Star Light: Amantes Eternos Follow story

kimyangmi Yang Mi

Byun Baekhyun possuía uma vida normal: todas as manhãs vai até a cafeteria de seu melhor amigo, de lá seguia até o trabalho voltando somente de noite e caindo na cama de cansaço, tudo era pacato na sua vida até que no final de uma tarde de chuva, sua vida mudar completamente após ser salvo e ao repará-la sentiu em seu coração, de alguma forma, parecia reconhecer de outras vidas. Choi Eun-Bi era uma garota que trabalha de fotógrafa, sendo considerada uma das melhores de toda a Coreia. Ela adora admirar o céu e não se importava em ficar horas olhando as estrelas, até porque sentia uma forte conexão com os astros, e uma conexão ainda maior quando o viu e naquele momento ela sentiu, que seu destino estava prestes a mudar. “O tempo nem os deuses podem apagar um amor verdadeiro, especialmente se os dois amantes de outras vidas se reencontram.”


Fanfiction Bands/Singers Not for children under 13.

#yixing #sehun #lay #chen #suho #xiumin #minseok #junmyeon #jongdae #jongin #kai #kyungsoo #chanyeol #baekhyun #exo
3
3.7k VIEWS
In progress - New chapter Every Friday
reading time
AA Share

Testemunha

Reino de Goryeo.

Tudo estava em silêncio entre os corredores do palácio, a família real dormia em seus aposentos enquanto a maioria dos criados estavam em seus alojamentos, os guardas eram silenciosos em sua ronda e a única testemunha do que aconteceria ali era a lua que brilhava no céu na sua forma cheia assim como as estrelas.

O príncipe se esquivava aos poucos pelos corredores e laterais dos muros do palácio com medo dos guardas o flagrarem na sua fuga proibida, por alguns momentos chegou a hesitar mas seria fraco, e isso ele se recusava a ser isso nem que precisasse enfrentar toda a guarda.

E tudo isso para vê-la.

Ser da realeza não era nada fácil, principalmente por ser uma ameaça ao seu irmão mais velho na questão de subir ao trono e assumir o controle do reino.

Silencioso como um puma, o príncipe foi andando até a floresta e perdeu o fôlego ao vê-la esperando. Em toda a sua vida ele nunca havia visto uma moça com tamanha beleza como Hae-In, nem mesmo entre as nobres, que possuía um rosto de menina com suas feições delicadas mas seu corpo era como o de uma mulher mesmo em suas 18 primaveras.

- Você veio – ela disse feliz.

- Eu lhe prometi não? – falou com um sorriso e depositou um beijo em sua testa.

- Então, irá mesmo se casar? – perguntou a Hae-In lembrando o motivo do encontro.

- Fugirei contigo.

- Alteza! – começou a garota.

- Já passamos dessa fase, eu quero ir contigo para longe daqui.

- E como irá se sustentar?

- Trabalharei, eu não me importo como irei sobreviver desde que esteja ao meu lado.

Hae-In comovida, selou seus lábios junto ao do príncipe em um beijo profundo e cheio de sentimentos onde ficaram naquele momento até que os pulmões berrassem pelo ar que se tornava escasso. O príncipe reparou que a garota tinha as bochechas rubras e sentiu o seu coração se aquecer por aquela cena que ele sabia que era o responsável por ela estar assim.

- Eun-Soo – chamou a garota – Você me ama?

- Mais do que podemos contar a estrelas.

Ambos iriam se beijar novamente se o barulho dos guardas não o tivessem assustado, os obrigando a entrar em estado de alerta.

- Jung Hae-In – gritou o capitão da guarda – Você está presa por acusação de magia negra. Prendam-na!

- O que? – perguntou o príncipe – Soltem-na agora mesmo!

- Desculpe alteza, foi ordens do rei. Você está sentenciada ao enforcamento ao amanhecer.

- Não! Eu não sou bruxa! Por favor não me matem – berrava a garota aos berros enquanto se debatia para não ser levada – Eun-Soo, acredite em mim.

- Soltem ela agora! Eu sou sua alteza e ordeno! – disse o príncipe.

- Não desobedeça o rei, capitão.

O irmão de Eun-Soo apareceu montado em um cavalo fazendo todos os guardas se curvarem diante de ti, afinal ele era o soberano.

- Irmão, solte ela por favor. Eu me caso se esse é o problema, faço tudo o que desejar – pediu o príncipe – Mas não a mate. Apenas criminosos vão para a forca.

