1994 (HunHan) Follow story

l_skayalker kai da

Foi no dia 12 de Abril de 1994 que Oh Sehun se apaixonou pelo chinês calouro do colégio. E foi em de 1994 ao som de Four Out Of Five; que percebeu que sua paixão também sentia-se atraído por si. "Nem sempre as coisas duram como o esperado." 《HunHan》


Fanfiction Bands/Singers For over 18 only.

#chanbaek #exo #sehun #luhan #hunhan
3
3848 VIEWS
In progress - New chapter Every Monday
reading time
AA Share

When i saw you for the first time


When i saw you for the first time

Quando eu te vi pela primeira vez


1994🎸

O quarto estava uma tremenda baderna.
Roupas jogadas por toda parte, o Allstarvermelho fedia a chulé 'pra caralho e o som do rádio ecoava sob o local; estava tocando Smells Like Teen Spirite Oh Sehun estava apenas jogado na cama lendo a edição 85 do "Sensacional 'Homem-Aranha".
O violão estava jogado no chão, mas o garoto não dava a mínima pro instrumento naquela hora, ele queria apenas terminar de ler aquele quadrinho que era um de seus preferidos.

Olhou no relógio e decidiu finalmente levantar a bunda da cama e jogar os quadrinhos na mochila. Foi correndo 'pro banheiro, lavou o rosto e tomou um banho apressado. Usou o shampoo líquido para lavar os cabelos negros rebeldes, que futuramente tornariam-se loiros e, finalmente saiu todo desajeitado do banheiro; se enxugando de qualquer jeito e vestindo a camiseta preta dos Beatles, junto à uma calça escura de sarja daquelas bem largas mesmo, no puro estilo. Vestiu o Allstarvermelho e ajeitou os cabelos, pegou a mochila já retirando a mixtape de dentro do rádio.

- Merda... - Sussurrou mais para si mesmo ao notar que a mixtapeestava presa dentro do rádio e não se disponibilizaria para concertar. Então o garoto apenas deixou aquilo lá jogado, como tudo naquele quarto era. Pegou do chão o seu violão e o guardou dentro da mochilarepleta de adesivos como ele gostava.

Saiu de seu quarto e fechou a porta, onde havia uma placa de rua colada na mesma: "Stop", era o que estava escrito.

Mas ninguém respeitava a privacidade de Sehun, principalmente sua irmã mais nova, que sempre entrava no quarto para ouvir o rádio que tocava a mixtape do Nirvana, tanto é que, acabou se atrapalhando e desconcertando o rádio! Ao perceber o que fez, deixou-o do mesmo jeito que o encontrou e saiu do quarto do Oh, como se nada tivesse acontecido na noite anterior.

Tropicando feito um retardado, Sehun desceu apressadamente as escadas e pegou três pacotes de salgadinho do armário. Abriu a porta de casa e encarou o relógio; eram 08:55, estava atrasado para a aula. Cerrou os olhos indignado já sem paciência alguma. Ele era sempre assim, sem paciência e gostava de descontar o nervosismo em qualquer um. Minutos depois, a caravan 1992 da mãe de Chanyeol corria em alta velocidade; parou na porta de sua casa bruscamente fazendo aquele barulhão de pneu freiando no asfalto, foi a deixa de Sehun. Ele abriu o porta-malas do carro e colocou sua guitarra lá atrás, em seguida adentrou o carro e se jogou no banco passageiro de trás:

- Bom-dia, gracinha. - Começou Jonmyeon, recebendo o dedo do meio de Sehun como resposta.

- Onde vocês estavam?

- O Park perdeu a hora hoje. - Olhou para o garoto de cabelos avermelhados que permanecia quieto, correndo que nem louco pela estrada enquanto cantarolava 'Robbers' que tocava alto no rádio todo fodido do carro, fingindo que nada havia acontecido e que Junmyeon estava falando de outro cara lá que emanava o mesmo nome que ele.

