Short tale
0
4326 VIEWS
Completed
reading time
AA Share

Your Smile


O que Zeren mais se perguntava em todos aqueles dias de programa era como uma pessoa podia ter um sorriso tão bonito. Ele não se lembrava quando começara a reparar naquilo, mas com o passar do tempo ficou óbvio para todos o seu encantamento. Tão óbvio que até os fãs tinham percebido o quão bobo ele ficava e como seus próprios sorrisos se tornavam mais verdadeiros quando estava ao lado de Zhou Yanchen.

Sim. Zhou Yanchen era o responsável pela aura muito mais leve que Zeren mostrava para todos. Era ele que o fazia suspirar e devanear, até mesmo perdendo o foco quando ensaiavam juntos, o que fazia com que o mais velho risse, fazendo com que Zeren se perdesse ainda mais naquele sorriso.

Porque Yanchen não sorria apenas com os lábios. Ele sorria com os olhos, com o corpo. Ele fazia as pessoas ao seu redor sorrir junto com ele. E aquilo não tinha preço para Zeren, que se via cada dia mais encantado.

Encantado? Quem queria enganar? Ding Zeren não podia estar mais apaixonado, isso sim. E tentar esconder isso era cada vez mais difícil. Mas ele precisava. Yanchen tinha um namorado e ele não queria arrumar encrenca com Xingjie, então apenas se deixava admirar e torcer para que o outro dançarino continuasse não notando o quanto mexia consigo.

- Acho que a gente pode deixar essa parte mais interessante se eu me apoiar no Ling Qi e levantar a minha perna.

Eles estavam sentados, discutindo alguns pontos sobre a coreografia que teriam que apresentar. Ela já estava quase pronta, mas Zeren gostava de ouvir a ideia de todos e ver o que cada um estava sentindo enquanto dança. E Yanchen tinha contribuições maravilhosas na maioria das vezes, além de ser um líder muito bom e um ótimo professor para o garoto Zhibang, que caíra de paraquedas no meio de um grupo de performance.

- Seria bem legal. – Zeren anotou aquele comentário e Yanchen olhou para os outros, em busca de concordância geral.

O grupo teria só mais dois dias para acertar os últimos detalhes da música. O ensaio geral com o figurino seria em 48 horas e não podia ter nenhum erro, ou ficaria realmente complicado de arrumar. A apresentação seria logo em seguida e eles precisavam estar afinados.

E eles estavam trabalhando realmente duro. Yanchen passava noites em claro, ajudava quem estava com algum tipo de problema e ainda tinha ânimo para as aulas, o que deixava todos boquiabertos. Até mesmo Zhengting, que não estava no grupo deles, tinha dificuldade de acompanhar a rotina pesada que o trainee tinha imposto para si mesmo.

Ao contrário dos outros, Zeren não conseguia ver aquele esforço todo com bons olhos. Ele era adepto á treinar forte, mas ele começava a desconfiar que Yanchen estava descuidando de sua saúde e de seu corpo. Suas horas de sono eram cada vez mais escassas, seu tempo de descanso era gasto ajudando Zhibang, sua pausa para o lanche era sempre interrompida por uma passada a mais na música.

Mas o que ele podia fazer? Yanchen era mais velho, era o líder, dizia sempre que estava tudo bem... Para Zeren só restava torcer que nada de ruim acontecesse ao outro dançarino, enquanto observar o sorriso dele desaparecer aos poucos.

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

Sua preocupação se mostrou extremamente válida, dois dias depois.

Era o ensaio geral. Eles estavam devidamente vestidos e esperando a vez deles passarem, enquanto observava o grupo que dançaria Me Too mostrando o quanto tinham melhorado durante aqueles dias. Yanchen tinha tomado duas garrafas d’água naquele meio tempo e parecia um pouco pálido, mas passava uma energia que animava os outros. Zeren queria estar imaginando coisas, mas para ele a falta de sorriso em Yanchen fazia suas palavras de incentivo soarem falsas.

