pulando nas nuvens Follow story

B
Brunna Tomaino


Conto retirado de uma cena cotidiana. Tem como protagonista Débora, uma criança criativa e fantástica.


Children All public.

#nuvensdealgodao #pulandoemnuvens
Short tale
0
2583 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Pulando nas nuvens

Débora estava pulando havia mais de 30 min na cama dos pais. A mãe já a alertara do perigo de cair no chão, mas o impulso de voar é mais forte. As crianças quando pulam sentem uma liberdade difícil de descrever, acho que estão expressando como são mais felizes do que nós. Pula, pula, pula. A mãe vira e vai guardar as roupas limpas na gaveta. O pai vira e organiza a mesa para começar a rotina cansativa de estudo pós-labuta. "Cabum!" Débora cai no chão e os pais correm para ver algum machucado ou braço quebrado. A mãe já chega abraçando, como se a perda daquele sorriso fácil passasse diante dos olhos. O pai, tentando ser mais centrado, começa a explicar o perigo da queda, de machucar a cabeça, quebrar algum osso. Fala de forma bem didática que um machucado mais grave pode levar a Débora para o céu e ela nunca mais veria papai e mamãe. Débora então, atenta e sob grandes olhos marejados, agarrando o pescoço da mãe, retruca (como sempre):

- Mas se eu for para o céu eu posso pular nas nuvens.

Mamãe explica, atônita diante da resposta, que ficaria com muita saudade e não poderia ir atrás dela nas nuvens. Débora, então, se desculpa, diz que aprendeu a só poder pular no chão. Os pais, bem, aprenderam a pensar como criança, além das nuvens de algodão. 

Feb. 13, 2019, 5:58 p.m. 1 Report Embed 120
The End

Meet the author

Comment something

Post!
Karimy Karimy
Olá, autora! Gostei bastante do seu conto. As crianças são mesmo difíceis de lidar, principalmente na fase mais aguda das descobertas, quando querem enfiar feijões nos ouvidos e narizinhos, pôr os dedinhos nas tomadas e tal. Meus irmãos eram muito trapalhões com relação a isso! haha! Gostei muito da sua história, leve e descontraída. Gostaria de aconselhá-la a mudar o seguinte: "Débora estava pulando na cama havia mais" para "Débora está pulando há mais" e "já a alertara do perigo" para "já a alertou do perigo", considerando o fato de que a história está escrita majoritariamente no presente.
April 27, 2019, 10:56 a.m.
~