Meninas Super Poderosas: De Volta Ao Lar Follow story

mariaclaracruz Maria Clara Cruz

Após 8 anos fora de Townsville, as Meninas Super Poderosas, já com seus 21 anos, voltam á cidade ao descobrir que o Macaco Louco morreu. Porém quando chegam lá alguns mistérios se revelarão, velhos conhecidos aparecerão e surpreendentes paixões acontecerão. Capa feita pela maravilhosa yoongizzz <3 obrigada neném!


Fanfiction Cartoons For over 18 only.

#rrb #meninos-desordeiros #ppg #cartoon-network #meninas-super-poderosas
0
49 VIEWS
In progress - New chapter Every Friday
reading time
AA Share

Prólogo

Narrador Pov On

Townsville. 23h.

A cidade estava quieta. Todos dormindo na cidade pacata. Pacata até demais. Era assim que a população vivia por anos. Quieta e sem a presença de vilões. Claro que um roubo aqui e ali sempre ia acontecer. Porém o policiamento lá era grande, ainda mais depois que as Meninas Super Poderosas tinham saído da cidade. Ou sumido. Ninguém sabia do paradeiro delas há anos.

Elas não se sentiam mais utéis depois da diminuição dos ataques e monstros aparecendo na cidade pra fazer caos todos os dias. Então elas decidiram fazer o ensino médio numa cidade grande, porém não tão longe de Townsville, pois apesar de terem saído de Townsville ainda se importavam com as pessoas de lá.

Já com 21 anos, Buttercup, Blossom e Bubbles ainda moravam junto, porém não dormiam juntas que nem quando elas eram crianças. Era gritante a diferença de personalidade das três.

Blossom atualmente estudava Direito na faculdade da cidade, Bubbles estudava Pedagogia e Buttercup atualmente estava no time de roller derby da cidade e de noite ela treinava boxe. O Professor não morava mais com elas, porém ele era vizinho delas. Ele achava que já era hora delas se virarem sozinhas, mas também não queria perdê-las de vista, afinal elas eram suas "filhas".

As meninas dormiam pacificamente no seu quarto. Já em Townsville, quase todo mundo dormia, menos Macaco Louco. Claro que não. Mais um dos planos dele. Mas não era apenas um plano. Era "o" plano. O Macaco vagava pelas ruas de Townsville indo até a direção da casa do prefeito. O plano era meticuloso e arriscado, porém como seu nome mesmo dizia, ele era Louco e com as Meninas Super Poderosas fora do caminho nada poderia dar errado. Ou era o que ele pensava. Ele entrou sorrateiramente na casa do prefeito, espiou se Senhorita Belo estava dormindo e seguiu para o quarto do prefeito. O velho até roncava. Perfeito, foi o que o macaco pensou. Ele puxou a faca da capa que sempre vestia e subiu na enorme cama, para um prefeito baixinho, e deixou um sorriso perverso escapar de seus lábios.

— Bons sonhos, prefeito — ele disse sarcástico e enfiou a faca direto no coração do pobre prefeito. Aproveitou e pegou a sua mais nova criação: uma caneta que trocava o seu rosto por de outra pessoa. Então foi o que ele fez: trocou o rosto do prefeito pelo seu rosto. Assim as pessoas pensariam que ele tinha morrido e não o prefeito. Agora só esperava que ELE fizesse sua parte no plano.

Macaco Louco então pegou o corpo gelado e imóvel do prefeito e, cautelosamente, levou o corpo até o caminho de sua casa e colocou lá na frente. Ele estava grato que não tinha vizinhos. Estava feito e amanhã ele assumiria a identidade do prefeito. Então fez seu caminho de volta pra casa do prefeito. O que estava por vir não era bom, mas o que vinha de bom na cabeça dele e de você-sabe-quem? Porém algo pior e maligno, algo que Townsville nunca viu antes, estava vindo para a cidade.

Greenville. 8h.

O despertador tocou em cada quarto. Bubbles, como sempre, acordou disposta e animada e logo foi fazer sua higiene. Blossom ainda estava com a cara meio amassada pelo sono, porém também levantou. Buttercup colocou o travesseiro no rosto numa tentativa falha de abafar o som. Ela deu um grito abafado irritada com o barulho e tateou a escrivaninha até achar o despertador e jogar ele com tudo no chão. Ela, com muito esforço, levantou da cama e foi até o banheiro batendo a porta com força.