- Nunchucks, podem subir. – uma staff os chamou, pedindo para que se concentrassem naquele ensaio.

Todos deram seu melhor. O aplauso dos trainees que estavam assistindo soou bem entusiasmado e eles estavam bem felizes com o próprio resultado. Mas Yanchen não gostou.

- A gente pode passar de novo? – ele pediu, antes que Zeren tivesse a chance de falar alguma coisa. A diretora olhou o relógio e suspirou, concordando com a cabeça e pedindo para que eles se posicionassem para que ela soltasse a música mais uma vez. – Obrigado. – Yanchen agradeceu e todos seguiram o líder.

E foi no final daquela passagem que os temores de Zeren se tornaram reais. Yanchen tinha desmaiado. Seu corpo simplesmente caiu para trás, surpreendendo a todos, que demoraram alguns segundos para perceber que algo realmente estava errado. Os companheiros de grupo correram até o mais velho, preocupados e apavorados com o que podia ter acontecido.

Zeren não pensou duas vezes antes de tomar a frente, abrindo e tirando a camisa que Yanchen vestia sobre a outra peça de roupa e pedindo para que os outros trainees se afastassem um pouco. O dançarino já começava a ter a consciência de volta quando trouxeram uma garrafa de energético.

- Ele não vai conseguir tomar isso deitado. – Mingjun apontou, e Zeren não demorou a se colocar atrás de Yanchen e apoiá-lo em seu peito para que pudesse beber. – Os staffs já chamaram uma ambulância. Eles vêm buscá-lo logo.

- Xingjie... – o mais velho chamou, já bem consciente, mas com o rosto banhado de suor e a boca branca. – Alguém avisa ele e o XiaoGui, por favor. Eu vou precisar de alguém para me acompanhar pro hospital.

Os staffs chegaram para levar Yanchen em seguida, mas quem acabou levando ele até a ambulância foram Zeren e Ruibin, que era um grande amigo do dançarino e estava no set de gravação esperando sua vez de ensaiar quando tudo aconteceu. Nenhum dos dois sequer pensou em deixar Yanchen nas mãos de outra pessoa e o apoiaram até que estivesse em segurança dentro da ambulância.

Mesmo que achasse que estava passando um pouco dos limites, Zeren se ofereceu para acompanhá-lo, mas teve seu pedido negado, o que resultou em uma pontada em seu coração. O que esperava? Era lógico que Yanchen ia preferira que o namorado estivesse junto dele naquele momento.

- Fica e ensaia. Eu vou voltar logo e preciso ter certeza que tudo ficará em ordem pra amanhã. – Xingjie e XiaoGui apareceram naquele momento, parecendo extremamente preocupados. Quando eles entraram no carro, a ambulância partiu.

Zeren e Mingjun foram puxados pela diretora para falar sobre o desmaio do colega assim que se reuniram com o restante do grupo e só então Zeren percebeu que estava tremendo e com os nervos à flor da pele. Ele não sabia nem como estava conseguindo segurar o microfone ou o que dizer, e todos ao redor pareceram se dar conta. Mingjung falou rapidamente e as filmagens foram encerradas o mais rápido possível.

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

- Falta de açúcar no sangue. – Zhengting invadiu o dormitório que Zeren dividia com Xinchun, Quanzhe e Linong, encontrando o amigo deitado na cama. Ele ainda estava com o figurino, mas parecia mais calmo do que quando o tinha encontrado no corredor, algumas horas antes. – Yanchen teve baixa de glicose e por isso desmaiou. Ele vai precisar de soro e repouso.

Era um alívio saber que nada de mais grave tinha acontecido, porém não era muito animador pensar na parte do “repouso” quando se tinha uma apresentação em algumas horas. Compartilhou sua preocupação com o mais velho, que suspirou.

