Do You Wanna Touch Me Follow story

gridpudim Grid Pudim

Shikamaru não sabia o que pensar ao ver Temari depois que se beijaram pela primeira vez, não sabia se ela realmente havia gostado e se ela queria continuar com aquilo, mas Temari se expressava de uma maneira muito peculiar.


Fanfiction Anime/Manga All public.

#naruto #fns #shikatema #shikamaru #temari #FNSdoRock
2
3922 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo Único

Essa fic é primeiramente para o #DesafiodaDesgraça #FNS #FNSdoRock

Segundamente ela é um Bônus de Duas Vilas <3


Espero que gostem (Link da música no final)


***


A noite parecia agradável naquele dia para comemorar com os amigos o casamento de Naruto, que estava chegando. O vento frio amenizava o calor do verão de Konoha e as luzes dos estabelecimentos ligadas mostravam que a Vila da Folha estava a todo vapor.

A guerra já havia acabado há algum tempo e tudo era sinônimo de comemoração, mas, para que a economia do País do Fogo crescesse, todos os comércios trabalhavam até mais tarde. O que não era um problema, para eles era algo maravilhoso poder trabalhar e viver em paz.

Shikamaru terminou de se arrumar, dando uma última olhada no espelho e colocando seus pertences nos bolsos, sem se esquecer do cigarro, seu pior companheiro.

― Mãe, estou indo, ok? ― Shikamaru gritou da porta, procurando por sua chave no bolso.

― Não volte muito tarde, ouviu? ― Yoshino gritou da cozinha, já sabia que o filho iria para a despedida de solteiro de Naruto.

― Tá bom!

Shikamaru saiu de casa, fechou a porta e colocou suas chaves no bolso, já procurando por seu cigarro. Abriu a caixinha amassada, pegou o isqueiro amarelo que estava dentro junto com os cigarros, pegou um e acendeu, dando uma tragada demorada.

Assoprou a fumaça demoradamente e desceu os pequenos degraus da simples escada de madeira na estrada da frente da sua casa, atravessou o Clã Nara e andou pelas ruas de Konoha até chegar ao bar em que seus amigos estavam. Logo escutou a voz estridente de Naruto cantando.

― É um Karaokê, moço? ― Shikamaru perguntou para o atendente que estava na porta do local.

― Sim, o senhor gostaria de entrar? ― O atendente perguntou, em pé ao lado de uma pequena mesa com uma prancheta em sua mão. ― Está com alguém?

― Estou com o Naruto. ― Shikamaru respirou pesadamente e o atendente riu contido. ― É o “cantor”. ― falou, fazendo aspas com os dedos, e o atendente voltou a rir.

― Venha, por favor, lhe mostro a mesa.

Shikamaru balançou a cabeça em afirmação e seguiu o homem, que gentilmente lhe deu uma comanda, explicou como a casa funcionava e onde era a mesa em que devia ficar.

Assim que o Nara se aproximou da mesa, Chouji o avistou e se levantou para cumprimentar o amigo. Shikamaru agradeceu ao atendente, que saiu no mesmo instante, voltando para seu devido lugar, e cumprimentou Chouji.

― Como vai, Shikamaru? ― o Akimichi perguntou.

― Bem. ― Shikamaru bocejou e sentou-se perto de Chouji. ― Só não me imaginava aqui.

Chouji riu e colocou a cerveja em um copo para o amigo.

― Olha como ele está feliz. ― Chouji apontou para Naruto no palco junto com Kiba, cantando Evidências.

― A música é triste, mas ele está sim. ― Shikamaru riu e tomou um gole de sua cerveja. ― Só chegou a gente ainda?

― Por enquanto sim. ― Chouji respondeu, mas olhou para a entrada e viu algumas pessoas chegando. ― Ou não. ― apontou para a porta fazendo Shikamaru olhar para uma grande turma que estava entrando.

Hinata, Sakura, Ino, Tenten, Rock Lee, Shino, Kankuro, Gaara e Temari entraram todos juntos e sorrindo ao ver Naruto já no palco cantando junto com Kiba.

― O-oi, Shikamaru… Chouji! ― disse Hinata, com vergonha.

― Ué, pensei que só viriam os meninos hoje. ― Chouji falou, levantando-se para cumprimentar os amigos.

― Hoje em dia não existe mais isso, Chouji. ― falou Sakura. ― Será a despedida de solteiro dos dois e no mesmo lugar.