—Bom dia pra você também, BC — Blossom disse sarcástica ao ouvir Buttercup quase arrancar a porta e Bubbles logo apareceu sorridente vestindo um vestidinho azul bebê e uma sapatilha branca. Nem parecia que a garotinha tinha 21. Apesar de continuar um pouco infantil e doce, ela não era tão inocente que nem antes. Bubbles tinha crescido, tinha se tornado uma linda mulher e adorava festas. Assim como Buttercup, não exatamente as festas em si, mas sim as bebidas. Professor não gostava quando Butter bebia, porém o que ela podia se ela gostava muito de álcool. E de falar muitos palavrões. E de ser mal humorada. Blossom odiava quando alguém falava palavrão e então sempre pegava no pé da irmã mal humorada por falar palavrões. Bubbles também não gostava a não ser que realmente a irritasse. Quando Bubbles ficava irritada parecia que ela era Buttercup e não a doce Bubbles de sempre.

As cores verde, azul e rosa ainda predominante, inclusive no quarto de cada uma. O quarto de Blossom numa tintura de coloração rosada. A cama coberta por uma manta pink escura quase vermelha, travesseiros de colorações rosas e brancas, uma luminária pink na escrivaninha quando ela fosse estudar, o tapete felpudo branco no chão e do lado uma mesa com um espelho redondo e uma cadeira rosa junto com umas flores por cima e o seu pequeno closet para seus sapatos e bolsas.

O quarto de Bubbles tinha a coloração azul clara, lógico. A cama com o lençol branco, mas o lençol e os travesseiros azuis, alguns porta retratos na estante junto com suas irmãs, seus amigos na antiga escola de Townsville e com o Professor, um abajur branco na escrivaninha e um espelho com luzes em uma mesa para se maquiar e finalmente um guarda-roupa azul claro.

Já o de Buttercup a cama bagunçada, os lençóis verdes espalhados na cama e os travesseiros, um amassado e em cima da cama e o resto jogado no chão. Ela era desorganizada e deixava seu quarto uma verdadeira bagunça. Algumas fotos numa mesa preta e o armário preto também, um puff verde do lado da cama. Posterês de bandas que nem The Pretty Reckless e Paramore na parede do quarto. Sua guitarra verde e preta no canto do quarto.

As meninas não esperaram Butter sair do banho e foram logo tomar o café da manhã. Blossom vestia um cropped pink escuro, porém não mostrando a barriga, um cardigã marrom por cima, uma calça preta e uma Mary Jane's da mesma cor que o cropped.

Alguns minutos, quase uma eternidade para as irmãs, Buttercup desceu as escadas vestindo uma jaqueta grande e preta, um top verde e uma legging preta junto com um sneaker preto.

— Pensei que tinha desmaiado no banho — Blossom disse sarcástica e Buttercup deu o dedo do meio pra irmã e Bubbles abriu a boca surpresa

—Buttercup! Você não pode fazer isso! —a loira disse repreendendo a irmã e ela apenas deu de ombros

—Claro que posso — Buttercup disse no mau humor matinal e Blossom apenas deu de ombros também

—Deixa ela, Bubbles — Blossom disse

Voltando á Townsville

O falso prefeito andava de um lado pro outro, inquieto. Queria saber se seu plano tinha dado certo ou não. Uma ligação foi feita e antes que ele atendesse Srta. Belo atendeu. Ele via as reações dela e tinha quase certeza que era sobre a morte do Macaco Louco, ou seja, do prefeito. Ele estava de costas pra ela e deu um leve e perverso sorriso.

—Muito obrigada por avisar — ela disse e desligou o telefone

—Srta. Belo. O que aconteceu? —ele perguntou

—Macaco Louco morreu. Acharam o corpo dele. Acham que ele foi assassinado — ela respondeu e ele fingiu surpresa

—Mas isso é horrível! Você avisou os meninos? —ele perguntou. Ele sabia que eles não se importariam e apesar deles não quererem as Meninas nos seus planos, ele também queria uma vingança contra elas. Na verdade os dois queriam, Macaco e ELE.

—Você acha que é uma boa ideia, Sr. Prefeito? Apesar dele não ter sido um bom pai, ainda assim era um dos pais deles —ela disse e Macaco Louco se controlou pra não voar no pescoço dela. Apesar de que ela não estava errada

—Eu acho uma ideia brilhante, Srta. Belo. Se ele foi assassinado devemos investigar, nunca tivemos uma morte tão brutal na cidade — ele disse assentindo. Ele sabia que os Desordeiros chamariam as Meninas. Ele sabia o que se passava na cabeça dos meninos e poderia ver uma mudança quando falavam delas. E antes que perguntem "por que diabos os Meninos Desordeiros fazia com o prefeito?" Depois da saída das meninas de Townsville, Prefeito deu uma chance deles se redimir e deu a oportunidade deles virarem heróis da cidade e é o que eles são atualmente em Townsville. E em troca ele não denunciaria pra polícia sobre os furtos que de vez em quando eles faziam.

