neith Camila Gomes

Kitana começou uma nova vida no Plano Terreno, entrou na vida acadêmica e se tornou uma excelente médica trabalhando num dos maiores hospitais da região de Los Angeles. Ela quer esquecer tudo o que viveu na Exoterra e resolveu não reivindicar o trono que tinha por direito. Mas Kotal Khan deseja expandir seu império deixando o Plano Terreno em perigo. Com isso, Raiden suplica a Kitana para que ela reivindique o trono pelo bem da Terra e chama os combatentes para uma nova missão. Agora Kitana está numa terrível encruzilhada : Negar o império da Exoterra e deixar que o Plano Terreno pereça ou lutar reivincando seu poder contra Kotal Khan e seus guerreiros. Ela sabe que o encontro com alguns combatentes mexera com seu coração trazendo boas e más lembranças. ✓ É importante ler a fanfic Se Eu Voltar para entender este enredo.


Fanfiction Games For over 18 only.

#romance #missão #imperatriz #edenia #kitanaxsubzero #subtana #sub-zero #mortalkombat #kitana
4
4.2k VIEWS
In progress - New chapter Every Saturday
reading time
AA Share

Prólogo

Depois que acordei do coma pude ver a felicidade estampada no rosto de cada combatente, tanto daqueles que haviam se libertado da maldição de Quan chi como daqueles que não passaram por tão horrível experiência. Aqueles que vieram apenas para se despedir agora regozijavam-se com o meu retorno a vida, sim, uma nova vida. Eu não parava de sorrir e ao mesmo tempo em que as lágrimas da emoção estampavam meu rosto. Abracei um a um e pude ouvir deles uma palavra de alegria, carinho e boas vindas. Cada um começou a contar as novidades que haviam se passado durante a minha ausência (como se eu não soubesse), mas as ouvi com toda a atenção do mundo. Apenas um combatente permanecia no quarto enquanto os outros vinham me visitar, eu o olhava de relance e ele deixava escapar um sorriso puro e terno, era Sub zero. Ainda procurava Liu Kang entre meus amigos e companheiros, mas não o encontrava, a partir daquele momento comecei a fazer um grande esforço para apagar completamente aquela paixão que me cegava.

Sonya cuidou de mim, me ajudando na introdução desse novo mundo que estava me acolhendo, com estudos, trabalho. Quanto à habitação fiquei morando com Jade em seu apartamento durante esse processo. Pude completar meus estudos e trabalhar para juntar uma quantia suficiente para que pudesse ter meu próprio espaço.

Enquanto eu estava internada e tive toda aquela experiência extracorpórea, me senti tocada em querer seguir algo na área da saúde. Decidi prestar medicina em várias partes do mundo, queria poder sair e me distanciar de tudo que lembrasse o meu passado. Apenas Jade sabia o curso que eu havia escolhido e temia caso eu tivesse que ir embora.

- Kitana, eu queria entender o motivo de você querer ir para tão longe.

- Eu não vou esquecer-me de você, Jade. Prometo-te, mas eu nem sei se vou para fora...

De repente ouvimos uma batida na porta e vimos um envelope entrar por debaixo dela. Jade foi correndo pegar-lo e viu alguns ideogramas coreanos e embaixo escrito Universidade de Seoul, peguei logo de sua mão e Jade estupefata perguntou:

- Você prestou até em Seoul?

- Tenho que tentar tudo!

Abri logo o envelope e lá estava o resultado, havia passado entre os melhores e de quebra tinha ganhado uma bolsa-moradia e bolsa–auxílio. Meu coração pulava de alegria, mas Jade não estava com uma expressão feliz.

- Você vai embora mesmo, perdi você de novo.

Eu a abracei e disse:

- Você não vai me perder. Prometo!

- Com certeza você vai encontrar um coreano bonitão e se casar com ele.

- Meu foco lá são os estudos, somente isso.


Já estava próximo o meu egresso para Seoul, fui ao quartel das F.E. para falar com Sonya. Chegando lá vi Kenshi conversando com Johnny e Takeda, ao me verem fizeram reverência e Johnny exclamou:

- Viva a princesa Kitana!

- Esqueça Johnny! Quero de uma vez por todas esquecer a Exoterra.

- Qual é o motivo de sua visita, Kitana? – perguntou Kenshi

- Pensei que saberia.

- Por mais que agora você tenha se tornado membro do Plano Terreno, não posso ler sua mente por ser edeniana.

- Ah sim, esqueci-me desse detalhe. Vim falar com a general Blade.

Sonya estava saindo de sua sala e a me ver veio correndo ao meu encontro e pedindo que eu entrasse logo em sua sala. Entrei junto com ela, sentei-me em uma cadeira enquanto ela me oferecia café. Ela perguntou:

- Soube que você prestou vários vestibulares. Passou em alguma próxima daqui?

Respirei fundo e disse com certo aperto no coração:

- Vim aqui para dizer que vou embora... Para a Coréia do Sul.

- Coréia? Como assim?

- Eu passei na Universidade de Seoul. Irei para lá em breve.

- Mas você fala coreano?

- Esqueceu que nós, edenianos, somos fluentes em vários idiomas?

- Ah Kitana! E a Exoterra? Você não irá reivindicar o que é seu?

- O que quero mais é esquecer aquele lugar! Sou do Plano Terreno agora, comecei uma vida nova.

- E que curso você prestou?

Eu disse sorrindo:

- Medicina.

Percebi que Sonya queria que eu ficasse debaixo de suas asas, mas sabia que eu tinha tomar meu rumo, assim como os outros fizeram. Ela disse:

- Não posso te impedir se for isso que você quer.

Levantei-me e abracei Sonya e disse com voz embargada:

- Obrigada por tudo!

Sonya se afastou, os seus olhos também estavam marejados. Disse:

- Não se esqueça de nós!

Saí da sala de Sonya e fui caminhando pelo pátio do quartel com um olhar decidido e feliz. Senti que estava sendo seguida, e ao me virar vi Kenshi meio tímido. O encarei e perguntei:

- Já descobriu o que vim fazer aqui não é?

Ele me deu um forte abraço e disse:

- Que você seja muito feliz nesse novo tempo.

Sorri para ele e disse:

- Nunca esquecerei o que vocês fizeram por mim. Serei eternamente grata.

Segui meu caminho. Apesar de querer esquecer aquele a Exoterra, as ternas lembranças de minha mãe nunca foram apagadas de meu coração. Tornar-me-ia uma grande médica para quem sabe descobrir uma forma de ressuscitá-la. Um novo caminho se abriu para mim e iria trilhá-lo com muito esforço e dedicação. Apaixonar-me-ia somente pelos estudos, essa foi minha meta.

June 11, 2019, 9:30 p.m. 0 Report Embed Follow story
1
Read next chapter UM

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 20 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!