Os amigos iam chegando e cumprimentavam uns aos outros, mas Shikamaru não conseguia dar muita atenção, estava estático, pois avistara Temari, que andava despreocupada desviando das mesas junto com seus irmãos do outro lado do bar. Ela estava linda em um vestido cor de uva e com os cabelos soltos.

Eles haviam saído na noite anterior para comer algo e acabaram se beijando no final do encontro, mas Shikamaru não sabia que ela ficaria mais alguns dias em Konoha, e também não sabia como devia se comportar, se deveria beijá-la quando ela chegasse na mesa, ou só cumprimentava como bons amigos, simplesmente não sabia o que fazer.

― Shikamaru! ― gritou Ino fazendo o amigo acordar de seus próprios pensamentos.

― Ah! Oi, Ino. ― Shikamaru cumprimentou a amiga, mas estava prestando atenção em outra loira.

Todos os amigos sentaram-se na mesa reservada para Naruto e Hinata e já escolhiam a música que iriam cantar. Comiam porções de camarão, batatas-fritas e muita cerveja.

Temari estava indo em direção a ele e as mãos de Shikamaru estavam suando, o coração palpitava e sua respiração poderia ser ouvida se Naruto não estivesse cantando como um desesperado.

Gaara foi o primeiro a cumprimentar, estendendo as mãos, e Shikamaru quis arrumar a postura para impressionar o Kazekage. Kankuro apareceu logo em seguida e deu batidas nas costas do amigo, fazendo Shikamaru dar um pequeno passo para frente com o peso da mão do Sabaku. Mas, quando voltou seus olhos para Temari, ela estava com um riso fácil no rosto, ela havia achado graça em como ele havia reagido ao cumprimento de Kankuro. Shikamaru riu de volta e coçou a nuca com vergonha.

― Tudo bem com você? ― Temari perguntou.

― Tudo… tudo ótimo e você?

Temari não respondeu, apenas piscou um dos olhos verdes fazendo com que o coração de Shikamaru disparasse mais ainda. A loira se sentou ao lado dos irmãos e de suas amigas e ali ficou.

Shikamaru voltou a sentar-se ao lado de Chouji e Naruto, não entendo absolutamente nada do que significava aquela piscadela. Será que ela simplesmente havia realmente sugerido algo, ou será que ela não quis dar-lhe nem um simples aperto de mão porque não havia gostado do beijo?

O tempo foi se passando e essa matemática, mais conhecida como Sabaku no Temari, estava o deixando louco, ela o encarava a todo momento, ria para ele e parecia feliz ao redor das pessoas, mas simplesmente, não sabia se ela estava só socializando com os amigos ou ela realmente queria mais do que só aquele beijo.

Naruto, Kiba, Sakura e Ino dominavam o karaokê e todos já estavam bem alterados pela bebida, Kankuro já estava perto do palco para dar apoio aos amigos cantores, Gaara e Lee conversavam sobre os grandes feitos de Gai sensei e sua recuperação pós-guerra. Tenten e Shino eram o jurados para ver quem comia mais batatas-fritas: Chouji ou Hinata. Já Temari ficava com sua cerveja na mão, cantando junto com seus amigos as músicas bregas que eles escolhiam para cantar no karaokê, enquanto Shikamaru a observava e simplesmente lhe surgiu uma ideia.

Pegou o livro das músicas que continham no karaokê e fez um barulho proposital com as cadeiras ao seu lado para que Temari o visse. Os olhares se cruzaram e Shikamaru sorriu.

― Eu duvido que você canta melhor que a Ino. ― Shikamaru apontou para a amiga que cantava junto com Sakura uma música das Spice Girls, eram extremamente desafinadas.

― O que você quis dizer com isso? ― Temari perguntou levantando uma sobrancelha e bebericando a cerveja de seu copo.

― Quis dizer que você devia cantar. ― Shikamaru lhe estendeu o livro de músicas, mas Chouji falou antes que Temari pegasse.

― Shikamaru canta muito bem, é que ele é tímido. ― Chouji tinha muitas batatinhas na boca, mas Temari o ouviu perfeitamente.

― Olha só, então temos um cantor aqui? ― Temari cruzou os braços e sorriu para Shikamaru, que queria matar Chouji naquele momento.

― Chouji está louco de cerveja já, eu não sei cantar.

― Sabe sim! ― gritou Tenten, que olhava para as batatas que Hinata comia contando uma por uma. ― duzentos e dois… duzentos e três…

― Vamos, Shikamaru. ― Temari sorriu. ― Cante.

