Bloodstain Follow story

u15415120171541512017 Lux Noctis

Era o sangrar que parecia uní-los. Era como uma oferenda de sangue à um deus, e Jiraiya pagaria sempre o preço por nutrir sentimentos tão dolorosos, à alguém que estava destinado a lhe fazer sangrar.


Fanfiction Anime/Manga Not for children under 13. © artista da capa está com a assinatura no canto direito inferior, total credito à ele (ela?)

#De-crianças-à-adultos #várias-fases-da-vida #angst #JiraOro #orochimaru #jiraiya #naruto-anime
10
550 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Sempre...


“Been in and out of love since I was nineteen

Opening my heart has left a bloodstain

And I don't know how to make a man stay

Maybe I've been putting my heart out in the wrong way”


Era o sangue que agora incomodava, seco acima do olho direito, dificultando pra que pudesse piscar e erguer a sobrancelha, como qualquer pessoa normal. Tsunade quem deveria ajudá-lo naquele momento, segundo a instrução de Hiruzen, mas aquilo seria loucura levando em consideração a força absurda que ela colocaria apenas para limpar a ferida. Por isso estava ali, batendo naquela porta, segurando em mãos um kit para primeiros-socorros.

— Jiraiya?

— Esperando algum outro bonitão a essa hora? — apoiou-se ao batente, tal como havia visto um cavalheiro fazer ao cortejar uma das moças enquanto ele sagaz afanou o kit no hospital. Era desajeitado, e por pouco não caiu ao errar parcialmente onde queria apoiar o ombro, sentindo as mãos delicadas puxá-lo pela roupa, quase caindo sobre ele enquanto entravam, e empurrava a porta com o pé. — Calma, não pensei que fosse funcionar tão rápido.

Havia nos olhos de Orochimaru uma falta de compreensão ante as palavras de Jiraiya, mas isso o jovem prodígio já sabia. Era como se cada um estivesse em uma sintonia diferente. Mas isso não impedia de ajudá-lo, porque sentia-se estranhamente atraído por ele, como sabia bem que o colega de equipe sentia o mesmo sobre si.

O gotejar da chuva de encontro ao abrigo que se encontravam era a distração para que não focasse nas mãos frias comprimindo a lateral de seu peito. Sentia o choque do frio que parecia emanar dele, com o calor de seu sangue. De soslaio pode notar as mãos pálidas cobertas por sangue enquanto os fios pretos caiam sobre a face igualmente pálida. Olhar para ele era sempre como vê-lo pela primeira vez, e Jiraiya não se acostumaria àquela visão, não se cansaria dela. Talvez fosse apenas divagação de alguém que sangrava no chão de uma caverna em ruínas.

— Droga!

A voz dele o despertava para a situação, sentindo a compressão ainda mais forte. Aquilo era mesmo preocupação? Que sorte a dele sentir-se querido, muito embora para que Orochimaru admitisse preocupação, a situação precisaria de fato estar uma merda.

Jiraiya, fica comigo.

Estava mesmo feia a situação.

Sempre… — o tossido e a voz esganiçada entregavam o sangue acumulado na garganta, sendo expelido com dificuldade a cada espasmo do corpo.

Era curioso como sempre tinha sangue por perto, quando Orochimaru também estava. Era como um pacto que exigia sangue, e céus!, Jiraiya entregaria todo o que tivesse em seu corpo, para ficar na presença dele.

Não lembrava de muito mais daquela noite, daquela missão. Lembrava-se do sangue, das mãos frias comprimindo seu ferimento e de um olhar que nunca antes havia visto, mas quanto àquilo não tinha tanta certeza, estava trôpego demais para notar de verdade. Mas podia jurar que havia visto preocupação naqueles olhos de íris tão distintas.

O olhar que lhe era dirigido fazia-o pensar que talvez, e só talvez, não estivesse louco ou imaginando coisa enquanto aparentemente estava quase morrendo numa noite chuvosa há um tempo. Podia jurar também que a forma como ele caminhava em sua direção, era diferente da forma habitual de caminhar.

— Se continuar me olhando assim vou achar que está tentando me seduzir. — Não esperava pela kunai sendo lançada, mas por sorte desviou, sentindo apenas um raspão em seu braço, deixando ali uma linha fina de sangue rubro.

Mas o surpreendente fora aquele olhar, que em nada deixava negar que talvez ele estivesse mesmo tentando seduzi-lo. Levando a mão ao braço, sentindo o sangue ali, Jiraiya teve a certeza de que sangue era uma constante em seus encontros com Orochimaru, ali ele ainda não sabia que doeria cada vez mais, principalmente no fim…

O beijo era voluptuoso, assim como a necessidade de tocar e ser tocado. Era noite e o único som próximo era das cigarras que pareciam fazer a trilha sonora para o que acontecia ali, naquele corredor vazio enquanto as bocas mantinham-se unidas para impedir que qualquer som se propagasse. O toque gélido daquela pele em contraste com a sua, fazia-o apertá-lo ainda mais contra a parede, sorvendo ainda mais o sabor daqueles lábios e língua tão arisca. E no fim, o sabor de sangue era presente. Numa despedida afoita e com a promessa de mais, Orochimaru partiu mordendo-o no lábio, antes de literalmente desaparecer de sua vista.

