Outono Follow story

jessie_orchid Jessie Orchid

O outono é a estação em que as folhas caem para que as árvores possam sobreviver ao rigoroso inverno. É uma estação de perdas e ganhos, uma estação triste que se despede do alegre verão para esperar um silencioso inverno, mas ainda assim com uma visão de um futuro feliz após as turbulências. Outono é o significado do seu nome. Então, assim como ele, Aki deixou que suas folhas caíssem junto com suas lágrimas e olhou para frente.


Fanfiction Anime/Manga All public.

#romance #Inazuma-Eleven #IchiAki #Ichinose-Kazuya #Kino-Aki #Ichinose-Kazuya-Kino-Aki
Short tale
0
3696 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo Único

 —Bem... Endo e eu estamos namorando faz alguns meses... Desde que eu comecei a faculdade para ser mais exata. —Alguns murmúrios e exclamações encheram a sala, Kogure rolou pelo banco e caiu fazendo barulho enquanto Goenji e Kido faziam uma cara engraçada. Lika foi a primeira a, em um salto, ir abraçar os dois, os apertando com força e irradiando alegria, dando gritinhos histéricos de felicidade e pedindo-lhes para contar tudo, cada detalhe de como havia acontecido. Os outros rapidamente se deram conta do momento e foram até eles dar os parabéns.

 Todos ali já haviam se dado conta do clima agradável entre eles desde que voltaram juntos da viajem ao exterior, e até mesmo antes disso. Não era surpresa alguma esse resultado.

 Mas eu conseguia sentir que era ali que uma nova estação se iniciava para mim.

 —Fico muito feliz por vocês dois! —Abracei Natsumi e ela me encarou, os olhos brilhando e uma expressão de pura alegria contagiando seu rosto.

 —Obrigada Aki. Você não imagina o quão importante é para mim que você esteja do meu lado agora. —Aquele alívio nos olhos mornos entregavam o quanto estava preocupada com a minha reação, o quanto ansiava por ver meu rosto após ouvir aquelas palavras.

 —Sempre vou estar. Sabe disso.

 E eu estive. Mesmo que chegando em casa eu tenha deitado na cama com os braços apoiando a cabeça e chorado até perder o sono e soluçar descontroladamente, mesmo que meu peito apertasse tanto que eu sentia a sensação de ele iria explodir e mesmo apesar de eu ter dormido sem perceber o sono chegando e ter acordado de madrugada com uma dor terrível por todo o corpo. Mesmo quando vocês brigaram daquela vez, e daquela outra e quase terminaram na terceira.

 Eu os ajudei a ficarem juntos.

 Apesar de que na época da terceira briga eu já não sentisse mais aquela dor desconfortável no peito. Na verdade, a única dor ali presente era a de ver vocês dois botarem nas cabecinhas esquentadas e apressadas de quererem se separar mesmo. Tanta tolice... Se não fosse por mim, vocês estariam acabados, com toda certeza.

 Eu já havia deixado para trás todas as folhas e frutos que se formaram anos antes. Naquele dia eu consegui facilmente ver um longo e rigoroso inverno se aproximando, e eu sabia que não era uma opção me manter agarrada à lembranças que só me fariam mal. Então, eu deixei que essas coisas fossem levadas pelo vento traiçoeiro do outono que vem apenas para levar de nós a beleza que guardamos por nossas vidas no verão já passado, e que no momento em que ele chega estão tão fragilizadas. Deixei que fossem levados os meus sentimentos por alguém, os sorrisos e momentos que achei serem algo mais, e me preparei para os tempos de turbulência, apenas para proteger algo maior:

 Eu;

 Ele;

 Você;

 Nós.

 Porque eu poderia abrir mão do meu amor por ele e do meu futuro com ele, mas jamais deixaria que vento algum, ou estação alguma tirasse vocês de mim. Eu tive uma escolha, e não soltei a coisa mais importante que eu tenho até hoje guardado comigo, junto a outras folhas ainda maiores, mais bonitas e mais fortes que as antigas.

 Durante anos eu senti e apenas disfarcei com um sorriso, mesmo sabendo que todos também sabiam e também disfarçavam com os mesmos sorrisos. Hoje, sinceramente eu repito, não tem mais a menor diferença para mim. Eu não choro mais descontroladamente pelo que passou, eu não perco o sono ou acordo de madrugada pensando em como vou encarar vocês no dia seguinte. Eu apenas me deito com a pessoa que esta o meu lado agora, me deixo ser levada pelo calor de seus braços e acabo sorrindo como uma boba e pensando “como eu pude chorar por aquilo um dia?”

 Talvez a eu do passado ache esse tipo de coisa repugnante. Rir desse sentimento que foi tão forte enquanto sinto um perfume diferente, admito que muito melhor que o dele. Talvez ela ache que sou idiota, da mesma forma que eu acho que a eu do passado era muito ingênua e tola por se deixar levar e quase desabar por um garoto. Os anos passaram e eu apenas percebo que mesmo estando certa, a eu de antes era apenas uma menina que acabava de pisar no mundo.

 —Aki? Está dormindo? —Seus lábios tocaram gentilmente meu cabelo e ele me apertou forte quando neguei. Me aconcheguei e acariciei seus cabelos castanhos.

 É claro que eu provavelmente também causei um outono na vida de Rika ao tirar Ichinose do alcance dela, mas não é como se eu pudesse impedir algo desse tipo. Não me sinto culpada por seguir o que achei certo e por dar ouvidos aos meus sentimentos. Eu não daria as costas para a primavera que se estendia à minha frente, afinal todas as minhas folhas inúteis e que me impediam de andar já haviam caído. Eu estava pronta para outra estação.

 

Jan. 1, 2019, 11:06 p.m. 0 Report Embed 1
The End

Meet the author

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~