Shikamaru engoliu a seco e suspirou.

― É sério? ― ele perguntou.

― Claro, se você cantar, eu canto! ― Temari afirmou.

― Vocês estão de prova, não estão? ― Shikamaru perguntou e Chouji e Hinata fizeram um sinal de positivo com o dedão.

Shikamaru matou a cerveja que estava em seu copo, tomando-a toda em um só gole longo, pegou o livro e levantou-se da mesa. Temari deu mais uma piscadela para ele, que sorriu envergonhado, começou a pensar que o que ele estava sentindo era o que ela.

Chegou perto do atendente que cuidava do karaokê e sussurrou o número da música que queria. O atendente lhe avisou para ficar ali mesmo, pois seria o próximo. Sakura e Ino terminaram logo a música e saíram junto ao som de muitas palmas.

As meninas gritaram animadas ao ver que Shikamaru era o próximo, abraçaram-no e voltaram a pegar o microfone para apresentar o amigo a todos.

― Pessoal! ― Ino gritou no microfone. ― Este aqui é meu quase irmão e eu estou surpresa em vê-lo cantar. Obviamente ele não é melhor do que eu, mas até que canta bem. ― A plateia sorriu e Naruto assobiava para o amigo. ― Com vocês, Shikamaru!

Shikamaru fechou os olhos e balançou a cabeça, sorrindo em pensar que ele simplesmente pagaria todo esse mico só para que Temari também pagasse o mesmo mico. Se isso não era amor, ele não sabia mais o que era.

― Eu sou um idiota mesmo. ― Shikamaru falou baixo no microfone, mas todos ouviram e Temari gargalhava em olhá-lo ali.

A música começou com guitarras arranhadas e Shikamaru já logo olhou para o chão onde estava a televisão que passava a letra da música. Pelo som do começo da música, todos perceberam que era Pearl Jam e Shikamaru começou a cantar.

Freezin', rests his head on a pillow made of concrete, again

Oh, feelin', maybe he'll see a little better set a days, ooh yeah

Oh, hand out, faces that he sees time again ain't that familiar, oh, yeah

Oh, dark grin, he can't help, when he's happy looks insane, oh, yeah

Todos cantavam junto com Shikamaru, que estava morrendo de vergonha no palco iluminado. Naruto, Kiba e Kankuro faziam um mini bate-cabeça desengonçado no meio da pequena pista de dança que ficava perto do palco. Já Ino e Sakura dançavam sem parar e cantavam alto com o amigo.

Temari olhava para Shikamaru embasbacada, ela não fazia ideia da voz linda que ele tinha, ainda mais cantando grunge, combinava muito. Tomava a sua cerveja sem saber o que pensar, até que Chouji se pronunciou ao ver que havia perdido de Hinata.

― Viu, eu não estava mentindo. ― Chouji sorriu para a loira, que estava incrédula com o que via.

― Ele é, mas eu também sou.

Temari pegou o outro livro de músicas que estava perto de Tenten e começou a procurar pelo o que queria, até achar a música de uma de suas cantoras favoritas. Mas, ao ouvir Shikamaru cantando o refrão de Even Flow, se arrepiou.

Kneelin', looking through the paper though he doesn't know to read, ooh yeah

Oh, prayin', now to something that has never showed him anything, oh

Oh, feelin', understands the weather of the winter's on its way, oh

Oh, ceilings, few and far between all the legal halls of shame, yeah

Even flow, thoughts arrive like butterflies

Oh, he don't know, so he chases them away

Someday yet, he'll begin his life again

Whispering hands, gently lead him away

Him away, him away

Yeah!

Ele era muito bom, e ela não conseguia não prestar atenção em como ele cantava rasgando sua voz já rouca por conta do cigarro que ele achava fumar escondido de todos.

Temari correu para perto do atendente que cuidava do karaokê e mostrou a música que queria, ela seria a próxima e estava ansiosa para mostrar do que era capaz, mas cada vez que Shikamaru subia a voz ela se arrepiava.

Even flow, thoughts arrive like butterflies

Oh, he don't know, so he chases them away

Someday yet, he'll begin his life again, yeah

Oh, whispering hands, gently lead him away

Him away, him away

Yeah!

Quando Shikamaru terminou sua música, foi contemplado por uma onda de gritos e aplausos. De todos os seus amigos, com certeza, Shikamaru era o que tinha a melhor voz.

