TEREZA Follow story

gabriel_dois Gabriel Domingues

"Já na rua, subiu a pequena inclinação do quarteirão à direita. Nos fones, a música faziam-na bailar, enquanto dobrava a esquina. No céu, as estrelas cintilavam iluminando a silhueta da jovem Tereza, que alheia a tudo, sentia-se feliz de verdade. Foi a última vez que a jovem Tereza D'Palma foi vista..." §Esta obra é de minha autoria. Plágio é crime§


Thriller/Mistery All public.

#romance #suspense #mistério
0
3092 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

PRÓLOGO


O céu estava estrelado em Eldorado. O clima ameno de primavera, se fazia presente de forma agradável.

Pela janela dava pra se ver a silhueta de uma jovem que vislumbrava a noite perfumada. Era Tereza, que ansiosa olhava à sua direita, até onde o olhar se perdia na curva da esquina. Sabia que ainda era cedo mas estava esperando este dia já há um bom tempo e agora que este dia chegou, não cabia mais no peito tanta expectativa.

Sentou na cama entre livros, cadernos, almofadas e seu diário. Pegou o celular digitando uma mensagem para seu melhor amigo, Bryan.

Largou o celular do lado e começou a escrever em seu diário, enquanto a música "All of Me" de John Legend enchia o quarto com sua melodia romântica. No seu rosto, um sorriso ia surgindo com o olhar perdido em lembranças e sonhos.

Em seguida, o vibrar do aparelho fez ela praguejar baixinho. Era seu amigo Bryan, respondendo sua mensagem, rapidamente.

Ela leu e seu coração apertou, por mentir pra ele. Sabia que aquilo não era verídico, mas não queria ter que dar explicações agora. Mesmo assim, se sentia muito mal em mentir para seus amigos.

 

Tereza era filha única do casal de professores. Morava em Eldorado, desde que nasceu e sempre se destacou das outras crianças da sua idade. Tanto pela sua beleza exótica, quanto pela inteligência e sua personalidade cativante

Na estante, suas bonecas de infância dividiam espaço com troféus, faixas, coroas e medalhas. De repente o celular vibrou novamente tirando a jovem de seus devaneios.

Olhou pra ver quem era e agarrou o aparelho rapidamente, lendo a mensagem que chegara.

 

Pulou da cama, indo se ajeitar na frente do espelho. Era magra de estrutura delicada, cabelos negros e olhos esverdeados. Olhou aos eu redor suspirando, como se fosse a última vez que veria aquele que sempre foi seu mundo.

Ao chegar na cozinha, deixou um bilhete para os pais:

      

Leu, satisfeita com o resultado, pregando na geladeira com um ímã de sorvete, bem à vista. Pegou uma maçã da fruteira e saiu, sem olhar pra trás.

Já na rua, subiu a pequena inclinação do quarteirão à direita. Nos fones, a música faziam-na bailar, enquanto dobrava a esquina.

No céu, as estrelas cintilavam iluminando a silhueta da jovem Tereza, que alheia a tudo, sentia-se feliz de verdade.

 

Foi a última vez que a jovem Tereza D'Palma foi vista...


Este será lançado em janeiro e, coloquei esta prévia para aguçar a curiosidade dos leitores!

Queria agradecer a todos os leitores e amigos!

Dec. 6, 2018, 12:27 a.m. 1 Report Embed 0
Read next chapter Capítulo 01

Comment something

Post!
Anne Liberton Anne Liberton
Olá! Venho pelo Sistema de Verificação do Inkspired. Sua história está Em Revisão pelos seguintes apontamentos: 1) Vírgulas. Há diversos problemas com vírgulas na história, como separando sujeito de verbo (“O clima ameno de primavera, se fazia presente” << não deveria existir vírgula aqui), separando locuções adverbiais quando a frase está na ordem direta (“seu coração apertou, por mentir para ele” << essa também não deveria existir). 2) Tempos verbais errados. Em alguns momentos, quando a história se refere ao passado, o adequado é usar o pretérito mais-que-perfeito, uma vez que a história já é contada no passado. Um exemplo é aqui “Morava em Eldorado, desde que nasceu e sempre se destacou…” (nascera, destacara. Além disso, a vírgula ali não existe, vide item 1). 3) Outros detalhes, como “tô” sem acento, mau/mal (mau agouro >> bom é contrário de mau, bem é contrário de mal), erros de digitação, que seria bom dar uma olhada. O principal é a questão das vírgulas. Sugiro dar uma revisada, talvez passar para outra pessoa ler (um beta reader seria uma boa também). No mais, a história está excelente. Parabéns! Assim que corrigir esses detalhes e, se ainda quiser que a história seja verificada, basta responder esse comentário que avaliaremos de novo. Até mais!
Dec. 20, 2018, 3:28 p.m.
~

Are you enjoying the reading?

Hey! There are still 33 chapters left on this story.
To continue reading, please sign up or log in. For free!