Descobrindo o amor! Follow story

arielo Arielo K

Bra realiza o seu grande sonho, ir trabalhar numa exótica ilha com animais silvestres, porém ao chegar à tal ilha, ela tem uma enorme surpresa ao encontrar o tio de sua amiga lá, que se apresenta totalmente evasivo e frio. Como será a convivência entre esses dois? Será que o amor poderá surgir da onde eles menos imaginam? (Bra x 17).


Fanfiction Anime/Manga For over 18 only.

#romance #drama #dragonball #ação #17 #bra #dbz #dbs #17-bra
1
3513 VIEWS
In progress - New chapter Every 30 days
reading time
AA Share

Novidades!


Haviam se passado dezenove anos desde o final do torneio dos 12 universos. Todos viviam felizes em suas respectivas vidas, Trunks era presidente da corporação cápsula e nas horas vagas treinava e uma vez por mês participava de torneios de luta juntamente com Gohan. Eles foram incentivados por Vegeta e Goku que não pararam de treinar e participar de competições espalhadas por todo universo.


Enquanto isso Pan e Bra tinham tomado um rumo diferente na vida delas, como gostavam muito de animais, resolverem fazer faculdade de veterinária, sendo que entraram muito jovens no curso e se formaram aos 18 anos. Suas respectivas especializações foram em áreas distintas, a neta de Goku era especialista em cães e gatos, enquanto a filha de Vegeta tinha se especializado em aves e animais silvestres, como também exóticos.


As duas garotas logo que saíram da faculdade montaram uma clinica veterinária, que ao passar dos meses ficou conhecida na capital do oeste, como uma das melhores. Apesar de se dedicarem aos estudos e a seus trabalhos, as jovens nunca deixaram de treinar com seus pais, quando podiam, por isso mantendo um bom poder de luta e estratégias de ataque e defesa.


Nesse momento Bra estava sentada em sua sala olhando as fichas de alguns gatos, coelhos e algumas aves exóticas quando de repente seu celular começou a tocar, bocejou antes de atender.


- Alô!


- Eu gostaria de falar com a veterinária Bra Briefs – Falou um homem com a voz suave.


- É ela, no que posso ajudá-lo? – Perguntou séria.


- Só queria informar em nome do Instituto Internacional de Defesa de Animais Silvestres e Exóticos, que a senhorita foi selecionada para trabalhar por 3 dias semanalmente, numa ilha ao sul da capital do oeste, fica isolada no oceano. Nós pagamos muito bem por esse serviço, lá tem um guarda florestal que garantirá sua segurança e tem uma boa casa para você se hospedar. Então o que me diz? – Pediu o senhor de idade em expectativa.


- Acho maravilhoso, já estava perdendo minhas esperanças, não pensei que vocês iriam me ligar. É claro que aceito, mas antes tenho que acertar umas coisas aqui com minha sósia na clinica. Quando que começo? – Inquiriu com um sorriso no rosto a moça de madeixas azuladas.


- Semana que vem, pois temos necessidade urgente de termos uma pessoa lá. Vou enviar por email o horário que o helicóptero irá lhe levar até a ilha na próxima segunda-feira e mais outras instruções – Murmurou o homem um pouco mais aliviado.


- Estarei aguardando, mais uma vez muito obrigado! Tchau! – Bra desligou o celular feliz da vida.


Nesse mesmo instante na recepção da clinica veterinária, Pan aguardava o dono de um gatinho vir buscar ele, após uma cirurgia de urgência. Estava cansada tinha ficado de plantão aquela noite que passou, porém não ficou toda noite sozinha, o irmão de sua amiga tinha ficado com ela, pois atualmente eles recém tinham começado a namorar. Trunks era um namorado perfeito, muito atencioso e preocupado com ela. Saiu de seus devaneios ao ouvir o barulho de saltos vindo em sua direção, olhou para o lado e viu sua amiga se aproximando dela com um semblante contente.


- Pan, você nem vai acreditar no que me aconteceu! – Falou empolgada a moça de cabeleireira azulada.


- O que foi? Ganhou aquela viagem que você queria ou um ingresso para o show do Iron Maiden? – Perguntou com certa desconfiança a morena.


- Engraçadinha! O show do Maiden foi mês passado e estava ótimo. Já que você está com um bom humor, vou logo contar, me ligaram do Instituto Internacional de Defesa de Animais Silvestres e Exóticos, consegui emprego lá, faz alguns meses que eu estava tentando – Contou a filha de Vegeta se sentando num sofazinho perto da amiga.


- Você vai me abandonar aqui na clinica? – Questionou a morena visivelmente irritada.


- São somente três dias por semana, na segunda, na terça e na quarta-feira. Daí eu fico aqui na clinica na quinta-feira, sexta-feira e sábado, a gente divide os dias – Sugeriu a jovem meio sayajin.


- Sendo assim tudo bem para mim, mas vamos ter que contratar mais uma pessoa para nos ajudar – Replicou a filha de Gohan.


- Pode contratar, coloque o anúncio no jornal e na rádio. Dê preferência a veterinários recém formados – Anuiu a caçula dos Briefs levantando-se e voltando para sua sala.


Enquanto isso, na enorme ilha do sul, cercada pelo oceano, 17 parava o seu jipe para atender o celular que não parava de tocar, o desconcentrando.


- Alô!


- 17, aqui é o Armand! – O homem de idade falou sentando-se na sua cadeira.


- Olá senhor Armand. O que posso fazer por você? – Inquiriu preocupado o tio de Marron.


- Só estou ligando para avisar que achamos uma substituta para nossa antiga veterinária, que pediu demissão há seis meses – Comunicou ponderado, pois sabia que esse assunto era delicado para o patrulheiro da ilha, pois a moça que pediu demissão tinha sido amante do moreno por alguns anos e destruiu o casamento dele, provocando sua separação quando ele deu um basta no caso.


- Entendo... Quando ela começa? – Pediu pensativo, contraindo a face numa careta de tristeza, pois aquele assunto ainda mexia muito com ele, sentia-se ainda culpado pelo fim de seu relacionamento de vários anos.


- Segunda-feira a mandarei de helicóptero até ai. Só peço que a trate bem, mostre os animais da ilha e a proteja dos perigos. São somente três dias por semana – Explicou o homem de idade.


- Estarei a esperando, prometo fazer o melhor que posso. Até logo! – Retrucou desligando o aparelho e voltando a dirigir.


17 sentiu-se tenso com a noticia que teria outra pessoa substituindo sua ex-amante. Prometeu a si mesmo que não se envolveria com mais ninguém que viesse trabalhar com ele, embora sendo solteiro achasse difícil isso acontecer. As coisas teriam que ser levadas na cautela agora, porque ele não queria se machucar novamente e nem ser iludido. O moreno estava ciente que tinha perdido uma coisa muito importante para ele quando se deixou levar pelo desejo e pela luxúria, sua família nunca iria voltar, por mais que ele tivesse pedido perdão pelo que fez para sua ex-esposa, ela não o queria mais.


-

Continua

Dec. 30, 2018, 6:12 p.m. 0 Report Embed 1
Read next chapter Conhecendo o perigo!

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 1 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!