Ele desceu do palco e Temari subiu, encararam-se e sorriram um para o outro, Shikamaru estava com o coração totalmente desritmado e tremia de nervoso, mas não poderia deixar de sorrir para a loira que o enfrentava mais uma vez.

Temari piscou antes que Shikamaru pudesse se enfiar no mar de pessoas que o elogiavam e foi corajosa para perto do microfone.

A música começou com batidas ritmadas da bateria e alguns segundos depois entrou a guitarra para deixar a música mais pesada. Shikamaru já sabia que música era aquela e logo prestou atenção para ver Temari cantando.

Ela não precisou de muito esforço para que todos dessem atenção a ela, além de ser linda, Temari tinha algo especial que fazia com que ela se destacasse de tudo.

Ela pegou o microfone na mão e, sem olhar para a televisão, começou a cantar.

We've been here too long

Tryin' to get along

Pretendin' that you're oh so shy

I'm a natural ma'am

Doin' all I can

My temperature is runnin' high

Cry at night

No one in sight

An' we got so much to share

Talking's fine

If you got the time

But I ain't got the time to spare

Yeah

Joan Jett parecia que tinha feito todas as suas músicas para Temari cantar, mas aquela em especial tinha um significado e Shikamaru entendeu perfeitamente. Parecia que a loira sabia que ele estava tímido com tudo, que queria que ela simplesmente lhe desse um sinal de como ele deveria tratá-la e se ela realmente havia gostado da noite em que ficaram.

Shikamaru estava olhando para os olhos de Temari e ela o correspondia, não deixaria passar nada e ele sentia como se tudo naquela música era exclusivamente para ele e sobre eles dois.

Do you wanna touch (yeah)

Do you wanna touch (yeah)

Do you wanna touch me there, where

Do you wanna touch (yeah)

Do you wanna touch (yeah)

Do you wanna touch me there, where

There, yeah

Yeah, oh yeah, oh yeah

O Nara começou a rir ao entender o que aquilo significava e Temari piscou para ele. Eles estavam em perfeita sintonia, mas aquilo foi quebrado quando Naruto tropeçou e esbarrou em Shikamaru, então ele olhou ao redor e viu que ninguém havia entendido o que estava acontecendo ali entre eles. Naruto, Kiba e Kankuro pulavam parecendo loucos bêbados, Ino e Sakura dançavam e cantavam, Gaara ainda conversava com Lee e Hinata, Chouji, Shino e Tenten conversavam sobre algo que ele não entendia. Ou seja, eram só eles, literalmente.

Every girl an' boy

Needs a little joy

All you do is sit an' stare

Beggin' on my knees

Baby, won't you please

Run your fingers through my hair

My, my, my

Whiskey and rye

Don't it make you feel so fine

Right or wrong

Don't it turn you on

Can't you see we're wastin' time, yeah

Mas quando Shikamaru olhou para encarar Temari novamente, eles estavam sozinhos com ela cantando à sua frente.

Do you wanna touch (yeah)

Do you wanna touch (yeah)

Do you wanna touch me there, where

Shikamaru olhava para todos os lados, mas não havia mais ninguém, e Temari chegava cada vez mais perto e sorria para ele, que não contia a felicidade que tinha no meio de suas calças.

Do you wanna touch (yeah)

Do you wanna touch (yeah)

Do you wanna touch me there, where

Temari largou o microfone, beijou Shikamaru e olhou nos seus olhos completando a última frase da música.

There, yeah!

E, com um susto repentino, Shikamaru sentou-se em seu colchão, ainda ofegante e com o coração acelerado. Olhou para os lados à procura de Temari ou de algo que explicasse tudo aquilo que havia acontecido, mas não achou.

Shikamaru tapou o rosto com as mãos, esfregando-o para tentar acordar realmente e começou a rir baixinho para si mesmo. Tirou as mão do rosto e colocou uma no meio de suas pernas.

― Relaxa amigo, foi só um sonho. Só um sonho.




***


Joan Jett - Do You Wanna Touch Me - (MúSICA PRINCIPAL)

https://www.youtube.com/watch?v=IPTIAtqfyME


Pearl Jam - Even Flow

https://www.youtube.com/watch?v=CxKWTzr-k6s

Dec. 24, 2018, 1:10 a.m. 0 Report Embed 1
The End

Meet the author

Grid Pudim PERFIL DESATIVADO ESTOU EM OUTRAS PLATAFORMAS COM O MESMO NOME!

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~