O Park era o melhor amigo de Sehun, aos olhos do mesmo, ele era um merda. Mas até que ele gostava daquele merda. Junmyeon era apenas o irmão mais velho de Minseok que sabia chamar a atenção das mulheres. Já Minseok, era apenas o nerd calado e sonolento do grupo de amigos. Era também o mais velho dos garotos ali e o mais baixo por sinal.

Sehun estava com tanta preguiça de viver o momento, que acabou adormecendo ali. Depois de "longos" 5 minutos de estrada, Chanyeol finalmente freiou na porta da escola, fazendo Sehun, que não estava usando o cinto de segurança, acordar caindo do banco:

- Ô porra! - Reclamou, e os garotos saíram do carro sem dar a mínima pro cara jogado no chão. O moleque se levantou aos poucos e pegou sua mochila, saiu do carro e fechou a porta, abriu o porta-malas já apanhando a mochila do violão, então assim que fechou o porta-malas, o Park nem esperou o garoto sair de perto e foi com tudo estacionar o carro em um outro local. Sehun então olhou para a escola e sorriu de lado. Sentiu uma nostalgia boa ao lembrar dos velhos tempos. Adentrou o local e foi seguindo para o corredor dos veteranos, mas era impossível seguir caminho a fora sem passar pelo corredor dos calouros, e foi lá que avistou pela primeira vez Xiao Luhan.

🎸

Nem ligou de primeira, apenas passou reto tomando a visão de todos os calouros do corredor. Ao chegar finalmente no corredor dos veteranos, Sehun pode abrir a porta de seu armário e pegar alguns livros de biologia. Estava no último ano escolar e decidiu se dedicar à matéria dessa vez.

No final da aula, algumas pessoas ficariam para repor as notas do bimestre passado, já Sehun, decidiu ficar apenas por diversão.

Corria pelos corredores em direção à sala de música, foi quando parou ao notar o calouro loiro sorrindo com o amigo. "O sorriso é tão...Sei lá."- Pensou ao notar cada detalhe do garoto. Ele usava um moletom preto e calça jeans azul. Era bem simples, mas bonito. Sem perceber, Sehun acabou deixando um sorriso escapar ao ser contagiado pela risada do calouro, que soava como música para seus ouvidos, trazia uma boa nostalgia para si.Foi a primeira coisa que lhe chamou atenção.

Quando percebeu que estava secando demais o garoto, ele finalmemte tomou novamente o seu caminho rumo à sala de música; abriu a porta e Kris, o baterista, já o esperava a um bom tempo, não só ele, mas Chanyeol, Baekhyun e Tao também:

- 'Tava onde? - Perguntou Kris. Sehun era sempre de se atrasar, não importa se acordasse mais cedo; sempre se atrasava em tudo e também não era de pedir desculpas ou dar quais quer satisfações. Mas isso não seria nenhum motivo para ser expulso da banda, a final de contas, ele era o melhor guitarrista que conheciam.

Os Avengers não eram nem um pouco conhecidos, na verdade, nem eram uma banda de verdade. Eram só um grupo de amigos que sempre se reuniam depois da aula na sala de música para ficar tocando e se divertindo. Mas em 1994 tudo iria mudar.

Tocavam alto e com a alma ao som de Come As You Are.Aquela sem dúvida alguma era a melhor parte do dia. Todos ali se sentiam realmente vivos e o coração batia forte. A emoção de tocar ouvindo aquela voz linda de Baekhyun era de tirar o fôlego!

🎸

Quando o ensaio acabou, já era um pouco tarde da noite, Sehun foi pra casa de carona com Chanyeol, abriu a porta e deu de cara com sua mãe; ela estava de bom humor hoje.

- Estava a onde, filho?

- Ensaiando com os caras.

- O jantar já está n mesa. - E então Sehun comeu junto de sua irmã e de seu pai. Na manhã seguinte, estava já pronto para ir à escola, quando foi surpreendido com um Impala 67 na porta de sua casa. Revirou os olhos e foi dando os primeiros passos para a escola, pensando que o carro de certeza era do vizinho.

- A onde pensa que vai, garoto?