— Orochimaru…

O pedido escondia-se no chamado pelo nome. Os olhos entregavam toda a dor que sentia ao ver que não conseguiria convertê-lo e trazê-lo de volta. Havia perdido não apenas aquela batalha, sentia-se como se houvesse perdido a guerra. Àquela que havia travado desde o primeiro instante que se viram. Havia entregado de bandeja seu coração, e embora o sangue ali fosse figurativo, a dor era mais real que qualquer outra que já sentira na vida. Vê-lo partir, se afastar e ser aquilo que ele tanto tentava evitar que ele fosse.

Ali era apenas a frieza e os olhos de serpente. Era o adeus, era o sangrar agoniado por perder aquilo que lhe era valioso. Nem quando próximo da morte havia sentido aquele medo, porque ele estava ao seu lado. Ali, ele se distanciava e trazia a dor de ser sufocado em sangue, por sequer ter voz para pedir que ficasse. Queria pedir por favor, já haviam até mesmo lutado, e embora forte, tornava-se fraco ao ter que encará-lo, e não seguia a linha do “antes perdê-lo do que vê-lo se desvirtuar”. Era um amor como antes Jiraiya não havia sentido, preferia tê-lo distante, do que saber que o havia ferido de verdade.

E sangrava, por dentro, doloroso sentindo o coração ferir-se a cada batida, rasgar a cada segundo e a cada passo que Orochimaru dava para longe. Sentia o sangue arder na veia e as lágrimas queimarem como ácido ao seguir as linhas vermelhas em seu rosto.

— Orochimaru, fica comigo.

Não escutou dos lábios dele a simples palavra: “Sempre”.

Não ouviu nada que não o som de seu choro.

Jan. 13, 2019, 6:06 p.m. 4 Report Embed 3
The End

Meet the author

Lux Noctis Eu juro, um dia consigo postar todas as histórias aqui também.

Comment something

Post!
Steffanie Pinheiro Steffanie Pinheiro
Menina eu ri, surtei e fiquei triste com essa fic, muita coisa pra una história só. Tão bonitinho o Jiraya agindo feito um bobo apaixonado... acho que o Orochimaru tava mesmo tentando seduzir ele, sei não, hein kkkkkkk Ele negou, negou... Mas não é que eles ficaram juntos mesmo?? Só esse final que me deixou na bad ;-; Tomara que rolê uma continuação alternativa onde eles possam ficar juntos e felizes! Beijos!
Jan. 15, 2019, 8:05 p.m.

  • Lux Noctis Lux Noctis
    HAHAHA, uma montanha-russa de emoções. Gosto assim <3 Orochimaru tava sim, mas não dá o braço a torcer, porque: é o Orochimaru. Rolou muito mais coisa do que consegui encaixar aqui, no limite que auto estipulei de 1000 palavras no máximo. Sabe que tô escrevendo a continuação, né... uma hora ela vem, porque tô me entregando à ela enquanto escrevo, e paro pra escrever comédia pra não morrer definhando. Beijos! 3 weeks ago
Cecilia Jarske Cecilia Jarske
AAAAAAAAAAAAAAAA CARALHO, NAO ACREDITO QUE IREI SHIPPAR ESSES DOIS! NÃO ACREDITO ~MESMO~ NISSO! Cara, olha só como Jiraya está sofrendo pela ausência de Orochimaru... Eu fiquei com dózinha dele porque é uma grande merda levar toco de quem amamos, ainda mais quando sabemos que é recíproco. Y-Y você tem que conseguir terminar de escrever essa continuação, hein?!??! Hunf. Quero ambos juntos e com sexo de reconciliação... 😏 beijos sz
Jan. 14, 2019, 5:26 p.m.

  • Lux Noctis Lux Noctis
    VEM ANJA, VEM SHIPPAR ESSE OTPZÃO COMIGO, VEM NENÊ <3 Jiraiya sofre demais com a ausência do Orochimaru, porque na minha concepção, eram mais que só integrantes da mesma equipe, e pelos 'flashbacks' que temos em Naruto, dá pra ver que ele realmente ficou arrasado quando o Orochimaru partiu. (Assim como quando aparece o Naruto falando do Sasuke, e o Jiraiya vê os paralelos: ele como Naruto, Orochimaru como Sasuke) A continuação dessa fic aqui vai sair, nem que eu tome muito no c* até conseguir finalizar porque tá um parto!! Beijos! 3 weeks ago
~