da aposta."


"O Jungsik? O mesmo Jungsik que eu comentei com você que queria visitar?" Seokjin pergunta, surpreso e animado, e Namjoon acena timidamente, mas sorrindo orgulhoso.


"Eu apostei as reservas porque sei que você quer comer lá, hyung."


Talvez Seokjin esteja um pouco mais apaixonado por Kim Namjoon do que ele imaginou.


"É bom que você use o seu melhor terno, Joonie. Eu sou um amante exigente."


Corando, Namjoon balança a mão em um gesto preguiçoso e diz: "Relaxa, eu fiz o Jungkook comprar o que eu vou usar também."


Seokjin solta um riso alto com isso, se sentindo deliciosamente vingado.


"Meu herói." Ele brinca e enche seu copo com mais vinho.




●●●●●


Notas Finais


Bem, o que acharam dessa grande putaria? Porque eu amei escrever esse Jimin dengoso fazendo a vida do nosso Hobi muito nais dificil de viver (junto com os outro membros lol)


Eu me diverti muito fazendo esse pwp, e estou satisfeita com o resultado, mas confesso que sinto que provavelmente deveria ter gastado mais tempo na cena de sexo já que fico a fic inteira provocando, mas não sei, não consegui ir mais longe do que isso D: ainda assim espero que não tenha decepcionado demais, vou tentar compensar no futuro com outra jihope ainda mais sexy (ou uma taegi ;3)


Uma curiosidade: Namjin aconteceu de forma completamente acidental no texto, de repente o ship estava ali e eu não pude resistir a tentação de adicionar essa última parte com eles kkkkkk


E é isso, espero que tenham gostado.


Cometários e criticas construtivas são sempre bem-vindos.

See ya~♡

July 12, 2019, 8:33 p.m. 0 Report Embed 1
The End

Meet the author

LiNest Meu nome é Aline, também conhecida como Linest e eu estou realmente feliz por poder compartilhar meu trabalho com tanta gente agora!!! Você só precisa saber 3 fatos sobre mim: Amo Angst. Sou Nerd. Sou Army.

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~