- Xingjie está uma pilha de nervos, mas disse que não era pra vocês se desesperarem porque o Yanchen disse que vem para a apresentação. O médico liberou, desde que ele saia do palco direto pra cama, e que beba muita água. – Zhengting puxou uma cadeira e sentou perto da cama, vendo como o amigo ainda estava abalado, mesmo que estivesse visivelmente menos nervoso. - Só que vai acabar voltando pro hospital se descobrir que você tá aí jogado na cama, amassando o figurino e deixando os outros meninos sem nenhum apoio.

Zeren suspirou, sentando na cama e concordando com a cabeça. Precisava colocar a cabeça no lugar e seguir o que Yanchen tinha pedido para ele. Zhengting se aproximou, ajudando a desfazer o nó que prendia uma das mangas da blusa, enquanto o analisava de perto.

- O que? – o mais baixo perguntou, vendo seu líder rir de leve. – O que foi?

- Gosta dele, não é? Por isso está com essa cara. Você gosta do Yanchen. – era assustador o quão bem Zhengting os conhecia. Era impossível esconder algo dele por muito tempo. – E por que não disse nada? Você nunca foi de ficar quieto por essas coisas.

- Não quero arrumar problema. É bem óbvio que ele e Xingjie-ge estão juntos. – ele se levantou, em busca de uma muda de roupa para se trocar.

Zhengting não segurou a vontade de bater no amigo, dando uns tapas em seu braço e vendo o menor fugir do alcance de suas mãos.

- Eu posso saber o porquê de tanta violência?

- Essa coisa ridícula de “é óbvio”. Sabia que o KunKun tinha essa certeza toda também? Ele não falou comigo antes porque era “óbvio que eu e Justin estávamos namorando”. – o mais velho fez uma expressão indignada.

Zeren quis rir, mas sabia que se o fizesse, acabaria apanhando de novo. Mas pensar que alguém poderia achar que Zhengting e Justin tinham algo era realmente engraçado.

Será que Yanchen não acharia graça das pessoas pensarem o mesmo dele com Xingjie? Será que tinha tirado conclusões precipitadas?

Balançou a cabeça e se concentrou em se arrumar para voltar a ensaiar. Poderia pensar naquilo depois, porque agora sua prioridade devia ser deixar tudo perfeito para quando Yanchen voltasse do hospital.

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

A apresentação tinha sido maravilhosa. Zeren saiu do palco completamente realizado e sabia que seus colegas estavam se sentindo da mesma forma. Eles encontraram Yanchen (que tinha descido para descansar assim que a música acabou) na ante-sala de resultados e um dos diretores pediu para que eles falassem algumas palavras para os Cidadãos Produtores.

Zeren era bem sincero em dizer que não prestou atenção nas palavras de ninguém. Ele estava mais preocupado em ser o apoio e secar o suor do rosto de Yanchen enquanto ele falava. O mais velho ainda tremia levemente, mas não precisou de ajuda para andar até a sala de resultados.

Os sete sentaram e aguardaram, ansiosos. Zeren segurou a mão de Yanchen sobre a coxa dele e o sentiu apertar seus dedos de leve. Todos tomaram um pequeno susto quando a contagem regressiva apareceu na tela. Era sempre daquele jeito.

A colocação foi aparecendo uma a uma. Dahe ficou em sétimo, sem surpresa para ele mesmo, mas recebendo o apoio de todos. Ling Qi pegou o sexto lugar, mas não pareceu chateado. Para a surpresa de todos, Yu Mingjun ficou em quinto.

Os quarto e terceiro lugares ficaram, respectivamente, com Yixuan e Zhibang. Ver BangBang em terceiro pareceu animar Yanchen, que tinha ajudado muito o pequeno vocalista, já que o mesmo não tinha quase nenhuma noção básica de dança.

