Fotografia Follow story

sweet-mary Mary

Basta um clique para que um pedaço do passado sobreviva, mesmo aos efeitos do tempo que passa para você e para ele.


Poetry All public.

#saudade #juventude #amizades #lembranças #fotografia #nostalgia #escritora-mary #prosa-poética
Short tale
0
2.5k VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Curitiba, 08 de maio de 2008. ❤

F o t o g r a f i a


Basta um clique para eternizar um momento. A pose é essa, não tem como mudar. Todo mundo se junta, se abraça e sorri.

Depois, cada um vai para o seu canto. E solta o ar. E cai na risada. E promete repetir mais vezes. E pede para que você passe as fotos mais tarde pelo MSN para que elas sejam publicadas no Orkut porque a mais legal irá para o perfil.

E o domingo é bom, o gramado do parque nunca pareceu tão verde quanto hoje onde foi estendida a toalha para o piquenique. E a praça de alimentação do shopping está um formigueiro humano. E vale a pena cada segundo aguardado pelo sorvete. Colheradas com sabor de baunilha, chantilly e calda de morango. A estrela da amizade formada com os dedos sobre o tampo de mármore da mesa redonda.

E o domingo passa. E muitos outros domingos passam. E você volta ali onde um dia houve riso e alegria, mas a sensação não te acompanha.

Você volta só.

Você olha em volta, mas por mais que os gramados do parque continuem verdejantes, as ondas do mar transbordem horizonte adentro e o sabor do sorvete ainda seja o mesmo, as cores que você enxerga se desbotaram.

A mesa está vazia, a taça de sorvete também. O olhar corre por uma mesa pertinho da sua, onde jovens amigos gargalham, fazem poses engraçadas e se divertem.

O tique-taque te fez dar um passo atrás do outro no que se entende por "piloto automático" até olhar para o espelho e se perceber uma fotografia em preto e branco.

Poderia, na melhor das hipóteses, dizer que sente a falta de alguém, contudo as pessoas mudaram, a versão mais interessante é aquela guardada naquela fotografia quando tudo ainda fazia sentido, quando os valores e ideais eram os mesmos, quando você também tinha outros valores.

E é ali que aquelas pessoas devem estar. Sempre sorridentes, sempre risonhas, sempre dispostas a honrar a promessa de serem amigos para sempre. Livres para seguirem com suas vidas mesmo que você tenha deixado de fazer parte delas. Guardadas em seu coração de maneira peculiar: naquele enquadramento que eternizou um momento, uma tarde de domingo já distante nas folhas de um calendário qualquer.

Bem ali.

E a saudade vai bater com força em seu coração. E você vai segurar aquele álbum por entre as mãos. Virando as páginas, devagarzinho...

Um olhar perdido seu se volta para aquela versão sorridente de você.

Ah, como tudo era tão bom naquele tempo...

E as recordações invadem o ser, lágrimas percorrem as estradas do rosto e tocam o retrato do mesmo jeito que as pontas do dedo acariciam aquele sonho que já se foi.

Lembranças vêm à tona como o trailer de um filme que decorre em tons de sépia. O tempo parou durante um clique. Guardou o sorriso, a esperança, as promessas, os sonhos. Guardou aquela versão mais jovem e alegre de você.

Basta um clique para que um pedaço do passado sobreviva, mesmo aos efeitos do tempo que passa para você e para ele.

Não sinta vergonha de chorar por sentir falta de você, daqueles tempos e de algumas pessoas como elas eram.

Está tudo bem, eu te prometo.

Chorar significa que as emoções presas precisam desaguar e tal fato não te torna uma pessoa fraca.

Acredite em mim: nada foi em vão e essa fotografia tão linda que você guarda quer dizer que tudo teve uma nobre razão de ser porque todas as partes unidas se tornam uma só como um tabuleiro de quebra-cabeças. Cada peça em seu lugar, com a sua importância.

Mas não se prenda apenas às memórias de tempos que não voltam, viva o presente para que ele venha a ser também uma doce e agradável lembrança registrada numa fotografia.


By Mary ♥


(Uma prosa poética reformada)

March 12, 2019, 7:08 p.m. 0 Report Embed 0
The End

Meet the author

Mary Curitibana, futura jornalista, escritora em constante progresso, escorpiana com ascendente e lua em peixes. Apaixonada por todas as singelezas da natureza, onde se encontra o olhar compassivo de Deus. Em matéria de livros, filmes e músicas, minha lista tende a crescer, mas sempre há aqueles que têm um espacinho especial no meu coração. Prazer, eu sou a Mary.

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~