Está na hora, Ren. Follow story

freediehorror FreedieHorror

Ren é o tipo de pessoa que chamam de... suicida. Agora ele foi fazer seu ultimo café.


Thriller/Mistery Not for children under 13.

#295 #378 #suicide
Short tale
1
1219 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Capítulo Unico.

 Eu estou totalmente quebrado. Mais um dia nesse quarto velho, sem dinheiro, sem amigos e sem companhia. Eu costumava sem um musico, estava finalmente melhorando, finalmente conseguindo um pouco de atenção. Mas quando meu filho se foi, tudo desabou; meu casamento, minha carreira e minha vida. É incontável as vezes que eu tentei me matar, mas sempre surgia algum desconhecido e me impedia... Mas está tudo realmente acabado. Estou morto por dentro, mas já que não posso me matar, vou viver de qualquer forma.

 Desço as escadas e vou fazer um café. São três da manhã, água fervendo, vento e folhas batendo nas janelas, uma faca em meus pulsos. É inevitável, eu não consigo parar. Tudo isso, essas merdas na minha vida, aconteceram há três anos.

 O telefone está tocando. Eu o atendo calmamente enquanto deixo a faca no balcão da cozinha.

 - Alô – Achei que já haviam cortado minha linha telefônica a semanas, por falta de pagamento.

 Tudo o que eu ouço do outro lado da linha é um pouco de interferência, e uma respiração fraca, como se alguém esperasse eu falar algo.

 - Alô? Quem é?

 A linha permanecia em silencio, com a mesma respiração.

 - Olha – Começo com um suspiro e continuo com uma voz calma – Se isso for um trote, já é bem tarde para uma criança está acordada brincando no telefone dos pais.

 - Boa noite, Ren  – Era uma voz grave e firme, transmitia confiança e segurança.

 Seja lá quem fosse, aparentemente me conhecia, a pessoa do outro lado da linha tinha usado um apelido que me deram colegial, meio que para abreviar meu nome ‘’Renan’’.

 - Quem é? – O apelido tinha puxado minha curiosidade, eu admito. Já tinha esquecido da água para fazer café.

 - Está na hora, faça suas malas. Não esqueça o teclado, Ren.

  - ... – Apesar de acreditar que era um trote, parecia ter realmente algo errado ali... ele falava como se estivesse frente a frente comigo, o clima estava totalmente pesado sobre mim  – Do que está falando? Hora do que?

 - Já tomou o seu café? Vamos, ande logo com isso. Estou te esperando na porta. Seu filho está ansioso pela sua chegada.

 Desliguei o telefone. Eu já havia entendido. Andei para a cozinha, tomei café com bolachas. Troquei de roupa, peguei o meu teclado e abri a porta.

 - Estava ansioso pela sua chegada a um tempo  – Falei olhando a figura em minha porta.

 Andei, estava muito claro lá fora, apesar de ser três da manhã.

 Meu corpo imóvel continuava no chão da cozinha, com meus pulsos e pescoço sujos de sangue, assim como a faca que eu havia usado anteriormente.

Dec. 4, 2018, 1:40 a.m. 0 Report Embed 1
The End

Meet the author

FreedieHorror ¬ O mal é apenas um ponto de vista... Eu sou mal para você?

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~