As duas primeiras colocações demoraram para aparecer e Zeren não sabia o que sentir. Como competidor, queria ficar em primeiro, mas era sincero o suficiente para saber que Yanchen tinha se esforçado muito mais do que ele. Contudo, o público não parecia ter essa dúvida e, como eram eles quem decidiam, Zeren ficou com o primeiro lugar.

Yanchen não hesitou um segundo antes de abraçar o outro dançarino com força. Quando se separaram, Zeren pôde ver o sorriso de volta ao rosto do mais velho, mas não teve tempo de se prender porque ele foi abraçar os outros meninos.

Ficaram ali na sala por alguns minutos, confortando e parabenizando uns aos outros, até que pediram para que saíssem. O próximo grupo a receber o resultado seria Artist, que estavam finalizando sua apresentação para o público.

- Não é bom você subir pro quarto? O médico disse pra você descansar. – a frase partiu de Zhibang, que se sentia um pouco culpado pelo estado de Yanchen, já que o líder usava seu tempo de descanso para ensiná-lo.

- Eu vou ficar sentado, não se preocupe. – o mais velho sorriu, fazendo um carinho de leve nos cabelos bem alinhados do outro. – E, qualquer problema, Zeren pode cuidar de mim, não é?

A pergunta o pegou tão desprevenido que gaguejou ao responder que sim, recebendo um riso travesso de volta.

Eles voltaram para a sala de espera e encontraram os amigos, que os parabenizaram pela performance.

 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------

 

- Oi, líder. –Zhibang foi o primeiro a entrar no quarto de Yanchen, carregando uma sacola da loja de conveniência e sendo acompanhado pelos companheiros de grupo. – A gente veio ver se você tá melhor.

Yanchen sorriu, sentando na cama e abrindo espaço para os outros cinco se espalharem por perto. Ele recebeu a sacola, cheia de doces e outras comidas de sua preferência e não conseguiu esconder sua emoção pela demonstração de carinho e preocupação de todos ali.

- Eu estou bem melhor. – estendeu a mão para Ling Qi, que estava mais próximo dele. – Já até levei bronca do Xingjie, então eu devo estar parecendo bem melhor, não é? Se não fosse pelo Zhou Rui, eu acho que eu tinha até apanhado. – ele riu de leve e pegou um doce da sacola.

Zeren estava na cadeira do quarto, sentado bem perto do beliche. Seu coração estava muito mais tranquilo agora que via o mais velho rir e sorrir novamente. E ele também via o lado preocupado de Yanchen mais aflorado, já que ele fazia um carinho leve na mão de Ling Qi. O pequeno estava muito chateado com a partida de Dahe da competição, mas não sabia nomear muito bem o que estava sentindo quando foi desabafar com Zeren e Yanchen. Os dois sabiam que ele estava apaixonado, mas preferiram deixar que Ling Qi descobrisse com o tempo, talvez quando o sentimento já tivesse ido embora. Ele era muito novinho ainda, mais novo que Justin, e Zeren não queria que ele tivesse uma impressão ruim do que parecia ser seu primeiro amor.

- Então é o Rui-ge que manda no namoro deles? – Mingjung não pode conter o comentário, tirando risada dos outros. Zeren apenas balançou a cabeça, voltando o foco para a conversa e ficando confuso com a informação. – Se o público fica sabendo, a pose de bad boy dele vai pro buraco.

- Ele faz toda aquela pose no palco, mas é um doce. – Yanchen não se continha ao entregar o companheiro de empresa. Era uma vingança pessoal depois da bronca que tinha levado. – Vocês tinham que ver quando ele se declarou pro Zhou Rui. Música composta por ele, chocolate... Mais um pouco tinha até aliança.

Eles continuavam a conversar sobre as apresentações, destacando os vencedores de cada categoria, mas Zeren não prestava atenção, pensando o quanto tinha sido bobo por nunca ter percebido que Xingjie e Zhou Rui tinham algo. Teve vontade de se bater por ser tão cego. Fingindo que o que tinha ouvido não era nenhuma novidade, voltou a participar da conversa.

