I can't love if you lie Follow story

lux-noctis Lux Noctis

Porque alçapão é a melhor armadilha para o desavisado... Para aquele que busca se esconder de sua própria mente.


Fanfiction Anime/Manga All public.

#10alçapão #15-for-january #alçapão #jiraiya #orochimaru #naruto-anime
3
3086 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Armadilhas


“Did you think this was love?

Did you think this was love?

Is love a future of your kind?

Don't you think I would mind

If I would wasted all my time

I can't love if you lie”


O alçapão era seu esconderijo. No sentido literal, e também o figurativo. Não havia esconderijo do qual não era necessário abrir uma porta nivelada ao chão, descendo ao submundo de seus devaneios e receios. Depois de tudo, esconder-se era o mais seguro. E naquele esconderijo, no lar improvisado, cujo Kabuto insistia em não querer chamar de alçapão, Orochimaru pensava. E cada uma de suas escolhas, em cada passo que o deixava próximo daquele fim, que logo tornaria-se glorioso.

Era o pensar que o deixava confuso. Eram os alçapões de sua mente, que por vezes tropeçava e caía como se fossem abismos. O mais doloroso de todos era o lugar que havia deixado reservado para todas as recordações ao lado de Jiraiya. Aquele alçapão em particular era a pior das armadilhas…

Recordava-se dos olhos vertendo em lágrimas, do tom de voz e as palavras que muitas vezes lhe dissera. Recordou também do toque apaixonado em seu rosto, e as três palavras que mais temia na vida… ouvir e dizer: “Eu amo você”.

E Jiraiya lhe dizia de forma tão honesta… Aquilo era mesmo amor?

Opa, mais uma porta à despencar naquele conglomerado de armadilhas.

O beijo, o toque, a forma como o corpo dele se movia sobre e dentro de si. Como arfava ao beijá-lo na nuca enquanto faziam amor… não, Jiraiya fazia amor, ele fazia sexo. Frisava a cada vez, para que convencesse a si.

Eram alçapões demais dentro de uma mente só. Era cair demais, para um só corpo cansado e saudoso.

.

“Isso aqui não é um esconderijo”, Jiraiya mencionou ao virar-se no futon, notando as rochas sólidas que compunham aquelas paredes “é um alçapão, uma armadilha.”

“Armadilha para atrair o quê?”

“Espero que seja sempre eu.”

O riso descontraído logo deu lugar aos sons nada abafados de corpos em movimento, tão intenso que talvez quem estivesse acima daquele solo pudesse ouvi-los.

.

Os olhos estavam abertos, encarando Kabuto à sua frente, dando-lhe tanto valor quanto dava à um inseto que lhe picasse a pele: nada além de sua indiferença.

— Senhor Orochimaru, ficaremos aqui ainda por mais tempo, ou devo preparar o próximo esconderijo?

Kabuto era paciente. Sabia que não adiantaria apressar uma resposta por parte de Orochimaru, não era tolo nesse nível. Queria, claro, saber o que o outro pensava quando ficava daquela maneira. Planos mirabolantes, talvez…

Se soubesse a verdade, que a mente de Orochimaru nada mais era que pequenos alçapões, prendendo-o a cada instante, um pedaço por vez em cada lugar, fragmentando-o. Se soubesse que ele pensava em tudo o que havia abdicado. Em Jiraiya.

— Pensando em algum alçapão novo? — o tom frio, quase venenoso aos ouvidos. A risada, ainda mais arrepiante, como se fosse possível à um cadáver sorrir.

— Esconderijos.

— Nada mais são, que não armadilhas, Kabuto. Você só não notou ainda.

Era verdade, eram armadilhas para sua mente. Alçapões de sua solidão.

Jan. 25, 2019, 12:18 a.m. 1 Report Embed 1
The End

Meet the author

Lux Noctis A verdade é que não há absolutamente nada de especial aqui.

Comment something

Post!
Steffanie Pinheiro Steffanie Pinheiro
Eita que essa história me pegou de surpresa! Quase deu pena do Orochimaru aqui... fico imaginando como deve ser a cabecinha dele, uma verdadeira bagunça. E o Jiraya que fez essa bagunça toda e não arrumou nada huahuahaha Sobrou pro Kabuto arrumar, não pera... sério, queria ver a reação dele se soubesse no que, ou melhor, em quem o Orochimaru estava pensando. E não tem nenhum alçapão que dê conta de esconder lembranças assim não meu querido, sinto muito u_u Historia incrível, como sempre! Kissus^^
Jan. 24, 2019, 7:07 p.m.
~