Olhou para trás, era seu pai.

- 'Pra escola.

- Não vai com o seu carro?

- 'Tá maluco? Eu não tenho carro!

- E esse estacionado, não é seu?

- Não...

Então o mais velho esboçou um sorriso mostrando as chaves em sua mão. De início, Sehun pensou que era brincadeira, mas depois descobriu que não era quando ouviu um "Feliz aniversário" vindo do mais velho. Ele nem acreditava que aquela belezura pertencia a si! Então correu para perto do carro com um enorme sorriso, observando cada detalhe! Não deixou de maneira alguma de agradecer ao pai, afinal de contas, ele havia dado duro por aquele carro e porra... O garoto estava besta só de se imaginar dirigindo aquela belezura.

"Wow", era a única coisa que conseguia pensar naquele momento.

No mesmo dia, apareceu na escola e os amigos não acreditaram no que viram; o carro era lindo pra caralho e porra... Combinava com Sehun.

A aula foi chata, mas o ensaio dos amigos foi bem legal. No final do dia, Kris foi embora com Tao em sua moto; eles tinham um caso e os amigos já sabiam. Chanyeol e Byun foram juntos 'pra casa, então Sehun ficou sozinho alguns minutos antes de dar partida no carro, parado escutando Four Out Of Five tocar. Ele gostava da melodia. Foi quando avistou o calouro loiro pela terceira vez deis de aquela semana. Ele estava sentado no Gira-Gira comendo um sorvete de morango. Ele parecia tão... sozinho e bonito.

O coração de Sehun começou a bater um pouco mais forte do que o normal. Isso era estranho pois a muito tempo não o via agir dessa maneira.

Continuou observando aquee calouro loiro que ao terminar o sorvete, se levantou e foi caminhando para a casa. Sehun o observava se distanciando cada vez mais e mais. Mas não mentiria, o moleque era bonito até mesmo distante.

No dia seguinte foi a mesma coisa, sempre no final da aula, Luhan se encontrava no Gira-Gira comendo um sorvete e pensando. Era sempre assim e, Sehun não cessava em observá-lo. Com o passar das semanas, foi percebendo que era definitivamente o segundo melhor passatempo dele, além de tocar, claro.

Um certo dia, em seu carro, se perguntou se o calouro sabia cantar. Com aquele riso encantador talvez soubesse. Sorriu ao se imaginar tocando o violão que ganhara de aniversário de sua mãe enquanto o loiro cantasse para ele. Naquele dia, Sehun se perguntou o porquê de estar pensando naquela coisa tão íntima. Foi quando viu novamente Luhan se levantando do Gira-Gira e caminhando na direção de sua casa, que por coincidência, ficava perto da sua. Então com o coração a mil devido ao pequeno pensamento de o oferecer carona ele suspirou.

- Porra... - Levou a mão ao peito, sentindo seu corpo esquentar. Chegar perto de Luhan o deixava esquisito.

Ligou o carro e o som começou a tocar, então dirigiu até o garoto, parando perto dele:

- Ei garoto! - Chamou sua atenção. - Quer carona? - O loiro ficou um pouco vermelho e timidamente deu sua resposta:

- P-pode ser que sim... - Sorriu, e que sorriso. Para Sehun, o sorriso do calouro sempre melhorava seu dia estranhamente. Então destravou a porta do carro e o garoto o adentrou:

- Prazer, Sehun! - Estendeu a mão.

- Eu sei... - Aquele pequeno comentário fez Sehun fazer 94849339 perguntas mentalmente; "Como ele sabia o meu nome?". - Prazer... Luhan.

E aquela foi a primeira vez em 1994 que Sehun pode contemplar a beleza de Xiao Luhan de perto. Não se arrependeu por 1 único segundo se quer de ter o convidado para entrar no Impala 1967.

📼

Continua...

March 24, 2019, 3:39 a.m. 0 Report Embed 0
To be continued... New chapter Every Monday.

Meet the author

kai da brilha brilha estrelhinha exo todo eh bixinha

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~