- O aniversário do Justin! – Yanchen deu um tapa em sua própria testa ao perceber que o sol já começava a desaparecer e que o quarto estava ficando escuro.

Tinham combinado de comemorar o aniversário do mais novo naquela noite e não queria perder. Justin era muito querido por todos e a festa que prepararam o faria perceber isso, ou pelo menos era o que esperava.

- Verdade... Melhor a gente ir se arrumar antes de descer. Vai ser no refeitório, né? – Zhibang levantou e logo todos estavam saindo para seus dormitórios.

Todos menos Zeren, que logo ocupou o lugar de Ling Qi e recebeu um sorriso de Yanchen. Ele estava decidido a contar o que sentia pelo mais velho, pois não gostava de esconder coisas e agora sabia que não arrumaria uma confusão se o fizesse.

- Quer que eu arrume seu cabelo? – o mais velho se ofereceu, mas não obteve resposta. – O que foi?

- Eu gosto do seu sorriso... – era estranho falar de seus sentimentos assim, mas Zeren sentia que tinha perdido muito tempo e queria que Yanchen soubesse o que sentia, mesmo que a recíproca não fosse verdadeira. – É bonito.

O queixo de Yanchen caiu e ele não soube o que dizer. Sentiu seu rosto esquentar com o elogio gratuito, mas não desviou o olhar. O que estava acontecendo ali?

Ele viu o outro respirar fundo, como se arrumasse coragem para continuar, mas nada saísse. Aquilo o frustrava também, porque queria ouvir mais. Queria entender aquela situação, então ficou em silêncio esperando.

Zeren mordeu o lábio inferior.

- Eu gosto da sua risada também. De como seus olhos brilham quando você ri ou quando está dançando. Gosto quando arruma meu cabelo, mesmo quando não tem muito tempo pra arrumar o seu. E eu gosto de como você não se importa que eu fique por perto, mesmo quando eu estou pendurado em você ou sendo extremamente grudento.

Yanchen riu, porque aquela última parte era bem real. Zeren gostava de contato físico, então não era difícil vê-lo pendurado no maior ou abraçado a ele. Assim como não era difícil perceber que Yanchen adorava tudo aquilo.

Não tinha como mentir e dizer que o que sentia por Zeren era apenas amizade, mas estava longe de saber nomear o que era. Sentia-se atraído, confortável, instigado a saber até onde poderiam ir. E tudo parecia tão certo quando estavam daquela forma. Juntos.

Vendo que pareciam faltar palavras para que Zeren continuasse se expressando, Yanchen se inclinou, capturando os lábios grossos em um selinho rápido. Mas não teve tempo de se afastar depois, já que Zeren segurou sua nuca e o puxou para um beijo de verdade.

Diferente do que Yanchen esperava, o beijo não era afoito, mas intenso e o fazia agradecer por estarem sentados, pois seu corpo se derretia com o quão bom era aquele contato. A mão que segurava sua nuca não o fazia com força, mas sim com precisão, enquanto a outra deslizava com suavidade por uma de suas coxas.

- Eu gosto de você. – Zeren sussurrou contra os lábios alheios, vendo Yanchen se arrepiar e suspirar. – Gosto muito...

Yanchen sorriu e voltou a beijá-lo. E aquela era a melhor resposta que Zeren poderia receber.

Tudo estaria perfeito enquanto Yanchen continuasse sorrindo para ele.

Dec. 3, 2018, 1:44 a.m. 0 Report Embed 0
The End

Meet the author

Rak Black Potterhead. Kpopper. Apaixonada por cpop e rap chinês. Aprendendo Mandarim. Sonhando em sumir no mundo. Ouvir música, ler e escrever são as coisas que me movem.

Comment something

Post!
No comments yet. Be the first to say something!
~