Short tale
1
1702 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

i wanna drink you sober, i wanna feel you

I wanna drink you sober, I wanna feel you...
Nico tirou seus fones de ouvido. Caminhou rápido, saindo da Casa Grande. Ele acabou de receber a aprovação de Quíron para ficar no Acampamento, depois de Gaia e da guerra. Tinha acabado de ajudar Will com todo esse trabalho com os semideuses feridos, agora ele realmente queria ficar. Não sabia porque, talvez porque esse cabelo dourado... Talvez ... Não.

Sem chance.Não eraisso.

Agora, voltando, ele se lembrava de como as pessoas estavam sobre ele, depois do episódio do Empire State. Talvez Solace estivesse certo. Talvez ele realmente tivesse empurrado as pessoas para longe dele. Mas então ninguém pareceu se importar, então ele apenas... Foi embora. Mas agora alguém disse alguma coisa!

Di Angelo só se perguntava por que diabos Will não saía da sua cabeça e mente. Mas, absolutamente, certamente foi porque ele foi o primeiro a se preocupar com ele. Claro, foi isso.

Então, no caminho para o chalé de Hades, ele ouviu algo em suas costas. Continuou a caminhar, esperando que o som sumisse. Poderiam ser só... Sons do Acampamento. Tipo, ele não estava totalmente curado. E era um lugar louco e barulhento. Mais três passos e Nico olhou para o sol, naquele lindo "quase-escuro-quase-brilhante". Seu momento favorito do dia. Parecia com ele. Não tão escuro, nem tão brilhante. Não tão Hades, não tão Maria. Dois passos. A porta do chalé estava muito perto. Mas outro som. Logo atrás dele. Então, ele se virou imediatamente, a espada em suas mãos na altura do pescoço de qualquer adversário humano. Por sorte, foi realmente humano!

- Precisamos parar para nos encontrar sempre assim. Você poderia tirar sua espada Come-To-The-Dark-Side do meu pescoço, por favor?

- Solace.

A espada de volta ao lugar certo, Nico tentou sorrir. Por que ele tentou sorrir? Ele nunca faz certo!

- Ouvi dizer que você está ficando comig... Nós. Nós, aqui, do acampamento.

- Você me convenceu com seu assobio super louco e poderoso. Por que você está me seguindo? Eu te escutei desde a Casa Grande. Pensei que era o vento, mas foi mais quente.

- Estou provando que posso me esconder quando quiser. Sem Névoa. Mas... Sou quente? - Will riu, aproximando-se de Nico, e Nico não se afastou. Ele não entendia por que, mas ele nunca se afastava de Solace.

- Eu senti você, então você perdeu. Eu só não entendi que você está atrás de mim, pensei que estava indo para seu chalé.

- Você é tão chato, Nico!

- Desculpe desapontar. - Agora, todo o humor escondido de Nico desapareceu. Por que diabos Will consegue esse efeito nele?

- Não! Não, você não me desapontou. Eu gosto disso. Seu jeito sério, sabe? Tipo, "oi, eu sou filho de Hades e eu exalo a morte e todos ficam sérios ao meu redor!" É incrível, eu adoro isso.

Will riu de novo. Nico não sabia se ele estava dizendo a verdade ou apenas sendo irônico. Mas... Ele apenas acredita no loiro. A surpresa para Will foi ver aquele pequeno sorriso nos lábios de Nico, e aquele não era forçado.
- Você precisa sorrir mais. - As palavras saem de sua boca antes de Will pensar, então no exato mesmo momento em que ele ouviu, seu rosto ficou vermelho, tão rápido que ele mudou o assunto. - Ei, o que você está ouvindo?

- O que? - Nico não sabia exatamente o que responder. Então ele piscou, confuso.

- Música. Seus fones de ouvido. - Will apontou, então Nico tirou de seu pescoço.