- Ela é uma criminosa, foram encontrados documentos em sua casa que não são de escrita comum envolvendo a lua, as estrelas e os astros – disse o rei se aproximando da garota – Ela iria mudar o tempo e fazer ameaças, precisa ser impedida.

- Não é porque uma mulher quer estudar que é uma bruxa – disse Hae-In e em resposta um murro lhe foi deferido no rosto.

- Não ouse falar comigo.

- Não toque nela! – berrou Eun-Soo tirando a espada de um guarda que estava próximo a ele e avançando para cima de seu irmão com fúria.

Em resposta ao ataque, o príncipe acabou sendo atingido por uma flecha de um guarda que estava a distância antes mesmo de poder chegar próximo ao rei, fazendo assim, largar a espada com tudo no chão e caindo de joelhos quando outra flecha lhe fora acertada na coxa.

- Traindo-me irmão? – perguntou o rei estendendo ao guarda uma espada – Sabe o que isso significa?

- Eu sei, e não tenho medo da morte – disse rangendo os dentes de dor. O rei, com os olhos brilhando de fúria, cortou a garganta de seu irmão e atravessou a espada em seu peito fazendo Eun-Soo engasgar e soltar sangue pela boca.

- NÃO! – berrou Hae-In. O rei virou na direção da garota, e a olhou com desprezo antes da espada cortar-lhe a garganta e seu corpo cair em um baque no chão. Ela ainda ofegava e sentia os olhos arderem a fazendo soltar algumas lágrimas.

- Vamos, deixem-os ai para servirem de alimento aos animais e vermes – ordenou o rei subindo no cavalo e voltando ao palácio sendo escoltado pelos guardas.

Naquela floresta, sobraram apenas os dois como havia sido minutos atrás porém, dessa vez não eram como planejavam. Hae-In foi rastejando até o corpo de Eun-Soo que se encontrava pálido e sem vida.

- Meu amor – disse com dificuldade – Me desculpe, por tudo. Eu te amo, nunca se esqueça disso. Por favor – pediu olhando para as estrelas – Não deixe o nosso amor acabar nunca, não importa aonde e quando iremos nos encontrar...eu prometo.

March 27, 2019, 4:10 a.m. 1 Report Embed 5
Read next chapter Pizzas e Fotos

Comment something

Post!
Karimy Karimy
Olá! Escrevo a você por causa do Sistema de Verificação do Inkspired. Caso ainda não conheça, o Sistema de Verificação existe para ajudar os leitores a encontrarem boas histórias no quesito ortografia e gramática; verificar sua história significa colocá-la entre as melhores com relação a isso. A Verificação não é necessária caso não tenha interesse em obtê-la, então, se não quiser modificar sua história, pode ignorar esta mensagem. E se tiver interesse em verificar outra história sua, pode contratar o serviço através do Serviços de Autopublicação. Sua história foi colocada em revisão pelos seguintes apontamentos retirados dela. 1)Falta de vírgula em "a única testemunha do que aconteceria ali era a lua que brilhava no céu" em vez de "a única testemunha do que aconteceria ali era a lua que brilhava no céu"; "e laterais dos muros do palácio com medo dos guardas" em vez de "e laterais dos muros do palácio, com medo dos guardas"; "Eu lhe prometi não?" em vez de "Eu lhe prometi, não?". Falta de vírgula em certos vocativos, como em "Traindo-me irmão?" em vez de "Traindo-me, irmão?". Uso de vírgula desnecessária, como em "e naquele momento ela sentiu, que seu destino" em vez de "e naquele momento ela sentiu que seu destino". 2)Falta de acento em "O que?" em vez de "O quê?". 3)Uso de dois tempos verbais na sinopse: é importante que escolha apenas um e se mantenha nele. 4)Verbos: "sua vida mudar completamente" em vez de "sua vida muda completamente — "mudar" é o infinitivo do verbo. Obs.: os apontamentos acima são exemplos, há mais o que ser revisado na história além deles. Aconselho que procure um beta reader; é sempre bom ter alguém para ler nosso trabalho e apontar o que acertamos e o que podemos melhorar, assim como ajudar-nos com a gramática e ortografia. Caso se interesse, esse recurso também é disponibilizado pelo Inkspired através do Serviços de Autopublicação. Bom... Basta responder esta mensagem quando tiver revisado a história, então farei uma nova verificação.
March 29, 2019, 3:21 p.m.
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 1 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!