Depois de alguns minutos rastros de cores vermelha, azul e verde apareceram na porta do gabinete do prefeito. Srta. Belo abriu a porta para os meninos e deu passagem para eles entrarem.

—Sr. Prefeito os meninos estão aqui — a secretária anunciou e fez com a cabeça para os meninos entrarem e quando os meninos entraram ela fechou a porta do gabinete deixando eles a sós

—Por favor, meninos. Sentem-se — o falso prefeito disse apontando para as cadeiras. Esse era um plano que só Macaco Louco e ELE sabia. ELE iria contar tudo para o resto dos vilões de Townsville depois que o plano começasse a ser executado, lentamente, porém não contariam aos Desordeiros. Na verdade não que eles quisessem saber dos dois do mesmo jeito, porém os meninos se afastaram um pouco do título de vilões e nemesis há um bom tempo.

—Prefeito, você disse que queria falar com nós — Brick disse sem mais rodeios, sabia que o prefeito se empolgava pra falar e demorava então ele foi direto pro assunto

—Meninos, algo triste aconteceu — ele disse atiçando a curiosidade dos meninos. O Prefeito triste com algo?

—Fala logo, velhote! Não temos todo esse tempo do mundo — Butch disse com a zero paciência do mundo e Boomer cutucou o ombro do irmão pra ele calar a boca

Prefeito, ou melhor, o Macaco, estava com uma resposta na ponta da língua, mas conseguiu se controlar, pois daria na cara que ele não era o Prefeito real.

—Infelizmente, o Macaco Louco faleceu — ele disse fingindo uma voz triste e os meninos olharam pra ele como se estivessem entediados e dando de ombros

—Não tão infelizmente assim — Boomer murmurou e os irmãos concordaram

—Era pra que? A gente ta chorando? —Brick perguntou olhando o prefeito

—Bem, ele que literalmente criou vocês, não foi?—ele disse fingindo estar confuso

—É. E só. Nós não vamos chorar por conta dele. Eles não são nada pra gente. Nunca foram — Brick disse seco e era perceptível a raiva na fala dele

—Bem ele foi assassinado — o Falso Prefeito disse não muito surpreso com a reação deles, ele já sabia que ia ser assim

—Não fomos nós — Boomer logo disse—Podemos ser vilões, mas não matamos pessoas

—Não, Boomer. Não é isso. Imagina, nunca tivemos um assassinato em Townsville, se tiver um assassino todos estarão em perigo. Eu não quero isso pra cidade — ele logo tratou de responder fingindo uma preocupação e parece que eles morderam a isca

—Certo. Você quer que a gente pegue o assassino? É isso?—Brick perguntou

—Sim. Porém não acho que consigam isso sozinhos. Vão precisar de ajuda — o Falso Prefeito respondeu e os meninos levantaram a sobrancelha em conjunto e se entreolharam e voltaram a olhar pro prefeito

—O que isso quer dizer?— Butch perguntou

—Acho que está na hora das meninas voltarem — ele respondeu deixando os meninos surpresos

De volta a Townsville, Buttercup mudava de canal, entediada com as notícias, quando o telefone tocou.

—Blossom?—ela perguntou

—No banheiro, atende você — Blossom respondeu e Buttercup bufou

—Bubbles? —BC voltou a perguntar

—Fazendo a maquiagem — Bubbles respondeu e Butter encostou a cabeça pra trás e revirou os olhos indo na direção do telefone e ela atendeu o mesmo.

—E ai? —ela atendeu sem muitos rodeios

—Bom dia. Com quem estou falando? —Srta. Belo respondeu e BC reconheceu a voz

—Srta. Belo! Caralho! Quanto tempo! —ela respondeu e apesar de não poder ver a reação da outra, Srta. Bello fez uma careta com o palavrão e obviamente reconheceu a garota boca suja

—Buttercup. Já faz um tempo. Enfim o Prefeito pediu para chamarem suas irmãs pra resolver um caso — Srta. Belo respondeu esperando a resposta da garota

—Tudo bem. Manda ai — ela disse esperando a secretária responder

—Alguém assassinou o Macaco Louco — a secretária respondeu e BC quase engasgou na saliva

—Espera o que? —ela perguntou

Feb. 15, 2020, 9:07 p.m. 0 Report Embed 0
Read next chapter Trabalho em Grupo

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 2 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!