- Bem, o que você acha que eu estava ouvindo? - Will começou a abrir a boca, mas foi interrompido. - Entre. Eu estava, na verdade, vindo pro meu chalé.

Então ele veio, seguido por Will. Ninguém pensou sobre o que o resto do acampamento iria falar. Provavelmente nada. Mas, se isso acontecesse, Nico já estava acostumado com isso. Will se sentou na primeira cadeira que ele encontrou, em frente à mesa com mapas do Tártaro. Coisas velhas. Havia uma pequena estatueta de Hades, em menor escala. Nico começou a tirar a espada.

- My Chemical Romance?

Desta vez, Nico riu. Foi realmente diferente para ele, mas ele não teve tempo para não fazer.

- Só porque sou filho do Hades, filho da morte?

- Não! Quero dizer... sim? Não, eu não sei.

- Eu realmente gosto do My Chemical Romance. Era o favorito de Bianca. Mas não. Eu... Eu estava ouvindo... Espere, por que você quer saber?

- Só porque sou filho de Apolo, filho da música. Mas por que você não quer contar?

Nico parou a risada porque Will o surpreendeu.

- Bem...

- É suja?! Conte! - Se alguém pudesse explicar toda essa excitação que vivia dentro de Will, Nico pagaria. Ele escondeu o celular.

- Não!

- Seu rosto fica tão bonito quando você está tão vermelho! - Will nunca parava de rir, e Nico nem viu quando ele começou a rir também.

- Você vai rir de mim.

- Eu já estou rindo, Nico!

Em um momento de sorte, Will alcança o celular. A música estava na tela e Nico se afastou.

- Ah não...

- É sexy! Alguém segure as Portas da Morte, Nico di Angelo é tão quente quanto eu!

Ele piscou envergonhado.

- Você ouve muito The Weeknd. Pra quem você dança?

- O quê?

- Tipo... É uma música sexy, então...

- Eu não danço, Solace.

- Você não faz twerk?!

- Nunca!

Desta vez, a primeira risada foi de Nico, e ele não sabia por quê. Ele nem queria saber o motivo.

- Você realmente acha que eu sou quente? - perguntou Will. O momento com Thalia, Percy e Apolo voltou em sua mente. Novamente. "Ele é quente!", "Mas ele é o deus-Sol. ", "Eu não estou falando sobre isso."

- Você é filho do deus do Sol, Solace, claro que você é mais quente do que todo mundo. É o esperado.

- Eu não estava falando sobre isso.

- Depende. Você acha que eu sou quente também?

- Não. Você é frio. - Will sorriu.

- E você é realmente muito quente. - Nico não se sentiu desconfortável. Definitivamente estranho.

- Por que você está ficando aqui? A verdade, não "por causa de... eu". - Will devolveu o celular e Nico piscou.

- Foi a verdade. Você se importou comigo. E... De alguma forma, eu não quero que você morra.

- Obrigado?

- Não. Você não entendeu. Eu nunca me importei com quem morre em uma guerra, está tudo bem, eu sou o filho da morte, todo mundo morre. Desde Bianca, nunca me preocupei com a morte de alguém. Exceto...

- Exceto?

- Um cara quente.

Will sorriu novamente. Ele nunca fica com dor por sorrir tanto? Mas então ele se levantou de sua cadeira e começou a andar. Por que diabos ele está tão perto?!

- Will?

Suas mãos vieram para a parede escura. Nico estava no meio. Will estava tão perto... Então ele piscou e sorriu.

- É bom saber que você se importa comigo.

Seus lábios estavam tão perto que sua respiração foi direcionada para a boca de Nico. Di Angelo não conseguiu falar no momento.

- E... É bom saber que você também me acha quente.

Então, Will beijou-o e teve a certeza absoluta de que ele realmente era frio. E gostou. Nico beijou de volta, surpreso, mas depois ele fechou os olhos e aproveitou o momento de seu primeiro beijo.

March 21, 2019, 12:50 a.m. 0 Report Embed 0
The End

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~